13 - ago

Obesidade – Tecido adiposo: Mediadores lipídicos

Categoria(s): Bioquímica, Conceitos, Farmacologia e Farmácia, Imunologia, Inflamação

Obesidade: Mediadores lipídicos

Ácido araquidônico – eisosanóides

Os lipídeos, as proteínas e os carboidratos são as principais macromoléculas biológicas. No organismo os lipídeos podem apresentar-se com estruturas cíclicas como o colesterol ou alongadas como os fosfolipídios. Apresentam alto valor calórico, são os principais constituintes estruturais das membranas celulares e podem exercer atividades hormonal (glicocorticóides, mineralocorticóides, estrogeno, progesterona e testosterona) ou atuarem como mediadores lipídicos, como os leucotrienos  e as prostaglandinas, que possuem papéis fisiológicos e inflamatórios fundamentais para a homeostasia e proteção contra infecções, respectivamente. Além disso, estes mediadores podem agravar patologias inflamatórias como asma, artrite reumatóide, aterosclerose.

Os mediadores lipídicos apresentam ação parácrina, ou seja  agem sobre células vizinhas a ela, e são  derivados de fosfolipídios presentes na membrana nuclear ou em compartimentos intracitoplasmáticos como os corpúsculos lipídicos*.

O ácido araquidônico, presente nos fosfolipídios de membrana, são liberados pela ação de enzimas como a fosfolipases A2 (PLA2). Este ácido araquidônico livre pode gerar diversos metabólitos biologicamente ativos, chamados eicosanóides, em reação catalisada pela ação de dois tipos de enzimas as cicloxigenases (COX) ou lipoxigenases (LOX), sendo convertido a prostaglandina (PG) H2.

As prostaglandinas sintases de células específicas catalisa a conversão de prostaglandinas H2 em produtos finais biologicamente ativos como prostaglandina E2, prostaglandinas F2, prostaglandinas D2, prostaglandinas I2 e tromboxano A2, produtos estes conhecidos como prostanóides.

O ácido araquidônico pode ser metabolizado por diferentes lipoxigenases  convertidos a ácidos hidroxieicosanóides (HETEs) e leucotrienos (LTs).

* Os corpúsculos lipídicos representam um estoque intracelular de diversos tipos de proteínas, como citocinas e quimiocinas, e aquelas envolvidas com o metabolismo de lipídeos. Estas organelas apresentam também fosfolipase A2 citosólica (cPLA2), ácido araquidônico livre e diversas enzimas envolvidas no metabolismo do ácido araquidônico, o que as caracteriza como sítios ativos de produção de mediadores lipídicos. Os leucotrienos e as prostaglandinas, assim como todos os outros metabólitos ativos derivados do ácido araquidônico, são chamados coletivamente de eicosanóides.

Referências:

Bachmann MF, Koff M – Balancing protective immunity and immunopathology. Curr Opin Immunol. London,  2002; 14(4):413-419.

Benjamim CF, Canetti C, Cunha FQ, Kunkel SL, Peters-Golden M – Opposing and hierarchical roles of leukotrienes in local innate immune versus vascular responses in a model of sepsis. J immunol. Baltimore,2005;174:1616-1620.

Tags: , , , , , , ,

Veja Também:

Comentários    




" A informação existente neste site pretende apoiar e não substituir a consulta médica.
Procure sempre uma avaliação pessoal com um médico da sua confiança "