18 - abr

Cicatriz cirúrgica – Abertura dos pontos

Categoria(s): Dermatologia geriátrica, Infectologia, Inflamação, Nutrição

Inflamação

Nas cirurgias o não fechamento do abdome ao final do processo cirúrgico é muito raro. Entretanto, ao ser realizada a sutura cirúrgica, o cirurgião defronta-se com um de seus maiores desafios: impedir a abertura dos pontos cirúrgicos. A incidência de rutura da ferida operatória varia de 0,5% a 3%, permanecendo inalterada desde os anos 50, apesar dos avanços científicos e compreensão melhor dos fenômenos cicatriciais deste último século. Entre os fatores que necessitam de uma prévia análise pelo grupo cirúrgico, no sentido de previnir a abertura do corte cirúrgico destacam-se: anemia, baixa da albumina plasmática (hipoalbuminemia), desnutrição proteico-calórica, obesidade, neoplasias, icterícia, uremia, uso de corticosteróides, necessidade de assistência ventilatória.

Devemos lembrar que a boa cicatrização cirúrgica depende do adequado processo inflamatório desde os planos profundos da cirurgia. Assim, pacientes nutridos, com boa vascularização no local cirúrgico e cirurgia isenta de contaminação com boa técnica cirúrgica o sucesso na cicatrização é alto.

Deiscência cirúrgica – O termo deiscência refere-se à perda do contato entre as bordas de um lesão cirúrgicamente aproximadas, seja por pontos com fios de sutura, colas biológicas ou adesivos.

 

Tags: ,

Veja Também:

Comentários    




" A informação existente neste site pretende apoiar e não substituir a consulta médica.
Procure sempre uma avaliação pessoal com um médico da sua confiança "