25 - abr
  

Dispepsia – Causa orgânica: Desconforto gástrico

Categoria(s): Enfermagem, Gastroenterologia, Inflamação




Dispepsia

 

Entendendo os sintomas dispépticos de origem orgânica

DISPEPSIA

Os pacientes portadores de um quadro dispéptico decorrente de gastrites agudas ou crônicas apresentam desconforto gástrico com sensação de empaxamento pós-prandial.

Gastrites agudas – As agudas são causadas por toxinas alimentares ou ação de agentes patogênicos, como o rotavírus. A sensação é de plenitude gástrica e dores no epigástrico algumas horas após a alimentação, por vezes ocorre azia, arrotos chocos e cefaléia. Quando a causa é infecciosa surge mal-estar geral, febre e cólicas abdominais, acompanhando o quadro dispéptico.

Gastrites crônicas – Nas gastrites crônicas existe uma inflamação e alteração das células da musosa gástrica, ocorre pontos de hiperemia e hemorragia. Nos exames histológicos observa-se infiltrado inflamatório crônico (predomínio linfo-monocitário). O paciente queixa-se de um digestão lenta, flatulência, dores vagas no abdome superior, arrotos chocos e empaxamento gástrico. Pode ocorrer anemias do tipo megaloblástica (carência de vitamina B12) ou ferro priva (carência de ferro e ácido fólico) por atrofia da mucosa gástrica.

Úlceras pépticas – As úlceras pépticas, gástricas ou duodenais, têm como fatores etiopatogênicos considerados, infecção pelo Helicobacter pylori, uso de antiinflamatórios não-hormonais, uso de ácido acetilsalicílico, e situações de estresse. Para a gastrite erosiva, acrescentam-se causas metabólicas, como o que acontece na insuficiência renal. As pessoas portadoras de úlcera péptica gástrica frequentemente têm concomitante gastrite. Nos ulcerosos duodenais há hipercloridria, azia, pirose (refluxo gastroesofágico), intolerância a alimentos ditos secretagogos como: banana, sardinha, depumados e sobretudo café e cigarro. Geralmente são pessoas ansiosa, estressadas e competitivas consigo e com as pessoas do seu convívio social próximo.

Câncer gástrico – O câncer gástrico, geralmente, produz acloridria (falta de produção de ácido clorídrico pelo estômago) e gastrite atrófica. Os sintomas dispépticos são imprecisos e vagos e o que faz suspeitar do diagnóstico é a idade (acima de 50 anos), emagrecimento inexplicável, arrotos chocos, inapetência, intolerância a carnes e dores na região do epigástrio.

Veja mais – Câncer do estômago

<< O que é dispepsia?   Quais as causa da dispepsia? >>

 

Tags: , , , ,




Comentário integrado ao Facebook:


Deixe seu comentário aqui !