Arquivo de 4/ago/2012





04 - ago

Demência e Distúrbios da Sexualidade nos idosos

Categoria(s): Gerontologia, Psicologia geriátrica, Sexualidade e DST, Sociologia, Terapeuta ocupacional

Orientações

O idoso demente, no curso da sua doença pode, em algumas ocasiões, apresentar um comportamento sexual inadequado levando ao constrangimento  do familiar que o esta acompanhado, embora isso não seja comum. Tal comportamento pode ser tirar a roupa em público, acariciar os genitais ou tocar alguém de maneira inadequada.

Como agir nestas ocasiões?

A melhor resposta é tentar não reagir e lembrar-se que este comportamento é decorrente da doença e não por vontade própria. Assim, de maneira calma e tranquilatente tente distrair a pessoa com outra atividade.

 

sexualidade

Quando o familiar (esposo ou esposa) quer fazer sexo várias vezes no mesmo dia, como agir?

Este desvio também faz parte do quadro demencial e a pessoa nem se lembra que havia acabado de fazer sexo e volta a sentir “desejo” novamente. Este comportamento sexual pode ser causado por excitação do sistema límbico (região do sistema central do responsável pela emoções e sexualidade) pela doença ou  por medicamentos utilizados. Assim, a necessidade de uma consulta com médico que está acompanhando o paciente no sentido de achar uma maneira de controlar a situação sem deixar o paciente agressivo. Muitos cônjuges optam por dormir em quarto separados, porém esta decisão é difícil e particularizada a cada familia.

Devemos lembrar que o sexo na terceira idade ainda é, nos dias de hoje, tema de tabu e preconceito. Tudo isso porque antigamente não se podia discutir este assunto em família. As informações eram poucas e se tinha uma visão prejudicada do sexo. O que acontece hoje é que boa parte dos idosos e, principalmente, das famílias ainda não aceita que se fale abertamente sobre o assunto. Uma herança religiosa e cultural, que tinha como principal aspecto a reprodução e preservação da espécie e não o prazer.

Quando estes distúrbios estão ocorrendo é muito importante relatar o fato ao médico, pois existem casos de câncer do sistema nervoso central que se manifestam com estes distúrbios.

Efeitos adversos de alguns medicamentos: Priapismo do clitóris (nefazodona e fluvoxamina), aumento na libido (fluvoxamina, bupropiona e trazodona) e orgasmos espontâneos (clomipramina e fluoxetina).

Referência:

Kristensen, E. – Sexual side effects induced by psychotropic drugs. Dan Med Bull 49 (4): 349-352, 2002.

Tags: , ,

Veja Também:

Comments (1)    




" A informação existente neste site pretende apoiar e não substituir a consulta médica.
Procure sempre uma avaliação pessoal com um médico da sua confiança "