13 - mai
  

Doença meningocócica – O que é?

Categoria(s): Emergências, Infectologia, Neurologia geriátrica, Programa de saúde pública




Dicionário

A doença meningocócica é uma infecção bacteriana aguda, rapidamente fatal, causada pela Neisseria meningitidis. Esta bactéria pode causar inflamação nas membranas que revestem o sistema nervoso central (meningite) e infecção generalizada (meningococcemia).

Os pacientes, geralmente crianças, podem apresentar-se consciente, sonolento, torporoso ou em coma. As lesões da pele são exuberantes com manchas equimóticas em todo o corpo. O exame neurológico mostra os reflexos superficiais e osteotendinosos presentes e normais.

Os sintomas são caracterizados por febre e bacteremia, simulando uma infecção respiratória, quase sempre diagnosticada por hemocultura. Porém, em geral, o quadro é grave, a exemplo de septicemia (meningococcemia), caracterizada por mal estar súbito, febre alta, calafrios, prostração, acompanhada de manifestações hemorragicas na pele (figura), e, ainda, sob a forma de meningite, com ou sem meningococcemia, de início súbito, com febre, dor de cabeça intensa, náuseas, vômitos e rigidez de nuca, além de outros sinais de irritação meningea.

A apresentação mais grave da doenca é a meningoencefalite, na qual ocorre depressão sensorial profunda, sinais de irritação meníngea e comprometimento dos reflexos superficiais e osteotendinosos. Delírio e coma podem surgir no início da doença, ocorrendo, as vezes, casos fulminantes, com sinais de choque.

É a meningite de maior importância para a saúde pública, por se apresentar sob a forma de ondas epidêmicas que podem durar de 2 a 5 anos. Tem distribuição universal e os casos ocorrem durante todo o ano (forma endêmica).

O diagnóstico precoce e a qualidade da assistência contribuem para a redução da letalidade.

Referência:

http://www.cremerj.org.br/publicacoes/145.PDF

 

Tags: , , ,




Comentário integrado ao Facebook:


Deixe seu comentário aqui !