17 - abr
  

Análise de lavado brônquico

Categoria(s): Caso clínico, Infectologia, Pneumologia geriátrica, Semiologia Médica




Interpretação clínica

  • Mulher de 62 anos, portadora de infecção pelo HIV, com contagem de células CD4 abaixo de 19/µl por vários anos, a despeito de uma adesão intermitente a vários esquemas anti-retrovirais. Sua carga viral é maior do que 100.000 cópias/ml.
  • Apresenta-se no consultório por causa de febre e tosse. A radiografia de tórax mostra um infiltrado intersticial difuso em ambos os campos pulmonares inferiores. A saturação de oxigênio, no ar ambiente, é de 85%, pela oximetria de pulso.
  • Foi realizada uma broncoscopia por fibra óptica, com lavagem broncoalveolar. Nenhuma lesnao foi observada na inspeção da árvore traqueobrônquica.

Neste caso, o que podemos observar no lavado broncoalveolar?

A pesquisa de microorganismos acidorresistentes (seta na imagem C) no lavado broncoalveolar pode ser o Mycobacterium tuberculosis (agente causador da tuberculose humana) como o complexo Mycobacterium avium. Os microorganismos acidorresistente aparecem corados em vermelho no exame do escaro.

A cultura do Mycobacterium é demorada, porém os testes de hibridização do ácido nucleico do M. tuberculosis são suficientemente específicos na presença de um esfregaço positivo para premitir o início do tratamento e continuaçnao do estudo de isolamento apropriado do agente infeccioso.

Nessa paciente o organismo Mycobacterium pode ser um co-patógeno com outro microorganismo como o Pneumocystiis carinni.

A ausência de lesões, especialmente úlceras, na árvore traqueobrônquica praticamente exclue vírus herpes simples, além do que esta causa é rara nesta população de pacientes. assim como, citomegalovírus e Mycobacterium avium.

Quando citomegalovírus e herpes símples crescem em cultura do lavado traqueoalveolar, provavelmente representam contaminação a partir do trato respiratório superior.

Referência:

Fallon J – Pulmonary manifestations of human immunodeficiency virus infection. In: Mandell GL, Douglas RG, Bennett JE, Dolin R, eds Principles and Practice of Infectious Diseases 5th ed. New York, NY: Churchill Livingstone;199:3005-3019.

Tags: , , , , , , ,




Comentário integrado ao Facebook:


Deixe seu comentário aqui !