07 - jan
  

Dor Lombar – Estenose do canal medular

Categoria(s): Caso clínico, Ortopedia geriátrica, Reumatologia geriátrica




Interpretação clínica: Lombalgia – Estenose do canal medular

  • Homem de 63 anos se apresenta com queixa de piora na dor lombar que vem tendo há mais de 2 anos. Recentemente a dor começou a se irradiar para a região posterior das pernas quando faz uma caminhada. A dor acentua-se quando fica ereto e melhora quando se senta. A dor é menor quando está subindo ladeiras que quando está descendo. Notou que está apresentando dificuldade para iniciar a micção.
  • Ao exame físico apresenta mobilidade reduzida da coluna vertebral na região lombar. O teste de Lasègue* foi negativo. Os pulsos pediosos estão diminuídos e os reflexos do tornozelo estão reduzidos bilateralmente.

Qual o diagnóstico mais provável?

Os sintomas de dor que piora com a deambulação e melhora com a flexão, no ato de sentar ou ao subir ladeira, são característicos de estenose da coluna lombar. O encarceramento ósseo das raízes lombares pela degeneração do disco osteoartrítico é mais comum nos pacientes com idade acima de 60 anos.

A figura abaixo ilustra a estenose do canal medular (no detalhe o canal medular normal) com crescimento ósseo do lado esquerdo, ocorre deformação do canal medular empurando a coluna espinal sobre a parede do lado direito.

A espondilolistese, a espondilite anquilosante e a herniação dos conteúdos do disco intervertebral são causas de lombalgia, especialmente nos adultos jovens.

* Teste de Lasegue – O teste de Lasegue é útil na detecção de processo compressivo do nervo ciático. Deve ser realizado com o paciente em decúbito dorsal, elevando-se passivamente a perna com o joelho em extensão completa; a positividade do teste ocorre quando o paciente refere dor na face posterior da perna a partir de 30° de elevação. A presença de dor contralateral nesta manobra sugere lesão central de grande volume no canal medular (geralmente hérnias mediolaterais extrusas).

Veja:

Dor lombar nos idosos – Avaliação clínica

Estudo de caso – Compressão medular

Referências:

Jensen OH, Schmidt-Olsen S – New functional test in the diagnostic evaluation of neurogenic intermittent claudication. Clin Rheumatol 1989;8(3):363-367.

Katz JN, Dalgas M, Stucki G, Katz NP, Bayley J, Fossel AH et al – Degenerative lumbar spinal stenosis. Diagnostic value of the history and physical examination. Arthritis Rheum. 1995;38(9):1236-1241.

Tags: , , , , , , ,




Comentário integrado ao Facebook:


2 Comments »

  1. george comenta:

    26 março, 2009 @ 11:14 PM

    eu quero saber qual é o plano de tratamento e como eu faço os testes especificos de um paciente que sente dor na regiao lombar da coluna com irradiação para membros inferiores. Relata q sente dor ao realizar flexao de tronco, dor na palpação na mesma.

  2. Angela Maria comenta:

    14 setembro, 2009 @ 7:56 PM

    Gostaria de saber o que pode significar dor, inicialmente fraca, na região da garganta que vai ficando mais forte quando irradia para a parte de trás das costas, como se estivesse apertando, até quase me sufocar (inicia fraca e vai ficando forte a medida que vai para a região das costas, na altura do pulmão). Tenho artrose na coluna e comecei a fazer RPG duas vezes por semana, porém a dor está se tornando mais frequente.

Deixe seu comentário aqui !