09 - dez
  

Sistema Imunológico – Eosinófilo: Forma e função

Categoria(s): Bioquímica, Conceitos, Dicionário




Dicionário

EOSINOFILO

O eosinófilo é um granulócito da linhagem celular mielóide. Tem núcleo bilobado e grânulos birrefringentes brilhantes contendo proteínas carregadas cationicamente, que têm alta afinidade pela eosina (corante utilizado para estudar as células no microscópio). Constitui cerca de 2% a 4% dos granulócitos do sangue periférico. Sua formação leva cerca de oito dias na medula óssea, quando é transportado para circulação sangüínea, tendo meia-vida circulante de 8 a 12 horas. Posteriormente, migra para os tecidos, principalmente tratogastrointestinal (TGI), timo, órgãos hematopoiéticos e glândulas mamárias. Nos tecidos em atividade por cerca de uma semana, quando entra em processo de apoptose e são eliminados pelos macrófagos.

A associação entre eosinófilo e doenças alérgicas é conhecida a muito tempo, porém até 1980 acreditava-se que estas células tivessem ação antiinflamatória. Esse conceito mudou após a verificação da alta toxicidade das proteinas contidas nos grânulos dos eosinófilos. Na atualidade os eosinófilos são considerados células pró-inflamatórias que aparecem nas manifestações das doenças alérgicas.

O eosinófilo é capaz de sintetizar mais de 28 substâncias, cujo mRNA e proteínas, já foram totalmente identicados, como as interleucinas, as quimiocinas e fatores de crescimento, que modulam a resposta imune. Estas substâncias são estocadas em pequenas vesículas secretórias, sob a forma de grânulos cristalóides, que são rapidamente liberadas no meio circundante após serem recrutados e estimulados.

Pacientes com doenças que cursam com eosinofilia possuem duas populações de eosinófilos no sangue peiférico que podem ser distinguidas de acordo com a sua densidade em “normodensos” e “hipodensos”. Em pessoas normais 90% dos eosinófilos são do tipo normodensos, ao passo que, nas síndromes eosinofílicas a porcentagem de eosinófilos hipodensos chega à 90%.

O avanço nos conhecimentos da estrutura celular e da biologia molecular do eosinófilo começa a elucidar as várias vias da sinalização transmembrana que transmitem informações de fora para o interior da célula através da interação agonista-receptor, ativando a resposta do eosinófilo e sua participação funcional na inflamação regulada pelos seus múltiplos mediadores liberados no próprio local da reação inflamatória.

Patogênese – A partir de um estímulo antigênico respiratório ou gastrointestinal ocorre síntese, adesão e diapedese de eosinófilos. Uma cascata de eventos resulta na ativação de células Th2, com liberação de várias citocinas (incluindo interleucinas IL1, IL3, IL4, IL5, IL13) e mediadores inflamatórios, como leucotrienos, fator de ativação plaquetária, eotaxinas, substância P e polipeptídeo intestinal vasoativo.

O papel central no recrutamento antígeno-mediado de eosinófilos cabe ao fator de necrose tumoral alfa (TNF-alfa), às leucotaxinas e à interleucina-5. Eles agem induzindo crescimento, diferenciação e ativação do eosinófilo em nível medular, levando a uma eosinofilia periférica, com posterior migração do eosinófilo para os tecidos, causando infiltrado inflamatório e edema, podendo levar a uma fibrose e subseqüente alteração da arquitetura do órgão.

Referência:

Straumann A, Simon HU. – The physiological and pathophysiological roles of eosinophils in the gastrointestinal tract. Allergy 2004 59:15-25.

Kroegel C, Virchow JC, Luttamnn W, Walker C, Warner JA – Pulmonary immune cells in heath and disease: the eosinophil leucocyte (part I). Eur Respir J 1994;7:519.

Tags: , , , , ,




Comentário integrado ao Facebook:


3 Comentários »

  1. sandra regina alves borges comenta:

    25 janeiro, 2009 @ 9:16 PM

    gostariam que me ajudasse tenho um sorologia de herpes zoster simples igg e igm positivo e herpes zoster igg 488 igm neg e sintomas de neurite os medicos não consideram e não me tratam e cada dia que passa piora cada vez mais perdas de movimentos aonde queima nos nervos e como se tivesse lesado depois me ajudem

  2. luciana comenta:

    14 fevereiro, 2012 @ 3:54 PM

    Boa Tarde.

    Minha mãe tem 71 anos e no exame de sangue dela deu 0% e 0 mm3 de eosinofilos, pela referencia o normal seria apartir de 5% e apartir de 40 mm3. o que pode ser? ela tem sentido todo dia varias vezes ao dia muitos tremores no corpo incontrolavéis tem alguma coisa a ver com esse resultado?

    Obrigado.

  3. Alessandra Aline comenta:

    25 maio, 2012 @ 9:51 PM

    Olá ,
    No meu resultado foi
    Eosinofilos 0,3% 30 / mm3 e lá fala que o valor de referencia é
    50 a 500/ mm3 isso é bom ou é ruim? O que devo fazer caso seja ruim?

    Desde já agradeço!! Att Alessandra Aline

Deixe seu comentário aqui !