09 - nov
  

Tromboflebite – O que é?

Categoria(s): Angiologia Geriátrica, Dicionário, Hematologia geriátrica




Dicionário

Tromboflebite

Abstrat:
Thrombophlebitis is swelling (inflammation) of a vein caused by a blood clot. Thrombophlebitis can appear in patients hospitalized for a major surgery or with a major illness; disorders that make more likely to develop blood clots as to stay sitting for a long period of time (such as on a long airplane trip). The health care provider can usually diagnose the condition based on how the affected area looks, as: inflammation (swelling) in the part of the body affected; pain in the part of the body affected; skin redness; warmth and tenderness over the vein. In general, treatment may include support stockings and wraps to reduce discomfort as well as medications such as: Analgesics (pain killers); Antibiotics (if infection is present) and anticoagulants (blood thinners) to prevent new clots from forming.

 

 

A tromboflebite é caracterizada por um quadro de dor e hiperemia localizada, na trajetória da veia acometida por irritação contínua do endotélio seguida de uma colonização bacteriana. A lesão apresenta-se hiperemiada, edemaciada e com a presença de um cordão palpável (foto). A veia geralmente evolui para um cordão endurecido e indolor, que com o passar do tempo desaparece totalmente. Esta evolução não dura mais que um mês, e dificilmente evolui para embolia pulmonar.

A causa mais comum é a iatrogênica, provocada pelas agressões químicas (soluções concentradas) e mecânicas (punções e cateterizações). Menos comum são as de origem endoteliais como doenças de Behçet, Mondor e Buerger. Hematológicos como deficiência de antitrombina III, co-fator II da heparina, proteinas C e S, fator XII, defeitos no sistema fibrinolítico, alterações do plasminogênio, desfibrinogenemia, anticoagulante lúpico e sindrome do anticorpo anticardiolipina.

Pode ocorrer tromboflebite por condições que levam a alterações secundárias da coagulação, como neoplasia, gravidez, uso de cotraceptivos, sepcemias, varizes e imobilização pós-operatória.

Diagnóstico – O exame clínico é o principal elemento diagnóstico das tromboflebites superficiais.
Pode-se lançar mão de recursos por imagem como o ultrasson com doppler, principalmente nas tromboflebites extensas de membro inferior que podem evoluir com uma trombose venosa profunda.

Tratamento – O tratamento consiste em afastar a causa base da doença e na adoção de certas
condutas: compressão elásticas do membro, se possível; estimular a deambulação; promover a elevação do membro; instituir o uso de calor local e antiinflamatório; o uso de antibiótico será destinados aos casos de infecção ativa, como nas flebites sépticas; anticoagulantes será reservados para casos específicos, como trombose extensas e ou tromboflebites rebeldes que estejam progredindo e ameaçando o sistema venoso profundo.

Referências:

Lastória, S. Tromboflebite superficial. In: Maffei FHA, Lastória S, Yoshida WB, Rollo HA. Doenças vasculares periféricas. 2a edição. Rio de janeiro: MEDSI; 1995. p. 831-840.

Pitta GBB. Urgências vasculares. In: Batista Neto J. Cirurgia de urgência: condutas. Rio de Janeiro:Revinter; 1999. p. 513-519.

Tags: , , ,




Comentário integrado ao Facebook:


28 Comentários »

  1. EDEMIR MIRANDA ELPIDIO comenta:

    18 março, 2009 @ 11:15 AM

    PREZADOS SENHORES
    TENHO UMA FILHA DE 14 ELA TEM TROMBOFLEBITE NA PERNA ESQUERDA,
    GOSTARIA DE SABER SE ELA PODE USAR TENSOR NO LOCAL PARA EVITAR
    PANCADAS,(tensor nao apertado)…….
    GRATOS

    EDEMIR MIRANDA ELPDIO
    STA.BARBARA DÓESTE-SP

  2. HELENA A. T. TERRIN comenta:

    10 abril, 2009 @ 3:42 PM

    PASSEIA POR UMA TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA UTERINA, POR (“CONTRASTE IODADO”), INTRAVENOSO, NA QUAL NÃO FOI INJETADO NA MINHA CORRENTE SANGUINIA, POIS PERDEU A MINHA VEIA E FOI INJETADA NO SBCULTANEO DA MINHA MÃO ESQUERDA, POIS TINHA PERDIDO UMA VEIA DE MAIOR CALIBRE ENTRE O BRAÇ E O ANTEBRAÇO QUE FOI COLOCADO EM MINHAS MÃO ESQUERDA E NO BRAÇO DIREITO, O CONTRASTE DA MINHA FOI QUASE TODO ENJETADO NA PARTE SUBCULTANEA DA MINHA MÃO, POIS O CALIBRE DA VEIA DA MÃO NÃO SUPORTOU E SAI FORA , PASSEI HOSPITALIZADO E COM QUADRO DE ESQUIMIA. TROMBFBLITE, ENCHAÇO, DORES TERRIVEI, QUEIMAÇÕES ,ROXIAMANTO NAS MÃO, MÃO GELADA QUASE SEM CIRCULAÇÃO, INSENCIBILIDADE, FALTA DE FORÇA NA MÃO..ETC..QUERO SABER QUAIS OS RISCOS E CONSEQUENCIAS QUE ESSE CONTRSRTE, ENJETADO DE FORMA ERRADA, E QUAIS AS CONSEQUENCIAS FUTURAS PARA MIM??? MUITO OBRIGADA..TENHO URGENCIA NA RESPOSTA,POR FAVOR…HELENA

  3. Lucia Oliveira de Albuquerque comenta:

    10 abril, 2009 @ 6:00 PM

    Como foi citado me chamo Lucia, tem 48 anos e aos 41anos após uma recuperação de um cateterismo a enfermeira do quatro orientou-me permanecer com a perna esticada e dura, fiquei por perído de 4 horas, ao me levantar para tomar banho ao colocar o meu´pé direito no chão deu uma forte dor na minha perna precisamente no ínicio da perna, vim para minha casa onde a dor não passou, isto ocorreu de 01/02/2001, voltei ao hospital no dia 02/02/ por não soportar tanta dor procurei a médica que havia me atendido, falei para ela o ocorrido e a mesma me encaminhou para a emergencia, tirei uma ultrasonografia doopler onde foi constado a trombose, a Dr. Luciana disse-me que se o problema fosse um poquinho acima de onde havia lesionado eu iria para a sala de cirurgia, recomendou medicamentos, repouso absoluto durante 7 dias, seguir a risca quando voltei para mesma ela ficou feliz pelo resultado e disse que eu teria que usar meias kendell para o resto da minha vida, comprei as meias mas ao usá-las comecei a fica com as duas pernas completamente enchadas e a ter ditensões ombros, firmei um proposito com DEUS, tirei as meias e para HONRA E GLÓRIA DO SENHOR JESUS NUNCA MAIS FIQUEI ENCHADA, e neste meio termo conheci uma cirurgiã cardiovascular que me orientou com remedio feito com erva, eu não conseguia fazer exame de sangue sem que meu braço não ficasse enchado dolorido devido as agulhas, após a ingestação do chá durante muito anos , faço meu exame sem sofrer nenhuma dor ou sequela, e hoje eu não tomo remédio de qualquer formar, fiquei sabendo o que realmente acontecera comigo atrvés do meu ginecolista o qual havia feito em mim uma ciurgia de retirada do utero e perineo, ele ficou estarrecido com o fato, daí então eu fui entender o que de fato havia acontecido comigo. Hoje tenho uma normal trabalho mas evito ficar muito tempo em pé ou sentada. AGRADEÇO A DEUS POR TUDO QUE ELE ME PROPOCIONADO, POIS NÃO CAI UMA FOLHA SE ELE NÃO PERMITIR.

  4. David Wallace comenta:

    14 janeiro, 2010 @ 10:46 AM

    Tenho um no meu antebraço direito após ter tomado sôro, depois de 10 dis fui ao médico e ele disse que era isso, estou tomando o remédio VENALOT de 8 em 8 horas, e passo de vez enquando um gel REPARIL na região onde dói, já tomei completando hoje 6 comprimidos e ainda dói parte da veia do antebraço e continua inchado.

    Eu faço compressa de água morna de quantas e quantas horas???? ( Ou quantas vezes por dia???)

    Será que vou ficar realemente bom???

    Agradeço o retorno!

    Abraços

  5. lucielma comenta:

    30 janeiro, 2010 @ 12:58 PM

    após uma cirugia usando 2 medicamentos na veia do antebraço fiquei com um nó na veia e dolorido fiz compresa de agua quente
    e agora espalhou em mais oumenos dez cm com a veia dura, a veia pula de um lado para outro quando fico tocando nela,e
    continua dolorido q faço?
    grata
    aguardo retorno

  6. lucielma comenta:

    30 janeiro, 2010 @ 1:03 PM

    minha veia esta dura e doendo depois que fiquei dois dias tomando medicação q fasso?
    p favor me retorne.

    grata

  7. Monica Duarte comenta:

    12 março, 2010 @ 1:43 PM

    Olá, meu esposo esta internado a 45dias fez duas cirurgias abdominais e agora diagnosticaram várias doenças, esta sem previsão de alta, a exemplo: pneumonia, gordura no figado, trombose (braço, mão e perna e pé esquerdo – com muiiiito inchaço) flebite, brida nas alças do intestino, esofagite, e para completar ele fez quimio até setembro/2009 e não tem veias de acesso facil, ainda diagnosticaram bacteremia na aorta onde pulcionaram e bacteremia no corte do abdome foi efetuada a cultura, mas ainda não saiu o resultado.Peço ajuda relacionado ao pós, ou seja o que posso fazer para auxiliar na recuperação, exemplo massagear o local? compressa? creme? como amenizar o desconforto dele.

    Fico no aguardo, muito obrigada.

  8. Adriana Santos comenta:

    13 maio, 2010 @ 9:44 PM

    Olá,Boa noite, passei por uma cirurgia de mama acessoria na região da axila há 2 meses, meu antebraco está com a veia repuxando, fiz o ultrassom de doppler, segundo o medico disse que é tromboflebite, gostaria de saber se tem tratamento e se demora muito para a cura ? desde já agradeco.

  9. Rita de Cássia Rosa Rangel comenta:

    5 julho, 2010 @ 9:23 PM

    Estou precisando de ajuda , pois tenho troboflebite nas duas pernas, sendo que a esquerda é pior. Estou fazendo uso de bezetacil a cada 7 dias, anticoagulante e antiinflamatório, mesmo assim não tenho tido resultado. Por favor me deem uma resposta. Fico no aguardo. obrigada

  10. sandra lobo santos comenta:

    5 março, 2011 @ 2:41 PM

    operei minhas varizes hoje estou com tromboflebite não sei se foi por ter operado ou já estava quero saber se tem cura .
    é qual o melhor tratamento para tramboflebite. trabalho muito tempo em pé isso é ruim ou não tem nada ve . espero resposta . obrigado.

  11. Juliana M. comenta:

    8 setembro, 2011 @ 4:15 PM

    Olá. Minha mãe tem 53 anos e foi operada da vesícula, após 2 meses ela teve trombose na perna direita, ficou hospitalizada por 3 dias para tratamento e após utilizou meia compressiva (até os joelhos) por seis meses durante esse processo sempre teve muita dor na panturrilha após esse período o médico suspendeu o uso da meia, ela também fez tratamento com varfarina e tomou antibióticos, porem passado todo o tratamento ela não suporta as dores na panturrilha que são diárias, o mesmo havia á informado que ela teria tromboflebite e que suas fibras musculares estariam rompidas, porem já fez tratamento com remédio e as dores não passam. O que pode ser. Fico no aguardo. Obrigada.

  12. Izilda Pereira comenta:

    7 março, 2012 @ 3:45 PM

    Meu nome é Izilda tenho 58 anos.Ah quinze dias atrás fui picada por um inseto a qual eu não sei qual foi nos braços e pernas tive uma gd alergia fiquei internada uma semana tomando antibióticos,melhorado um pouco,agora apareceu um vermelhidão ao longo da veia da perna esquerda,apalpando-se sente uma cordão endurecido,quente com inchaço e que doi mto,em geral bem acentuado.Estou novamente tomando antibióticos,mas não dando resultado.Po favor me uma resposta .Os médicos me trata de uma doença chamada de TROMBOFLEBITE .Será que tem cura?Desde de ja meu mto obrigada.

  13. erickson rodrigues santos comenta:

    26 março, 2012 @ 5:27 PM

    Olá. alguns dias atrás fiz uma tomografia por meio de contraste porém por dificuldade de estar achando uma veia foi aplicado na mão so que depois disso estou com muitas dores e minha veia esta muito dura gostaria de saber se é normal ja que é a primeira vez que faço este tipo de exame(tratamento de tvp)

  14. erickson rodrigues santos comenta:

    26 março, 2012 @ 5:35 PM

    descobri uma trombose em janeiro até então faço tratamento de tvp. e a cada 15 dias faço exame de sangue para saber meu rni
    pelo que o médico me passou tem que estar entre (2 a 3) hoje ele esta 3.50 é normal ou não ? estou muito preocupado.

  15. INCEOVIS RICARDO comenta:

    26 março, 2012 @ 10:27 PM

    ola boa noite passei por um quadro de tromboflebite,na perna direita a 14 dias atrás.
    agora meu braço direito onde estava o aceso estava quando estive internado para tratamento,esta doendo.
    estou muito preocupado apesar de estar fazendo acompanhamento medico,estou com medo pq este problema me assustou demais.
    peço encarecidamente que me respondam ,desde ja agradeço obrigado

  16. anelizze comenta:

    7 abril, 2012 @ 9:32 AM

    estou com uma arteria do braco entupida nao sei qual e o procedimento por que ate eu descobri o entupimento na veia demorou muito

  17. isaias alves ferreira comenta:

    1 maio, 2012 @ 2:41 AM

    venho a dizer que tive inicio de trombose nos aos de77 tive mais de15 dias de coma profundo hoje me resta febrite e dorméncia nos pés gostaria de saber se tem recurso pois surgiu um ferimento que ja dura 33anos

  18. luciana comenta:

    30 junho, 2012 @ 2:19 AM

    Boa noite,

    Fiz uma endoscopia a 2 meses, quando o médico aplicou a anestesia senti queimar por dentro, depois criou uma bola roxa na minha mão que passando o remédio melhorou, mas estou com a veia no local da aplicação doendo e apareceu um carroçinho interno.Se alguém souber do que se trata por favor me ajude.

  19. maria marize gomes comenta:

    5 agosto, 2012 @ 7:12 AM

    Estou preocupada, estou com tromboflebite na perna D na parte interna da coxa. O médico me atestou por 5 dias para tratamento em cs. Mas ainda sinto dores na coxa. Derepente fiquei com diarreia, será se isso tem ligação com a trombofeblite? Tenho medo de neoplasia já que minha familia te antecedentes?
    Devo procurar novamente o medico: Preciso saber o que fazer. por favor me ajudem

  20. Dr. Armando Miguel Jr comenta:

    6 agosto, 2012 @ 7:54 PM

    Maria Marize
    A tromboflebite tem inúmeras causas. A diarréia pode ser pelos medicamentos. Retorne ao seu médico para reavaliação.

  21. MARIA MARIZE GOMES comenta:

    20 agosto, 2012 @ 10:01 AM

    Estou tomando uma medicação de alto custo (rivaroxabana 15 mg 12 em 12 hrs por 21 dias . continuar com 20 mg 1 por dia por 60 dias), anticoagulante.
    Quais são os beneficios? são melhores que os anticoagulantes comuns?
    A tromboflebite deixa sequelas?
    Qual tipo de exercicios que eu posso fazer?
    Para eu trabalhar, tenho que andar muito até chegar ao destino. e trabalho muito tempo sentada. tem Algum problema? O que devo fazer para que eu n me prejudique o tratamento?
    Troboflebite parte interna da coxa E. (em repouso e anticoagulante). a dor passou, apenas desconforto ao andar. (Isso vai melhorar?)

  22. fatima manteigas comenta:

    27 agosto, 2012 @ 3:43 AM

    Olá, estou grávida de de 7 meses,passo bastantes horas em pé.Ultimamente tenho com frequencia muitas cambreas nas pernas durante o periodo da noite.Já tinha alguns derrames nas pernas , que se fizeram acentuar ainda mais com a gravidez. A minha dúvida é,posso estar a desenvolover algum tipo de tromboflebite?

  23. Dr. Armando Miguel Jr comenta:

    28 agosto, 2012 @ 2:28 PM

    Fátima.
    Use meias elásticas durante todo o dia.

  24. Juliana comenta:

    5 novembro, 2012 @ 12:53 PM

    Pessoal boa tarde, veja se alguem pode me ajudar, estou a 3 dias tendo fortes dores de cabeça, e ontem a noite tive a impressão de que minhas veias da mão doia a dor começa um pouco abaixo do cotovelo e desce até a mão da impressão de que a veia que dói e a impressão de inchaço também e cansaço na mão esquerda porém nem bati nem machuquei e nem tomei nenhum medicamento na veia esses tempos, porém visualmente não dá para notar nada de diferente alguém sabe me dizer o que pode ser? Lembrando que a dor não dura mais que 4 segundos, e volta após uns minutinhos ou menos.

  25. dirce comenta:

    22 janeiro, 2013 @ 9:35 PM

    após a retirada de sangue da veia do antebraço a veia ficou grossa pulsando e com dores .. fiz compressa de agua morna e não resolveu estou muito preocupada preciso de uma orientação que devo fazer?? estou correndo perigo , por favor me responda urgente…aguardo ..dirce.

  26. Dr. Armando Miguel Jr comenta:

    22 janeiro, 2013 @ 10:48 PM

    Dirce,
    Consulte o médico que solicitou o exame de sangue. Até consulta-lo passe uma pomada antiinflamatória sobre a veia que está inflamada. Irudoid é uma boa pomada.

  27. nizete gomes comenta:

    25 maio, 2013 @ 3:41 PM

    Minha mae sofreu uma queda no dia 29 de março desse ano,ficou hospitalizada durante 3 dias tomando soro apos uns 8 dias em casa a mao esquerda onde estava o soro começou inchar e doer muito nos dedos polegar e indicador e tambem esta meio duro,eu estou muito preocupada me mande uma resposta por favor? Nizete

  28. Marlísia comenta:

    25 julho, 2013 @ 7:53 PM

    Olá!

    Ajude-me! Já estou ficando desesperada com medo de ter uma embolia, um enfarto ou um avc. O motivo do meu medo é que há uns 2 meses e meio, fiz uma endoscopia e, na veia em que aplicaram a medicação, surgiram caroços (coágulos) e a mesma veia está muito dura. É perigoso? Qual médico procuro? POR FAVOR, preciso de AJUDA!
    Obrigada!

Deixe seu comentário aqui !