19 - jul
  

Salmos do Silas Corrêa – Fortaleza

Categoria(s): Contos e Poemas




* Poeta de Itararé – SP

Fortaleza (Salmos)

(1)-Porque Deus vai nos dando Coordenadas/Dentro do que vemos, passamos ou intuimos/Ou do que não vemos. E sentimos…/Porque Deus quer o melhor para nós, para a nossa evolução/E às vezes precisamos ouvir o que não queremos mas precisamos ouvir…/E Deus vai nos dando pistas…sinais/(A força que nos alerta)/E só nos reconhecemos e nos recolhemos em nós/Quando estamos em Deus/E estar com Deus é pensar Nele em sua santidade e edificação/

(2)-Porque Deus nos deu de identidade uma bússola no interior de nós/Uma espécie de sextante no íntimo/E assim O divisamos como uma ilha de misericórdia e refúgio nessa difícil e incompreensível Viagem de existir…e sobreviver/A existência é Deus e os sinais Dele/São tão claros que às vezes nos cegam/Ou a nossa procura e o nosso olhar imediatista é limitado em potencial, pequeno/Quando os códigos de Deus são altaneiros, quase incompreensiveis/E a decodificação passa pela transparência de nossa alma edificada em portos de encalhes…/

(3)-Às vezes Deus cansa de nos dar sinais/E quando estamos perto da lanterna dos afogados/Deus então nos alerta e nos supreende/Pela dor, pelo acidente, pelo drama, pela perda dura e inexplicável para o nosso ver sentir comum/E então quebrados somos despertos e finalmente olhamos para o alto/Pedindo um socorro doloroso, amargo/E finalmente procuramos Deus como sustentáculo lá no mais recôndito de nós/E então caímos em nós e na nossa finitude e miserabilidade/Pois nem tudo o que nos foi dado de luz e exemplo pela graça de Deus nos pertence/Tudo é lição, referencial, vivência de aprendizado existencial/E nesse choque nos reencontramos com Deus num vale de lágrimas para finalmente limparmos os olhares de ver e olhares de sentir/E contemplamos o Criador em sua plenitude celeste/Inclusive de recolhedor do que nos deu como sinal de exemplo e de grandeza/

(4)-Seguindo as Coordenadas de Deus/Somos instrumentos Dele; a grande esperança do perdão Dele/E então O tendo conosco e dentro de nós/Nosso espírito sofrido e atribulado se refrigera/Somos de alguma forma recompostos/E inexplicavelmente ficamos fortes na dor, quando aprendemos/E ficamos santificados novamente pela eterna esperança da promessa ciclal do bendito Reencontro/E então enfrentamos tempestades e furacões/Porque renovamos as forças em Deus/E Ele nos dá uma nova estatura de fortaleza/De infinitas sustentações!




Comentário integrado ao Facebook:


Deixe seu comentário aqui !