25 - out
  

Trombocitemia essencial

Categoria(s): Caso clínico, Câncer - Oncogeriatria, Emergências, Hematologia geriátrica




Interpretação clínica

Senhor de 58 anos, engenheiro civil, com queixa de episódios rápidos de tonturas e perda da consciência nos últimos 15 dias. Tem apresentado-se febril nos finais do dia. Pratica exercícios regularmente, e os exames médicos, inclusive os cardiológicos, realizados há 3 meses foram normais.

Clinicamente, apresenta-se em excelente estado geral, sem déficit motor, lúcido, conciente e com todos exames laboratoriais normais, exceto o elevado número (650.000/mm3) de plaquetas no hemograma.

O diagnóstico provável do caso é de trombocitemia primária ou essencial.

Abstrat:
Primary thrombocythemia is a disorder when the bone marrow is making too many platelets without a known cause. Although the platelets are mostly affected, the red blood cells and white blood cells may also be involved. This condition slowly gets worse over time. People with this condition make too many platelets and may have a problem with blood clots (thrombosis). Because these platelets do not work normally, bleeding is also a common problem. The diagnosis of thrombocythemia is made on the basis of the symptoms or after finding increased platelets during routine screening of the blood. Thrombocythemia may require treatment with a drug that decreases platelet production. Such drugs include hydroxyurea, anagrelide, and interferon-alpha.

A trombocitemia essencial é uma doença mieloproliferativa crônica *, caracterizada por hiperplasia da série megacariocítica da medula óssea e que cursa com plaquetose em níveis superiores a 600.000 mm3, esplenomegalia e eventos trombóticos e/ou hemorrágicos durante a evolução da doença. A incidência da doença é desconhecida apesar dos vários estudos epidemiológicos. A idade média no diagnóstico está entre 50 e 60 anos.

Linhagem eritrocitária

Manifestações clínicas

Aproximadamente 85% dos casos são assintomáticos, sendo o diagnóstico feito acidentalmente. O quadro clínico é muito variável, podendo ocorrer perda de peso, cefaléia, febre, sudorese, prurido, ataques isquêmicos transitórios, amaurose (cegeira) fugaz, angina, priapismo (ereção persistente).

As principais seqüelas dessa entidade estão relacionadas aos eventos hemorrágicos e trombóticos, sendo estes mais comuns em indivíduos idosos. Após o diagnóstico, 22% a 84% dos pacientes apresentam complicações trombóticas, sendo a microcirculação primariamente envolvida. Apesar disso, 51% dos pacientes apresentam sintomas relacionados a trombose de grandes vasos, estando as artérias coronárias acometidas em torno de 18% a 20%.

Descreve-se ainda, lesões de válvula aórtica e mitral em pacientes com síndrome mieloproliferativa. Essas lesões valvulares, previamente descritas como endocardite trombótica não-bacteriana, podem ter origem em embolos de artérias periféricas, que podem surgir nesses pacientes.

Diagnóstico:

Para se estabelecer o diagnóstico os pacientes devem preencher os critérios:
1. Contagem plaquetária acima de 600.000/mm3 em duas ocasiões diferentes, com intervalo de um mês; e
2. Biópsia de medula óssea mostrando proliferação da linhagem megacariocítica com número aumentado de megacariócitos grandes e maduros.

Adicionalmente, devem ser afastadas as seguintes doenças policitemia vera (PV), leucemia mielóide crônica (LMC), mielofibrose (MF), síndrome mielodisplásica (SMD) e trombocitose reativa:

Tratamento:

Pacientes acima de 60 anos com TE associada a fatores de risco cardiovasculares e com história prévia de trombose devem receber terapêutica com a finalidade de diminuir o número de plaquetas, como hidroxiuréia, a-interferon, anagrelide e plaquetaférese. A aspirina é também droga de escolha para as complicações cerebrovasculares e isquêmicas da TE.

Os principais efeitos colaterais da terapia com hidroxiuréia (Hydrea) incluem leucopenia, macrocitose, alterações cutâneas (hiperpigmentação, rash maculopapular, atrofia de pele, úlceras e pápulas violáceas), náuseas e vômitos. O anagrelide e o a-interferon são drogas de segunda linha no tratamento da TE.

Referências:

Genderen P. J. J., Michiels J. J. Erithromelalgic, thrombotic and haemorrhagic manifestations of thrombocythaemia. Presse Med 1994; 23:73-7.
Hoffbrand AV, Pettit JV. Essential Haematology. Blackwell Scientific, 1994;272-85.
Hoffman R, Benz Jr EJ, Shettil SJ et al. Hematology. New York: McGraw-Hill, 1995.
Lugassy G. Essential thrombocythemia – Update on pathogenesis and therapy. Review. Cancer J 1998; 11:57–9.
Pearson T. C. Primary thrombocythaemia: diagnosis and management. Br J Haematol 1991; 78:145–8.

* As síndromes mieloproliferativas constituem um grupo de doenças hematológicas, caracterizadas por proliferação clonal de um ou mais setores hematopoéticos da medula óssea e, em alguns casos, do baço e/ou fígado. Essas doenças estão inter-relacionadas, de modo que uma entidade pode evoluir para outra durante o processo.

Tags: , ,




Comentário integrado ao Facebook:


167 Comentários »

  1. celma comenta:

    4 novembro, 2007 @ 11:24 AM

    tenho 23 anos descobrir com 15 anos que tinha Síndrome do anticorpo antifosfolípede(SAAF) e esplenomegalia na qual em 2002 fiz esplenectomia, hj em 2007 meus médicos passaram um exame chamado PESQUISA DA MUTAÇÃO JAK-2 EM SANGUE PERIFÉRICO pois desde qdo fiz a esplenectomia as plaquetas ficam entre 750m³ já chegou a 1000m³ chamam de plaquetose? qro saber mais a respeito se puder me ajudar…

  2. marta pereira comenta:

    19 novembro, 2007 @ 1:48 PM

    Tenho 21 anos e descobri há pouco tempo que sou uma doente com trombocitemia essencial. Estou tratando há quase 2 anos, mas as melhoras são poucas. Tenho esperanca que venha a melhorar…

  3. Claudio Junior Nogueira comenta:

    3 janeiro, 2008 @ 6:44 PM

    Sou paciente do Hemocentro de fortaleza minhas plaquetas chegaram a 1.174.000
    ai comecei o tratamento com hydrea! tomei Hedrea 50 dias!ai minhas plaquetas baixaram para 750.000fiz uma bateria de exames como mielograma biopissia da medula ossea e até uma citogenética da medula óssea mas graças a Deus não diaginosticou nem uma celula cancerosa!! já faz aprocimadamente 1 ano que tomo ass infantil 2 comprimidos por dia minhas Plaquetas continuam em 700.000 no ultimo retorno que fiz dia 03/01/08 mas Ainda não sei o que tenho porque os medicos me confudem todo passei antes por uns tres hematologista egundo eles diseram que era trombocitemia essecial mas no ultimo retorno que fiz o medico mim disse que achava que não era trombocitemia essecial porque quando parei de tomar o Hydrea as plaquetas continuaram em 700.000 e mim disse que eu podia suspender o ass ai gostaria de saber o que acham disso tudo!!!

  4. Tadeu comenta:

    16 janeiro, 2008 @ 3:51 AM

    Minha esposa está grávida de quase 9 meses e foi diagnosticado plaquetopenia.
    Suas pernas estão bastante inchadas.
    Isso pode causar problemas no parto?
    Agradeço desde já.

  5. Ana maria comenta:

    16 janeiro, 2008 @ 7:33 PM

    Há seis anos tenho plaquetas em torno de 632.000, já tomei hydrea, passado pelo primeiro hematologista. Hoje tomo apenas AAS e fiz vários exames inclusive o mielograma. Minha hematologista mandou suspender o hydrea e só usar o AAS. Eu queria saber se o quadro de plaquetas altas, pode-se dizer que esse paciente tem trombocitemia essencial, ou se tem um exame específico, que não seja o mielograma.

  6. Dr. Armando Miguel Jr comenta:

    17 janeiro, 2008 @ 4:21 AM

    Ana,
    A trombocitopenia é dita primária ou essencial quando não se descobre um fator que possa ter causa o aumento da plaquetas (trombócitos). As nossas células sangüíneos são produzidos na medula óssea. Quando nosso organismo produz uma determinada linhagem, por exemplo leucócitos, deixa de produzir em número suficiente de outra. Ou seja, se produzir muitas plaquetas, pode deixar de produzir, glóbulos vermelhos (anemia) ou glóbulos brancos (leucopenia).
    O número de plaquetas está aumentado em doenças mieloproliferativas, como: policitemia vera, leucemia mielóide crônica, mielofibrose com metaplasia mielóide. Nas doenças inflamatórias, como: artrite reumatóide, febre reumática e retocolite ulcerativa; e nas doenças malignas (carcinomas, doença de Hodgkin e outros linfomas).
    O termo doenças mieloproliferativas – significa doenças resultantes da proliferação exagerada das células da medula.

  7. Dr. Armando Miguel Jr comenta:

    17 janeiro, 2008 @ 4:47 AM

    Tadeu,
    A plaquetopenia (diminuição do número de plaquetas) durante a gravidez pode ser fisiológica, não interfere com o parto e o número de plaquetas volta ao número normal e pode até ter um pequeno aumento do número (plaquetose) no dias que se segue pós o parto.
    Acredito que tudo correrá bem. Curta o seu filho ou filha.
    Boa sorte para esposa no parto.

  8. Denise Andrade comenta:

    30 janeiro, 2008 @ 6:43 AM

    Bom dia…
    Tenho um familiar com trombocitemia essencial, descobrimos a menos de um ano, as plaquetas dela no início tinham uma contagem superior a dois milhões, hj com o agrylin já chegaram a setecentos mil, a paciente tem 23 anos, gostaria de saber se alguém sabe de algum caso de gravidez em pacientes com trombocitemia… se conhecem pessoas com trombocitemia que levam uma vida normal a vários anos.
    desde já agradeço a atenção…
    obrigada.

  9. fernanda comenta:

    31 janeiro, 2008 @ 8:39 AM

    Bom dia,
    em Set. nasceu minha filha, gestação e parto tranqüilos, sem intercorrências. Em exames de rotina 3 meses depois estava com 800.000 plaquetas, repeti depois de um mês elas aumentaram para 916.000. Fui ao hemato que interrogou TE, solicitou o exame JAK-2 que deu negativo mas mesmo assim ele não fechou o diagnóstico. estou tomando AAS e ele pediu pra repetir o hemograma daqui 1 mês, já que estou amamentando e não gostaria de interromper. Qual o risco de seguir com o diagnostico em aberto sem tratar com quimioterápico?
    Atenciosamente
    Fernanda

  10. Suely Matos comenta:

    31 janeiro, 2008 @ 6:50 PM

    Agradecendo antecipadamente a atenção,segue-se o seguinte relato:
    Foi diagnosticado trombocitemia essencial em minha filha em janeiro de 2004.,dando inicio ao tratamento com hydreia.Atualmente com 25 anos , apartir de janeiro deste ano,começou a ser medicada com o interferon.Gostaríamos de saber quais as pesquisas existentes neste setor à respeito do uso prolongado do interferon e as possibilidades de uma gravidez sem risco com os portadores desta doença que usam este medicamento.Muito obrigada pela atenção.Aguardamos ansiosamente uma resposta.

  11. Suely Matos comenta:

    31 janeiro, 2008 @ 6:56 PM

    Agradecendo antecipadamente,segue o seguinte comentario:
    Foi diagnosticado em minha filha em 2004 uma trombocitemia essencial,dando inicio ao uso do hydrea.Atualmente,aos 25 anos,apartir de janeiro iniciou-se o tratamento com o interferon.Gostariamos de saber sobre os efeitos colaterais do uso prolongado de interferon e os possiveis riscos existentes em uma gravidez cursada com este diagnostico e o uso deste medicamento.Muito obrigada.Aguardamos ansiosamente a resposta.

  12. Ruben Vasconcelos comenta:

    27 fevereiro, 2008 @ 4:56 PM

    Vou relatar o caso passado com a minha mulher (36 anos):
    Há cerca de 7 anos durante as análises de rotina para uma intervenção cirurgica à tiroide, foram detectadas plaquetas na ordem das 600.000. Metade da tiroide foi retirada e o resultado foi benigno. Entretanto, o nº de plaquetas continuou a aumentar e após vários exames (incluindo biopsia à medula) foi diagnosticada trombocitemia essencial por não se ter descoberto a causa. Há cerca de 1 ano, os valores estavam próximos de 1.400.000 sendo que o único tratamento que estava a fazer era aspirina diária mas estando previsto o início da toma de Hidroxiureya para baixar o nº de plaquetas. Nessa altura, foi-lhe diagnosticado um cancro da mama tendo sido operada e o peito retirado. Não havia invasão dos ganglios. Logo após a cirurgia, o nº de plaquetas baixou drasticamente para as 400.000 sem que os médicos tivessem uma explicação para isso. Durante os 6 meses de quimioterapia que se seguiram, os valores chegaram a baixar para perto de 300.000. Após a quimioterapia, os valores voltaram a subir e neste momento está com 1.300.000 e vai começar a tomar Hidroxiureya para baixar esse numero. Relativamente ao cancro, tudo leva a crer que não está activo.
    Pergunto se estaremos perante um caso em que a minha mulher além do carcinoma também terá trombocitemia essencial ou se haverá uma relação directa entre o carcinoma e o nº de plaquetas altíssimo ? Achamos muito estranho a súbita quebra no nº de plaquetas que houve logo após a remoção do cancro de mama e temos receio que possa existir outro problema do género algures.
    Agradeço uma resposta ou um conselho que nos permita descobrir o melhor caminho a tomar.
    Obrigado.

  13. Antónia Silva comenta:

    13 março, 2008 @ 3:12 PM

    Olá. Há cerca de 2 anos, meu marido precisou fazer uns exames de rotina para um
    seguro de saúde na compra de uma casa e no hemograma suas plaquetas estavam muito
    altas, acima de 900×109/L, no exame na medula óssea nao acusou nada e o médico apenas
    o mandou tomar uma aspirina (100mg) por dia. Acho estranho que os médicos aqui em
    Portugal, cidade do Porto, não consigam descobrir ou dar um resultado mais preciso. Só depois
    de pesquisar é que venho preocupando-me e o alertando na busca de um médico especialista.
    Como posso saber se ele tem trombocitemia essencial? É grave?
    Agradeço pela atenção.

  14. Dr. Armando Miguel Jr comenta:

    13 março, 2008 @ 7:56 PM

    Antónia,
    A trombocitemia essecial é uma das doenças que causa aumento do número de plaquetas no sangue periférico. Este diagnóstico é dado após afastarmos os outros, como: policitemia vera, leucemia mielóide crônica, mielofibrose com metaplasia mielóide, febre reumática, artrite reumatóide, colite ulcerativa, doença de Hodkin, linfomas e carcinomas.
    Por tanto, o tratamento depende de definir o diagnóstico correto. O especialista que cuida dessas doenças é o hematologista.
    Boa sorte.

  15. Cati comenta:

    17 março, 2008 @ 8:43 AM

    Meu filho de um ano esta com as plaquetas muito altas 1.200.000mil mm3
    gostaria de sabe o que fazer nesse caso pois os medicos me disseram que e so uma anemia

  16. Dr. Armando Miguel Jr comenta:

    18 março, 2008 @ 9:03 PM

    Cati,
    Peça a opinião de um hematologista. Leve seu filho para consulta-lo.

  17. Silvia Helena Leonardo de Souza. comenta:

    8 abril, 2008 @ 12:27 PM

    Tenho 50 anos meu exame de plaqueta deu 122.
    Mèdico falou para mim que não pressizo tomar remedio.
    Tem ou não medicamento o que e vitamina? por favor
    mi orienta o que devo fazer. aquardo resposta .
    Abraço a vocês.

  18. carol comenta:

    9 abril, 2008 @ 5:27 PM

    tenho 21 anos.
    a uma semana atras, fiz um hemograma completo. por ja fazerem dias que não estava bem…
    resultou em anemia, leucocitose,neutrofila e plaquetopenia.
    leucocitos : 14.800 %mm3
    neutrofilos: 78 11.544
    plaquetas: 139.000

    seria somente uma infecção, ou devo me aprofundar nos exames??
    obrigada.

  19. carol comenta:

    9 abril, 2008 @ 5:29 PM

    esqueci de mencionar q desde criança tenho anemia.
    faço tratamento mais ela volta.

  20. Maria Silva comenta:

    23 abril, 2008 @ 11:39 AM

    O meu marido há cerca de um ano , e após analises de rotina , descobriu-se que tinha os valores das plaquetas a 86o. O hematologista receitou AAS , um comprimido por dia, e fez referencia que se não subissem aos 1000, não teria que tomar medicamentos (falou quimioterapia).
    Fiquei aflita, existem comprimidos de qimioterapia, e os sintomas são os mesmos que as sessões normais que tanto se fala? Ob

  21. mike comenta:

    28 abril, 2008 @ 3:54 PM

    tenho 24 anos e vou retirar os encisos,o meu dentista me pediu para que eu fisesse um coagulograma pq eu tive uma complicaçao qdo fui tirar os encisos do lado esquerdo da boca,o resultado constatou um numero de plaquetas elevado,e o tcc deu no limite de 3min,entao eu queria saber se existe algum risco qdo eu for retirar os meus outros dois encisos.
    obrigado pela atenção!!!

  22. claudia helena comenta:

    8 maio, 2008 @ 9:47 AM

    bom dia
    gostaria de obter mais informaçoes sbre o problema ,começou na minha filha em maio do ano de 2007,TROMBOCITOSE ESSENCIAL,ela faz tratamento com hematologista em GOIANIA,começou com um numero de plaquetas de 600.000 e chegou a1.235.000, ela esta fazendo uso de HYDREIA.MAIS agora ela esta sempre queixando de dor nas pernas ,sempre com muito sono,as vezes muito palida,e eu muito preocupada com o periodo do uso do HYDREIA,gostaria de saber mais sobre este medicamento e o que pode vir a acontecer com minha filha com o uso prolongado,ela toma 2cp por dia.FORAM feitos varios exames;JAK2,MIELOGRAMA,CARIOTIPO,FISHE,varios exames de sangue,deste ja agradeço a atençaõ.

  23. leila costa menezes comenta:

    16 maio, 2008 @ 11:30 PM

    ola! eu descobri que sou portadora de trombocitemia essencial ha 3 anos,faco uso de hidreya e aas
    e estou ingerindo alho e azeite todos os dias me disseram que e bom p/ evitar trombose sera que alguem poderia me dizer algo a respeito se faz mal ou nao. desde ja agradeco leila.

  24. Mônica comenta:

    14 junho, 2008 @ 12:13 PM

    Gostaria de saber qual o principal tratamento para a trombocitemia essencial,como funciona,efeitos colaterais e etc.
    Obrigada pela atenção
    Mônica.

  25. JUSSARA comenta:

    27 junho, 2008 @ 5:54 PM

    Ola, queria saber quais os efeitos colaterais do hydrea.
    minhas plaquetas estao altas e me mandaram tomar esse quimioterapico
    nao gostei pois primeiro falaram que era leucemia e que o tratamento agora e para
    trombocitose essencial, o que e isso.
    cada medico diz uma coisa diferente.
    se alguem que toma hydrea pode me dizer algo sobre o remedio agradeco.

  26. eliomar Cristina Lupges Siqueira comenta:

    6 julho, 2008 @ 10:52 PM

    …estava lendo o artigo sobre a sindrome mielofibrose…. achei bem explicativo…. ótimo…
    infelizmente minha mãe com 66anos está com esta doença… e estamos tentando nos integrar sobre o assunto… não tive tempo de ler tudo ainda, só gostaria que me respondessem se está doença não tem mesmo cura…. segundo o médico de minha mãe, ela só tem no máximo 6 á 7 meses de vida…. não exite alguma droga, que reverta isso????

  27. odilia borges comenta:

    23 julho, 2008 @ 7:20 AM

    sou portadora a doença trombocitemia essencial. suspeito que estou grávida. estou muito assustada. Alguém pode acalmar meu coração e dizer_me que a minha doença (que está controlada com “Xagrid”) não afetará o meu possivel bébe?

  28. Ana comenta:

    28 julho, 2008 @ 1:30 AM

    Estou na mesma situacao as mais preocupada com os efeitos de Xagrid no bebe.
    Alguem sabe?

  29. nelson s f junior comenta:

    13 agosto, 2008 @ 10:44 PM

    tenho 36 anos e a 6 anos fui diagnosticado com trombocitemia essencial após um av isquêmico causado pela TE iniciei tratamento com hidreya mas faço tratamento com anagrelide gostaria de saber se um transplante de medula não poderia ser a cura desde já agradeço

  30. edileia cardoso comenta:

    22 agosto, 2008 @ 8:17 PM

    meu nome e edlieia tenho 27 anos a 01 ano atras fis um hemograma completo a pedido do meu medico e quando chegou o resultado que eu levei para ele abrir ele me isse que as minhas plaquetas estava um pouco acima do anormal estva 5.600 plaquetas entao ele pediu que eu repetisse novamemte o exame de sangue para ver se vinha o mesmo resultado entao fis e veio novamente o mesmo resultado entao ele me encaminhou hematologista ai quando eu passei com o medico hematologista ele me disse que era normal esse nivel de plaquetas e eu so pedisse ao meu clinico geral que de 3em3 meses ele pedisse o hemograma completo so pra ver se ela tinha abaxado ou aumentao e se ele tivesse acima de 700. ai entao era preciso pedir um exame da medula para ver esse aumento

  31. sandra comenta:

    25 agosto, 2008 @ 6:54 PM

    Olá!!!!
    Sou portadora de Trombocitemia Essencial……Descobri a doênça em 2005. Hoje tenho 31
    anos e estou com 15 semanas de gestação é minha primeira gravidez….
    Faço uso de clexane de 40mg 1 x ao dia e ass 100mg……
    Nunca tive nenhum tipo de trombose ou isquemiia graças a Deus…
    Levo uma vida normal, alguns sintomas que tenho são: tonturas, fadiga, visão turva, enxaqueca, taquicardia, dispneia aos esforços, dor nas pernas e tem momentos que fico meio fora do ar!!!!!
    Tenho muito medo do que vem pela frente…Afinal segundo o que sei a tendencia da medula é dar fibrose…. O que pode ocorrer se isso vir a acontecer??????
    Existe possibilidade de transplante de medula???? Funciona?????
    Qual a espectativa e vida de uma pcte como eu?????
    Posso engravidar novamente se tudo correr bem com essa gravidez.????
    Me falaram que eu não deveria comer mais carne vermelha nem branca que isso pioraria e agravaria ainda mais o meu caso é verídico ???? Tem sentido?????
    Aguardo respostas….Obrigado

  32. A Celso comenta:

    19 setembro, 2008 @ 12:04 PM

    Descobri em 2003 atravês do Hemograma completo que minhas Plaquetas andavam pela ordem das 1.300.000 , fiquei apavorado, atravês dos exames adicionais detectaram a “Trombossitemia Essencial” , faço até hoje tratamento com Hydrea e AAS infantil diariamente, minha plaqueta persiste em ficar na ordem de 600.000 a 700.000
    Gostaria de saber se há tratamentos mais modernos com outros medicamentos e também porque se desencadeou esse problema em mim.
    Tenho 48 anos.

  33. marinalva comenta:

    19 setembro, 2008 @ 9:00 PM

    eu tenho plaquetopenia , e estou fazendo uso de Prednisona,em dose de 40mg, minhas plaquetas cairam para mil, me enche de manchas vermelhas por tod o corpo inclusive na boca , inha. hoje elas estão a 52,000 as porem os leucocitos estão em 18,500 e os segmentados em 12,025. queria saber se corro algum risco? (me enternei no dia 25/08/08 e sai no dia 06/09/08 tenho 22anos) obrigada.

  34. rui comenta:

    28 outubro, 2008 @ 12:50 PM

    Bom dia,
    Entrei pela primeira x neste forum e tenho uma questão para deixar.
    Fiz analises completas ao sangue, está tudo dentro dos valores normais á excepção das plaquetas que são 131000 e deveriam estar entre os 150000 e os 170000.
    De resto está tudo com valores dentro dos parametros. O que pode ser?
    Obrigado
    Rui Portugal

  35. Juviliane Daniela Serpejante comenta:

    18 novembro, 2008 @ 5:02 PM

    ola …tenho Trombocitemia essencial á 2 anos e só tenho 22 anos, trato na unicanp de campinas,tomo remédio hydreia e as infantil,para afinar o sangue ,tenho uma vida normal e feliz ,no começo da doença eu só pensava que ia morrer, mas hoje digo para as pessoas que tem essa doença que não podem pensar nisso oquei,sei que não é facil pra ninguem, sempre pense positivo e confiando em Deus .Sou uma pessoa alegre ,gosto de cantar e extrovertida,encontrei meu grande amor….poriso eu digo nunca desista de seus sonhos.

  36. Elisangela Medeiros comenta:

    27 novembro, 2008 @ 1:31 PM

    Desde tenho 32 anos, e desde os 24 faço acompanhamento de TE, no inicio fiz biopsia da medula e mielograma, que afastaram o risco leucemia mieloide cronica e mielofibrose. Tomei Hydrea por 4 anos, depois a medica percebeu que as plaquetas estavam estaveis em torno de 650000 e decidimos para por um tempo, e so ficar com o somalgim de 100mg diária. Depois de 1 ano e meio sem Hydrea engravidei, a gravidez foi muito tranquila, inclusive as plaquetas não execderam 1000000, e parto foi otimos, com alguns cuidados especias, e graças a deus o menino esta grande com muita saude.

  37. Carluzi de Sousa Gomes comenta:

    28 novembro, 2008 @ 11:18 PM

    Boa noite
    Sou Carluzi, tenho 25anos e a 2anos descobri que estou com (trombocitemia Essencial) e estou fazendo tratamento com Hidroxiuréia no (momento) mas já tomei agrilyn e só me dei bem com ese eu gostaria de saber qual o melhor medicamento para se tomar para quem qer engravidar, pois faço tratamento em Campos Dos Goytacazes onde moro mas tambem faço tratamento no rio no Hospital do Fundão e gostaria de saber sobre a medicação para (engravidar) gostaria de receber uma resposta muito obrigada.

  38. Carluzi de Sousa Gomes comenta:

    28 novembro, 2008 @ 11:24 PM

    tambem gostaria de saber se pode ser feito um transplante de medula ossea para esse tipo de doença tambem gostaria de uma resposta sobre esse assunto

  39. andreia ruiz comenta:

    27 janeiro, 2009 @ 7:36 PM

    olá devido ao aparecimento de manchas vermelhas e facilidade a ficar com manchas roxas pelo corpo procurei um medico clinico geral que me encaminhou para hematologista fiz exames completos e no primeiro deu plaquetas 44 mil fiz segundo deu 41mil de plaquetas o resto esta tudo em ordem nada de anemia ……. ainda estou aguardando exames de epatite e hiv os 2 exames foram feitos em dezembro 2008 mas a medica só esta ciente do primeiro exame ela ainda não sabe do resultado do segundo só tenho medico somente em 19/02/09 devo procurar antecipar esta consuta ou da pra aguardar sem medo estou tendo ansias , cansaço, e dor de cabeça constante aguardo contato obrigada

  40. Tatiane comenta:

    28 janeiro, 2009 @ 9:54 AM

    Olá há uns dois anos minhas plaquetas baixaram ficam em torno de 80.000,00 a 110.000,00, essa semana fiz novamente exames e elas estão em 95.000,00 estou em acompanhamento com o hematologista mas nada foi encontrado. O que essas plaquetas baixas podem causar? Obrigada.

  41. Regina comenta:

    28 janeiro, 2009 @ 8:13 PM

    Descobri que tenho TE em 2006 através de exames de rotina. A médica receitou Agrylin mas infelizmente não funcionou. Agora foi receitado Hydrea, começo amanhã e espero que tudo dê certo.
    Tenho o costume de guardar todos meus exames médicos e percebi que a TE teve inicio após alguns meses que estava usando um anti-depressivo chamado Zoloft.
    Minha médica disse que ainda não descobriram da onde vem esta doença, portanto pergunto,
    Alguém que escreve aqui e tem TE tomava ou toma Zoloft?
    Aproveito também para dizer que tenho 3 frascos de Agrylin disponíveis e como é um remédio muito caro, gostaria de vender, mesmo que for por um preço menor já que irei tomar Hydrea a partir de amanhã.

  42. viviane alves comenta:

    29 janeiro, 2009 @ 9:27 AM

    bem gostaria de entender melhor sobre plaquetas, faz parte do sistema de defesa, bem meu irmão fez um exame e chegou a dar 94000 só, ficamos bem preocupados.. fizeram exame de dengue e não é, pode ser um virus que tenha abaixado o numero de plaquetas> o que devemos fazer para aumentar o numero de plaquetas: tratamento, alimentação, medicamento, nos ajude por favor…

  43. andreia comenta:

    29 janeiro, 2009 @ 11:34 AM

    plaquetas baixas qual a causa plaquetas a 41 mil é perigoso

  44. rita comenta:

    13 fevereiro, 2009 @ 7:10 PM

    Eu também fui diagnosticada com essa doença, tomei conhecimento do número aumentado de plaquetas há quatro anos, cheguei a comprar o Hydrea, mas não consegui tomar, porque são muitos efeitos colaterais sendo que não tenho sintoma algum com a doença, o que eu percebo é que nenhum médico consegue dar uma explicação sobre essa doença, só dizem que é uma disfunçaõ da medula óssea, não sabem por que acontece isso, não há dieta nem nada que possa ajudar, não há cura, o medicamento apenas abaixa o nr. de plaquetas, mas parando de tomar, sobe de novo, na verdade sinto que todos aqui neste forum estão meio que perdidos, procurando respostas que a medicina parece não ter…

    sorte a todos nós.

  45. alvaro novaes comenta:

    7 março, 2009 @ 8:28 PM

    A MINHA HISTÓIRA em l994, através de um exame de rotina descobri excesso de plaquetas, 600.000, fiquei apavorado, descobri que tinha tronbocitomia essencial, fiz tratamento no hospitl da clinicas por dois anos, onde confirmou a doença, fui a curitiba, com Dr. Pasquini, um dos melhores do brasil, fiquei até um pouco depresivo. Mas no hospital das Clinicas em S.Paulo, o medico me tranquilizou, esse é uma doença como as outras, é tomar a medicação hidreia e buferin (este melhor que AS, porque protege a flora intestinal). Em 2005, na praia dos Inglese em Floripa, uma criança me acidentou com uma pequena prancha, bantendo em cima de meu baço, estorou o baço fui operado de urgênia no Hospital Regional de São Jose, quase morri, depois da operação minhas plaquetas subiram para quase 4 mihoes, voltei a tomar hidreia e as mesmas estão em torno 560 a 600. mil. Incrival, a poucos meses atras fiz um exame e descobri que tenho uma baço assessório e que o mesmo ja está praticamento no mesmo tamanho do outro, fiquei feliz, benção de Deus, não bebo não fumo, faço esporte, corro, caminho, embora complei em janeiro 60, mas me sinto um garotão, com todo vigor fisico , disposição, e muita lenha para quimar por longos anos, com ajuda do grande arquiteto do universo. Portanto, animo pessoal, tomes seus remédios faça seus exames priodicos, com hematologistas, e viva tranquilo, um abração a todos.

  46. alvaro novaes comenta:

    7 março, 2009 @ 8:34 PM

    Em tempo: Sou advogado em Campo Grande-MS, trabalho normalmente, li muito sobre tonbocitemia essencial, e estou a disposição para qualquer informação ou troca de idéia e especialmente transmitir otimiso, pois, com este vece vai viver bem., thau !

  47. Marcelo Teixeira comenta:

    9 março, 2009 @ 9:25 AM

    só lembrando que queda de plaquetas (trombocitopenia, não confundir com trombocitemia que é seu antônimo), acompanhado de inchaços nos membros inferiores também pode ser SÍNDROME HELLP. E nesse caso torna a gravidez muito mais arriscada.

  48. Marcelo Teixeira comenta:

    9 março, 2009 @ 9:25 AM

    só lembrando que queda de plaquetas (trombocitopenia, não confundir com trombocitemia que é seu antônimo)na gravidez, acompanhado de inchaços nos membros inferiores também pode ser SÍNDROME HELLP. E nesse caso torna a gravidez muito mais arriscada.

  49. Ricardo Augusto comenta:

    10 março, 2009 @ 10:22 AM

    Descobri que tenho a TE quando tinha 18 anos. Hoje com 25 venho tomando Agrylin, de 5 a 6 comprimidos por dia. Todo tambem todos os dia um AS. Já tomei Hydrea, hoje nao mais.
    Porem tenho problemas vasculares, principalmente nas pernas, que sempre estao manchadas. Aos 22 anos sofri um AVC devido ao elevado numero de plaquetas. Hoje, apos fisioteraria e musculaçao retomei a minha força e toda a atividade motora normalmente.
    Gostaria de saber se é normal a variaçao do numero de plaquetas, pois as vezes estou com 600.000 em um mes, e passodo 2 messes fico com 700.000 ou ate mais que 800.000 e reforçando a medicaçao (Agrylin, Hydre e AS) as plaquetas voltam a cair.

  50. Regina comenta:

    10 março, 2009 @ 9:40 PM

    Comprei Agrylin ( 3 frascos) e a médica mudou para Hydrea. Caso alguém queira comprar 2 frascos de Agrylin por favor enviar e mail. regina@napoleao.com.br

  51. alvaro novaes comenta:

    11 março, 2009 @ 7:39 PM

    Oi pessoal animo! parece que quatro pessoas me enviaram email, e apreceram como o título de medicina geriatrica, e apontando como lixo, fiquei pensando ser virus, e exclui, peço descuplas por isso, e pesse caso seja alguma pessoa desta página, renovar seus email, pois rerei imenso prazer em respondê-los, ou traocar experiência, um abração a todos.

  52. alvaro novaes comenta:

    11 março, 2009 @ 7:51 PM

    Para Ricardo Augusto:
    Olha Ricardo, esse situação de aumentar ou diminuir as plaquetas, é normal, entre cem e duzentas mil, isso pode ter inflùência atá da alimentação que fazemos, mas não deixe de tomar seu medicamento, pensar que isso e uma como qualqur outra, não ficar encucado, fazer o que voce gosta, especialmente exercícios é muito bom e fara ter mais disposição, falo isso, porque descobri tal caso em l994, e estou sadio e forte e tenho certeza que pos longos anos, boa sore!

  53. marcia soaresbalestra comenta:

    16 março, 2009 @ 3:48 PM

    gostaria de receber alguma oreientaçao de como sao indentificados as verdadeiras causas de problemas de pessoas que estãocomplaquetas baixasa mais de dois anos e ja fez tratamentos com acido folico. esta pessoa esta 69 anosde idade e se esta corrreto fezer uma biopisia

  54. Roberto Souto comenta:

    3 abril, 2009 @ 4:00 PM

    Minha filha tem 8 anos de idade e foi constatado pelos médicos hemotologista do hospital Itaci de SP,a transbocetemia essencial, esta no momento 900.000 , já foi feito vários exames e o último foi solicitado para confirmação, a Dr@ disse que vai ter que ter um controle rigoroso e o caso dela é 1 em 1.0000milhão.estou muito angustiado mais confio que DEUS esta cuidadando dela.

    tem algum caso nesta idade?

  55. alvaro novaes comenta:

    7 abril, 2009 @ 12:35 AM

    amigos, precisam ter calma, nunca se desesperarem como vemos em alguns comentários, pois, descobri TE em l994, fiquei também desesperado, mas após tratamento e acompanhamento no hospital das clinicas em São Paulo, um médico me tranquilizou, “essa é uma doença como qualquer outra, voce tem que aprender a conviver com a mesma, tomar seu medicamento, fazer regulçarmente o controle de plaquetas, que constantemente sobe ou desce, e tocar a vida com normalidade, esquecer um pouco e pensar em ser feliz, fazer as coisas que gosta, que voce viverá muito, portanto despreocupe !

  56. jeisiane comenta:

    22 abril, 2009 @ 10:47 PM

    oiii gostaria de saber porque as plaquetas abaixão,tenho plaquetopenia e gostaria de saber como reverter essa situação,minhas plaquetas chegarão em 42mil eu sofro muitoo com iso pois meu hematologista disse que devo fazer exames todos os meses,não praticar esportes pois pode ocorrerem ematomas..gostaria da saber porque tenho plaquetas baixas,e o que posso faze para almentalas.faz anos que tenho plaquetas baixas gostaria de voltar a minha vida normal,por favor me ajudem desde já agradeço.

  57. Patrícia comenta:

    27 abril, 2009 @ 3:39 AM

    Oi!
    O meu marido tem trombocitemia essencial toma Agrylin, será possivel eu engravidar, será que existe alguma forma???? inseminação artificial ou algo, será que ao tomar esse Medicamento inibe o DNA do esperma, por favor gostaria de ser ilucidada acerca deste assunto, desde já muito obrigada pela atenção dispensada.

  58. lú santos comenta:

    8 maio, 2009 @ 10:49 AM

    há 1ano fiz exame de sangue e foi constatado plaquetopenia,desde então já fiz vários tipos de exames e nada concluí a baixa plaquetas(87) vou fazer coleta de medúla óssea,estou aflita pois já fiz vários exames e não tenho resultado,não sei o que isso significa,e tbm me sinto muito mal,a minha memória está cada vez mais lenta,não consigo mais viver normalmente,por favor se alguém puder me ajudar fico agradecida

  59. tania comenta:

    3 junho, 2009 @ 1:09 PM

    tenho plaquetose a mais ou menos 2 anos, o hematologista alegou que é porque tenho miomas e sangro muito, por isso as plaquetas aumentas em média ficam em 568.0000 em média, por favor gostaria de saber se o diagnóstico do médico está certo, porque em relação aos miomas eu continuo com sangramento e as plaquetas sempre que faço exames dão auteradas, por gentileza peço uma resposta de vcs e agradeço desde ja

  60. Lunna Maya comenta:

    26 junho, 2009 @ 1:50 PM

    há mais ou menos dois anos decobri q tinha plaquetopenia,comecei um tratamneto
    mas o medicos so manda fazer exames naum paxa remedio,naum diz a cauza dessas plquetas beixas,não sei ainda o motivo dessas plaquetas baixas.
    E sinto as vezes dorer de cabeças,tontura,uma fraqueza enorme.Mas vem e passa e enquanto isso o medico so manda fazer exames e diz qual o motivo queria entender pesso ajuda pois é triste vc naum entender algu q ten a maid de dois anos…
    porfavor me ajudem…

  61. Tácito Vargas comenta:

    6 julho, 2009 @ 11:12 AM

    Para curar estas doenças provocadas pelo proprio sistema imunologico ( doenças Auto-imune), o remedio mais simples e eficas que existe, chama-se AUTOHEMOTERAPIA.
    Agora já existe um tratamento com o nome de Tranfer Factor Plus ( Fator de Transferencia), a venda nos EUA que é a base de comprimidos.O fator de tranferencia é retirado do Colostro do leite da vaca.

  62. Tácito Vargas comenta:

    6 julho, 2009 @ 11:21 AM

    Plaquetopenia é uma doença auto-imune, ou seja: o sistema imunologico não está funcionando normale está destruindo as plaquetas. O tratamento alternativo que cura, chama-se Autohemoterapia. se não quizer tomar a injeão de sangue, compre o Transfer Factor Plus o tome as pilulas.

  63. Paula Christina Coimbra comenta:

    2 agosto, 2009 @ 2:48 PM

    Minha sobrinha hoje c 14 anos esta c as plaquetas em torno de 40mil , a cerca de 1 mês estava oscilando entre 90 /98 mil, ela tem paralisia cerebral em decorrencia de convulsões po hipertermia há +- 11 anis em decorrencia de itu de repetição não sei se por refluxo de ureter. Hoje 2/8/9, ela foi internada na uti, gostaria de saberqual o motivo sem ser genético disso ocorrer?

  64. alessandra oliveira comenta:

    3 agosto, 2009 @ 11:35 AM

    fiz um exame de rotina e descobrir que minhas plaquetas estão acima do normal 562,00. fiquei muito preucupada. fui no hematologista e ele me pediu um outro hemograma. minhas plaquetas esta 507,00 mai meus leucocitos estava um pouco alto 1.200. ele me disse que não e p/ mim me apavora. mais estou muito preocupada. gostaria de ter mais informacões.

  65. Kelly comenta:

    12 agosto, 2009 @ 3:24 PM

    Tenho 33 anos e há 9 meses fiz um exame de rotina dando o resultado das plaquetas em 1.450.000, fui para uma hematologista que passou os seguintes exames: mielograma e biopsia da medula óssea, entre outros, constatando que tenho trombocitemia essencial. Meu tratamento esta sem com hidroxiureia, minhas plaquetas já voltaram ao normal, mesmo assim, minha médica disse que vou ter que tomar o medicamento para o resto da minha vida, juntamente com somalgim para evitar trombose. Nos exames que faço mensalmente esta acusando anemia, devido ao hidroxiureia, gostaria de saber se realmente vou ter que tomar esse medicamento para o resto da minha vida, se o uso continuo dele pode provocar alguma outra doença e se mesmo tomando esse medicamento posso fazer tratamento para engravidar. Fico aguardando resposta.

  66. João Batista comenta:

    15 setembro, 2009 @ 8:16 PM

    Olá pessoal!
    Tenho 46 anos e fui diagnosticado com Trombocitemia Essencial (TE) em fevereiro de 2006. A contagem de minhas plaquetas estava em 1.800.000. Comecei o tramento com Hidreya e a contagem baixou para uns 900.000. Porém, um médico amigo, que não quer ser identificado, disse-me que viu um artigo americano que relata que, se o paciente que não posui outros problemas de saúde, tiver a contagem até 1.500.000, não precisa tomar rémedio algum, apenas o AAS. Então, desde maio de 2008, eu tomo somente o AAS e tenho uma vida normal, ou seja: faço atividade física, bebo socialmente, não sigo nenhuma dieta devido a doença.
    Agora, acreditem, estava mexendo em meus guardados e encontrei um hemograma do ano 2000. Minhas plaquetas, naquele ano, já estavam em 1.000.000, e talvez por descuido do cardiologista, não fui encaminhado ao hematologista.
    Estou relatando este meu caso para mostrar que dá para ter uma vida normal com a TE e que já convivo com a doença, pelo que eu sei, há 09 anos.
    Um grande abraço a todos.

  67. Elane comenta:

    14 outubro, 2009 @ 9:57 PM

    Fui diagnosticada como portadora da Síndrome do Anticorpo Antifofosfolípede há 10 anos, quando estava grávida de meu segundo filho. Atualmente tomo reuquinol e somalgin cardio 100mg. Gostaria de entender porque não posso tomar sol. Isso pode piorar a doença? Que tipo de prejuízos a exposição ao sol pode me trazer além da cor estranha por conta do reuquinol?
    Aguardo ansiosa alguma resposta.

  68. Sandra Regina comenta:

    24 outubro, 2009 @ 8:11 PM

    Oi pessoal,
    Descobri que tenho TE desde 2004,,minhas plaquetas ja chegaram a 2.200.00, ja tomei, hydrea, interferon e agrilin alem é clao do somalgin.
    Mesmo comTE e contra indicaçao médica engravidei em 2006 , minha filha nasceu prematura com 32 semanas, mas nao teve uma explicaçao, ele é perfeita, esta com tres anos e e muit linda, durante a gravidez fis uso de heparina.
    Agora estou ha dois meses sem tomar nenhum remedio, pois pretendo engravidar novamente, estou 1.500.00, e em duvida sobre o que fazer…abraços

  69. MARI LEMOS comenta:

    13 novembro, 2009 @ 2:15 PM

    Olá estou degravida de 37 semanas e meu nivel de plaquetas esta 90.000, e também estou com anemia, meu médico pediu para refazer os exames, mas se realmente eu estiver com as plaquetas baixas vou ter que entrar no grupo de gestante de alto risco. estou desesperada.

  70. CLEONICE DIAS comenta:

    13 novembro, 2009 @ 5:45 PM

    GOSTARIA DE SABER POIS RECEBI O RESULTADO DE EXAME DO MEU FILHO DE 12ANOS NO QUAL EVALORES ENCONTRADOS ESTÁ COMO RESULTADO DAS PLAQUETAS ASSIM: 568 000/ML E NO VALOR DE REFERÊNCIA,150 A 450 000/ML .MINHA DUVIDA É EM RELAÇÃO AO METÓDO USADO PARA CONTAR POIS NÃO ENTENDO MUITO ,GOSTARIA DE SABER SE ESTÁ ALTA OU NÃO! AGUARDO RESPOSTA

  71. micheli moreira comenta:

    28 novembro, 2009 @ 2:42 PM

    trabalho com estetica e 2 de minhas clientes tem trombocetemia essencial gostaria de saber se pessoas com estas doenças podem fazer tratamentos esteticos ,por causa dos protudos que são usados para queima de gordura e massagem modeladora mexe muito com a circulação,ja que elas não soube me informar espero uma informação,obrigado

  72. Renata comenta:

    27 dezembro, 2009 @ 3:22 PM

    descobri que tenho plaquetas altas a pouco tempo e gostaria de saber quais os sintomas e realmente nao ha cura e ja estou tomando hidrea

  73. Regina comenta:

    29 dezembro, 2009 @ 7:20 AM

    Olá Renata,

    Imagino que o susto foi gtrande não é?
    Não fique tão assustada pois não irá ajudar em nada. É uma doença que ainda não sabem de onde,porque e como aparece.
    Mas se tratada, nada acontece. É como “exemplo” – diabetes.
    Não existe sintomas para esta doença.
    Após 3 anos de tratamento com uma médica que todos idolatram, descobri que ela estava fazendo o tratamento errado. Isto graças a este blog pois conheci o Paulo que mora em Angola – Africa, é Brasileiro e começamos a trocar idéias sobre remédios.
    Ele disse que o médico dele havia misturado Hydrea com Agrylin e as plaquetas estavam indo ao normal enquanto eu por 3 anos estava somente no Agrylin ( carissimo!!!!) com 10 capsulas por dia – receita da médica que se diz a melhor!!!!!!!.
    Procurei pelo Dr. Dalton Chamone no Incor em São Paulo.
    Ele ficou assustado com a quantidade de agrylin que me foi receitado e suspendeu imediatamente.
    Comecei no dia seguinte a tomar 3 hydrea e apenas 1 agrylin ao dia.
    No mês seguinte fiz o exame de sangue e ……fiquei MUIIIITO aliviada. Minhas plaquetas tinham diminuido em 350.000!!!! em apenas 1 mes. Em 3 anos de tratamento o máximo que a outra médica conseguiu foi aprox 300.000.
    Segui o tratamento do Dr. Dalton e mais felicidade no mes seguinte…… diminuira 280.000!
    No terceiro mes e exame de sangue, que foi há 20 dias, estou com 375.000 de plaquetas ( isto é, já dentro da “normalidade”)
    Dr. Dalton diminuiu 1 hydrea por dia apenas e pediu novo exame para 1 mês.Atualmente tomo 2 hydrea e 1 agrylin ao dia.
    Sei que agora é apenas descobrir a dosagem certa que deverei tomar .
    Escrevo para você, e estou a disposição se precisar, para vc tomar muito cuidado com os tratamentos e médicos.
    Durante 3 anos uma “bam bam bam” R$ 480,00 a consulta, não fez NADA por mim. Sua assistente até me chamou de muito “irritante” mais ou menos este termo, que fez com que eu somente aparecesse na consulta se ela estivesse de folga.
    Um médico, tão “bam bam bam ” como ela, aliás, com o CRM bem próximo ao dela, mas que trabalha em silêncio, sem imprensa, conseguiu colocar minhas plaquetas em ordem em apenas 3 mêses!
    Espero que tenha ajudado em alguma coisa !
    Abraços
    Regina

  74. nelice moura comenta:

    13 janeiro, 2010 @ 8:59 PM

    Fiz uns exames que o neurologista pediu e o hemgrama deu plaquetopenia : 130.000 confirmado.
    Tenho 62anos e estou com neuropatia periferica investigando a causa, o neuro acha que pode ser uma neuropatia diabética.
    Minha glicemia esta em 136 mg/dl
    Sei que esta neuropatia pode ser uma doença auto imune
    O que pode justificar essa plaquetopenia?
    Aguardo resposta
    obrigado
    nelice moura

  75. Anônimo comenta:

    26 janeiro, 2010 @ 12:39 PM

    Há 5 anos e meio fui diagnosticada com Trombocitemia Essencial. Minhas plaquetas estavam em 2.580.000. Fiz tratamento com Hydrea por 1 ano, após iniciei o tratamento com Agrylin, por cerca de 06 meses . A cada mês a dosagem era diminuída pois as plaquetas reduziam mês a mês. Ao final desse semestre tomando Agrilyn, a dosagem foi para um comprimido a cada dois dias, e após, foi suspenso o uso do medicamento. Hoje, estou há quase 05 anos sem tomar qualquer medicamento e faço exame periodicamente para ver o número de plaquetas, e, por um verdadeiro milagre, está sempre dentro da normalidade.

  76. CLEUZA PEREIRA comenta:

    28 janeiro, 2010 @ 2:07 PM

    OLÁ,VENHO POR MEIO DESSE DIZER QUE FAÇO ACOMPANHAMENTO COM O HEMATO HÁ 3 ANOSMOTIVO ESSE DEVIDO MINHA PLAQUETAS DAR ALTERADA COMEÇOU COM 550 AGORA ESTÁ 750 QR SABER PQ SERÁ QUE O MEDICO Ñ TOMOU A CONDUTA DE ME MEDICAR DISSE ELE QUE Ñ PRECISA SER MEDICADA. AGORA ME PEDIU O EXAME;CITOGEMÉTRICA DE MEDULA OSSEA,PESQUIZA CROMOSSOMO GLILADELFIA/SENDO QUE OUTRO DE PESQUIZA DE MUTAÇAÕ JAK 2EU Ñ TO CONSEGUINDO LABORATORIO PRA REALIZAR ELE AQUI NA CIDADE DE AMERICANA ESTADO DE SÃO PAULO.
    GOSTARIA QUE VCS ME AJUDASSE ONDE POSSO REALIZAR ESSE EXAMES,POIS SOU POBRE E TOU DESEMPREGADA.
    MAS MSM ASSIM EU QUERO SABER O VALOR PRA PAGAR PARTICULAR,ISSO É SE EU PUDERPOIS TENHO UMAS ECONOMIAS.
    E DEREPENTE SE PARCELAREM,AINDA FICA MELHOR,OS OUTROS DOIS PRIMEIROSO MEU CONVENIO VAI CUBRIR.
    ESTAVA LENDO OS RELATOS DAS PESSOAS E VI QUE A MAIORIA JÁ USAM MEDICAÇÕES,COMO AS,HYDREA,E AGRYLIN.
    ESTOU MUITO PREOCUPADA,POIS TENHO MEDO DE MORRER DEREPENTE POR FALTA DE TRATAMENTO, ME AJUDEM POR FAVOR.
    MORRO NA CIDADE DE SUMARÉ,QUAL LABORATÓRIO QUE EU POSSO PROCURAR EM CAMPINAS.DESDE JÁ FICO GRATA POR TUDO

  77. Cida SAnches comenta:

    28 janeiro, 2010 @ 7:39 PM

    Boa nOite…
    Há dois anos fazendo alguns exames percebi que o numero de plaquetas aumentou gradativamente, hoje está em 550… Coemecei os exames pois tinha interesse em fazer cirurgia plastica.. porem o cirurgião pede pra eu procurar rapidamente um hematologista… Gostaria de saber se eu poderia fazer a minha cirurgia mesmo com o numero de plaquetas elevado.. Se naum houver como.. qual o tratamento mais apropriado??

  78. Danielly comenta:

    2 fevereiro, 2010 @ 7:57 AM

    Bom dia, tenho um tio com 71 anos e foi diagnosticado trombocitemia pois suas plaquetas estavam acima de 10000, ele passou a tomar o Hydrea e o AS, mas as plaquetas abaixaram demais e acabou dando amemia, gostaria de saber, se a anemia tem a ver com as plaquetas terrem baixado muito, ou com o Hydrea, hoje está em torno de 600 plaquetas como fazer para controlar as plaquetas sem dar anemia, ele já tomou várias bolsas de sangue, desde já agradeço e espero resposta.

  79. Danielly comenta:

    2 fevereiro, 2010 @ 8:00 AM

    Peço que me informem pelo email, sobre minha duvida acima. obrigada

  80. Chris comenta:

    11 fevereiro, 2010 @ 9:43 AM

    Oi pessoal!!!
    Eu fui dianosticada com TE em setembro de 2009 com 1.200.000 plaquetas. Desde então tomo Hydrea todos os dias (3 comprimidos). Agora estou alternando 3 e 2, minhas plaquestas estão em 220.000.
    Fiz os exames da médula óssea no Lavoisier. (Não sei se tem em Campinas, mas deve ter).
    Sinto-me muito bem, não tenho qualquer reação ao remédio….tem dias que até esqueço da doença…(a maioria)…mas isso depois de algum tempo de angústia, afinal, ninguém sabe de onde isso vem e para onde vamos…
    Mas agora vi esse depoimento aí de cima de: Anônimo, que relata que suas plaquetas nunca mais subiram….será possível??? Eu espero que sim!!!
    Boa sorte e boa saúde a todos!!!

  81. Ana, Portugal comenta:

    15 fevereiro, 2010 @ 6:13 PM

    Olá,

    Tenho 25 anos e foi-me diagnosticado há 5 trombocitemia essencial, e desde aí a única medicação que tenho feito é aspirina pois ainda não foi necessária uma outra. Faço uma vida completamente normal. De 4 em 4 meses vou às consultas de rotina ao IPO de Lisboa para saber se as plaquetas aumentaram. Aquilo que me preocupa mais do meu estado clínico é quando eu quiser engravidar tendo em conta a minha situação. Sei que existem riscos acrescidos para mim e para o feto, e sei também que uma possível gravidez não é algum que os médicos encorajem para uma mulher com esta doença. Gostaria de saber mais sobre mulheres que tenham passado por uma gravidez com esta doença, ou os riscos maiores e que consequências podem advir daí. Se alguém me puder esclarecer neste sentido agradeço muito.

    Obrigado

  82. Veronica, comenta:

    21 fevereiro, 2010 @ 3:06 PM

    Aos seis meses de gravidez em 1999, decobri que estava com plaquetas alta, tive acompanhamento com uma hematologista, fiz vários exames, biopsia, tomei AAS infantil,hidreia e outros que não lembro o nome agora, claro após o parto!! Resultado!!!!Fiz tratamento DENTÁRIO!!!!!! Observação, cada caso é um caso!!! o meu foi esse. Aparentemente os meus dentes estavam normais. Hoje tenho quase 37 anos, minha filha é normal graças a Deus!!!! As plaquetas chegaram a quase 1.500.00!!!!! Sou nomal, e minhas plaquetas também!!. Espero ter ajudado com essa informação, pois só quem passa por ela pode explicar.

    Obrigado

  83. Carla Silva comenta:

    23 fevereiro, 2010 @ 8:30 PM

    Ol,
    O meu nome é carla Silva, tenho trombocitose Essencial desde 2000, já tive valores de 3.000, foi me detectado durante a minha primeira gavidez. A minha gravidez foi bastante vigiada e a minha filha nasceu saudavel Graças a Deus. Durante a gravidez não tomei nenhuma medicação.
    Apos o nascimento começou a minha batalha de experimenter todo o tipo de tratamentos Hidroxiureia, Aspirina, Xagrid e interferon nunca baixou muito, neste momento tenho 1.300 +- e tomo 8 Comp por dia de Xagrid. Actualmente tenho 38 anos.
    Será que poderei pensar numa segunda gravidez ? Sem problemas para o feto ou para mim?
    Gostaria que me ajudassem a esclarecer estas minhas duvidas , pois era o meu maior desejo neste momento .
    Existe risco muito grande se tiver que parar com a medicação durante a gravidez ?

    Agradeço a vossa ajuda, e qualquer informação que me possa dar .

    Carla Silva

    Cdiasilva@sapo.pt

  84. Anna comenta:

    28 fevereiro, 2010 @ 7:26 AM

    Bom dia, através de um exame na medula, ficou confirmado que tenho TE,
    desde 2007 eu faço o uso de Hydreia (24 caps por semana) com isso hoje
    minhas plaquetas estão em 440000, a Hemato testou várias dosagem do
    medicamento até chegar a esse resultado. Com o uso do medicamento fiquei
    com anemia, por isso passei a tomar tds os dias Iberin fólico, iniciei com 2 comp
    e hoje apenas 1. A anemia hj tb está controlada. Agor a minha pergunta é qual é a
    possibilidade de eu engravidar? Já tive 4 gravidez interrompida, as 3 primeiras eu
    ainda não tinha TE e a ultima já tinha e fazia o uso do Hydrea. Tenho 43anos e nenhum
    filho, qual a possibilidades e os riscos que eu e o feto poderia ter? E quanto a alguma
    cirurgia, devo evitar qualquer uma? Faço uma bateria de exames td mês para acompanhar
    o aumento de plaquetas e a cd 6meses um geral e graças a Deus tds que faço está td ok.
    Gostaria que podesse tirar tds essas duvidas, obrigada desde já, um abraço de Anna Lucia….

  85. Carla Silva comenta:

    28 fevereiro, 2010 @ 2:59 PM

    Olá Boa tarde a todos,

    Alguem pode me ajudar e responder às minhas duvidas? Enviei o mail no dia 23/02/2010.

    Deixo aqui novamente o meu email cdiasilva@sapo.pt

    Obrigada e votos de melhoras para todos.

    Carla Silva

  86. Fernanda comenta:

    4 março, 2010 @ 7:10 AM

    Caro Dr,
    gostaria de saber se é usual receitar REUQUINOL para SAAF. Tenho mesmo esta doença? Tenho apenas anticardiolipina IGM acima de 20 e perdi um bebe com 5 meses ano passado. A médica receitos Somalgin e REuquinol e disse que daqui 6 meses posso engravidar e continuar tomando sem precisar dos anticoagulantes. To com receio do remédio. Grata

  87. Monike comenta:

    9 março, 2010 @ 6:05 PM

    Tenho 20 anos e tenho plaquetopenia.
    Mas de vez enquando,quando fico nervosa,ou triste,aparecem manchas roxas em meu corpo.
    A plaquetopenia causa isto????

  88. leilma comenta:

    25 março, 2010 @ 7:01 AM

    Ola,bom dia .Meu filho foi diagnosticado com pupura aos 3 anos,o tratamento a base de corticoide era muito agressivo e paliativo.Decidimos mudar e procuramos um naturalista.Foi um processo radical durante um ano,mas logo no primeiro mes ja houve melhora marivilhosa,e as manchas foram aparecendo cada vez menos,no final de um ano as plaquetas ja nao baixavam.hoje ele esta com 22 anos e nunca mais houve queda.Espero que possa ajudar algum de voces.Boa sorte

  89. suzie carla comenta:

    4 abril, 2010 @ 9:07 PM

    Minha filha esta a mais ou menos dois anos com um diagnostico de plaquetose, foram realizados alguns exames e a hemato concluiu que e por carência de ferro, tinha tambem o baço aumentado no começo do traatamento, com alguns meses o baço ja estava praticamente do tamanho normal, porem a plaquetas, que chegaram a 558.000 voltaram a subir para 682.000, será que este tratamento esta correto, é feito atraves de uma manipulação como uma vitamina e acompanhado de fyat. Como eu tenho visto este quadro de plaquetose e mais comum em adultos e idosos, ou tem a mesma incidencia em crianças. Ela é totalmete assintomatica, porem me preocupa se pode ter alguma consequencia futura.

  90. Danielle comenta:

    5 maio, 2010 @ 8:42 PM

    Boa noite após alguns meses que não estava me sentindo bem procurei um medico e fiz alguns exames onde foi diagnosticada uma anemia que foi chamada de anemia ferropiva e um aumento de plaquetas de 953 e hb 6,9.Foi iniciado o tratamento com sulfato ferroso e sentia muita dor nas pernas e muito cansaço.Foi repetido os exame e minha hb está 7,7 e as plaquetas 1.088 e a medica me encaminhou para um hematologista pois não tinha mais o que se fazer ao passar no hematologista foi pré diagnosticada a anemia ferropiva e trombocitemia essencial e trombocitemia racional.E foi pedido os seguintes exames mielograma, desidrogenase lática, ferro,capacidade ligação ferro, ferritina e coloração para ferro em medula óssea, não sei o que fazer estou com medo de fazer esses exames, gostaria de saber alguma opinião pois pode ser grave o que tenho. obrigada

  91. Michelle-DICAS muito importante leiam!! comenta:

    22 maio, 2010 @ 1:33 AM

    Olá pessoal gostaria de deixar meu relato aqui e talvéz ajudar alguém.
    Em 2002 com 20 anos perdi muito 6kg em 2 meses,mesmo com alimentação saudável e sendo atleta, tive alguns desmaios e recolvi fazer um check-up, tudo deu normal exceto as plaquetas que deram 553.000, o médico me encaminhou pra uma hematologista e refiz os exames onde as plaquetas aumentaram pra 600.000 em menos de 1 mes,essa hemato somente mandava eu tomar ASS e eu tinha mt reações (febre e moleza no corpo após tomar o ASS), resolvi mudar de médica, procurei o HEMOPE, que é uma fundação que cuida de doenças do sistema sanguineo aqui do meu estado e, um atendimento mt bom e gratuito. Essa segunda médica mandou eu tomar hydrea e pediu que eu fizesse alguns exames em São Paulo no laboratório , miolograma, citogenetico, biopsia da medula, foi pesquisado até tuberculose óssea pois tb tem sintomas parecidos com TE, e nenhum resultado conclusivo, descobri que tinha alergia ao ASS e não poderia tomar!
    Voltei a minha cidade e continuei usando Hydrea, mas mesmo assim minhas plaquetas aumentavam gradativamente, após quase 2 anos de uso, suspedi o Hydrea pois as plaquetas não estavam mais subindo (ficaram entre 700.000 a 800.000) qnd elas aumentaram pra 953.000 voltei a usar e fiquei mais 1 ano e a minha médica, a qual confio mt, disse que eu poderia vir a ter leucemia se continuasse tomando o Hydrea, pois o mesmo faz baixar todos os elementos figurados do sangue, não só as plaquetas infelizmente!!! me desesperei, pensei que ia morrer, mas tive mt fé e apoio da familia, comecei a fazer exercicios na piscina, oque diminuiu as dores nas pernas, tive uma cefaleia que durou 5 dias initerruptos, fui internada com suspeita de trombose encefálica, mas eu negativo na Tomografia, fiz exames o LCR pra ver se tava com meningite, e novamente deu negativo!
    Bom, ai veio a noticia boa, milagrosamente minhas plaquetas baixaram pra 500.000 e baixando, algumas vezes deu 440.000 e
    Em um exame de rotina na minha Gastroenterologista ela fez os exames de intolerância a Glúten e deu positivo, ela disse que as plaquetas poderiam ter aumentado tb por conta da doenca celiaca (que é a intolerância ao Gluten) fiz a dieta de excluir o gluten da aliemtação e ADVINHA? minhas paquetas voltaram ao normal!!!no ultimo exame que fiz deu 360.000, e estabilizou dentro da normalidade e há mais de 2 anos não subiu mais!
    Gente não se desesperem, a TE não mata! se sentirem mt dor nas pernas vão andar um pouco na piscina, fiquem com as pernas pra cima qnd tiver em casa, procurem outros médicos pois nem sempre plaquetas aumentadas significam que vc tem Trombocitemia Essencial (TE), vejam essas possiveis causas que eu disse: Tuberculose óssea e Intolerância ao Gluten, parece bobagem, mas graças a isso estou curada, graças a DEUS!!!
    OBS: tb descobri que tenho um baço acessório (tenho 2) e me disseram que uma das funções do baço era “comer” plaquetas, não sei se é verdade.
    Fica ai meu relato, espero ter ajudado! qualquer dúvida podem me contactar pelo e-mail: mill_fixe@hotmail.com.

    Fiquem com Deus!!!

  92. Michelle- continuação comenta:

    22 maio, 2010 @ 1:50 AM

    Esqueci de dizer o laboratório que fiz os exames em SP foi o Fleury.

    E outro detalhe, qnd a médica suspendeu o uso do Hydrea eu não pensei duas vezes, fui a farmácia do Hemope e fiz uma doação de uma caixa inteira que tinha, pois faltava constantemente, por isso eu havia optado em comprar por fora!
    Gente façam esse gesto de caridade! pois vcs, com muito ou pouco esforço conseguiram comprar, tem mt gente que não tem dinheiro pra comprar e por isso não consegue fazer o tratamento!
    Solidariedade é tudo! esse gesto conduziu a minha cura eu tenho certeza disso!
    E hj eu repasso minha história pra que mt gente consiga como eu viver em paz com ou sem TE.

    Mais uma vez eu repito: Fiquem com Deus!!!

  93. PRISCILA comenta:

    30 junho, 2010 @ 9:33 AM

    RIO DE JANEIRO,30 DE JUNHO DE 2010.
    Olá, minha mãe tem 62 anos, e foi diagnósticada, trombocitose essencial, pois as suas plaquetas estão em torno de 1.000.000, foi feito o exame de mielo + biopsia da medula óssea, Mais ainda não saiu o resultado, entretanto a médica mandou ela tomar o hydrea + aas.
    Contudo, eu estou com medo desse remédio acabar afetando outros orgãos, alguem sabe me dizer se pode prejudicar ou até mesmo levar a outra doença?
    desde já agradeço.

  94. Juliana comenta:

    6 agosto, 2010 @ 5:22 PM

    Estou apavorada, espero a ajuda de alguém, minha filha de 49 dias terá q fazer uma cirurgia e nos exames pré operatorios vi o seguinte: 760.000/mm³ – intensa trombositose… li muitas coisas, mas nada em um bebe. Isso é uma doença.. Ajudem-me por favor.

  95. eliesio venancio comenta:

    11 agosto, 2010 @ 9:41 AM

    bom dia fiz um hemograma completo e as plaquetas tever comtagem de 739,000/mm3,tenho alguma doença grave.

  96. Christiane comenta:

    18 agosto, 2010 @ 6:16 PM

    Olá Juliana. Fique calma. A trombocitemia não é uma doença grave. Pelo o que vc. descreveu, não se pode afirmar que sua bebê tenha esta doença. Há outros fatores que podem influenciar no aumento das plaquetas, o que chamam de trombocitemia secundária. O importante é vc. ficar calma, pq. só um médico com os exames em mãos é que pode diagnosticar qualquer tipo de doença. Não fique na internet procurando sobre a doença. Eu fiz isso e acho que é normal fazer. A internet é excelente para muitas coisas, mas se começarmos a acreditar em tudo que lermos, ficaremos malucas!!! Boa Sorte e fique com Deus.

  97. Christiane comenta:

    18 agosto, 2010 @ 6:19 PM

    Eliésio, você não tem nenhuma doença grave pq teve as plaquetas aumentadas. Não enquanto não fizer exames e constatar qualquer tipo de doença grave. Mantenha a calma. Procure um hematologista e ele te orientará. Boa Sorte e fique com Deus.

  98. dani comenta:

    19 agosto, 2010 @ 5:33 PM

    ola tenho uma amiga que esta com purpura , internada a 3 semanas fazendo transfusao de sangue (plasmaferese) as plaquetas estam em 6.000 , entao com a transfusao voltou ao normal e foi para 199.000 mas depois de dois dias caiu para 16.000 outra vez, os medicos disseram para ela que isso é normal.Sera que é mesmo? Qual será o proximo procedimento para o tratamento?

  99. Ord comenta:

    19 agosto, 2010 @ 9:27 PM

    ha exatamente 1 mês descobri que minha mae (44 anos ) tem trombocitemia essencial e que suas plaquetas chegam a faxa de 2.200.000 inicialmente tratada com hydrea e agora com agrylim. Queria saber qual e a expectativa de redução das plaquetas com controle ja que cura ainda n e possivel. Com dados como este ainda n encontrei . Gostaria q alguem q enfrenta essa doenca a mto tempo deixasse o email para possiveis esclarecimentos .

    [desabafo…]
    Uma doenca que causa desespero incial , angustia… principalmente pelo fato de que a medicina nao tem muito conhecimento sobre sua origem
    oq retoricamente nos faz pensar em um ar de incredulidade ” pra q td isso ? ” mas o choque passa e percebemos q td tem seu motivo ,agora vejo tanta falta que sentiria .Dor, arrependimento ,compreensão , amor… silogismo que vai perpetuar. Nao deixe que algo aconteca para dizer q ama alguem . Diga , ame … indiscriminadamente .

  100. Ivone de Oliveira comenta:

    24 agosto, 2010 @ 11:35 AM

    Fui diagnosticada com TE e há dois dias estou tomando, além de 1 comprimido de AAS 100mg 2 cáps. de Hydrea. Gostaria de saber se existe alguma restrição alimentar para o Hydrea e com que líquido posso ingerir as cápsulas, pois não é dito isso na bula e meu médico não me explicou direito.
    Grata,

  101. Wanderley comenta:

    25 setembro, 2010 @ 8:16 PM

    Eu tenho 60 anos, e fiz exames de rotina, a contagem de plaquetas deu 103, bem menor que o valor de referencia, qual o tratamento???eu vou passar no medico, mas estou muito curioso…obrigado!!!

  102. NILZA comenta:

    20 novembro, 2010 @ 4:54 PM

    Me chamo NILZA SEVERO
    Fui diagnosticada com TE e há dEz anos estou tomando, além de 1 comprimido de AAS 100mg 3 cáps. de Hydrea.

    Gostaria de saber se existe alguma restrição alimentar , e se existe a cura para essa doença? minhas plaquetas chegam a1.000.000, sinto frebre, perca de memoria, meumedico diz que não tem cura so tomar Hydrea. sera?

    grata

  103. Neide comenta:

    26 novembro, 2010 @ 12:40 PM

    Verônica, li seu comentário feito em 21/02/2010, gostaria de mais esclarecimentos sobre o assunto. Estou com diagnóstico de trombocitemia, e há pouco tempo tive problema dentário, estou deixando meu email, por gentileza entre em contato.

    Obrigada,

    Neide

  104. alvaro novaes comenta:

    28 novembro, 2010 @ 6:50 PM

    Ja fiz comentários ha alguns anos atraz, veja cima, descobri a TS em l994, depois tive um acidente perdi o baço, continuo tomando Hidreia 2 comprimidos por dia, e tomo também buferim, que é o as, com proteção a flora intestinal, continuo fazendo exercicios, acho que é muito bom, não ficar so pensando nisso, levar a vida fazer o que gosta, não esquecer de fazer os exames recomenados por se hamatologistas. Olha, pessoal, ja li muito sobre TE, e segundo alguns médicos, é uma doença da medula Óssea, e se a pessoa é nova existe a possibilidade de fazer o transplante da médila óssea e se curar, o que ja é mais dificil para pessoas com mais idade. É so consultar um médico, em Curitiba, tem um médico que é famoso em transplante de medula, tem o sobrenome “Pasquini”. Dizer a todos que estou bom ótima, e continuio firme, um abraço . Álvaro Novaes.

  105. Ivone de Oliveira comenta:

    29 novembro, 2010 @ 2:46 PM

    Estou tomando 2 cáps de hydrea em dias alternados + 1 comprimido de AAS 100mg todos os dias. Em 3 meses minhas plaquetas que estavam em 1.027.000 cairam para 330.000. Hoje fui ao médico e ele mandou continuar o tratamento até o dia 05/01/2011 quando terei nova consulta. Aí então ele decidirá se vai parar , aos poucos, com o Hydrea. Espero que sim!
    Graças a Deus, para a minha felicidade, não tenho nenhum sintoma dos citados na bula do Hydrea, a não ser uma leve escamação das unhas.
    Deixo esse relato para que outras pessoas que estão passando o que eu passei – e ainda passo – saibam que tudo pode dar certo e que podemos melhorar.

  106. vera comenta:

    29 novembro, 2010 @ 7:00 PM

    olá tenho uma sobrinha com apenas 15 dias, ela nasceu c/ infecção de urina por esse motivo ela tomou muitos medicamentos depois que ela saiu da hospital ela fez um exame de sangue e deu plaquetas muito altas , eo medico disse que pode ser pelo fato de ingerir muitos medicamentos ,queria saber se isso pode ocorrer. me responda por favor, desde já obrigada.

  107. Loyane Gomes comenta:

    23 dezembro, 2010 @ 8:40 AM

    Olá..
    Tenho uma sobrinha com 2 meses de vida, há 10 dias a mesma ficou internada e o diagnóstico deu como uma infecção no sangue.
    Ficou tomando antibiotico, os leucócitos abaixaram mas as plaquetas continuaram alta.. cerca de 1.200.000.. após 5 dias abaixou para 900.000.
    Agora a médica deu alta informando que teríamos que avaliar o desenvolvimento do organismo sem a medicação.
    Informou também que o risco é trombose.
    O que devo fazer? devo aguardar mais 5 dias para voltar ao hospital?
    O risco é alto, visto que se trata de um bebe?

    Desde já agradeço.

    Att,

  108. Karina comenta:

    2 março, 2011 @ 11:18 PM

    Olá! A um ano em um exame de rotina as minhas plaquetas estavam em 515. Fui encaminhada para a hematóloga que não me pediu nenhum exame e me encaminhou para um nutrólogo dizendo que eu precisava perder peso. Hoje um ano depois, perdi 8 kg e as minhas plaquetas só aumentaram. Agora estão em 600. Estou me preparando para engravidar.
    Não sei bem o que está acontecendo, quais os riscos que tenho e o motivo das plaquetas estarem altas.
    Tive problemas na cicatrização da primeira cesárea. Pode ser por causa disso?

  109. marcia alexandra comenta:

    14 março, 2011 @ 9:50 AM

    Bom dia ! Minha mãe recentimente descobriu que suas plaquetas estão altas. O medico pediu um exame chamado detenção da mutação v617f no gene jak-2, este mesmo exame deu o resultado não detectado. Ela se trata com hematologista , porém ele informou que mesmo dando negativo teria que fazer outros exames. Tenho buscado informações a respeito TE, pois é a suspeita dele. Estou angustiada pois minha aos 50 anos teve um enfarte de pequenas proporções e fico com medo que possa ter outro ou até mesmo uma trombose. Ela é hipertensa e faz uso de somagin e mesmo assim sua plaquetas estão altas. Pelo que tenho lido e pesquisado ASS, SOMAGIN , ASPIRINA ajudam a afinar o sangue. Tenho fé em Deus! Se alguem poder me dar mais algum esclarecimento ou orientação agradeço.
    Um abraço

  110. jacira cordeiro fonseca comenta:

    29 março, 2011 @ 4:37 PM

    Bom dia! descobri que minhas plaquetas estavao altas,acima de 600000 .Fiz miélo grama e outros, graças a Deus nao deou nada de grave.Só que, ultimamente tenho tido picos de pressao alta e dore fortes nas extremidades. Meus exames cardiacos estao normais, mas , estou preocupada…por favor me ajudem.faço tratamento no hemocentro S jJose dos Campos. Um abraço.

  111. murillo silva comenta:

    29 março, 2011 @ 7:17 PM

    ola amigos sou cardiaco, tenho disfibrilador e marcapasso e preciso tomar duas injeções para poder viajar uma de 40 mg antes de ir e outra na volta , viajem de 12 horas se alguem tiver disponivel para me dar. pois na farmacia é bem caro .

  112. martin timothy hugles comenta:

    29 março, 2011 @ 7:20 PM

    ola amigos sou cardiaco, tenho disfibrilador e marcapasso e preciso tomar duas injeções para poder viajar uma de 40 mg antes de ir e outra na volta , viajem de 12 horas se alguem tiver disponivel para me dar. pois na farmacia é bem caro .

  113. Anônimo comenta:

    4 abril, 2011 @ 10:24 PM

    Preciso com urgência ate quinta feira 07 de abril 2011 da medicação clexane (duas de 40 mg ) .Pois viajarei na sexta dia 8 de abril. Favor entrar em contato . Agradeço e obrigado.

  114. Cleide sampaio comenta:

    13 maio, 2011 @ 9:56 AM

    Olá pessoal, bom dia. Em dezembro de 2009 descobri que estava grávida, nossa fiquei muito feliz, pois já estava casada há 6 anos e meu marido queria muito e eu tbém esse filho q na verdade era uma menina e se chamaria Isadora se estivesse viva. Pois bem, minha gravidez era normal e tranquila. fiz tudo direito ultrassom, exames e aparentemente tudo normal. Quando em Junho de 2010 exatamente quando estava com 29 semanas minha filha veio à óbto, fiquei desesperada em estado de choque. Tive q passar por uma cesárea, meu marido cuidou do sepultamento dela, pois já pesava 1200g e media 40cm, nesses casos já é considerado bebê, q chamam de natimorto. Resumindo, descobri depois da perda q sou portadora de trombocitose essencial, faço tratamento em fortaleza pela rede particular com hematologista, faço uso do Hydrea, q é um medicamento um pouco caro pra quem usa todos os dias. o laudo da morte de minha filha acusa, múltiplos infartos placentários, tem novos e antigos infartos na placenta, na realidade recebi ontem, ainda vou mostrar as medicas que me acompanham. A Hematologista falou q minha próxima gravidez tem q ser muito bem acompanhada. Fico na esperança de um dia voltar a engravidar, mas fico um pouco apreensiva, mas segundo a hematologista, eu posso engravidar é só ter bastante cuidado. A médica patologista me falou que minha próxima gravidez não pode ir até o final, tem que ser interrompida, para não correr risco de morte para o bebê. Segundo ela minha filha ainda sobreviveu muito tempo, pelo estado que se encontava minha placenta. E tudo isso passou despercebido pelo médico ultrassonografista, ou não dava para ver, eu não sei mais nem o que pensar. Hoje o que eu sei de certo é que se fosse para ser minha ela estaria aqui agora em meus braços com 8 meses de vida. Deus sabe todas as coisas e essa foi a vontade Dele e não a nossa. Até breve meus colegas. A tem mais, graças a Deus também não sinto nada tomando Hydrea, cheguei a ler a bula, fiquei com medo, mas está tudo certo. Vida normal meu povo…..vamos tentar ser feliz com muita fé em nosso Deus.
    Grande abraço a todos.

  115. Elisangela comenta:

    17 maio, 2011 @ 9:29 PM

    Ola Cleide, sinto muito por vc, mas tenho alogo para te falar que vai te fazer bem, pelo menos acho: descobri que tina TE aos 24 anos tomei hydrea por 5 anos parei e tentei engravidarrrr, e consegui a gravidez teve ujm pouco de repouso, mas foi bem acompanhada e graças a deus , um pouco antes, mas com saude, lucas chegou com 37 semanas, tres anos depois veio a descoberta da segunda gravidez, e dessa vez bem mais tranquila,e com 39 semanas veio rafeal, hj com 9 mesessss, então daqui a algum tempo deus vai te dar um bebe lindo, como fez comigo, pois sei que não é bom ter TE, mas como vc mesmo disse podemos nos dar ao luxo de viver normalmente, sem até perceber o que temossssssssssssss…..

  116. Christiane comenta:

    18 maio, 2011 @ 2:59 PM

    Olá Elisângela e Cleide,

    Descobri a TE em agosto de 2009. Estou com 33 anos e pretendo engravidar no ano que vem. Espero que dê tudo certo, mas fico preocupada em pensar como será a gravidez.
    Elisângela, como vc. já passou duas vezes pela experiência maravilhosa de ser mãe, gostaria de saber mais detalhes, claro se puder contar. Vc. pode mandar seu e-mail para mim? O meu é chriscampo@hotmail.com
    Minha médica fala que eu preciso parar com o Hydrea 3 meses antes de começar a tentar engravidar, que eu vou precisar do Interferon. Vc. passou por isso?
    Tenho receio de que algo dê errado….mas se Deus quiser terei um bebê lindo logo, logo.

    Obrigada!!
    Bjs.

  117. Vanessa comenta:

    14 junho, 2011 @ 9:11 PM

    OLá,

    meu nome é Vanessa e tenho 28 anos. em agosto do ano passado, durante um hemograma de rotina, foi detectado plaqueta acima de 600mil. O médico pegou meu histórico e viu que desde 2005, estas já estavam acima do valor de referência (450mil).
    Fui para o hematologista… com alguns anos de atraso…
    e começou a série de exames… todos os possíveis, buscando algum fator secundário para esta elevação (infecções, etc). Nada detectado, passamos para o fator primário -> medula óssea.
    fiz biópsia de medula, cariótipo… estes eliminaram outras possibilidades e veio o diagnóstico: TE. Complementarmente, fiz JAK2, mas deu negativo.
    nisso se passaram vários meses; em fevereiro finalmente iniciei o tratamento, com duas cápsulas de hydreia por dia.
    As plaquetas diminuiriam muito, e graças a DEUS não apresentei nenhuma reação ao medicamento. Hoje, após 4 meses de tratamento, meu hemograma apontou plaquetas = 202mil.
    Melhor impossível… o que possibilitou a reduçao da medicação. (2 num dia, 1 no outro)…

    Enfim, tudo vai bem. e acredito que DEUS continuará agindo para que nada de mau aconteça…
    Não há motivos para desespero.

    Para as mulheres que querem engravidar, meu hematologista deixou claro que TE não é impeditivo. Mas claro, deve ter acompanhamento e programação. Troca-se medicação, pois Hydreia provoca má formação do feto…

    Mas com fé tudo dá certo.

  118. Francisco Lucena comenta:

    23 junho, 2011 @ 10:09 PM

    tinha 49 anos quando Foi diagnosticado em 2009 exesso de plaquetas chegaram as 1.490.000.fiz exames e diagnosticaram uma uma trombocitemia essencial,dando inicio ao uso do hydrea 500 02 capsula por dia faço tratamento com Hemato da unicamp.hoje estão controladas em torno 280.0000

  119. Isnaldo comenta:

    27 junho, 2011 @ 12:42 AM

    tenho um Filho de 6 meses que sentia febre sem causa provável , o médico solicitou que fizesse um hemograma Completo , e apareceu como resultado aumento de plaquetas 568.000 e Anemia , seria normal esta alteração ,existe tratamento ,ou como posso confirmar se este BB tem Trombocitose ?

  120. Marcelo comenta:

    6 julho, 2011 @ 12:46 PM

    Em 2008 fiz um chek-up com o cardiologista e acusou um aumento das plaquetas elevadas para 650.000, no entanto o cardiologista
    passou somalgin suspeitando de plactose mas as plaquetas continuaram no mesmo patamar e só agora foi indicado para um hematologista que pediu uma serie de exames de sangue para investigar a causa e pelo os sintomas que estava sentindo e já tinha parado de tomar o somalgin a algum tempo o hematologista pediu antes mesmo do resultado dos exames para tomar ass 100mg por dia pois ele mesmo falou que poderia ser TE. pediu dois exames que só são feitos particular pois são relativamente novos e o plano ainda cobre que foram a mutação v617f no gene jak2 e translocação bcr-abl e ai para minha angustia veio a confirmação da presença da mutação v617f. tenho 46 anos e lendo o depoimento de todos fico mais otimista que embora TE ainda não tenha cura podemos conviver co tendo muita Fé em Deus e tomando todos os cuidados e controles. me sinto agora apos ter descoberto a doença como todos que já passaram por essa noticia mas desanimar jamais pois a vida é para ser amada.

  121. Marcelo comenta:

    6 julho, 2011 @ 12:50 PM

    e vivida da melhor forma possivel.
    abraço atodos e fiquem com Deus.

  122. Ricardo Vieira comenta:

    7 julho, 2011 @ 5:20 PM

    Olá tenho 34 anos e em dezembro tive um infarto miocardio no qual fui submetido ao cateterismo com a introdução de um STENT na arteria. Em março após um exame de cintilografia, fui submetido a novo cateterismo no qual fui realizada uma cirurgia para a introdução de uma ponte de safena e mamária. Hoje faz tres meses a cirurgia e minha recuperação é magnifica, não sinto mais nada e levo uma vida normal. Porém em exames de rotina descobri que minha plaquetas estavam em 770.000. Fui orientado a procurar um hematologista no qual me passou um exame de biopsia de medula óssea. O exame não foi muito conclusivo diz que: CONSIDERAR MIELODISPLASIA E/ TROMBOCITEMIA ESSENCIAL. Me encaminhou para um novo exame de sangue, comprar HYDREA (um por dia) e daqui a 30 dias fazer outro exame de sangue e voltar para se consultar. Estou muito confuso com tudo isso, o HYDREA é caro e pelo que li na bula tem vários tipos de reações podendo causar até leucemia. Na verdade estou DESESPERADO, afinal já passei por tanta coisa na minha vida e agora vem isso ainda. E tem mais ele disse com todas as letras que isso não tem CURA. Fiquei mais deseperado ainda. Li alguns depoimentos acima que me traquilizaram mais ainda estou com muito medo de tomar esse remedio.

    Não sei se procuro outro especialista, enfim estou perdido e desesperado.

  123. Ivone de Oliveira comenta:

    11 julho, 2011 @ 10:26 AM

    Ola, Ricardo,
    tenha calma e muita fe. Quanto descobri que tinha TE tambem fiquei desesperada. Nao tinha a minima nocao do que seria isso e do que estaria por vir. Mas depois de 2 anos estou bem e TOMANDO HYDREA. Tambem fiquei assustada ao ler a bula, mas, felizmente, nada do que esta escrito la aconteceu comigo. Ate engordei. Acredite Nele que tudo dara certo.
    Boa sorte.

  124. Christiane comenta:

    11 julho, 2011 @ 12:09 PM

    Oi Ricardo,

    Primeiramente fique calmo!!! Sei que é difícil entender esta doença. Eu também fiquei desesperada como todos aqui.
    O Hydreia é caro mesmo. Eu cosigo no Posto (remédio de alto custo).
    Com o tempo, vc. vai se acostumar…Eu descobri a TE há 2 anos. Tomo 3 comprimidos por dia, mas não tenho nenhum sintoma, graças a Deus.
    Tenho 33 anos.

    Boa Sorte!
    Christiane

  125. Ricardo comenta:

    11 julho, 2011 @ 8:38 PM

    Ivone e Cristiane obrigado pela força de voces. O exame de sangue que o médico pediu pra fazer deu 505.000 plaquetas, sei q está alem da faixa de 150-450.000, mas estou mais tranquilo. Estou tomando os remédios: Ticlopidina, atenolol e sinvastatina. Por isso isso estou muito receoso de tomas um quarto remedio (HYDREA). Já marquei consulta com a minha cardiologista para saber se posso pelo menos diminuir algum desses remedios. Vou aguardar a consulta da cardiologista para ve o que se pode fazer. Novamente muito obrigado pela atenção.

  126. Ivone de Oliveira comenta:

    12 julho, 2011 @ 9:43 AM

    Ola, Ricardo,
    nao sei a orientacao que o seu medico vai dar, mas eu tomo, alem de 2 caps. de Hydrea e 1 AAS + tres remedios para a hipertensao (anlodipino, aradoise hidrion). Gracas a Deus, nao sinto nada. Agora minhas plaquetas estao em 417.000, mas ja chegaram a1.027.000.
    Faco tratamento no Setor de Hematologia do HSE e recebo o Hydrea gratis.
    Um abraco.

  127. rosane comenta:

    14 julho, 2011 @ 10:36 AM

    BOM dia meu relato e sobre meu pai ele teve aspergilose pulmunar ele operou mas ficou a infecçao que o fungo causou ele toma o medicamento que se chama v-fend 200mg mesmo assim as plaquetas dele ja chegarao a 1.334 ele teve avc mas graças a deus ele esta caminhando agora a medica receitou hydrea 500 para ele para controla a plaqueta eu tenho fé em deus que vai dar certo pois meu pai tem uma grande vontade de viver . QUANDO eu tiver o rusultado que esperamos eu dou noticia PEÇO AS PESSOAS QUE REZE PARA ELE NAÕ TER EFEITO COLATERAL MUITO OBRIGADA ROSANE cidade DE GOIÂNIA-GOIAS

  128. ORASILIA comenta:

    2 agosto, 2011 @ 8:05 PM

    DIA 17 DE FEVEREIRO DE 2011 DESCOBRI QUE MINHAS PLAQUETAS ESTAVAM EM UM MILHÃO E TREZENTOS MIL,ME DESESPEREI´,POIS OLHEI A MORTE DE PERTO,ATÉ ENTENDERMOS QUE TROMBOCITEMIA ESSENCIAL É UMA DOENÇA QUE PODEMOS CONVIVER,CLARO SENDO RESPONSAVEIS E CUIDADOSOS.
    FIZ UM MONTÃO DE EXAMES,BIOPSIA,MIELOGRAMAS,ENTAO MEU MEDICO DECIDIU QUE NÃO TOMAREI REMEDIO,SÓ MESMO A ASPIRINA PREVENT,ESTOU NA ACADEMIA,NO PILATES E DE OLHO NA CONTAGEM DE PLAQUETAS PERIODICAS.
    A ASPIRINA FEZ MUITO BEM PRA MIM,NAO TENHO QUASE DOR DE CABEÇA,ME SINTO FELIZ,AMADA,MEUS AMIGOS ME DERAM A MAIOR FORÇA,TENHO 48 ANOS ESTOU FAZENDO FACULDADE DE SERVIÇO SOCIAL,QUERO TRABALHAR,SER AVÓ,TENHO MUITO QUE VIVER,SE VOCE ESTIVER TRISTE REAJA,A VIDA É LINDA,LUTE E ENFRENTE COM ALEGRIA DEUS DEU ESTA VIDA PRA VOCE…..

  129. maria comenta:

    8 setembro, 2011 @ 3:27 PM

    tenho 53 anos e meu exame deplaquetas deu 500 mil mm³ gostaria de saber qual é o risco

  130. Simone S. comenta:

    24 setembro, 2011 @ 10:21 PM

    No 2º semestre de 2010, com 40 anos, comecei a ter fortes dores de cabeça, vermelhidão nos olhos, ver pisca-pisca e cheguei a perder a visão temporariamente por duas vezes. Procurei por um neurologista da minha cidade que me disse ser enxaqueca com áurea e pediu apenas um eletrocefalograma, que deu normal. Não mostrando melhoras, meu marido me levou para consultar com um médico na cidade de Ribeirão Preto, que preocupado com meus relatos preferiu investigar mais profundamente as dores pedindo uma Angioressonância Arterial e Venosa do Crânio, com resultado de oclusão total da artéria E (trombose). A partir desse momento, por Deus não tendo nenhuma seqüela, me encaminhou para uma hematologista, que após alguns exames realizados diagnosticou SAF. No entanto após alguns meses e com novos exames minhas plaquetas mostraram aumento 550mil chegando hoje a 884. Realizei novos exames Jak2 (positivo), exame de mielograma e biópsia de medula, recebendo dia 21/09, o resultado após várias exclusões de TE. Já vinha tomando Somalgin Cardio (AS) desde março e há 2 dias iniciei com o hidroxiureia. Minha médica me disse pra levar uma vida normal e realizar exames de controle após verificarmos a dosagem adequada do medicamento. É rezar para não ter formação de novos trombos.
    Uma curiosidade é que minha mãe, hoje com 67 anos tem um histórico que resolvi investigar: com 18 anos teve púrpura e retirou o baço, no meu nascimento teve trombose venosa (perna esq.), bem mais tarde isquemia cerebral, depois embolia pulmonar e por último para seu currículo, há um ano faz acompanhamento na UNICAMP por ter TE, e desde então toma o medicamento.
    Minha médica disse não ser hereditário, mas fica abismada com o fato de mãe e filha terem o mesmo problema. Tenho um casal de filhos e me preocupo muito com eles. Gostaria de saber mais…

  131. Maria M comenta:

    25 setembro, 2011 @ 10:45 AM

    Tomo o Hydrea há mais de um ano e não tive nenhum efeito colateral. Minha médica me disse que no final do ano chegará ao Brasil um novo medicamento que vai agir diretamente no gene da mutação e vai me colocar no grupo de estudo, vou aguardar.

  132. Simone S. comenta:

    25 setembro, 2011 @ 1:50 PM

    Tudo começoa a partie do 2º semestre de 2010, com 40 anos, comecei a ter fortes dores de cabeça, vermelhidão nos olhos, ver pisca-pisca e cheguei a perder a visão temporariamente por duas vezes. Procurei por um neurologista da minha cidade que me disse ser enxaqueca com áurea e pediu apenas um eletrocefalograma, que deu normal. Não mostrando melhoras, meu marido me levou para consultar com um médico na cidade de Ribeirão Preto, que preocupado com meus relatos preferiu investigar mais profundamente as dores pedindo uma Angioressonância Arterial e Venosa do Crânio, com resultado de oclusão total da artéria E (trombose). A partir desse momento, por Deus não tendo nenhuma seqüela, me encaminhou para uma hematologista, que após alguns exames realizados diagnosticou SAF. No entanto após alguns meses e com novos exames minhas plaquetas mostraram aumento 550mil chegando hoje a 884. Realizei novos exames Jak2 (positivo), exame de mielograma e biópsia de medula, recebendo dia 21/09, o resultado após várias exclusões de TE. Já vinha tomando Somalgin Cardio (AS) desde março e há 2 dias iniciei com o hidroxiureia. Minha médica me disse pra levar uma vida normal e realizar exames de controle após verificarmos a dosagem adequada do medicamento. É rezar para não ter formação de novos trombos.
    Uma curiosidade é que minha mãe, hoje com 67 anos tem um histórico que resolvi investigar: com 18 anos teve púrpura e retirou o baço, no meu nascimento teve trombose venosa (perna esq.), bem mais tarde isquemia cerebral, depois embolia pulmonar e por último para seu currículo, há um ano faz acompanhamento na UNICAMP por ter TE, e desde então toma o medicamento.
    Minha médica disse não ser hereditário, mas fica abismada com o fato de mãe e filha terem o mesmo problema.
    Tenho um casal de filhos e me preocupo muito com eles. Gostaria de saber mais sobre possível diagnóstico familiar…

  133. Simone Serra comenta:

    25 setembro, 2011 @ 2:08 PM

    No 2º semestre de 2010, com 40 anos, comecei a ter fortes dores de cabeça, vermelhidão nos olhos, ver pisca-pisca e cheguei a perder a visão temporariamente por duas vezes. Procurei por um neurologista da minha cidade que me disse ser enxaqueca com áurea e pediu apenas um eletrocefalograma, que deu normal. Não mostrando melhoras, meu marido me levou para consultar com um médico na cidade de Ribeirão Preto, que preocupado com meus relatos preferiu investigar mais profundamente as dores pedindo uma Angioressonância Arterial e Venosa do Crânio, com resultado de oclusão total da artéria E (trombose). A partir desse momento, por Deus não tendo nenhuma seqüela, me encaminhou para uma hematologista, que após alguns exames realizados diagnosticou SAF. No entanto após alguns meses e com novos exames minhas plaquetas mostraram aumento 550mil chegando hoje a 884. Realizei novos exames Jak2 (positivo), exame de mielograma e biópsia de medula, recebendo dia 21/09, o resultado após várias exclusões de TE. Já vinha tomando Somalgin Cardio (AS) desde março e há 2 dias iniciei com o hidroxiureia. Minha médica me disse pra levar uma vida normal e realizar exames de controle após verificarmos a dosagem adequada do medicamento. É rezar para não ter formação de novos trombos.
    Uma curiosidade é que minha mãe, hoje com 67 anos tem um histórico que resolvi investigar: com 18 anos teve púrpura e retirou o baço, no meu nascimento teve trombose venosa (perna esq.), bem mais tarde isquemia cerebral, depois embolia pulmonar e por último para seu currículo, há um ano faz acompanhamento na UNICAMP por ter TE, e desde então toma o medicamento.
    Minha médica disse não ser hereditário, mas fica abismada com o fato de mãe e filha terem o mesmo problema. Tenho um casal de filhos e me preocupo muito com eles. Gostaria de saber mais…

  134. Elisangela Soares comenta:

    30 setembro, 2011 @ 7:08 PM

    Olá tenho 33 anos descobri que eu tenho TE em 2005, gostaria muito de engravidar, em Junho a médica pediu que eu parasse com o Hydreia para tentar (segundo a médica o remédio sai logo do organismo), quando eu voltei ao médico + ou – um mês após minhas plaquetas estavam em 1.800.000, antes estavam controlada entre 500.000 e 600.000, mas do nada ela disparava, no início do ano chegou 1.000.000. Senti que ela ficou aliviada por eu não ter ficado grávida. Faço tratamento no HUAP em Niterói desde 2005, só á controle com a hydreia, engordei um pouco (10kg) com a hydreia eu era muito magra.. agora tenho que controlar para não ficar gorda. Quando fiquei sem a hydreia emagreci 2 quilos. Segundo a médica devo iniciar o tratamento com Interferon assim que chegar no hospital, para tentar engravidar, a ideia inicial dela era eu tomar o interferon após o terceiro mês, mas como as coisas não saíram como ela planejou ( eu engravidar e as plaquetas ir aumentando lentamente) só depois de três meses tomar o interferon. Ouvi falar que o interferon é perigoso no início da gravidez é verdade?
    Fiquei muito feliz pela minha chara Elisangela.. espero conseguir tb!!

  135. Vinicius Bueno de Oliveira comenta:

    4 outubro, 2011 @ 11:04 AM

    Olá, tenho 39 anos, e de cinco dias pra cá tenho sentido dor abdominal, dor de cabeça, nos olhos e muita febre que chegou a quase 40 graus e se manteve assim por pelos os umas 3 horas. Fui ao médico, fiz exames e estavam todos normais, menos um a proteína c reativa que esta no valor de 5.6, minha dúvida é: Será que contrai dengue ou é algum tipo de virose o que acha? Obg Vinicius

  136. ari tomaz da silva comenta:

    12 outubro, 2011 @ 8:48 PM

    Meus amigos,
    Registro aqui que fui diagnosticado com TE a 6 anos. A partir do momento tomo o Agrylin. Antes comprava fora do país. Agora consigo através do Hospital público. Há um empresa no Brasil que vende o medicamento para os Hospitais. Comecei tomando dois por dia. Como as plaquetas mesmo assim ainda subiam, estou combinando, de acordo com o médico, com a Aspirina. No momento me sinto bem.

  137. Christiane comenta:

    17 outubro, 2011 @ 6:27 PM

    Maria M.

    Como se chama sua médica? Eu gostaria muito de participar de algum grupo de estudo e testar medicamentos.

    Obrigada!

  138. lidiacadilhe comenta:

    18 outubro, 2011 @ 11:47 PM

    eu tenho trombocitemia a 9 anos ja tomei hedreia agora tomo intrferom eu nao sinto bem com hedreia consigo controlar mais com a injeçao de interferom de 3m tomo 3 por semana diz a medica que e pelo resto da vida com meu controle fica entre 600 a 800 as vesez chega 580 mais logo almenta temoa que conviver com isso ja fiz varios exames biopias ai comecei me trata seja o que deus quizer tenho 59 anos descobri com 50 anos e levo a minha vida normal fiquem com deus nao se apavore para ele nada e inposivel

  139. lidiacadilhe comenta:

    18 outubro, 2011 @ 11:54 PM

    eu me trato numa clinica em niteroi homtologia angologia d maria das graças de castro cordeiro la mesmo tomo meus medicamento

  140. marialva silva janine fortin comenta:

    1 novembro, 2011 @ 2:25 AM

    tenho 42 anos e diagnostico de trombocitemia essencial, alguns medicos dizem que é maligna. é verdade?
    alguem ja ouviu isso?
    é só para conhecimento, pois nao encontro nada de informaçao sobre essa doença.
    podem me orientar/ e dizem q hydrea causa leucemia sim?
    e tambem quero participar de estudos se puderem me incluir agradeço.
    tem medicos q aconselham transplante. porque uns fazem outros nao? tem perito do sus
    que aposenta e uns q dao aux.doença. eu estou sempre mal com o hydrea.

  141. Elisangela comenta:

    1 novembro, 2011 @ 10:59 AM

    Olá Marialva,

    Olha tenho trombocitemia, descobri aos 24 anos, hj tenho 35, tomei hydrea nos primeiros 5 anos, depois parei para tentar engravidar, tive dois filhos, mas não voltei mais, pelo menos por enquanto, ao Hydrea. Sempre soube que a doença era cronica, ela pode no incio ser confundida com policitemia vera o leucemia mieloide cronica. Vc já feza biopsia d emedula? Tem também exame de dna JAK 2, não tenhocerteza se esse o nome. Fiz o ano passado e confirmou a trombocitemia. Estou aqui para te dizerq ue convivo bem com a doença, sou assintomatica, acredito que vc também. Não s edesepere vc so precisa aprender a aconviver e vai dar tudo certo pode acreditar. Eu até mãe conseguir ser, o que no inicio acreditei não ser possivel pelos medicamentos que tomava. Hoje em dia só tomo soamlgim 200 mg diárias, mas faço controle trimestral

  142. elicelma comenta:

    19 novembro, 2011 @ 2:09 PM

    ola sou elicelm a de sergipe minha mae tem TE a uns 4 anos ela toma hidrea e as plaquetas dela esta em 507 el ainda precisa tomar mais de dois comprimidos por dia

  143. Catarina comenta:

    27 novembro, 2011 @ 7:30 AM

    Minhas plaquetas chegaram a 750 em 2008 .Em seguida tive linfoma de hodkim.Após tratamento quimioterapia e radioterapia as plaquetas baixaram.Em 2011 já subiram para 600 .Pode resultar num linfoma novamente?
    Me respondam.

  144. ari tomaz da silva comenta:

    18 março, 2012 @ 12:04 AM

    Tenho 60a e há 6a tive diagnóstico de TE. DEsde então tomo agrilyn (anagrelide) 2cp ao dia. Há pouco tempo as plaquetas começaram a subir novamente, conversei com a hematologista e agora estou tomando 2agrilyn p dia um de manha e outro a noite e meio dia um somalgin 200. As plaquetas, graças a Deus estão em torno de 450mil. Faço exame de dois em dois meses.

  145. Ane comenta:

    8 abril, 2012 @ 12:54 AM

    Pessoal, para aqueles com dúvidas sobre a plaquetopenia (baixa das plaquetas) vale ler o blog púrpura infantil, que traz um relato na forma de perguntas e respostas frequentes, de pais de um menino que sofre de forma crônica deste mal. Acesse: http://www.angelfire.com/blues/purpurainfantil/

  146. Christiane comenta:

    13 abril, 2012 @ 2:31 PM

    Oi Elisângela, tudo bem? Eu gostaria muito que vc. falasse um pouco sobre a gravidez. Tenho 33 anos e pretendo engravidar no ano que vem. Como vc. passou? Vc. trocou o medicamento? Foi tudo tranquilo? Obrigada!!!

  147. Silvia Fucci Argentina comenta:

    17 abril, 2012 @ 12:22 PM

    Hola,yo tengo mi hija con esta enfermedad llego a tener 1.975.000 plaquetas toma ANAGRELIDE 0,5 pero a pesar de que mantiene sus plaquetas en valores normales surgen otras complicaciones como cefaleas constantes y quistes ovaricos,perdida momentanea de la vision,cansancio,dolor en las piernas cambio en su piel(es mas grues y con plurito).Quisiera saber si es mejor un transplante de medula para corregir estos problemas en su salud.Ella tiene 15 años ahora y cuando descubrimos la enfermedad tenia 9 años.Espero alguna respuesta desde ya gracias

  148. Joelson Silveira comenta:

    1 maio, 2012 @ 11:04 PM

    Tenho 44 anos, ha 12 anos descobri atraves check up q tenho trombocitose essencial. Faco tratamento nos USA onde moro. Antes o tratamento era feito com Hydroxeria 1500mg dia, Agrelyn 1.5 e baby asprin, estava me sentindo cada vez mais fraco e com bastante cansaco, as plaquetas estava em torno de 500m/l. Hoje so tomo 500mg de Hydrea e 1 baby asprin, me sinto melhor, mas as plaquetas hoje esta em 1.260m/l. O que vcs acham q devo fazer, pedir o medico para aumentar as doses, ou posso viver com as plaquetas desta quantidade?
    Obrigado . ..

  149. ANA KATARINY comenta:

    9 julho, 2012 @ 10:53 AM

    OI ME CHAMO KATARINY TENHO 25 ANOS E TENHO TTROMBOCITOSE, EU TOMO AGRELYN N POSSO TOMAR AAS INFANTIL E JA TOMEI HYDREA MAIS N DEU CERTO, BEM N TO TENDO MUITO RESULTADO POSSITIVO COM O REMEDIO ATUAL MAIS TENHO FE EM DEUS Q VAI DA TUDO CERTO, FICO COM MUITO MAU ESTAR E TENHO MUITAS DORES MAIS NA CABECA E NAS PERNAS…. GOSTARIA DE SABER MAIS INFORMACAO.GOSTARIA DE SABER SE TRABALHAR E PIOR?

    AGRADECO A TODOS!!!!

  150. Maria Elizabeth Gomes comenta:

    19 outubro, 2012 @ 7:59 AM

    sinto muito por ter passado por essa situaçao,mas estou vivendo ,fasso meu tratameto aui na Guiana Francesa ,tomo cm remedio hydreia e me sinto bem a um ano e levo uma vida normal, as vezes sinto um pouco de perda de memoria ,ms nao do impotancia ,espero da medicina um pouco mas deestudo eficz k leve mas a serio o estudo e pesquisa sobre e ssa doença, e k os medicos dei mas atençao pra os paciente TROB ESSENCIAL , respeito pelo ser humanocalma , por kd eles dao o diagnostico eles nao procuro sabe se a pessoa tem uequilibrio emocional bom, falo na maior imagina vc saber k vc descobril o vc tem nao tem cura , cm vc se sente e terivl so quem escuta e que sabe, aqui aonde eu moro Graças aDeus e tudo mas facil temos seguro para tudo de graça ,nao pagamos nada queria eu poder ajuda outra pessoas pricipamente cm remedio que eu consigo muito facil aqui, mas eles dao as doses certas do remedios, mas eu pesso p Deus k ajude todas as pessoas do mundo , hoje eu so feliz mas quando descobrir essa doença menos de um ano eu perdir quaser tudo menos avida graça A Deus ,muita esper’ança a todos.

  151. cinthia comenta:

    25 outubro, 2012 @ 10:00 PM

    dia 25/10/2012 estou muito preocupanda meu pai tem 57 anos esta com as plaquesta muito alta ,999 agora esta 650 so esta tomando ass ;ja tem tres meses quer estamos esperando o resultando chegar mais ainda nada.o exame quer chegou a medica ficou muito confusar .nao mais o quer faco . se puder mem ajuder em conselho. .

  152. valeria comenta:

    11 novembro, 2012 @ 7:48 PM

    meu filho de 3anos fez um exame de sangue e as plaquetas deu 611.000/mm3 é normal me ajude estou preocupada

  153. tereza comenta:

    18 dezembro, 2012 @ 8:24 PM

    Descobri que sou portadora de TE recentemente.Mas,faz anos que tenho plaquetas alteradas e sempre os médicos mandavam eu tomar ASS…só que nunca tomei regularmente pq atacava meu estomago.Atualmente,venho sendo acompanhada por uma hematologista e,to só tomando somalgin de 100mg ao dia.No ultimo exame que fiz mhs plaquetas deu 853.000/mm3.Tenho procurado ler alguns artigos aqui na net p entender melhor dessa doença pq tenho passado dias terríveis…tem hs que fico um tanto depressiva,chorou quase que diariamente….tenho bastante medo das consequencias dessa doença…e,isso me deixa apavorada.Hj depois de ler alguns desses comentarios to mais aliviada…vejo que tem várias pessoas que convivem há anos com essa doença.Gostaria mt de poder contactar com pessoas que são portadoras de TE…to precisando muito de ajuda para poder me fortalecer e,entender que posso continuar vivendo normalmente.

  154. maria Elizabeth gomes comenta:

    4 janeiro, 2013 @ 8:24 PM

    Descobrir l tava cm trombocitemia essesecial, ms eu to fazendo tratamento cm p medicamento Idreya faz 2anos k uso esse remedip e eu me sinto bm entre aspa ms os sintomas da doenca e duro sao dor de cabeca dor no corpo dor vontade de dormir muito e visao embasada tontura os ovidos fazem ungido e tenho mta aminezia mas Gracas A Deus to viva ms nao e facil eu tem dia k entro en depressao ms logo me recupero moro na Guyana Francesa E um Mugar k Faz parte daFranca e ak a medicacao e tudo de graca eu k ria ajuda as pessoas k precisa desse remedio ms e muito controlado eu descombrir a doenca no Brasil sentir um sintoma kd eu tava fazendo um viagem de carro e sentir k a minha cabeca edento do meu celebro tava morendo estava frio eu nao tava sesentindo ms kuando eu cheguei np hospital a minha pressao ta 20 por 12 ..e ai comeco tudo a te eu descobrir tudo eu passei ppr muita coisa ms to viva So Deus na nossa vida cre sempre nele np altissimo .A k decho essa mensagem de fe .

    ,

  155. Sandra Matos do Carmo comenta:

    16 janeiro, 2013 @ 7:19 PM

    Sou Sandra Matos do Carmo. Meu marido descobriu que suas plaquetas estavam altas num exame de sangue de rotina.
    Fez uma consulta com um hematologista aqui no hospital de Barretos PIO XII. Fizeram todos os exames necessários, e todos deram negativo. As plaquetas dele aumentavam mês a mês começou com 300 e chegou a 900. Começou a tomar 01 comprimido de Hidréia e AS. No primeiro mês baixou para 700. Este mês subiu novamente para 900. Dai o médico aumentou a dose para 02 comprimidos. Minha preocupação é baixar os glóbulos brancos e vermelhos com essa dosagem. Gostaria de saber quais são os riscos, os sintomas e se ele dever fazer uma dieta, se tem restrições na alimentação o que pode e o que não pode comer. De vez em quando ele toma cerveja, se pode ou não. Estamos meio assustados. Como ter uma vida normal? É perigoso? Tem cura? Como proceder? Fazer exercício físico é bom? Ele deve fazer? Não é perigoso tomar 02 comprimidos de Hidréia mais AS? Ele também toma:- Diovan de 160 mg, Vicog, Puran de 25 mg. Esses remédios tem algum efeito misturado com o Hidréia? Estou meio assustada. Gostaria que vcs. tirassem minhas dúvidas, por favor.Ele se chama Wanderley tem 63 anos, pesa 90 kls, tem 1.70 m.
    Desde já obrigada. Sandra

  156. Dr. Armando Miguel Jr comenta:

    22 janeiro, 2013 @ 6:27 PM

    Sandra,
    Fiz uma pesquisa em meus livros sobre a possibilidade de um dos medicamentos que o Wanderley está tomando causar aumento das plaquetas, mas não encontrei nada. Algumas vezes os medicamentos para hipertensão podem ocasionar efeitos ainda não relatados. Será que O Diovan pode aumentar o número das plaquetas? Não sabemos. Converse com os médicos que o estão acompanhando. Veja a possibilidade de trocar o hipotensor, como teste para ver se ocorre melhora das plaquetas.

  157. Carina comenta:

    11 março, 2013 @ 1:55 AM

    Olá!
    Tenho 28 anos e tenho trombocitemia essencial, estou tratando com Hydrea, e venho observando junto ao Hematologista uma melhora. Porém tomar hydrea pro resto da vida sai muito caro. O meu medico ñ soube me dizer se consigo essa medicação gratuita. Alguém sabe me informar se consigo!?
    Obrigada.

  158. Patrícia Apolinario comenta:

    11 março, 2013 @ 6:15 PM

    Olá me chamo Patricia ,tenho 37 fui diagnosticada com TE á 5 anos ,tomo 02 comprimidos de hydrea por dia, comecei a tratamento estava com quase 2.000.000 de plaquetas á ponto de ter um trombose, mas hoje graças a Deus estão controladas 450 á 500plt.
    Faço tratamento no HC ,levo uma vida normal, como de tudo ,só tenho um cuidado que quando vou tomar minha cervejinha no dia não tomo o remedio .Faço acompanhamento médico de 2 em 2 meses.

  159. Patrícia Apolinario comenta:

    11 março, 2013 @ 6:33 PM

    PARA TERESA….
    Teresa sei que é desesperador,saber que tem uma doença que pouco se fala, e quando lemos bula então…..que susto agente só pensa no pior, quando descobri fiquei como vc quase entrei em depressão de tanto que chorava e imaginando o que eu iria fazer da minha vida…..Mas graças a Deus com força de familiares e de meu noivo na época me deram maior força,a cada vez que ia ao hospital sempre conversava com pessoas que tb faziam tratamento á tempos e isto de certa forma vai nos tranquilizando.
    É claro existe certos cuidados como, não poder tomar medicamentos que tenham hôrminios (anticocpicionais),
    tb não poder engravidar tomando o hydrya.
    Tem casos que pessoas fazem o tratamento só tomando o ass que já é menos preocupante, apesar de dar muito enjôo.
    Não se desespere faça seu tratamento tome os remédios que os médicos pedir, as dosagens certas, porq no começo eles tem que descobrir com que seu organismo se dá bem,qual a dosagem certa.
    Um abraço e boa Sorte…….!

  160. Fabiana Nogueira comenta:

    9 abril, 2013 @ 11:55 AM

    A minha resposta é ao Isnaldo, sobre seu filho de 8 meses:
    Sim, ele tem trombocitose, pois trombocitose é o nome que se dá a todas as pessoas que tem um número aumentado de plaquetas. Trombocitose não é uma doença, é um nome científico dada a uma condição clínica. O que é doença é a trombocitemia essencial, um tipo de leucemia, que também caracteriza-se por um elevado número de plaquetas. Mas, veja, para isso ser diagnosticado em crianças, mais precisamente um bebê, é de 1 caso em 1 milhão. Não é impossível, porém, extremamente raro. Mas o caso do seu filho, acho que me arriscaria a dizer que o que ele tem é anemia ferropriva. Um tipo de anemia causada por deficiência de ferro, muito comum em crianças em fase de amamentação, mais precisamente, em crianças que estão passando por essa transição do leite materno a outros alimentos sólidos. Você mencionou que ele tem anemia. A anemia comum daria um baixo número de hemoglobina, e não necessariamente qualquer alteração nas plaquetas, porém, a anemia ferropriva causa aumento de plaquetas e pode ou não ter alteração na hemoglobina. Acho que basta procurar um pediatra e ficar tranquilo, que seu filho não tem nada grave. Para se proceder com uma investigação para essa trombocitose o número de plaquetas dele deveria estar acima de 600.000. A dele ainda não está assim tão grave, até porque em crianças pode chegar a 500.000. Se ele está com 587.000 não podemos dizer que é algo tão significativo para se pensar em doenças graves. Fique tranquilo!

  161. Fabiana comenta:

    9 abril, 2013 @ 12:06 PM

    À Valéria. Compartilho da sua preocupação. Meu filho também tem 3 anos e está com o número de plaquetas em 627.000 sem causa aparente. Pelo menos ele não apresenta nenhuma queixa clínica. Descobri ao levá-lo ao neurologista com suspeita de TDAH (Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade) dada justamente à extrema agitação dele e não o contrário como se esperaria de uma criança com algum tipo de doença grave como sugere esse aumento inexplicado de plaquetas. Ele pediu hemograma e exames de tireoide. Tudo deu normal, exceto as plaquetas. Nem anemia ele apresenta. Também não sei o que pensar, mas pelo que andei lendo essa trombocitemia essencial (tipo de leucemia) que poderia causar esse aumento de plaquetas para acima de 600 mil como são os casos dos nossos filhos, é extremamente raro em crianças e jovens. E quando acomete jovens (porque casos de crianças acho que há 25 no mundo todo e nem são no Brasil) é geralmente mulheres. E mesmo que seja isso, às vezes nem é necessário tratamento, só ir controlando o número de plaquetas com algum remédio para, aí sim, não evoluir para algum tipo de doença grave. A trombocitose (nome dado às plaquetas acima de 600 mil) não É uma doença, CAUSA uma, por isso, muitas vezes, apenas um rígido CONTROLE desse número resolve. A maioria das pessoas que chega a óbito é por complicações decorrentes DESSE AUMENTO INCONTROLÁVEL das plaquetas, que causam derrames e outras doenças, e não PORQUE TEM UM AUMENTO. Se este não evoluir e conseguir se manter estável, nada acontecerá. Vamos pensar positivo. Meu e-mail é fabipncat@hotmail.com

  162. Maria Elizabeth Gomes comenta:

    17 agosto, 2013 @ 8:56 PM

    Mais uma vez estou dando o meu comentario. . Sombre a doença k se chama trombocitemia essencial…. tenho ela a 3 anos , ms hobe eu tl mto bem Greças a Deus , a 4 meses .ao tomo ms o remedio hydreia so mente tomo ass 100 mg , e me sinto bem , kdo eu ta tomando o Hydreia me deixava mto com sintomas pr exemplo , dor d cabeça , fraqueza , perca d memoria , os olhos embaçados etc …. mas to mebando a minja vida normal, ms tem noite k nao consigodormir por eu si.to as minhas mas ficam dormente , e eu faço bastante massagem nas maos e nos pes
    , ms nao eada facil , eu as vezes eu bebo bebida como vinho , cerveja msnunca mto exagerado , ms eu sei k nao e certo , ms fico triste pk kdo eu vo ao medico ele me deixa triste , eu fo k sinto alguns sintomas ms ele diz toma o seu remedio , e tudo k ele fala c pode leva uma vida normal
    Ms so km tm essa doença e k sabe o k sente, eles nao esplicam .ada da doença, se kremos saber ms, pesquisamos . Net , ms desejo k as pessoas n estao na mesma sktuaçao k me encontro, mta coragem e fe em Jesus e e maior ktudo amem!!!

    ..

  163. Dr. ELIAS DE OLIVEIRA (Adv) comenta:

    21 agosto, 2013 @ 12:12 PM

    * ATENÇÃO CARINA!

    Remédios de ALTO CUSTO, por força Constitucional, obriga o poder público a fornecer os medicamentos necessários (não importando o valor) e, independentemente da classe social ou poder aquisitivo. Deve o paciente, junto com o diagnóstico médico e a receita indicando o medicamento procurar o MINISTÉRIO PÚBLICO e relatar o fato. Poderá ser por intermédio da OAB (Ordem dos Advogados) ou nas Juntas de Conciliação das Faculdades de Direito (Juizados Especiais) A medida que se requer é por LIMINAR e não demora quase nada. TEMOS ESTE DIREITO CONSAGRADO NA CONSTITUIÇÃO FEDERATIVA DO BRASIL. Nada mais é senão o retorno dos nossos impostos; neste país que os impostos chegam a cifra de 57% quando se trata, principalmente, de medicamentos… Procure um advogado junto aos plantões sociais e disponíveis nas sedes da OAB de sua cidade ou municípios (também é gratuito).
    Confie SEMPRE em Deus! Creia apenas e faça suas petições a Ele (diretamente) que tudo pode e, seguramente, trata-se do ÚNICO DEUS do impossível; visto que a Ele tudo pertence!

  164. Valdirene Paiva comenta:

    25 novembro, 2013 @ 10:48 AM

    Bom Dia!!
    Há 5 anos faço tratamento com Hydrea, pois tenho TE,estou desesperada pois estou gravida e não posso mas tomar o Hydrea estou com 2 meses e minhas plaquetas estão em 1,200,000.Meu médico falou que gravida pode tomar uma injeção (a-interferon),mas não sabe onde posso conseguir essa medicação gratuita pois nao esta disponivel em nenhum hospital.
    Onde eu encontro essa medicação ?
    O que devo fazer para conseguir, por favor me ajudem.

  165. Valdirene Paiva comenta:

    25 novembro, 2013 @ 10:59 AM

    Há 6 anos faço tratameno e tomo Hydrea pois tenho TE,estou desesperada pois estou gravida de 2 meses e minhas plaquetas estão em 1200,000,meu medico falou que existe uma injeção(a-interferon) que gravida pode tomar,já me informei e essa medicação nao tem em nenhum hospital.
    Como faço para conseguir ?
    Me ajudem por favor.

  166. alvaro da silva novaes comenta:

    20 fevereiro, 2014 @ 6:42 PM

    Olha também em sou portador de TE, descobri em 1992, ou seja há 22 anos, tomo Hydreia desde 2005, tenho tido uma vida normal, faço exercício constante e até então graças a Deus estou bem. Mas o remédio certo para essa doença, chama-se AGRYLIN, não tinha no Brasil, agora já tem, mas o seu preço e muito alto custa o vidro com 100 comprimidos R$-2.168,00. Este só abaixa as plaquetas não interfere na medula. O Hydreia, abaixa as plaquetas, mas produz efeitos colaterais graves na medula óssea.
    Temos que encontrar o AGRYLIN, por um preço melhor, se alguém souber, por favor nos avise.

  167. Maria Elizabeth comenta:

    16 novembro, 2014 @ 3:01 PM

    hoje ,,,, e exatamente 16 :00 hs do dia 16 de desembro do ano de 2014…… tnho TE , graças aDeus estou vivendo, tm dia k me sinto mal , ms eu oro , e pesso p o senhorJesus me dar força, no momento estou tomando so ass , e remedio p o estomago ,me sinto cansada ,ms eu levo a vida , e os sintomas sa minuciosos ,como fadiga,sonolencia ,do nas pernas , nos membros ,e pertubaçao na memoria , vista turba, e kdo se aprocima os dias da mestruaçao ,ai fica dificil, mtos sintomas ,como estrece ,depressao, nao sabia k a depressao vinha de surpresa, ms eu creio k um dia os medicos vam se consientisar e estudar e pesquizar ,essa doença , pra no futuro as pessoas ter ms chace de um tratamento mas eficaz , obrigado por lerem esse meu comentario………

Deixe seu comentário aqui !