02 - set
  

Aneurisma da aorta abdominal

Categoria(s): Cardiogeriatria, DNT, Emergências




Editorial

Colaborador: Antonio Cesar Antoniazzi *

* Médico e pós-graduando do curso Saúde e Medicina Geriátrica da Metrocamp

kubala2No dia 06 de agosto 2007 recebemos a seguinte nóticia pelo jornal “Folha de São Paulo” – O polonês radicado no Brasil Zygmunt Kubala, um dos principais violoncelistas do país, morreu anteontem à tarde, aos 64 anos, durante um concerto em uma igreja de Ouro Branco (MG), em festival de música do qual participava todos os anos.

O músico apresentou a obra ao público e caiu após tocar apenas uma frase musical. A causa da morte foi aneurisma da aorta.

Apesar de não conhecermos a causa morte em detalhe, o caso do músico nos ajuda a levantar um problema de suma importância para os médicos em geral, que é o aneurisma da aorta abdominal, por sua freqüência, característica assintomática e grau de fatalidade, entre os idosos. E, sobre tudo, sua potencialidade de tratamento que possibilita a modificação da evolução tão tórpida e traiçoeira.

A aorta é a maior artéria do organismo, que leva todo o sangue ejetado pelo ventrículo esquerdo e distribui por todo o corpo, exceto aos pulmões. Distúrbios podem ocorrer na aorta, como áreas de fragilidades na parede que permitem a formação de aneurismas (dilatações), rupturas externas, hemorragias e a separação das camadas da parede (dissecção). Qualquer um desses distúrbios pode ser fatal, mas a maioria necessita de anos para se desenvolver.

O diâmetro normal da aorta varia de 1,9 a 2,5 cm. Considera-se patologicamente dilatada (anurisma) quando seu diâmetro excede o considerado normal para aquela idade e superfície corporal se superar a 50% do previsto no segmento analisado. Pode ocorrer em qualquer localização, mas três quartos desses aneurismas ocorrem na porção abdominal.

Em geral, a dilatação ocorre em uma área frágil da parede, e podem ser protuberâncias arredondadas (saculares) ou tubulares (fusiformes), sendo esses últimos os mais freqüentes. Decorre principalmente da aterosclerose, que enfraquece a parede da artéria e a pressão intra-arterial acaba causando a protusão.

Em poucas situações na medicina, uma intervenção cirúrgica dita como “profilática” tem um impacto tão grande na modificação da história natural de uma doença como neste tipo de aneurisma, devido a sua alta prevalência, como também pelo incremento de morbidade e mortalidade que acompanha a correção de urgência (risco de óbito 10 vezes maior do que na cirurgia eletiva).

Faixa etária -Estudos têm estimado que 2% dos indivíduos aos 60 anos, e em cerca de 5% com idade maior que 70 anos terão este tipo de aneurisma, sendo ainda 2 a 3 vezes mais comum no homem do que na mulher

Clínica – A principal característica clínica é a de ser assintomático, mesmo atingindo grandes volumes. A sintomatologia é verificada quando da ruptura do aneurisma, que é a complicação mais grave e freqüente.

O auneurisma sintomático pode expressar-se de duas maneiras:

1-Presença de dor lombar e/ou abdominal de forte intensidade e contínua, por vezes semelhante a cólica renal, sem alteração hemodinâmica de hipovolemia, conhecido como aneurisma roto e tamponado ou ainda em expansão, podendo o choque hipovolêmico ocorrer a qualquer momento.

2- Presença da mesma dor anterior seguida de alteração hemodinâmica (choque hemorrágico) e morte, nos casos de ruptura na cavidade abdominal, mas se ocorrer no retroperitônio o choque pode ser reversível a ponto do doente chegar ao hospital.

Probabilidade de ruptura espontânea do aneurisma, quando este atinge o diâmetro transverso de cerca de 6 cm, é de 85% em até 2 anos de evolução.

Todo aneurisma diagnosticado deve ser operado, pois a quase totalidade evolui para ruptura. Outra complicação é a embolia arterial aguda em membros inferior, porém não relacionada a presença de dor ou ruptura do aneurisma. A trombose é complicação pouco freqüente, porém grave.

aortaDiagnóstico – Por ser a aorta abdominal retro-peritonial, a palpação abdominal dificilmente evidenciará o aneurisma, mas pode ser positivo em cerca de 80% se o examinador visar o diagnóstico.

Ultrassonografia, tomografia computadorizada e ressonância magnética são realizados para comprovação diagnóstica.

Tratamento – O tratamento é cirúrgico com a aneurismectomia e interposição de prótese de Dacron. Na contra-indicação cirúrgica, podem ser tratados com a colocação de endoprotese por cateterismo femural bilateral. Taxa de mortalidade para o tratamento cirúrgico realizado eletivamente situa-se em torno de 1 a 5%.

Ruptura sem choque hipovolêmico passa a níveis de 30%. O choque hipovolêmico, ainda que compensado, a mortalidade chega a 80%.

Alerta – Assim, torna-se evidente a necessidade do clínico, cirurgião e geriatra na realização do diagnóstico clínico do aneurisma, por meio da palpação abdominal,e exames ultrassonográficos, em pacientes com idade superior a 60 anos, para minimizar os índices de morbidade e mortalidade desta doença.

Referências:

Kubala [on line]

Arquivo Brasileiro de Cardiologia, Diretrizes para a cirurgia das doenças da aorta, volume 82, (suplemento V), 2004

Amorim, Jorge Eduardo, Aneurisma da aorta abdominal, Atualização Terapêutica 2003, Secção 2 Cardiologia, Ed. Artes Médicas, 21 edição, 2003

Merck, Manual, Seção 3, Distúrbios do coração e dos vasos sanguíneos, Cap. 29, Aneurismas e Dissecção da Aorta, [on line]

Aneurysms: Diseases of the aorta and its branches Merck, Manual, [on line] WWW.msd-brazil.com

Tags: , ,




Comentário integrado ao Facebook:


54 Comentários »

  1. Maria Inês Baptista da motta comenta:

    25 outubro, 2007 @ 10:14 AM

    Meu pai tem aneurisma de aorta abdominal que na ultima ultrasonografia feita no dia 02/07/2007 deu como medida dele 94mm x 61mm x 60mm (vol:178.90 cm3), meu pai não pode operar por causa do coração ele já teve 3 enfarte e o cardiologista não deu o risco cirurgico liberando ele para cirurgia ele vetou.
    Mas agora de umas duas semanas para ca meu pai sente muitas dores que tanto são na frente como mas costa no abdomem e esta com muita dificuldade de andar as dores que antes o Duscopam aliviava agora não faz mas efeito nemnhum.
    Eu gostaria de um conselho de que eu posso fazer para dar uma melhor qualidade de vida para meu pai, ele está em casa e sou eu que cuido dele com auxilio da minha familia meu pai não quer mais ser internado já que os medicos não podem mas fazer nada por ele, e nos os filhos respeitamos o desejo dele contanto que não piore o estado dele e não seja uma situação absurda..
    como ele mesmo nos ensinou ordem absurda não se cumpre.
    desde já agradeço a atenção
    e aguardo anciosamente a resposta
    Maria inês Baptista da Motta

  2. douglas comenta:

    31 janeiro, 2008 @ 6:41 PM

    hj acabei de descobri q minha vo tem essa doença
    os medicos flaram para ela fazer a cirlurgia mas tenhu medo qe acotece algo de ruim
    qeria receber nomes de bons cirlurgioes

    agradecido desde ja

  3. Dr. Armando Miguel Jr comenta:

    6 fevereiro, 2008 @ 5:25 PM

    Douglas,
    Localize os especialistas em cirurgia vascular, da sua região, no site da sociedade.

    Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular
    http://www.sbacv-nac.org.br

  4. Miguel Buck comenta:

    12 março, 2008 @ 7:33 PM

    Obrigada pelo esclarecimento.
    Meu pai é portador de Alzheimer em fase vegetativa, e agora descobrimos que ele está com aneurisma na aorta abdominal.
    Doutor existe alguma relação de hereditariedade comprovada no aneurisma?

  5. Cristina comenta:

    23 abril, 2008 @ 11:46 PM

    Acabei de descobrir que meu avô tem aneurisma abdominal e estou muito preocupada pois não tenho informações do que realmente é essa doença. Gostaria de ter mais informações. Obrigada

  6. David Mendes comenta:

    25 abril, 2008 @ 11:30 AM

    Meu pai está com 63 anos e descobriu neste mês, através de exames , que está com aneurisma aorta abdominal com extensão de 6 cm e maior diâmetro de 3,8 cm. meu pai está acima o peso, fuma bastante e tem problemas com a pressão.
    Gostaria de saber se a cirurgia é o mais indicado ou se o mesmo pode ir cuidando da saude e realizando exames de 6 em 6 meses.
    Quero saber também se a cirurgia tem que ser urgente.

    Atenciosamente,

    David Mendes

  7. Ana Alice comenta:

    27 maio, 2008 @ 4:12 PM

    Através de uma ultrasonografia descobri que tenho um aneurisma
    na artéria esplênica medindo 2.0 X 1,65.
    Gostaria de saber se é caso para cirurgia ou não,pois tenho 51 anos e não sou hipertensa.
    Gostaria de saber tambem se for o caso de cirurgia, se é de risco ou não,caso não seja cirurgia não seria preocupante aumentar de tamanho.

    Atenciosamente
    Ana Alice

  8. marcos comenta:

    27 maio, 2008 @ 8:51 PM

    meu pai esta com aneurisma da aorta abdominal de 7cm, ele tem 67 anos e está com insuficiencia renal e os médicos não querem operá-lo

  9. Sônia Maria de Marco comenta:

    8 outubro, 2008 @ 5:27 PM

    Dr. (a) Gostaria que os Doutores me orientassem em minha dor… descobrimos a 1 ano que minha mãe tinha um aneurísma abdominal renal, e dia 13/09/08 foi submetida a uma cirurgia de endoprotese, pois seu aneurísma era de 5cm e tinha 73 anos, porém, ao liberar a protese na artéria, seus membros inferiores calcificaram imediatamente, naquele momento ela ficou sem as pernas (trombose imediata), tendo assim que submeter a uma segunda cirurgia de emergência no mesmo intante “fazendo uma ponte de enxerto” ´para poder vascularizar os membros ingeriores, porém somente o esquerdo obteve sucesso, foi para UTI e doze horas após as duas cirurgias submetidas, houve uma terceira de “Rotohuter” tentativa de desubstruição das placas que haviam em seu membro inferior direito. A cirurgia resolveu apena para as coxas, após 24hs dessa 3ª cirurgia, a pressão arterial caiu, e começou a ter falência de multiplos órgãos, ou seja, os risn pararam completamente, vindo a falecer, no dia 16/09/08, hoje fazem 23 dias que ela faleceu, 26 dias da cirurgia, foram feitos cateterísmos, exames de carótidas, ultrassom de abdomem, e duas tomografias, como isso ocorreu? como aconteceu de não detectarem que suas pernas estavam completamente cheias de placas, o resultado do exame de aorta disia “Aneurísma de aorta abdomina/Estenose critica da artéria renal E”, sabendo disso, o medico nãodeveria no mínimo precaver que alo ela poderia ter de complicações?
    hoje choro e sofro a ausência dela, e me pergunto mesmo sabendo que ela necessitava com urgencia da cirrugia, será que ela deveria ter feito?
    por favor me ajudem… me digam o que houve com minha mãe, é comum calcificar as pernas ao colocar a endoprotese? uma cirurgia que deverfia demorar duas horas, levou-se 6horas e meia, pois tieram que oartir para um enxerto, enfim, me ajudem, preciso entebder para deixar de sofrer com perguntas que não querem calar.

  10. Anônimo comenta:

    13 outubro, 2008 @ 6:28 PM

    PRECISO DE AJUDA POR FAVOR
    Meu pai tem aneurisma de aorta abdominal que na ultima ultrasonografia feita no dia 11/08/2008 deu como medida 6,2 cm de diâmetro,
    meu pai sente muitas dores no abdomem e os analgesicos não fazem mais efeito sobre a dor gostaria de um conselho estou totalmente sem saber o que pensar ou fazer.
    desde já agradeço a atenção
    e aguardo anciosamente a resposta
    Maria inês Baptista da Motta

  11. Eleide comenta:

    17 outubro, 2008 @ 1:28 PM

    Eu fui a uma consulta ginecológica e a Drª detectou uma dilatação na minha aorta
    abdominal eu gostaria d saber se essa doença só pode atingir pessoas idosas ou corro este risco, que tipo de profissional devo procurar pois a Drª ñ me orientou ela disse q ñ
    poderia me dá encaminhamento por se tratar d uma aula, fiquei preocupada pois a
    alguns anos sofro com este problema eu ñ sinto dores, apenas desconforto abdominal
    senti muita dor no principio quando comecei a sentir o volume abdominal aumentar
    mais depois passou…Ficarei muito grata se pder me responder!!

  12. danusa comenta:

    31 outubro, 2008 @ 10:49 AM

    BOA TARDE
    DR GOSTA RIA QUE ME ASCLAREÇA, NO EXAME DO MEU PAI Q TEM ANEURIMA ABDOMINAL CONSTA CISTO EXOFÍTICO, DE PAREDE REGULARES, HOMOGÊNEO, MEDINDO CERCA DE 6,1X5,8 CM LOCALIZADO NO POLO INFERIOR DO RIM ESQUEDO, E OUTRO DIZ FUSIFORME NO SEU SEGMETO INFRA-RENAL , MEDINDO 4,0X3.4X22 CM,PERGUNTO Q A MEDIDA DA ANEURISMA E O Q SIGNIFICA ESSES NUMERO
    SOU MUITO AGRADECIDA SE FOR POSSIVEL ME ESCLARECER

  13. Susana dores Araújo Fernandes comenta:

    20 novembro, 2008 @ 11:54 AM

    Tenho 33 anos fui já operada á coluna várias vezes ,sinto algumasdores acima da lomba e no abdómene fui ao hospital e disseram-me que era possivel ter um aneurisma abdominal disseram-me ,para ir á médica de familia para fazer alguns exames ultrassom e uma tomografia ajude-me a esclarecer melhor este problema muito obrigado pela atencão

    susana fernandes

  14. celia suza comenta:

    26 dezembro, 2008 @ 5:01 PM

    meu pai faleceu no dia 20/12/2008 ,levamos meu pai durante cinco dias no dante pazzaneli,pois ele fazia tratamento dos rins ,mas os medicos falaram que ele estava com prisao de ventre ,quando resolveram operar lo como fosse apendite ,logo que abriram viram que foi aneurisma da aorta abdominal ,como se diz erro medico a terra esconde

  15. ilza maria vieira de souza comenta:

    21 janeiro, 2009 @ 2:40 PM

    um amigo que gosto muito tem Aneurisma da aorta abdominal
    quiz comentar aqui, pois tenho visto que é uma doença que
    geralmente dá em pessoas mais velhas, ele tem apenas 48 anos
    estou muito triste de saber das possibilades dele, pude ver por
    aqui. Não é facíl, a vida é boa sem essa tal doença.

  16. Denise Angelo de Castro comenta:

    6 fevereiro, 2009 @ 3:48 PM

    Meu pai foi operado em outubro de 2008, com diagnostico de aneurisma abdominal, no qual referiam -se a uma dilatação de 6cm. Foi colocado uma protese, e o médico nos disse que ele estava ótimo ….
    desde a cirurgia ele só piorou. Dia 18.01.2009 ele faleceu e a causa da morte foi aneurisma da aorta lombar roto.Eu pergunto, ele deveria colocar outra prótese?

  17. christiane silva comenta:

    11 fevereiro, 2009 @ 4:37 PM

    Acabamos de descobrir que minha mãe esta com aneurisma de 4 cm na aorta abdominal e trombose, ela tem 64 anos, é hipertensa, fumante e sedentaria. Eu gostaria de saber qual é a sobrevida deste tipo de paciente, ou seja em media qto tempo ela vive com esse problema, sem fazer cirurgia, pois ja li mto sobre isso e cirurgia na maioria das vezes traz grandes complicações. Queria saber tambem se isto é hereditario.
    Desde ja agradeço.

  18. fernanda comenta:

    19 março, 2009 @ 12:49 PM

    Boa tarde,é minha tia tem 57 anos ,acima do peso,fumande,tem dois estente(molas)no coraçao de uma angioplastia,fez um outro cateterismo agora recente,e a doutora liberou para cirugia de aneurisma abdomial dia 06/04/09 no hospital santa cataria,com dr.Onorio Palma,ontem fui a uma consulta com ela ,minha tia perdeu meus avos e 3tios em 7anos ,ela é uma pessoa muito emotiva,chora muito se magoa facil,entao evitei,de fazer perguntas na frente dela sendo que nao conseguir falar a asos com ele pq ela estava sempre ao meu lado,ele me disse que no caso dela é cirugia e so p/colocar uma mangueira e nao vai tirar o aneurisma,mas isso nao pode vir a estourar com o tempo,qual o risco que ela corre sendo uma cirugia preparada,isso é ereditario ?
    ela ja teve trombose na perna a 20anos e perdeu uma aveia tem alguma coisa haver,minha avo tv ca no utero,meu tio tv ca no reto e outra na garganta,o vô foi coraçao grande e uma tia derrame,esse aneurisma vem de algumas dessa doenças que a familia ja teve?tenho muitas duvidas mas nao sei como me espressar,desde ja agradeço a atençao e me ajude porfavor,se souber algo do medico que possa me ajudar me avise obrigada.

  19. Manuela Cunha comenta:

    22 março, 2009 @ 3:52 PM

    Caro Senhor Doutor,
    meu pai, de 75 anos tem um aneurisma abdominal de 9 cm. É doente cardíaco e os médicos dizem ser difícil operar porque seu coração não aguenta anestesia geral. Anda a saltar de médico para médico… Com esta dimensão não pode ser operado por cateterismo. Mas ninguém me quer dar informações quando acompanho meu pai às consultas.
    Agradecia que o Senhor me esclarecesse se este caso pode ser operado com epidural e os riscos associados.
    Muito agradecida,
    Manuela Cunha

  20. Paula R Ferreira comenta:

    24 março, 2009 @ 9:35 PM

    Boa Noite, Dr. Antonio Cesar
    Meu pai está com 69 anos, já tirou a próstata (câncer), já fez cirurgia no cérebro (aneurisma cerebral), já teve um infarto (colocou 1 safena e duas mamárias) e agora, ou melhor desde a cirurgia cerebral em 2001, apareceu um aneurisma abdominal, que na época os médicos do Dante Pazanezzi, acharam melhor não mexer por tudo que ele já havia passado. Porém hoje (24/03/2009), estive com ele em um vascular, e, o aneurisma aumentou (está com 6,5 cm), a médica pediu uma avaliação do cardiologista e do neurologista para verificar a posssibilidade de fazer uma cirurgia ou fazer uma endovascular, no caso dele ambas com risco. Gostaria da sua opinião, como todo mundo amo meu pai e não quero perde-lo, mas penso que se tem risco operando por tudo que ele já passou, não seria melhor deixar ele quetinho, curtir cada momento e pedir a Deus para protegê-lo?
    Obrigada e espero uma resposta.

  21. Dr. Armando Miguel Jr comenta:

    29 março, 2009 @ 4:52 PM

    Paula,
    Veja a página do dia 30 de março 2009

  22. ana filomena marques pereira comenta:

    18 maio, 2009 @ 8:50 AM

    a avó de minha amiga com 80 anos foi operarada a um aneurisma abdominal na aorta dia 17/04/09 tendo colocado uma protese,teve alta dia 23/04 e ao fim de 24 horas começou a ter febres e vómitos,regressou ao hospital dia 25/04 por ordem da equipe médica que a operou,fizeram-lhe análises ao sangue e foi-lhe diagnosticada uma bactéria no pulmão que teria apanhado no hospital por contágio de uma ou outra doente,esteve enternada até dia 11/05,durante o tempo de internamento foi lhe administrado antibiótico,soro e analgésico(paracetamol)para aliviar as dores na zona da barriga.Apesar de continuar com dores,como a febre estava controlada as análises já não acusavam a presença da tal bactéria e o tac que foi feito na vespera de sair não acusavam nada,veio para casa com analgésico(nolotil de 6 em 6 h e buscopan de 12 em 12h)já esta em casa à oito dias e continua com muitas dores fortes(espasmos).Estas dores são normais?

  23. William comenta:

    21 maio, 2009 @ 9:48 PM

    a muito tempo sinto uma pulsação na barriga (como se fosse um coração), e só agora por curiosidade comecei a pesquisar sobre esse meu sintoma assintomátco, e na minha pesquisa acabei descobrindo que se trata de uma doença muito perigosa e silenciosa , e que ela tende a aparecer em pessoas idosas. mas eu tenho 27 anos e tenho uma grande suspeita dessa dilatação da aorta abdominal.
    por favor dr. der-me alguma explicação. ficaria muito grato.

  24. Jane comenta:

    19 junho, 2009 @ 10:23 AM

    Bom dia
    Gostaria de saber quais as chances de cura de aneurisma da veia aorta…se for mais jovem se as as chances de cura são maiores..?
    Grata

  25. Amanda comenta:

    27 junho, 2009 @ 10:36 PM

    Dr. A Minha Vó tem 82 Anos a Dois Meses Descobrimos q ela tem aneurisma abdominal e o médico aconselhou a não Fazer Cirugia Pois estamos Desesparados Pois o medico Falou q Podee Romper a qualquer momento ela vai fazer tbm uma Tomografia para saber se esta Proximo de algum orgão Por Favor nos ajudem oq o Dr Nos aconselharia
    quais são as Chances ?

  26. cristiane pernet felipe comenta:

    18 março, 2010 @ 7:09 AM

    Dr. meu pai esta internado para fazer exames de tcc para verificar o tamanho da dilatação de orta o medico disse de esta em 6,5 cm
    ele já tem 71 anos,o medico disse que ate um espirro pose causar a ruptura da mesma.acho que vai fazer uma cirurgia pela verilha ,me oriente, me de mais explicação dessa cirurgia,quais são os riscos, pode causar alguma sequela?qual a probabilidade de vida, me ajude por favor

  27. Chris comenta:

    7 julho, 2010 @ 9:19 AM

    Para quem deseja ter mais informações e animações sobre o aneurisma da aorta abdominal eu recomendo este site: http://www.drcardozo.com.br
    Espero ter ajudado.

  28. Ana Luiza Oliveira comenta:

    11 julho, 2010 @ 8:41 PM

    Boa noite! Muito interessante este site pelas informações que são passadas de forma clara sobre patologias.

  29. humberto comenta:

    20 julho, 2010 @ 9:37 AM

    Ola, meu paicom 85 anos acabou de descobrir que esta com uma dilataçao maior que 6 na orta abdominal, segundo seu angiologista a cirurgia e de alto risco, visto que ja teve 2 infartos, gostaria que saber como procurar um nome de referencia nesta especialidade

  30. david galdino comenta:

    17 outubro, 2010 @ 11:45 AM

    ola mue nome david tenho 24 anos em 2009 fui operado de coarquitação da aorta decendente ate tudo bem,mais agora estou com uma dor abidominal fraca mais emcomoda e os medicos me disseran que não era nada sera que pode ser aorta abidominal minha barriga fica pulando é normal gostaria que tirasem minha duvida pois estou com muito medo desde já fico grato.

  31. Siderlene Barbosa Marçal comenta:

    8 janeiro, 2011 @ 3:00 PM

    Boa Tarde!

    Minha mãe vai fazer 87 anos agora em 26/01, foi descoberto que ela tem aneurisma da aorta abdmonal. Ela já teve 2 enfartos, tem problemas de coronária e sofre de pressão alta. Médicos disserem que ela com certeza não aguentará cirurgia. Aí eu pergunto: O que deve ser feito para controlar essa doença?

    Por favor me ajudem, pois o fato de perder a minha mãezinha está me destruindo….

    Desde já agradeço.

  32. Siderlene Barbosa Marçal comenta:

    8 janeiro, 2011 @ 3:31 PM

    Me desculpem, esqueci de mencionar as medidas. área aneurismática medindo 8,4 X 4,9 X 3,3cm próximo a sua bifurcação

  33. Leninha comenta:

    8 janeiro, 2011 @ 4:06 PM

    Sou a mesma pessoa a cima. Me desculpem, esqueci de mencionar as medidas.
    Área aneurismática medidindo: 8,4 X 4,9 X 3,3cm na sua bifurcação.
    A minha mãe passa a maioria do tempo deitada, tem algum problema em comprimir o abdomem?

    Grata. Siderlene

  34. Denise Sanford comenta:

    12 janeiro, 2011 @ 9:57 PM

    Meu esposo realizou um exame e foi descoberto uma dilatação sacular da aorta abdominal,que se projeta acima da bifurcação das artérias renais,até acima da bifurcaçào das ilíacas,medindo 7.7×4.1×3.9 cm,nos maiores diâmetros,sem trombos em sua luz,sugerindo aneurisma não dissecante da aorta abdominal.Gostaria de saber qual a gravidade deste caso de meu esposo.Necessita fazer cirurgia?

    Agradeço sua atenção, Denise.

  35. Vandréa Nunes da Cunha comenta:

    13 julho, 2011 @ 10:36 AM

    Meu pai tem um aneurisma na orta descobrimos ontem esta com 3,5cm o médico disse que não precisa operar que o tratamento é somente com remédio gostaria de ter uma 2º opnião por favor me ajude

  36. Tatyane Ramos comenta:

    20 agosto, 2011 @ 9:15 AM

    Ajude-me por favor aneurisma na aorta com mais de 20 cm de diâmetro
    Meu nome é Tatyane e sou filha de Jorge Almeida Ramos que está internado a duas semanas no Hospital Naval de Belém do Pará com o diagnóstico de aneurisma abdominal da aorta. Todos os médicos estão surpresos pelo tamanho do aneurisma que tem mais de 20 cm de diâmetro e a resistencia do paciente , pois este está vivo mesmo com um pequeno rompimento do mesmo. Sempre realizou suas atividades normalmente e alguns meses vinha apresentando queixas de dores abdominais, cansaço e tonturas.
    estou contando o caso dele, para pedir melhores orientações, já que os médicos disseram que ele tem menos de 10% de chance de sobreviver a cirurgia e se sobreviver vai ter que fazer hemodiálise para o resto da vida. Sabemos que nosso estado carece em hospitais de grande porte para realizar tal cirurgia, por isso estou escrevendo para saber o melhor hospital que podemos entrar em contato para realizar esta, já que meu pai não quer ficar esperando a morte chegar e o aneurisma romper. Não temos muito tempo.
    Por favor, peço que me ajudem pelo menos com a indicação de um hospital de referência. Estou desesperada com o sofrimento dele.

  37. valmira comenta:

    11 setembro, 2011 @ 1:42 PM

    minha mãe começou com dores abdominal e foi ao medico e constatou pedra na vesicula, mas na verdade era aneurisma na aorta.

  38. valmira comenta:

    11 setembro, 2011 @ 1:48 PM

    minha mãe começou com dores abdominal e foi ao medico e constatou pedra na vesicula, mas na verdade era aneurisma na aorta.
    ela foi operada as pressas pois houve rompimento,sua recuperação foi maravilhosa durante 5 dias mas depois teve varias convulsões no dia 7 de setembro 2011 e daí pra cá ela vem piorando.
    contraiu infecção hospitalar e sua pressão esta 7 por 4.
    Estou triste pois acho que pela idade dela 76 anos tudo fica mais dificil,mas vamos confiar em Deus.

  39. TATIANA SENA comenta:

    27 outubro, 2011 @ 3:59 AM

    meu pai tem aneurisma na aorta infra renal com 5.6 e ele já foi operado do coração colocou 02 pontes de safena e vai precisar de fazer a cirurgia é perigoso , ele vai fazer a ciruria fechada . por favor me esclareca . ele vai colocar a protese , o indice de rejeição da protese é perigoso . obrigada .
    obrigada

  40. priscilla comenta:

    18 novembro, 2011 @ 4:15 PM

    OI MEU PAI JA FEZ DUAS CIRURGIAS,UMA FOI NA AORTA NO CORAÇÃO E OUTRA FOI NO ABDOMEN,BOM ELE CONSEGUIU PASSAR DESTA FASE,POREM MEU PAI ESTA COM 7,5 CM AUMENTADO NA DILATAÇÃO DE DISSEÇÃO DA AORTA DO CORAÇÃO,CASO PERIGOSO,ELES OS MÉDICOS ESTÃO ENROLANDO A GENTE E NÃO NÓS FALAM A VERDADE,SÓ SEI QUE A ULTIMA QUE ELE FEZ QUE FOI ABDOMINAL MEU PAI TEVE QUE FAZER TRANSFUSÃO DE SANGUE,OUTRA COISA MINHA CABEÇA TA A MIL,GOSTARIA SE MEU PAI TEM QUANTO TEMPO DE VIDA JÁ QUE O PESSOAL DO VASCULAR MARCOU RETORNO SÓ EM MERÇO2012 E DO CARDIOLOGISTA SÓ DIA 24 DE JANEIRO 2012,O QUE VEM SIGNIFICAR TUDO ISSO,ESPERO QUE O DR SEJE REALISTA COMIGO E ME FALE E ME ESCREVA,FICO NO AGUARDO,ESTOU DESESPERADA,HAAA DETALHE TODAS AS VEIAS ARTERIAS DELE ESTÃO DILATADAS,POR FAVOR ME AJUDE.

  41. Ivone Ribeiro comenta:

    15 abril, 2012 @ 9:50 AM

    Fiz uma tomografia, depois de sentir dores abdominais, e descobri “Presença de imagem anelar calcificada, localizada junto à cauda do pâncreas, medindo 1,9 cm, sugestiva de aneurisma da artéria esplênica, parcialmente calcificada”
    A solicitação da tomografia foi na emergência, por isto gostaria de saber: qual especialista procurar?
    É caso de cirurgia?
    Agradeço antecipadamente

  42. Maicon comenta:

    21 abril, 2012 @ 2:23 AM

    Meu pai já foi operado uma vez,ele pode ser operado de novo,pois a mesma artéria aorta está dilatada em outro lugar agora com 5,9* 4,1* 3,3 cm,o que não é bom.
    Ele pode entrar para a academia e erguer peso normalmente ou precisa de acompanhamemto?
    Se puderem me responder o mais rápido possivel,desde já agradeço!

  43. Dr. Armando Miguel Jr comenta:

    21 abril, 2012 @ 9:52 AM

    Não.
    O exercícios com pesos promove aumento da pressão arterial no momento que se esta fazendo força e isso pode levar ao rompimento do aneurisma. Os exercícios indicados devem-se leves e calmos sem fazer força.

  44. Nabel Maria de Andrade comenta:

    25 abril, 2012 @ 9:26 PM

    Doutor, meu marido já fez duas cirurgias para colocação de endoproteses na aorta, possui dessecção descendente torácica III, abdominal e pelvica, em exame recentes de ecodopplercardiograma – Transtorácico foi constatado aneurisma de orta abdominal, com trombose parcial da falsa luz, medindo no seu maior diâmentro aproximadamente 7,2 cm. Pergunto, vai ter que passar por cirurgia novamente?
    Corre risco?
    Ele é teimoso e tenho medo.
    Quero saber o que fazer.

  45. Eliete comenta:

    23 maio, 2012 @ 9:29 PM

    Meu pai tem 79 anos, descobrimos que ele sofre de aneurisma na aorta abdominal. Ele sempre foi ao posto de saúde, queixava – se de dores, tratavam frequentemente infecção urinária, mas com os agravos passaram a investigar, e foi internado as pressas, completará três semanas sábado. Depois da artériographia, marcaram a cirurgia para dia 25/05/2012. O que mais dói é a falta de informação e descaso. Uma pessoa trabalhar honestamente a vida toda e chegar nesta fase da vida com seu sofrimento acrescido pelo, senhor descaso. Sabemos que o dia chega, mas se pode ser com dignidade, damos preferencia. Que todos que sofrem por motivos como este sejam consolados. Sem mais Eliete

  46. eli comenta:

    7 junho, 2012 @ 6:42 PM

    minha mãe tem 65 anos teve um infarto há 7 anos atras ,fez um cateterismo e somente agora o segundo devido sentir dores no peito ,colesterol elevado apos o exame resultado tem 3 lesões no coração precisa fazes 1 ponte de safena ,e 2 mamarias é diabetica e hipertensa pouco sedentaria aposentada ,esta bastante preocupada em relação a cirurgia pré e pós operatorio ,riscos e complicações ,resultado satisfatório pós cirurgia em relação ao paciente ,obrigado desde já.

  47. Ricardo Jorge Pereira comenta:

    26 junho, 2012 @ 12:12 PM

    Tenho 53 anos e ao fazer um ecocardiograma foi-me diagnosticado ” Aorta com dilatação a nível dos seios de Valsava, onde se regista um calibre máximo de 48mm. Os restantes segmentos visualizados por esta via, têm normal calibre; junção tubular 35mm e porção proximal da aorta ascendente com 36mm”
    EStou petrificado porque nunca tive qq. problema a nível cardio- vascular e não sei qual a gravidade da situação, embora presuma que seja bastante grave.
    Gostaria que o Dr. como perito na matéria me pudesse elucidar? Posso fazer exercício físico? Se sim, que tipo? E com pesos? Obrigado, Ricardo

  48. Dr. Armando Miguel Jr comenta:

    26 junho, 2012 @ 6:45 PM

    Ricardo
    Acredito que o seu médico está estudando o seu caso para saber porque existe esta dilatação da raiz da aorta. Não me parece uma dilação muito grande, mas um melhor estudo poderá definir o que está ocorrendo. Converse com ele sobre as suas atividades físicas e quais as possíveis contraindicações.

  49. Ricardo Jorge Pereira comenta:

    27 junho, 2012 @ 7:43 PM

    Dr. Armando Miguel, muito obrigado pelo seu simpático comentário. Estou mesmo assustado. Queria viver mais uns anos pois tenho 3 filhos, uma mulher espectacular, adoro a minha profissao de advogado e começo a sentir-me muito vulnerável. Obrigado, Ricardo

  50. Natalina Maria Marques comenta:

    4 agosto, 2012 @ 12:20 AM

    Dr.Tem aneurisma no segmento infra-renal apresenta dilatação fusiforme (2,9cm) com ateromatose discreta na bifurcação as artérias iliacas comuns com ateromatose não significativa. Artérias iliacas internas e externas com fluxo sem ateromatose significativa.
    O médico me aconselhou a fazer cirugia pois sinto muitas dores lombar , barriga e nas pernas
    devo fazer ou não por favor me oriente pois estou preocupada
    Natalina

  51. tayla comenta:

    24 setembro, 2012 @ 1:19 PM

    Meu sogro tem 76 anos e está com aneurisma de 5,5 cm. Os rins só funcionam 36 %. Se ele fizer cirurgia tem que entrar em hemodiálise uns dias antes. Ele não quer fazer a cirurgia, pois não quer ficar o resto da vida em hemodiálise.
    Me responda por favor.

  52. Dr. Armando Miguel Jr comenta:

    7 outubro, 2012 @ 9:24 AM

    Tayla,
    Cada caso é analisado, em detalhes, pelo médico para definir os prós e contras de uma cirurgia. Existem riscos do aneurisma se romper levando a morte e riscos da própria cirurgia. O médico coloca para o paciente os valores dos risco e é sempre o paciente quem dicide se aceita ou não fazer a cirurgia. Quanto a hemodiálise ele pode a vir necessitar dela mesmo que não faça a cirurgia. Pois, se os rins estão paralisando a solução é a hemodiálise.

  53. Camila Cunha comenta:

    12 outubro, 2012 @ 12:13 PM

    Olá,
    Meu pai descobriu um grande aneurisma abdominal aos 48 anos. Colocou uma prótese mas 5 anos depois encontraram um vasamento e antes da nova cirurgia ele morreu com 53 anos. Sempre fumou e sua avó morreu nessa idade também, de forma repentina, talvez de aneurisma também, mas quem vai saber, na época não havia tantos recursos.
    Gostaria de saber se tenho muitas chances de ter essa doença também, e o que posso fazer para evitá-la. Meu avô materno também morreu de aneurisma cerebral. Minha avó tem 83 anos e todos os irmãos dela morreram com mais de 80 anos. A genética é tão decisiva assim?
    obrigada.

  54. Monica comenta:

    27 novembro, 2012 @ 9:08 AM

    Como a Camila, acima comentou, meu pai também faleceu de aneurisma abdominal e sua avó faleceu repentinamente, o que hoje acreditamos que tinha sido pelo mesmo motivo também.
    Gostaria de saber se é hereditário.
    grata.

Deixe seu comentário aqui !