12 - ago
  

Parada Cardiorespiratória – Ressuscitação cardíaca

Categoria(s): Cardiogeriatria, Emergências




Conceitos

Denomina-se parada cardiorrespiratória a interrupção súbita e inesperada da atividade mecânica ventricular útil e suficiente para manter o débito cardíaco, em indivíduos sem moléstias de fase terminal.

Nos portadores de doença grave, em fase terminal, a parada cardíaca nada mais é do que a conseqüência natural da evolução da doença.

A parada cardiorrespiratória (PCR) pode se apresentar nas seguintes formas:
fibrilação ventricular; taquicardia ventricular; assistolia ventricular; ritmo agônico ou dissociação eletromecânica.

Tratamento

massagemO socorro básico, que pode ser prestado por pessoal treinado ou médico, consiste no reconhecimento do estado de PCR, ou seja parada de circulação, pela ausência de pulsos carotídeos e de respiração, perda de consciência, palidez, cianose e pele marmórea.

Devemos chamar atenção que nos casos de choque podemos ter os mesmos sinais descritos acima porém os pulsos existem e são filiformes (pulsos finos), portanto não existe parada circulatória.

Infelizmente, o prognóstico de pacientes com PCR ainda é muito ruim; uma fração muito pequena de pacientes consegue ter alta hospitalar e levar uma vida produtiva. Acredita-se que parte do prognóstico ruim da PCR deva-se à inadequada técnica de RCP.

Em dezembro de 2005 a American Heart Association (AHA) divulgou as mais recentes diretrizes do suporte de vida (ressuscitação cardiopulmonar cerebral)

Novas diretrizes do suporte da vida

Massagem cardíaca

A massagem cardíaca é a manobra inicial e muitas vezes salvadora nos casos de parada cardíaca. Geralmente é realizada a tórax fechado como descrita por Kouwenhoven, um engenheiro do grupo de pesquisas do “John Hopkins University”em 1960, ou a tórax aberto em locais apropriados e executados por médicos.

A técnica consiste na aplicação rítmica e seriada de pressão sobre a metade inferior do esterno (figura). O socorrista apóia a base de uma das mãos nessa região e a outra mão sobre a primeira, entrelaçando os dedos. Seus braços devem ficar retos, transmitindo ao esterno da vítima a pressão exercida pelo peso de seus ombros e tronco.

1. Compressões Torácicas Eficazes

Na vigência de PCR não existe fluxo sangüíneo. As compressões torácicas produzem uma pequena quantidade de fluxo sanguíneo para órgãos vitais como coração e cérebro. Quanto melhores forem as compressões torácicas, melhor será o fluxo sangüíneo para esses órgãos.

RECOMENDAÇÃO: As compressões devem ser em uma freqüência de 100 por minuto, o socorrista deve fazer compressão forte, rápida e sem parar, de maneira que o tórax retorne a posição inicial antes de ser iniciada uma nova compressão. O tempo de compressão e relaxamento deve ser praticamente o mesmo. As compressões devem ter uma profundidade de aproximadamente 4 a 5 cm. O socorrista deve, ao máximo, evitar interrupções nas compressões torácicas.

2. Ventilação com duração de um segundo

Durante as manobras de ressuscitação o fluxo sanguíneo para os pulmões é muito menor que o normal, portanto, a vítima necessita de muito menos ventilação que o normal. As ventilações de resgate podem ser aplicadas com segurança por um segundo. Inclusive, devemos limitar o tempo empregado nas ventilações de resgate, pois elas promovem interrupção das compressões torácicas e também aumentam a pressão intratorácica diminuindo o retorno venoso para o coração e prejudicando a eficácia das manobras de reanimação.

RECOMENDAÇÃO: A ventilação deve durar um segundo e produzir elevação evidente do tórax. Os socorristas devem aplicar
o número recomendado de ventilações; nunca, porém, devem ultrapassar esse número ou então realizar ventilações prolongadas e/ou
forçadas.

3. Uma única relação – Compressão ventilação para Adultos

A ventilação, nos primeiros minutos de uma parada respiratória, parece desempenhar um papel secundário quando comparada às compressões torácicas.

RECOMENDAÇÃO: Realizar ciclos de compressão torácica-ventilação 30:2, ou seja, 30 compressões alternadas com 2 ventilações. Essa orientação aplica-se desde socorristas leigos até profissionais de saúde treinados em normas de ACLS e objetiva uniformizar o atendimento para todos os socorristas, facilitar a memorização, aumentar o número de compressões torácicas e diminuir o tempo de interrupções na massagem cardíaca.

Tão logo, quanto possível devemos enviar a vítima para uma unidade de ressuscitação e providenciar um eletrocardiograma para definir o ritmo cardíaco e proceder as demais manobrar de ressuscitação com cardioversão elétrica e equilíbrio ácido-básico, e utilização de farmacos de suporte como adrenalina e bicarbonato.

4. Aplicação de um choque seguido de RCP seguida

Mesmo quando a aplicação de um choque consegue reverter uma FV, demora-se alguns minutos para que o coração retome um ritmo cardíaco “normal” e mais tempo ainda para retomar um fluxo sanguíneo efetivo. Um período de compressões torácicas pode oferecer sangue e oxigênio para o coração, aumentando a probabilidade de que esse coração ofereça uma circulação eficaz.

RECOMENDAÇÃO: Os socorristas devem aplicar um choque e depois começar RCP imediata; a verificação da presença de pulso central após a desfibrilação foi abolida. O socorrista, depois do choque deve realizar 5 ciclos de RCP (2 minutos aproximadamente) e só então verificar sinais de circulação (movimentação, respiração e tosse) para os leigos ou presença de pulso central, para profissionais de saúde. Muito importante: se a duração da parada for maior que 4-5 minutos, o socorrista deve realizar 5 ciclos de compressão torácica e ventilação (1 ciclo: 30 compressões e 2 ventilações) mesmo que seja um fibrilação ventricular (FV)/taquicardia ventricular (TV) antes de desfibrilar.

A desfibrilação elétrica é a principal determinante na sobrevida dos pacientes com PCR por fibrilação ventricular (ritmo anárquico acelerado dos ventrículos, que só pode ser diagnosticado no eletrocardiograma – Traçado eletrocardiográfico abaixo).

arritmia

A American Heart Association recomenda um choque inicial com carga de 200 J e, se não houver reversão, seguido imediatamente, de outros 2 choques 200 a 300 J e de 400 J. Se houver refratariedade deve-se fazer massagem cardíaca externa e ventilar, antes de novos choques. Pode-se usar adrenalina endovenosa.

Se a fibrilação ventricular for repetitiva, deve-se fazer a correção de hipopotassemia, hipomagnesemia e eventuais distúrbios do equilíbrio ácido-básico.

5. Medicações

O uso de um vasopressor durante o atendimento da parada se faz necessário, pois determina melhora do retorno venoso e da perfusão coronariana. As drogas a serem administradas inicialmente na PCR (FV/TV sem pulso, assistolia ou atividade elétrica sem pulso) são: adrenalina (epinefrina) e/ou a vasopressina.
•Adrenalina (EV) é de 1 mg a cada 3 a 5 minutos;
•Vasopressina: deve ser utilizada em única dose de 40 U.
•A Vasopressina pode ser utilizada em substituição à primeira ou segunda dose da adrenalina ou como droga inicial.

A primeira droga antiarrítmica recomendada é amiodarona:

•Indicação: FV/TV que não reverte com a desfibrilação;Dose: 300 mg EV em bolus (5 mg/kg de peso), podendo ser repetida mais uma dose de 150 mg (2,5 mg/kg);
•Manutenção após retorno de ritmo com pulso: 1 mg por minuto por 6 horas e 0,5 mg por minuto por mais 18 horas.
•Máximo de 2,2 g em 24 horas.

Complicações da Ressuscitação cardíaca

As complicações mais freqüentes das massagens cardíacas, especialmente nos idosos, são:

- fraturas de costelas
- afundamento de tórax
- pneumotórax, hemotórax e pneumomediastino
- tamponamento cardíaco [on line]
- contusão cardíaca [on line]

PROTOCOLOS E DIRETRIZES DE RESSUCITAÇAO – SVA: suporte de vida avançado

1. DIRETRIZ DE APOIO AO SUPORTE AVANÇADO DE VIDA EM CARDIOLOGIA
CÓDIGO AZUL – REGISTRO DE RESSUSCITAÇÃO –
NORMATIZAÇÃO DO CARRO DE EMERGÊNCIA
Coordenador de Diretrizes e Normatizações da SBC: Jorge Ilha Guimarães
INCLUI – Planilha de Registro de Ressuscitação Cardiopulmonar Intra-Hospitalar.
Editor: Sergio Timerman (SP)  [ON LINE]

2. Consenso Nacional de Ressucitação Cardiorespiratória – 1996 [ON LINE]

3. Atualização em Reanimação Cardiopulmonar: O que Mudou com as Novas Diretrizes!
Revista Brasileira de Terapia Intensiva Vol. 18 Nº 2, Abril – Junho, 2006 [ON LINE]

4. Normatização
Normatização dos Equipamentos e Técnicas da Reabilitação Cardiovascular Supervisionada
Editor: Claudio Gil Soares de Araújo [ON LINE]

Referências:

Advanced Life Support – American Heart Association: Circulation 2005; 112: IV-1-IV-211.

Bianco ACM, Timerman A – Parada cardíaca no pós-operatório de cirurgia cardíaca. Revista da SOCESP set/out 2001 vol11. n.5:990-999.

Bianco ACM, Ramires JAF, Timerman A -  /Clinicas Brasileiras de Terapia Intensiva. São Paulo: Editora Ateneu;1998.

ILCOR Members Organizations, Guidelines 2000 for Cardiopulmonary Resuscitation and Emergency Cardiovascular Care, Circulation 2000; 102 (suppl-I):86-171.

Tags: , , , , ,




Comentário integrado ao Facebook:


167 Comentários »

  1. Interresada no assunto comenta:

    20 setembro, 2007 @ 11:42 PM

    caro Dr.

    Achei bastante interessante o seu site, porém gostaria de lhe falar que nas últimas diretrizes do American Heart Association, de dezembro de 2005, suplemento do vol. 13. Indica que atualmente a vítima adulta em situação de PCR, a relação de compressão – ventilação é de 30 compressões para 2 ventilações. Fica aqui meu comentário para que o sr. posa atualizar o seu site.
    abs,
    Parabéns!

  2. karla silvana da silva rodrigues comenta:

    23 setembro, 2007 @ 4:51 PM

    eu vi esse site e e vi a foto na ressuscitação da parada cardiorrespiratória em um pcte, e achei lindo essa imagem.

  3. Luiz Antonio Lopes. comenta:

    2 novembro, 2007 @ 7:23 PM

    Minha dúvida é se deve dar o choque em individuos em parada cardio respiratória como se ve nas novelas.

    Resposta – O choque (cardioversão) é realizado nos casos em que o ritmo elétrico do coração é de fibrilação ventricular. Neste ritmo o coração não contrai (não bate) e não manda o sangue para o corpo. Só sabemos se o paciente está em ritmo de fibrilação ventricular quando realizamos um eletrocardiograma. Os aparelhos desfibriladores atuais, mostram o ritmo cardíaco, antes de realização a desfibrilação (choque).
    Nos casos de parada cardiorespiratória as primeiras manobras são ventilação e massagem cardíaca.

  4. kirsty comenta:

    15 dezembro, 2007 @ 3:53 PM

    Por favor gostaria de um esclarecimnteo sobre a ress, cardior.
    ME falaram que Em 2005 o ILCOR nos EUA , e que ja entrou em atuaÇao tambem na Europa , alterou alguns passos do protocolo da rcp, , ,ex : as ventilaçoes sao 30:2 e se comeÇa com a massagem e nao com as ventilaçoes, O Brasil aderi u ao novo protocolo ? .Qual é o orgao responsavel no Brasil ? Se realmente mudou , aonde posso achar o novo protocolo ?
    Agradeço desde ja Kirsty

  5. Dr. Armando Miguel Jr comenta:

    15 dezembro, 2007 @ 7:44 PM

    Kirsty, veja a Diretriz Brasileira
    Referência
    Diretriz de Reabilitação Cardiopulmonar e Metabólica: Aspectos Práticos e Responsabilidades Arq. Bras. Cardiol. volume 86, nº 1, Jan/2006

    A diretriz pode ser acessada no site da Sociedade Brasileira de Cardiologia (link abaixo)

    http ://publicacoes.cardiol.br/consenso/2006/reab.asp>

  6. Janaína comenta:

    17 janeiro, 2008 @ 11:27 AM

    Gostaria de ficar sabendo + sobre parada cardio respiratoria em bebes, minha filha nasceu com atresia de esofago e traqueomalasia. + quando foi realizada a traqueo ela tinha voltado para uti, bem palida e cansada quando ocorreu a parada ( 2meses de vida), hoje ela tem 10 meses e não tem seus movimentos perfeitos, vive no braço e ainda é molinha, só sustenta a cabeça + muito pouquinho.
    Obrigada

  7. Dr. Armando Miguel Jr comenta:

    17 janeiro, 2008 @ 1:20 PM

    Janaína,
    Infelizmente, não posso te ajudar.
    Meus conhecimentos envolvem adultos e idosos. Entendo pouco de pediatria.

  8. Tarcísio Duarte Celestino comenta:

    14 fevereiro, 2008 @ 7:22 AM

    Existe parada cardíaca sem parada respiratória???
    ou seja, existe como o coração parar de funcionar e o pulmão não?
    por favor se possível me fale mais sobre oxigenação celular quando o pulmão não está funcionando…

  9. Dr. Armando Miguel Jr comenta:

    14 fevereiro, 2008 @ 5:11 PM

    Tarcísio,
    As duas paradas ocorrem quase simultaneamente. Independente de qual ocorreu primeiro, o tratamento de reabilitação não muda.
    A oxigenação celular diz respeito à chamada respiração celular, com formação de energia ATP pelas mitocôndrias. Trata-se de um mecanísmo enzimático, “inverso” da fotossíntese das plantas.

  10. Edilaine rodrigues sampaio comenta:

    23 fevereiro, 2008 @ 9:48 AM

    DR. Armando , gostaria de saber sobe o novo protocolo de atendimento de parada cardio respiratória? para um trabalho da faculdade, sou estudante de enfermagem.

  11. silvana medrado comenta:

    27 fevereiro, 2008 @ 11:24 PM

    gostaria que colocassem os mecanismos da PCR na fase primária e secundária

    obrigada

  12. Diogenes Oliveira comenta:

    28 fevereiro, 2008 @ 9:36 PM

    O certo é 15 massagens seguida de 2 ou 3 ventilações. ( qual o mais eficiente )

  13. claudio comenta:

    29 fevereiro, 2008 @ 10:22 PM

    BOM DIA ! GOSTARIA DE SABER QUAL SAO AS CHANCES DE UMA PESSOA HOSPITALIZADA A 50 DIAS EM COMA VITIMA DE PCR PODE SOBREVIVER.
    FOI FEITO TC E RM QUE NAO FOI CONSTATADA NENHUMA LESAO.
    JA O ELETRO CONF INFORMACAO MEDIACA , NAO EXISTE QUASE QUE NENHUMA RESPOSTA CEREBRAL.
    ESSA PESSOA POSSUI 50 ANOS DE IDADE .

  14. daniela comenta:

    25 março, 2008 @ 4:34 PM

    Minha mae sofreu pcr e está a 15 dias em coma no hospital..os médicos dizem que agora só um milagre….será que um transplante com células tronco trazeria a ela uma vida normal?????

  15. gideane comenta:

    27 março, 2008 @ 8:29 PM

    Oi. Sou acadêmica de enfermagem, e estou estudando esse assunto na cadeira de “saúde do idoso”. Queria parabenizar ao Dr pela brilhante idéia de abordar um assunto tão interessante que infelizmente convivemos no nosso dia a dia.

  16. jeferson comenta:

    29 março, 2008 @ 7:40 PM

    eu gostaria de saber se o uso do desfibrilador é indicado no caso de PCR por assistolia.
    e também se o uso do desfibrilador é indicado em todos os casos de PCR.
    Além disso, o desfibrilador pode ocasionar alguma sequela maior do que a PCR? Ou seja, após o terceiro minuto de PCR, já não é possível afirmar que o desfibrilador é extremamente necessário, independentemente do tipo de PCR?

  17. luiz Claudio comenta:

    30 março, 2008 @ 12:39 PM

    Dr gostaria de saber o correto quantas massagens para quantas ventilações.
    30/2 ou15/1.
    E quando devemos usar o desfibrilador ?

    Apos a PCR quanto tempo apos e viavel fazer manobras

  18. kennia comenta:

    10 abril, 2008 @ 5:44 PM

    gostaria de receber por e-mail o protocolo de treinamento de parada cardiorespiratória para que possa treinar os tecnicos do hospital onde trabalho
    grata

  19. Celio Soares Dias comenta:

    16 abril, 2008 @ 4:26 PM

    Eu gostaria de receber por e-mail o protocolo de treinamento de parada cardiorespiratória. Antecipadamente agradeço.

  20. Claudenilda da Costa comenta:

    17 abril, 2008 @ 9:01 PM

    Oi Dr ,boa noite estive lendo o seu artigo que diz respeito a pcr,e gostaria de saber do novo protocolo de pcr de 2005, pois sou acâdemica de enfermagem e me formo este ano, é muito importante o enfermeiro saber diagnosticar uma pcr e saber prestar o devido atendimento ao cliente .Obrigado e aguardo sua resposta.

  21. denise almeida santos comenta:

    17 abril, 2008 @ 11:38 PM

    oi,gostaria muito de saber uma coisa.meu filho faleceu aos 6 meses com parada cardiorespiratoria.a medica disse q o abdomem tava comprimindo o diafragma.oq significa isso?do q ocorre isso?por favor,me responda.
    acradecida.

  22. maria rocha dos santos comenta:

    20 maio, 2008 @ 4:05 PM

    os mais novos conceitos da vidas
    mudanças em procedimentos
    e nova tecnicas
    o site ta de parabens

  23. CIVANETE ARAUJO comenta:

    22 maio, 2008 @ 7:50 PM

    OI! GOSTARIA DE SABER :RN ,15 MASSAGENS PARA UMA AMBUZADA,E ACIMA DE 8 ANOS É 30 PARA DOIS ISTO É CORRETO?

  24. lila comenta:

    29 junho, 2008 @ 10:20 PM

    Minha sogra sofreu 2 paradas cardiacas depois de uma hemorragia intestinal intensa, tem 80 anos e diabetes. Agora esta internada em coma. A situação´dela é reversivel? Ou pela idade avançada dela e quadro clinico é quase impossivel que ela volte a viver

  25. Junior comenta:

    3 julho, 2008 @ 8:54 AM

    Bom dia, eu gostaria de perguntar sobre as medicações utilizadas em caso de rcp.
    São sempre um protocolo padrão ou também tem relevância o peso e a idade?
    Quais medicações e porque?

    abraços, muita luz!

  26. Jaque comenta:

    8 julho, 2008 @ 9:10 PM

    Boa noite, gostaria de saber quanto tempo em média depois
    de uma parada respiratória por uma hipoxemia pode levar
    à uma parada cardíaca. Outra dúvida é se a massagem cardíaca
    pode levar à uma arritmia caso a pessoa não tenha tido a parada
    cardíaca.
    Obrigada.

  27. maria rosemary da rocha comenta:

    13 julho, 2008 @ 11:11 PM

    ola boa noite sou enfermeira . gostaria de saber melhor a hora certa de usar. o aparelho de cardio versao em uma parada.por ex: indetificar os traçados no monitor.manda.. por favor em desenho pra mim.deste de ja agradeço

  28. rogerio rocha comenta:

    29 julho, 2008 @ 10:17 PM

    Olá Dr. boa noite, parabéns pelo site e o tema abordado.

    Aproximadamente 18 dias atrás o meu pai que tem 58 anos, sofreu uma p.c.r. devido complicações com uma hepatite medicamentosa. Está em estado de coma desde então… gostaria de saber se há alguma coisa que posso fazer, algum exame, algum tratamento alternativo, ou se o Sr. têm conhecimento de casos similares, onde os pacientes conseguiram se recuperar. Agradeço o espaço. Abraço / Rogerio – S.P.

  29. rose comenta:

    6 agosto, 2008 @ 6:27 PM

    Simplesmente muito bom. Gostei muito dessa matéria.
    Parabéns Dr. Armando.

  30. Eliane comenta:

    12 setembro, 2008 @ 6:31 PM

    a massagem seria de 30 para duas ventilações

  31. luciana odissea maciel de jesus comenta:

    25 setembro, 2008 @ 1:56 PM

    Gostaria de saber mais sobre parada cardiorespiratoria, estou fazendo o curso de técnico de emfermagem e estou enterecada tanto neste assunto como qualquer outro que envolva está aréa. beijo luciana SãoLuís-Ma

  32. roselene pietra catella comenta:

    12 outubro, 2008 @ 1:11 AM

    boa noite doutor, gostaria de saber ,tudo sobre a pcr,eu vou fazer uma prova e quero saber, quantas massagem e ventilaçâo ,equais as medicaçôes sinais e sintomas,atualizadas.obrigado eDEUS ABENÇÔE.

  33. caroliny comenta:

    13 outubro, 2008 @ 9:48 PM

    Um amigo meu passou por uma cirurgia de retirada de tumor no cerebro que foi um sucesso. Foram cerca de 5 horas na mesa de cirurgia. Quando ele voltou à consciencia, estava bem, reconheceu a todos… e retiraram ele da UTI (em menos de 24 horas depois da cirurgia). Ele chegou a sentar-se na cama. MAs aí teve 3 paradas cardíacas e ele faleceu. gostaria de saber o porquê possivelmente dessa parada cardíaca.
    Mais uma dúvida. Por que ele teve que tomar corticoides no tratamento de tumor cerebral? Isso deixou-o todo inchado e teve diabetes. Compensa usar um medicamento desse? Obrigada pela atenção!

  34. Almir da Silva Souza comenta:

    27 outubro, 2008 @ 7:43 AM

    Gostaria de saber se tem algum medicamento apropriado para parada cardíaca.
    Muito obrigado
    Ficarei aguardando a sua resposta.

  35. EMERSON F . BARROS comenta:

    29 outubro, 2008 @ 8:09 AM

    bom dia . minha mae tem 56 anos , sofre da doença diabetes e inpertenção. levei ao hospital
    urgente por passava mal , e na porta do hospital ela teve infarto e depois parada cardiaca, os medicos me disserão que ela ficou 15 minutos sem oxigenação no cerebro e corpo ,estou dizesperado o que eu fasso ela esta em coma 3 dias

  36. Larucy comenta:

    7 novembro, 2008 @ 9:45 AM

    Gostaria de receber por e-mail o protocolo de treinamento de parada cardiorespiratória para que possa treinar os tecnicos do hospital onde trabalho.
    Obrigada,

  37. Nara Rozane Ortiz comenta:

    11 novembro, 2008 @ 9:11 PM

    Boa noite, minha duvida e sobre o moneto certo de fazer a massagem e a ventilação, meu cunhado teve uma paradarespiratoria ficou com a cor escura e os olhos dilatados e com o pulso muito fraco era uma parada respiratoria ou uma parada cardiaca o que fazer nesta hora.
    Obrigada

  38. jessica comenta:

    13 novembro, 2008 @ 3:22 PM

    qndo uma pessoa esta em coma por parada cardiaca é possivel voltar em si

  39. jamylle comenta:

    13 novembro, 2008 @ 4:59 PM

    A minha duvida é que se uma pessoa que usa algum tipo te marcapaço, a massagem cardiaca pode causar algum tipo problema?

  40. Curiosa comenta:

    14 novembro, 2008 @ 6:30 PM

    DR. Armando , gostaria de saber sobe o novo protocolo de atendimento de parada cardio respiratória para um trabalho da faculdade, sou estudante de enfermagem.

  41. maria do rosario valverde comenta:

    16 novembro, 2008 @ 12:12 PM

    parabens por essa materia ,bom seria se todos pudessem buscar atrves desta materia orientacoes que podem salvar vidas.abraco.

  42. solange aparecida de moraes comenta:

    18 novembro, 2008 @ 9:53 AM

    Eu gostaria que vocêis me mandasse um video de parada cardiorespiratoria o que fazer nós primeiros segundo estou fazendo um trabalho sobre parada cardiorespiratoria ,fasso o curso tecnico de enfermagem

  43. utembergue comenta:

    21 novembro, 2008 @ 11:21 AM

    boa tarde,gostaria de saber qual o atendimento correto para quem sofre uma parada cardiorrespiratória

  44. ANA LUCIA comenta:

    21 novembro, 2008 @ 4:42 PM

    gostaria que voceis me enviassem algo mais detalhado sobre pcr, sou estudante de enfermagem tenhoque apresentar um trabalho em breve .obrigada

  45. Daniel Alves Adão comenta:

    23 novembro, 2008 @ 6:56 PM

    Sou enfermeiro recem formado achei muito bom essas informações para tirar duvidas.

  46. Istéfane Gomes Braga comenta:

    24 novembro, 2008 @ 12:58 PM

    Sou estudante da 8ª serie e estava a procura de algumas informações e achei bem interessantes estas aqui constam aqui…tirei todas as duvidas que tinha..

  47. Monica comenta:

    27 novembro, 2008 @ 10:52 AM

    ola dr. bom dia! a minha mae a seis dias sofreu uma enfarto seguido de varias paradas cardiacas, foi feito um cateterismo, mas as veias estavam limpas, houve a embolia pulmonar nos dois pulmões, eu gostaria de saber quais as sequelas q podem ficar no caso como o da minha mae, ela tem 68 anos é diabete, e se encontra num risco de vida.
    obg

  48. vera comenta:

    8 dezembro, 2008 @ 12:36 PM

    Ola sou enfermeira e gostaria de saber de vcs, com relação ao protocolo novo de 2008, ouvi falar que não há necessidade de ventilar mais a vitima em paradacardiorespiratória, devido as compressões torax, ajuda na ventilação? eu não entgendi essa, aguardo anciosa a resposta obrigada

  49. Valeria uchoa comenta:

    8 janeiro, 2009 @ 10:39 AM

    OLÁ RETIREI A VESICULA DIA 8, NA ENFERMARIA TIVE PARADA CARDIO RESPIRATORIA CHOQUE ANAFILATICO, SOU ALERGICA A VÁRIOS MEDICAMENTOS UM DELES É DIPIRONA E TODOS RELATADOS NO PRONTUARIO DO HOSPITAL O MÉDICO DR. FULANO DE TAL PRESCREVEU SEM LER AS RECOMENDAÇÕES DA MINHA ALERGIA, SEGUNDO ELE DEPOIS Q ELE VIU AI ELE CANCELOU, MÁS ATÉ SABER JA VIU, FUI LEVADA A URGENCIA E FOI CHAMADO O MEDICO ANESTESISTA QUE FEZ UM PROCEDIMENTO E EU VOLTEI, SEI QUE FIQUEI ENTUBADA E FIQUEI 3 DIAS E MEIO NA UTI, MISTERIO O QUE SERÁ QUE OCORREU COMIGO, NO HISTORICO CONSTA Q EU ESTAVA CONSCIENTE, MAS N ME RECORDO DE NADA, POREM SINTO MUITA FADIGA E CANSAÇO, JA PASSEI PELO CARDIO E ELE DESCARTOU QULQUER PROBLEMA CARDIACO,MA SIREI FAZER UM ECO, NO ENTANDO A MINHA PERGUNTA É QUE PROCEDIMENTO O ANESTESISTA TOMOU?
    SERÁ …….. QUE RELAMENTE ME DERAM DIPIRONA…..
    GRAÇAS A DEUS ESTOU BEM E VIVA PARA CONTAR ESSE CASO, AGRADEÇO A ATENÇÃO DOS MÉDICOS DESSA PAGINA EM ME ORIENTAR……
    MUITO OBRIGADA E FELIZ ANO NOVO.

  50. Flavia comenta:

    9 janeiro, 2009 @ 1:25 PM

    Nossa! Quantas pessoas tem parentes e amigos que sofreram parada-cardiorespiratória. Eu também faço parte deste grupo. Minha mãe, há 6 meses sofreu uma parada cardíaca durante uma cirurgia, por alergia ao medicamento. Após 12 dias de UTI, e 2 meses de hospital ela foi para casa. Encontra-se em tratamento diário (fisio, fono, T.O, psicóloga), está consciente, mas não anda, teve tetraparesia e não está enxergando, pois a área do lobo occiptal teve uma isquêmia muito grande. Gostaria de saber sobre os amigos e entes querido de vocês, o que ocorreu com eles, depois de algum tempo. Vocês sabem sobre a recuperação? Como foi? Conseguiram sair do coma? Conseguirma andar? Conseguiram enxergar?
    O intuito é trocar experiência, afinal, dividindo nosso sofrimento, acabamos por sofrer menos.
    Obrigada.

  51. monika comenta:

    9 janeiro, 2009 @ 8:40 PM

    ola, boa noite, a minha mãe passou 38 dias numa uti, ela quebrou uma perna q por conta de esta imovel ela teve um trombo, eu vi a 8;00 da manha, mas nao sabia o q era, fui traballar e falei com meu primo e ele me alertou sobre trombo, na mesma hora liguei pra uma irma nossa pra ela providenciar as medidas precarias, mas ela nao obedeceu,( a minha mae) justamente 4 horas depois eu cheguei do trabalho ele estava agonizando em cima de uma cama, estava toda xixizada e vomitando muito, corrremos imediatamente para um hospital a onde ainda chegou consciente, pediu pra ir ao sanitario, chegando la enfartou me desesperei nem sei como a tiraram de la so sei que foi o ultimo dia q eu ouvi a voz dela, falei com ela sim, mas nao mas a ouvi.

  52. analerte comenta:

    11 janeiro, 2009 @ 1:11 PM

    Ola,Dr passei por uma cirurgia de visicula de urgencia no dia 09 / 01 / 09, em São Gonçalo RJ,sofri uma parada cardio respiratória,so que o médico que fez o procedimento não me informou os fatos ocorrido na cirurgia,nem sequer foi depois me fazer uma visita, mandou outro colega ir e me dar alta,achei muita falta de etica da parte dele,porque sou dessa área enfermeira,so sabia que tinha dado algo errado,acontece que minha amiga estava presente conversei com ela ai fiquei sabendo,gostaria de saber quais as consequencias depois?agora no momento estou com tremores nos membros superiores e inferiores e a noite uma sudorese intensa,tenho bromquite alérgica,estou com 50 anos faço atividades fisicas regulares,a unica preocupação se ficarei com algumas sequelas,ainda não estou em condiçães mais vou agendar uma consulta com um médico de minha confiança,infelismente ele esta ausente assim que chegar irei imediatamente,
    desde já grata.
    analerte

  53. viviane andrada morais comenta:

    27 janeiro, 2009 @ 7:19 AM

    MINHA IRMÃ TEM 48 ANOS E TEVE UMA PCR .
    ELA TEVE QUE USAR O DESFRIBILADOR 3 VEZES
    HOJE ELA ESTA EM COMA SUPERFICIAL
    QUAIS SÃO AS CONSEQUENCIA?
    PODE TER SEQUELAS?
    HOJE TEM 3 DIAS

  54. viviane andrada morais comenta:

    27 janeiro, 2009 @ 7:19 AM

    MINHA IRMÃ TEM 48 ANOS E TEVE UMA PCR .
    ELA TEVE QUE USAR O DESFRIBILADOR 3 VEZES
    HOJE ELA ESTA EM COMA SUPERFICIAL
    QUAIS SÃO AS CONSEQUENCIA?
    PODE TER SEQUELAS?
    HOJE TEM 3 DIAS
    ELA FICOU 10MINUTOS SEM VIDA
    O CORAÇÃO PAROU

  55. eliane ferreira comenta:

    27 fevereiro, 2009 @ 6:22 PM

    gostária de receber por email o protocolo de PCR. Grata!

  56. Graziela Garcia comenta:

    3 março, 2009 @ 3:11 PM

    Boa Tarde!!!
    O assunto me interessou muito, por favor tem como mandar por email o protocolo da PCR e o que foi atualizado no atendimento de uma parada quantas massagens p/ quantas ventilações!
    Ficaria grata pelka resposta !

  57. JOSEPH JUNIOR comenta:

    21 março, 2009 @ 2:06 PM

    NA VERDADE POR QUE A MODIFICACAO DA PARADA CARDIO RESPIRATORIA PARA 2 VENTILACOES PARA 30 MASSAGENS…QUE FATOR MELHOROU PARA ISSO SE UNIVERSALISAR TANTO PRA ADULTO QUANTO A CRIANCAS….

  58. maria luzanira comenta:

    23 março, 2009 @ 6:47 PM

    sou enfermeira,e gostaria de receber,mas iformacoes sobre parada cardio respiratoria. ou outros assutos que seja, da area da saude.adorei as perguntas das meninas gostaria, de ver as respostas,principalmente,15 massagem para 3ventilacao, ta certo isso?.

  59. tatiana comenta:

    24 março, 2009 @ 6:11 PM

    é possivel uma pessoa que teve paraca o medico reanimar essa pessoa depois de 45 minutos,ou seja ficar todo esse tempo sem oxigenio no cerebro?gostaria muita de uma resposta!
    obrigada

  60. Selma comenta:

    21 abril, 2009 @ 7:22 PM

    Olá, boa noite. Gostaria de receber o protocolo de RCP, via e-mail. Obrigada.

  61. Aline C. Aguiar comenta:

    29 abril, 2009 @ 1:51 PM

    Gostaria que me enviassem por email o protocolo da PCR e o que foi atualizado no atendimento de uma parada e quantas massagens p/ quantas ventilações. Grata.

  62. graziela maria berloffa comenta:

    29 abril, 2009 @ 1:52 PM

    Gostaria de saber sobre a pcr primaria e a secundaria….
    E os protocolos novos em prc.

    Grata.

  63. cristina comenta:

    30 abril, 2009 @ 12:05 PM

    quando ventilamos o paciente de pcr com 2 ventilações não mandamos pra ele gas carbono em vez de oxigenio

  64. miriam comenta:

    1 maio, 2009 @ 2:01 PM

    adorei esse site
    ele me ajudou mto
    vlw

  65. alessandra comenta:

    2 maio, 2009 @ 7:45 PM

    O choque (cardioversão) é realizado nos casos em que o ritmo elétrico do coração é de fibrilação ventricular. Neste ritmo o coração não contrai (não bate) e não manda o sangue para o corpo. Só sabemos se o paciente está em ritmo de fibrilação ventricular quando realizamos um eletrocardiograma. Os aparelhos desfibriladores atuais, mostram o ritmo cardíaco, antes de realização a desfibrilação (choque).
    Nos casos de parada cardiorespiratória as primeiras manobras são ventilação e massagem cardíaca.

  66. alessandra comenta:

    2 maio, 2009 @ 7:49 PM

    é possivel uma pessoa que teve paraca o medico reanimar essa pessoa depois de 45 minutos,ou seja ficar todo esse tempo sem oxigenio no cerebro?gostaria muita de uma resposta!

  67. alessandra comenta:

    2 maio, 2009 @ 7:55 PM

    boa tarde,gostaria de saber qual o atendimento correto para quem sofre uma parada cardiorrespiratória

  68. Jaime comenta:

    4 maio, 2009 @ 5:56 PM

    eu gostaria de saber se o uso do desfibrilador é indicado no caso de PCR por assistolia.
    e também se o uso do desfibrilador é indicado em todos os casos de PCR.
    Além disso, o desfibrilador pode ocasionar alguma sequela maior do que a PCR? Ou seja, após o terceiro minuto de PCR, já não é possível afirmar que o desfibrilador é extremamente necessário, independentemente do tipo de PCR? Pois eu penso que se o paciente está em vias de falecer, a última esperança seria desfibrilar, independente do tipo de parada.

  69. Marta Pereira de Almeida comenta:

    18 maio, 2009 @ 4:58 PM

    Boa tarde

    Tenho um treinamento para realizar no local onde trabalho (hospital) desejo receber orientação a esse respeito, será um desafio.

  70. Ilanna Silva comenta:

    27 maio, 2009 @ 3:26 AM

    Achei muito interessante essa matéria!
    Parabéns Drº e todos que organizaram.
    Muito bom mesmo!
    Atenciosamente:
    Ilanna

  71. Marcos Aurélio comenta:

    30 maio, 2009 @ 9:00 PM

    Boa noite!!!!

    Estou graduando Enfermagem, no sétimo semestre, recentemente passei por aulas de primeiros socorros onde foi informado por normas novas (GS/MS 2048/2002 – Decisão DIR/001/2001 – COREN-SP) que o soco precordial é proibido, assim será melhor alterar o texto de explicação.

    Atenciosamente.

  72. danielle comenta:

    31 maio, 2009 @ 1:10 PM

    é possivel uma pessoa que teve parada cardiaca o medico reanimar essa pessoa depois de 45 minutos,ou seja ficar todo esse tempo sem oxigenio no cerebro?gostaria muita de uma resposta!
    obrigada

  73. danielle comenta:

    31 maio, 2009 @ 1:15 PM

    é possivel uma pessoa que teve paraca o medico reanimar essa pessoa depois de 45 minutos,ou seja ficar todo esse tempo sem oxigenio no cerebro?gostaria muita de uma resposta!
    obrigada

  74. diogo comenta:

    2 junho, 2009 @ 5:25 PM

    meu tio teve um derrame
    quais sao as chances de ele se recuperar?
    obrigado pela atençao.

  75. luisa naihara comenta:

    18 junho, 2009 @ 7:02 PM

    boa noite! sou estudante de enfermagem, e gostaria de saber se os pacientes com cardiopatia congenita tem mais chance de ter pcr? e se é recomendado o uso de desfibrilador. abraço. aguardo resposta,

  76. Ronan Almeida comenta:

    19 junho, 2009 @ 11:17 PM

    Puxa vida, não sabia que era tão grave assim. Eu passei por uma cirurgia crânio cervical (invaginação basilar e platibasia) na Santa Casa de BH e quase no final da cirurgia, tive duas PCR. Quando acordei na uti, estava com uma traqueo e vários fios ligados no corpo, sondas, dreno na parte que foi cortada e costurada, enfim… Mas não sei como, estou normal, sem NENHUMA sequela, ando, falo, ouço, enfim tudo normal. Agradeço aos médicos neurocirurgiões da Santa Casa de BH, pessoas muito competentes e responsáveis, e gostaria de saber se ainda pode aparecer sequelas. Fui operado em setembro (dia 30) do ano passado e até hoje está tudo normal, mas como sou desconhecedor do assunto, gostaria de saber se ainda pode acontecer algo. Grato.

  77. Ronan Almeida comenta:

    19 junho, 2009 @ 11:40 PM

    Obs.: Estou com 34 anos agora. Não sei se a idade ajudou em alguma coisa, mas depois de ler tudo aqui, estou abismado, pois já haviam me dito que PCR era perigoso e podia deixar sequelas, mas antes de fazer a cirurgia eu fumava um maço e meio de cigarros por dia e nem assim ficaram sequelas. Foi realmente um milagre dos médicos neurocirurgiões da Santa Casa de BH. E mais uma vez, gostaria de ter a resposta se no meu caso ainda pode acontecer algo. Até agora está tudo normal comigo, só não voltei a trabalhar porque ainda estou encostado pelo inss, pois no meu serviço era necessário que eu abaixasse a cabeça para trabalhar, agora, como foi feita uma fixação occipto cervical, eu não posso ficar com a cabeça baixa, pois dói no local da fixação. Mas o resto está normal. Grato mais uma vez.

  78. marcos comenta:

    24 junho, 2009 @ 2:07 PM

    GOSTARIA DE SABER SE UMA PESSOA ESTA PARADA A MAIS DE 20 MINUTOS E POSSIVEL , REANIMALA, NOVAMENTE, E SE E NECESSARIO FAZER OS PROCEDIMENTOS DE RESSUCITAÇÃO., NO CASO CHEGAR A ENTUBAR O PACIENTE, E INJETAR DROGAS VASOATIVAS.

  79. Paula Brito comenta:

    30 junho, 2009 @ 10:20 PM

    Gostaria de receber por e-mail o protocolo da PCR e o que foi atualizado no atendimento de uma parada e quantas massagens p/quantas ventilações. Gostei muito da materia… Grata

  80. Pamela de Oliveira comenta:

    18 julho, 2009 @ 5:34 AM

    Boa Dia!!!
    O assunto me interessou muito, por favor tem como mandar por email o protocolo da PCR e o que foi atualizado no atendimento de uma parada quantas massagens p/ quantas ventilações! Quais medicações usados e porque??
    Ficaria grata.
    Obrigada

  81. Pamela comenta:

    18 julho, 2009 @ 5:40 AM

    Bom Dia !!!
    O assunto me interessou muito, por favor tem como mandar por email o protocolo da PCR e o que foi atualizado no atendimento de uma parada quantas massagens p/ quantas ventilações! Quais medicações e porque???

    Ficaria grata .

  82. Jenifer Fernanda comenta:

    24 julho, 2009 @ 2:33 PM

    Olá,
    sou estudante (técnico de enfermagem) gostei do conteúdo do site de vocês e gostaria de saber se podem me dar informações como os materiais a serem usados no caso de PCPR em CTI, distribuição e manutenção dos equipamentos e se for possível a assistência de enfermagem.

    Grata ,
    Jenifer Fernanda
    24/07/09

  83. Silvana Santiago comenta:

    11 agosto, 2009 @ 8:54 PM

    Gostaria de saber qual é o novo protocolo de PCR em neo
    natal. Obrigada

  84. silvanacsrodrigues comenta:

    2 setembro, 2009 @ 8:43 PM

    Boa noite preciso muito entrar em contatos com pessoas que possa me esclarecer sobre parada_cardiorespiratoria.pode enviar Email sobre o assunto

  85. hélida comenta:

    3 setembro, 2009 @ 2:22 PM

    Boa Tarde gostaria de receber por e-mail o protocolo de treinamento de parada cardiorespiratória para que eu possa treinar os técnicos de enfermagem do hospital que trabalho. obg

  86. karol comenta:

    16 setembro, 2009 @ 2:32 PM

    Ola,Dr passei por uma cirurgia de visicula de urgencia no dia 09 / 01 / 09, em São Gonçalo RJ,sofri uma parada cardio respiratória,so que o médico que fez o procedimento não me informou os fatos ocorrido na cirurgia,nem sequer foi depois me fazer uma visita, mandou outro colega ir e me dar alta,achei muita falta de etica da parte dele,porque sou dessa área enfermeira,so sabia que tinha dado algo errado,acontece que minha amiga estava presente conversei com ela ai fiquei sabendo,gostaria de saber quais as consequencias depois?agora no momento estou com tremores nos membros superiores e inferiores e a noite uma sudorese intensa,tenho bromquite alérgica,estou com 50 anos faço atividades fisicas regulares,a unica preocupação se ficarei com algumas sequelas,ainda não estou em condiçães mais vou agendar uma consulta com um médico de minha confiança,infelismente ele esta ausente assim que chegar irei imediatamente,
    desde já grata.
    analerte

  87. José Carlos comenta:

    17 setembro, 2009 @ 9:54 AM

    gostaria de receber por e-mail o protocolo de treinamento de parada cardiorespiratória para que possa treinar os tecnicos do hospital onde trabalho
    José Carlos
    Obrigado !!!

  88. arnaldo dos santos comenta:

    18 setembro, 2009 @ 6:17 PM

    goste desse conteudo

  89. Aneildes Lopes comenta:

    19 setembro, 2009 @ 2:10 PM

    É muito importante a busca por um site em que nos ofreça o que realmente procuramos.Neste, eu pude de uma certa forma contar, pois encontrei assuntos importantíssimos…E sem contar o quanto é importante, sabermos lidar com uma pessoa em estado de PCR.Valeu,!!!!!

  90. Nara lima comenta:

    29 setembro, 2009 @ 7:22 AM

    bom é importante sabe como lidar e como reagir nessa horas
    e mas interresante é ter um site com essas informaçoes …
    quanto for no momento desses agente saber como lidar
    com essas situaçoes !!!!

  91. Mauro Stenio Coutinho de Lacerda JUnior comenta:

    7 outubro, 2009 @ 12:07 PM

    Ando encucado com o falecimento de minha avó, ela sofria de insuficiência cardíaca detectada a 3 anos e tinha 77 anos de idade, sua situação teve uma piora no último mês , sendo que, fizemos uma viagem para outro estado onde o prédio em que minha mãe morava não tinha elevador e ela morava no terceiro andar. Minha primeira pergunta é se o fato dela ter subido as escadas agravou seu problema? Minha vó apresentava edemas crônicos em suas pernas que só desinchavam através de diuréticos intra venosos, nos últimos dias elas estavam muito inchadas e expelindo líquidos, até que em certo momento ela não levantava mais da cama e começou a reclamar de dores fortes nas pernas, chamamos a UTI móvel e ela internou no CTI com a pressão 5 x 2 e no CTI ela teve uma parada cardio respiratória e faleceu 2 dias após. Minha segunda pergunta é se houve demora na internação ? O que pode ter acelerado a piora e uma coisa que me deixou bastante intrigado, em sua última internação minha avó teve intoxicação aos remédios e o cardiologista que a avaliou retirou todos os seus remédios, inclusive o carvedilol que ela tomava para o coração, isso também pode ter agravado o quadro? Por favor preciso esclarecer esses fatos. Obrigado Mauro Stenio CL Junior

  92. Tereza Freitas comenta:

    23 outubro, 2009 @ 7:03 AM

    Bom dia
    Gostaria de umas explicações ou mesmo animo e ajuda para viver.

    Meu marido tem 54 anos de idade , tem um aneurisma de aorta toraxico, ja fez duas cirurgias mais o aneurisma ainda existe, a 32 dias teve um parada cardiorespiratoria de 40 minutos mais ou menos foi reanimado e entubado está em coma vigil, ja esta conseguindo ficar fora do respirador por algum tempo esta na UTI não fala, as vezes parece que nos ouve e entende, as vezes parece que enxerga, mais não se movimenta quase nada, todas as funcoes vitais estão normais. as vezes mexe a cabeca e tem um pequeno trmor nas maos e pes. Será que pode vir a uma sobre vida? de que maneira, terá muitas seguelas?
    Por favor alguem pode me dar alguma ajuda estou desesperada.
    Tereza

  93. Flávia comenta:

    23 outubro, 2009 @ 11:36 AM

    Boa Tarde Tereza,
    Minha mãe teve uma parada cardiorespiratória durante uma cirurgia considerada simples (histerectomia). Isso foi em julho de 2008. Ela ficou 5 minutos sem oxigênio no cérebro. Ela tinha 50 anos na época. Como sequelas ela ficou com cegueira cortical bilateral, não anda, não fala direito, perdeu muito a consciência, não come sozinha, não toma banho sozinha. Muitas, muitas sequelas mesmo.
    Foi um grande sofrimento o tempo que ela passou no hospital, e continuamos a sofrer. Temos que amar muito. Ela depende 24 haras de alguém. E apesar de ser muito triste, estamos convivendo há mais de um ano com esta situação.
    Muito difícil.
    Boa sorte e que Deus venha abençoar a vida do seu marido e as suas também.
    Flávia

  94. hyago comenta:

    26 outubro, 2009 @ 8:48 AM

    como é isso parada cardiaca

  95. Sílvia Cristina M. de Melo comenta:

    11 dezembro, 2009 @ 5:57 AM

    Doutor, gostaria de receber o manual PCR para treinar os meus alunos tantos dos 6° e 7º semestre de Enfermagem como os Auxiliares e Técnicos de Enfermagem.
    Atenciosamente.
    Sílvia Melo.

  96. izilda leite silva comenta:

    30 dezembro, 2009 @ 5:44 PM

    Há cinco anos tive complicaçoes no parto e tive uma parada cardiorespiratoria ;tomei a anestesia e apaguei;não me lembro de nada;o médico disse depois que a minha ressuscitação levou cerca de quarenta e cinco minutos;disse que isso é muito raro;e que eu tive muita sorte;eu tenho certeza que foi a mão de Deus mesmo;fiquei em coma indusido;e acordei depois de doze dias;estava intubada;e pensei que tinha acabado de sair da sala de parto; deu tudo certo;voltei pra casa depois de dezessete dias ;sem nenhuma sequela;graças a Deus;pra cuidar das minhas tres filhas junto com meu esposo.
    agradeço os profissionais do hospital paulo sacramento de jundiai pelo otimo atendimento.

  97. clenia maria da silva chaves comenta:

    12 janeiro, 2010 @ 11:54 AM

    gostaria de ter um milagre por favor me responda.meu pai teve uma parada cardiaca faz 30 dias esta na uti . em coma teve uma pequena melhora esta sentindo alguns reflexos tem chance de acordar quanto tempo leva ,sera que ele nao acordor por sergrave seu estado.pode ter seguelas.

  98. SANDRA comenta:

    15 janeiro, 2010 @ 7:34 AM

    No sábado passado meu pai sofreu uma parada cartdíaca e está em coma até hoje, foram feitos exames coo infectologia e não consta nada, fez a primeira tumografia e não constou nada, fez uma segundo tumografia e continua não constando nada, os médicos falam que nesse caso tem que aguardar o paciente acordar, ele faz uso de marcapasso a 25 anos, o marcapasso venceu a 9 anos, faz tratamento no INCOR, mas durante a avaliação eles alegam que não podem trocar a bateria ainda, segundo os médicos que estão acompanhando o seu caso provavelmente foi uma falha do marcapasso. Ele estava em casa quando ocorrreu, então deve ter ficado mais ou menos uns 20 minutos, nós demos assistência em casa fazendo massagem cardíaca, e chegou ao hospital com o batimento cardíaco bem fraco. Reanimaram ele e seguiu direto para o CTI onde está até agora, está tendo algumas reações como abrir o olho, mexer as pernas, tossir, mexer com a boca, mas ainda continua em coma.
    Segundo os médicos o quadro dele continua estávem sem alteração, mas sabe como a família fica né, sem saber o que fazer, gostaria de saber se o senhor já teve algum quadro desse, se já ocorreu um caso parecido, e se a pessoa acorda sem sequelas? Doutor gostaria muito de ouvir o que realmente pode estar acontecendo, se não tem algum exame neurológico para saber o porque a pessoa ainda não acordou……… Estou anciosa aguardando resposta….
    Tudo o que lebvou meu pai a isso foi a doença de chagas. Ele sempre cuidou mto bem de seus problemas.
    Aguardo retorno
    Sandra de Freitas Cassiano – Ponte Nova – MG

  99. Sandra comenta:

    22 janeiro, 2010 @ 10:54 AM

    Boa tarde! no mês de abril , do ano passado ,fiz uma videolaparoscopia e uma histeroscopia, tive uma parada cardiorespiratoria. Me esqueci de dizer que sou epileptica. Tomei anestesia geral. não vi nada qdo acordei levei um susto estava entubada, em um lugar que nunca estive antes, que depois fiquei sabendo ser uma UTI, confesso que se tivesse morrido não saberia tbem. graças á DEUS fiquei bem, logo fui para casa após isso começei ter crises violentas diferentes quebrava coisas horriveis mesmo, tomo remedios para evitar essas crises, estou bem melhor graças a Deus. fiz varios examescom omeu neurologista. E o pior vem agora esqueço palavras quero falar uma coisa falo outra aqui em casa todos me ajudam. como disse o pior vem agora ia fazer uma ablação qdo tive a parada. tenho adenomiose muita dor e fluxo alteradissimo. já fiz todos exames vou ter que fazer uma histerectomia total baixa. ah! tenho 46 anos. minha anemia não cede a unica solução é a cirurgia. Não é uma histerectomia vaginal assistida laparoscopicamente (HVAL) alguma coisa assim. Creio que com ajuda de Deus irá tdo bem, assim que fizer volto a postar. Dr o sr acha que o epileptico tem mais chance de ter parada?

  100. vanessa comenta:

    3 fevereiro, 2010 @ 10:00 AM

    Boa tarde, meu sobrinho de sete meses fez uma cirurgia de cranioestenose, e teve uma pcr de 20 minutos e uma hemorragia na cabeça, os médicos conseguiram reanima-lo mas ele não consegue enxergar, gostaria de saber se nesses casos a cegueira é temporaria ou permanente?

  101. Flávia comenta:

    3 fevereiro, 2010 @ 5:19 PM

    Vanessa,

    Minha mãe teve uma pCR em julho de 2008 durante uma cirurgia. Foi de 5 minutos aos 50 anos de idade. Ela perdeu a visão total. Não só a visão, mas também parte motora, não anda, não fala direito. Ficou muito sequelada mesmo. Mas como seu sobrinho tem só sete meses e nestes casos cada organismo reage de uma forma, eu não perderia as esperanças.
    Já vi e li muitos casos de PCR e as consequencias são muitos variadas. Tem gente que não fica com nenhuma sequela, tem outras que fica com muitas, o que infelizmente foi o caso de minha mãe.
    Orarei por vocês.

  102. mauricio homem comenta:

    21 fevereiro, 2010 @ 11:13 AM

    eu gostaria de saber pq os protocolos de pcr mudam…? e quem dita o modelo correto e como se chega a essa conclusão?

  103. samuel b silva comenta:

    25 fevereiro, 2010 @ 2:13 PM

    Doutor, gostaria de saber sobre a nao realização da ventilação durante uma PCR. Foi considerado que a ventilação nao seria tão importante assim?
    gde abraço

  104. Paula Vieira comenta:

    5 março, 2010 @ 11:48 PM

    Dr: Bom dia… Infelizmente no da 28 de Fevereiro de 2010 perdi minha vozinha com 91 anos, sei que não poderei traze-la de volta,mas gostaria de entender o que ocorreu com ela. No dia 21/02/10 minha avó que era cuidada numa casa de repouso( por haver enfermeiras confiávamos num melhor atendimento), passou mal com pressão 22/18 e insuficiência respiratória, foi socorrida imediatamente lá na casa com captopril sub lingual e lazix,foi levada ao hopital e lá com batimentos cardíacos de138 por segundo , ficou internada sendo monitorada por aparelhos e em seu exame de sangue constou uma glicose de 232 sendo que a mesma nunca foi diabética, após 2 dias no 23/02/10 ela foi liberada e encaminhada para um cardiologista, levamos ao cardio e foi feito um eletro onde constou uma musculatura e batimentos cardiaco fracos porem compatível com a idade, nenhum remédio foi recomendado, ela passou o restante da semana muito bem comendo bem, pressão boa, andando , e lúcida,minha visitava ela 3 x na semana, na visita de sabado 27/02 ela estava ótima, porem por volta de 0:15 recebemos ligação dizendo q. ela estava passando mal com pressão 14/6 e glicose 200 e com dificuldade de respirar………..(continua embaixo)

  105. Paula Vieira comenta:

    6 março, 2010 @ 12:23 AM

    como estava com roupa para dormir fui me trocar , e entre tirar o carro da garagem me trocar e ir até a casa de repouso, devo ter demorado entre 15 a no máximo 18 minutos, ao chegar lá minha vozinha já não respondia e parecia estar inconsiente aparentando dificuldade ao respirar pois sua boca estava aberta, dai a enfermeira me disse q. o quadro dela havia piorado rapidamente, a coloquei no carro e suas mãos estavam frias …geladas, chegamos no hospital em 15 minutos,mas dentro do carro tentei desperta-la e passado uns 5 minutos percebi uma espécime de gosma ou secreção saindo de sua boca, e ao entrar no hospital levaram -na rapidamente para setor vermelho e fizeram massagens cardíaca e usaram o defibrilador, mas após 20 minutos de tentativa o médico veio me dar a noticia de seu falecimento e me disse q. ela havia chegado sem pulso e com uma parada cardíaca….está sendo muito triste pois a amamos muito, desculpe pelo tamanho do cometario , mas é que preciso colocar detalhes de tudo para q. o Sr. compreenda tudo, então eu gostaria de saber da causa provavel da morte, pois nas duas vezes q. ela passou mal ela continuou dormindo a enfermeira é q. notou um suor excessivo e mediu a pressão, na primeira vez…..

  106. Paula Vieira comenta:

    6 março, 2010 @ 12:44 AM

    E que estava começando a fazer o mesmo quadro da semana anterior, entre trocar de roupa e tirar o carro da garagem e chegar até a casa de repouso devo ter demorado no máximo uns 18 minutos, ao chegar lá me deparei com minha vozinha com a boca aberta aparentando dificuldade para respirar e parecia q. estava inconsiente pois não respondia e seus olhos estavam fechados, coloquei no carro e percebi suas mãos frias( geladas), corremos e demoramos 15 minutos para chegarmos ao hospital, porém dentro do carro a caminho do socorro percebi que saia uma baba ou secreção de sua boca( não era espuma), ao entrar no hospital foi imediatamente levada para o setor vermelho( grave),onde foi feita massagens cardiacas, foi feito uso de medicamento intra venoso e usado um desfibrilador, após 20 minutos de tentativas veio a noticia de seu falecimento, onde o medico me comunicou q. ela havia chegado sem pulso e com parada, quando perguntei ao médico se ela teve uma parada cardiaca ele me disse para eu pedir uma necrópsia , mas eu disse q. nem pensar; queria preservar seu corpo intácto. Me perdoe pelo tamanho do texto,mas é q. eu precisava comentar detalhes pra saber se o Sr. pode me ajudar com sua experiência…….

  107. Irinéa Vieira( mãe da Paula Vieira) comenta:

    6 março, 2010 @ 1:06 AM

    CONTINUAÇÃO……….E que estava começando a fazer o mesmo quadro da semana anterior, entre trocar de roupa e tirar o carro da garagem e chegar até a casa de repouso devo ter demorado no máximo uns 18 minutos, ao chegar lá a enfermeira disse q. seu quadro havia piorado rapidamente, então me deparei com minha vozinha com a boca aberta aparentando dificuldade para respirar e parecia q. estava inconsiente pois não respondia e seus olhos estavam fechados, coloquei no carro e percebi suas mãos frias( geladas), corremos e demoramos 15 minutos para chegarmos ao hospital, porém dentro do carro a caminho do socorro percebi que saia uma baba ou secreção de sua boca( não era espuma), ao entrar no hospital foi imediatamente levada para o setor vermelho( grave),onde foi feita massagens cardiacas, foi feito uso de medicamento intra venoso e usado um desfibrilador, após 20 minutos de tentativas veio a noticia de seu falecimento, onde o medico me comunicou q. ela havia chegado sem pulso e com parada, quando perguntei ao médico se ela teve uma parada cardiaca ele me disse para eu pedir uma necrópsia , mas eu disse q. nem pensar; queria preservar seu corpo intácto. Me perdoe pelo tamanho do texto,mas é q. eu precisava comentar detalhes pra saber se o Sr. pode me ajudar com sua experiência., a saber a causa provavél da morte; pois nas 2 x q. ela passou mal ela estava dormindo e a enfermeira é q. notou algo errado,sendo q. ela não era diabética, colesterol, triglicerideos e todos os exames estavam com valores normais, tomava remedio para controle da pressão diariamente, e ai vem minha pergunta, porque não veio há falecer na primeira vez q. passou mal com a pressão mais alta? Ela teria tido um mal súbito ou seu atendimento foi demorado por isso acabou falecendo. Sei que quem determina a hora de cada um é DEUS, mas gostaria de entender o porque……Toda minha família sofre muito, pois nós a amamos, agradeço seu tempo e sua compreenção, tendo a certeza q. o Sr. irá me responder…DEUS te abençoe hoje e sempre….grata

  108. Paula Vieira comenta:

    6 março, 2010 @ 1:38 AM

    Dr: Bom dia… Infelizmente no da 28 de Fevereiro de 2010 perdi minha vozinha com 91 anos, sei que não poderei traze-la de volta,mas gostaria de entender o que ocorreu com ela. No dia 21/02/10 minha avó que era cuidada numa casa de repouso( por haver enfermeiras confiávamos num melhor atendimento), passou mal com pressão 22/18 e insuficiência respiratória, foi socorrida imediatamente lá na casa com captopril sub lingual e lazix,foi levada ao hopital e lá com batimentos cardíacos de138 por segundo , ficou internada sendo monitorada por aparelhos e em seu exame de sangue constou uma glicose de 232 sendo que a mesma nunca foi diabética, após 2 dias no 23/02/10 ela foi liberada e encaminhada para um cardiologista, levamos ao cardio e foi feito um eletro onde constou uma musculatura e batimentos cardiaco fracos porem compatível com a idade, nenhum remédio foi recomendado, ela passou o restante da semana muito bem comendo bem, pressão boa, andando , e lúcida,minha visitava ela 3 x na semana, na visita de sabado 27/02 ela estava ótima, porem por volta de 0:15 recebemos ligação dizendo q. ela estava passando mal com pressão 14/6 e glicose 200 e com dificuldade de respirar.Entre trocar de roupa e tirar o carro da garagem e chegar até a casa de repouso demorei uns 18 min.,ao chegar a enfermeira me informou q. o quadro dela havia piorado e me deparei com minha avó com a boca aberta aparentando dificuldade para respirar e parecia q.estava inconsiente pois não respondia e seus olhos estavam fechados, coloquei a no carro e percebi suas mãos frias(geladas), ao passar uns 5 min. q.estavamos a caminho do hospital reparei q. saia uma secreção ou gosma de sua boca, levamos cerca de 15 min. total para chegarmos ao hospital, ela imediatamente foi atendida indo para o setor vermelho, lá por 20 min. eles fizeram massagem cardíaca,deram injeção intra venosa e usaram o desfibrilador, mas infelizmente ela não reagiu e faleceu, quando perguntei ao medico qual a causa ele me disse q. ela havia chegado sem pulso e com parada, porem para saber detalhes eu teria q. pedir uma necrópsia,isso ficou fora de cogitação….Agora te pergunto pois confio em sua experiência qual a causa provavel deste falecimento????….ela não era diabética,o exame de sangue estava com taxas ok!!, urina ok!!!, fez eletro compativel com a idade, pulmão ok!!!!( nunca bebeu ou fumou), e um detalhe q. as 2 x q. ela passou mal ela estava dormindo e a enfermeira q. notou algo estranho,e sendo assim pq. ela não faleceu da 1 x q. passou mal (pois a pressão e os batimentos cardiacos estavam altos), sei que quem determina a hora é DEUS, mas Dr. me ajude a entender se foi mal súbito, se foi parada cardíaca ou se foi demora no atendimento…..Nos a amamos muito e estamos tristes…..mas confio em sua experiencia e compreensão e desde já agradeço sua atenção e peço desculpa pelo tamanho do texto….mas eu precisava de contar detalhes

  109. nadja comenta:

    8 março, 2010 @ 2:32 PM

    Em resposta a:
    solange aparecida

    minha filha, vc faz curso técnico em enf e escreve tão errado! por favor, vamos honrar a classe né? vamos estudar português!! nossa!!! “faço” se escrevem assim!! e não assim: “fasso”. Pelo amoooor de DEEEEEUUUS!!! Depois a classe fica aí brigando por melhorias!!! Assim, ninguéééém merece!!!

  110. conceiçao comenta:

    16 março, 2010 @ 11:14 AM

    Boa tarde. por gentileza enfor-me a téc.oficial para ressuscitaça de parada cardio respiratória.Li em algum lugar que agora seria 32 massagem para uma respiração, esses informativos são verdadeiros? fico muito grata tem urgencia estou preste a fazer um concurso.

  111. Luis comenta:

    22 março, 2010 @ 9:47 AM

    Minha tia faleceu com uma parada respiratória e depois uma cardíaca…
    Acredito que os paramédicos do resgate foram lentos….
    estou estudando melhor isso pois parece ser ereditário,já é na segunda tia que morre assim :(.

  112. Aline comenta:

    4 abril, 2010 @ 10:19 PM

    Olá, minha mãe teve uma parada cardiaca faz 2 semanas quando estava fazendo uma cirurgia na garganta. De lá pra cá ela vem se queixando de varias dores…
    1º seria na regiao onde foi feita a reanimação, no caso a massagem cardiaca;
    2° o pulço esta inchado e dolorido;
    3° e o que mais nos preocupa é que ela sente um formigamento na cabeça , no local deste formigamento o cabelo dela caiu e ela não sente quando tocamos e continua se espalhando!
    O que deve ser?

    Aguardo uma resposta!

    Obrigada!

  113. Meire comenta:

    10 julho, 2010 @ 7:59 AM

    Dr, bom dia.
    Estava visitando seu Site e preciso de uma orientaçao, embora tarde demais.
    Segunda feira, minha mae que tinha Alzheimeir, faleceu sentadinha, com falta de ar, a lingua roxeando e os labios tb.
    Outra coisa:- o pulso estava acelerado e ela apresentava muito chiado no peito, parecia asma.
    Em 15 minutos que fui atras de socorro,na volta ja estava parada, sem movimento dos olhos e sem nenhum movimento na coordenaçao , ja que ela nao andava mais, mas tinha movimentos antes.
    Será que minha mae teve parada cardiorrespiratório?
    Ou sera que foi pneumonia ou enfarto?
    Ela ja estava com 79 anos, e ja estava bem magrinha, apesar de tomar tudo batido em formas de vitamina, se alimentava em mamadeira, nunca ficou em sonda e nem enternada, eu era a cuidadora dela.

    Aguardo sua resposta , meu e_mail é

    meire-nunes@hotmail.com

  114. IVAN ARGENAN GRADELLA comenta:

    14 julho, 2010 @ 10:42 AM

    OLÁ, SOU ENFERMEIRO E TRABALHO EM UTI MOVÉL, GOSTARIA DE RECEBER OS PROTOCOLOS DE PCR, OBRIGADO

  115. geraldine vicente. comenta:

    22 julho, 2010 @ 10:03 PM

    MESTA EMEU NAMORADO SOFREU UM ENFARTO FOI ENTUBADO ESTA TOSSE PRODUTIVA E AVOZ MUITO ROCA .

  116. joyce pinto galvão comenta:

    2 agosto, 2010 @ 5:22 PM

    Atendo um paciente que sofre de um aneurisma de aorta torácica em fase terminal, que faz uso de BIPAP auto sv noturno contínuo pois após um avc isquêmico tem apnéia obstrutiva do sono apnéia central e respiração shyne stolks, além disso seu aneurisma está comprimindo seu esôfago e por conta de seu problema neurológico tem disfagia e refluxo e agora seu quadro foi agravado pelo aneurisma, queria saber se esse paciente teria indicação a sonda naso enteral , já que ele ñ está conseguindo se alimentar muito bem e nem ingerir líquidos suficientes informando o também que ele tem insuficiência urinária e faz uso de um stent uretral , o paciente todas as vezes que ingere alimentos ou líquidos tende a tossir mesmo com alimentos pastosos e em poucas quantidades, já teve engasgos com saliva que se encontra espessa e está epresentando um quadro de anemia? agradeço pela futura resposta às minhas dúvidas, tenho um pouco de urgência da resposta obrigado.

  117. Meire Nunes comenta:

    11 agosto, 2010 @ 7:50 AM

    Bom dia, obrigada por responderem, quando fiz meu comentário neste site , que por sinal admiro, achei muito util a populaçao que precisa mesmo de masi exclarecimentos, eu precisava de uma resposta sobre parada cardio respiratória.
    Achei que por parar o coraçao da minha Mae, a pulsaçao estava aceleradissima, e respirava ja perdendo o ar acada segundo.
    Porem nao obtive a resposta que eu queria, se minha mae teve ou nao parada cardiaca ou parada respiratoria, ou as duas coisas juntas.
    Procurei respostas aqui para o meu nome, mas nao encontrei, mesmo assim, muito obrigada.
    Só peço favor cancelar meu contato com o Site , minha mae nao volta mais mesmo, muito obrigada, bjos

  118. Antonia Braz comenta:

    25 agosto, 2010 @ 10:47 PM

    No dia 31/01/2006 meu filho q na epoca tinha so 16 ano teve uma pcr com encefalopatia anexica para esse caso ñ tem nada afaser. Pergunto e transplante de medula ossea, tem alguma respota para esse caso ou esta muito longe os estudo? Uma mãe q ñ perde a esperança obrigada espero resposta

  119. Dulcia Guajarina comenta:

    3 setembro, 2010 @ 2:13 PM

    DR MEU PAI FOI LEVADO AO HOSPITAL APÓS UMA PARADA CARDIACA, QUANDO CHEGOU NO HOSPITAL JÁ ESTAVA EM COMA E APRESENTOU UM EDEMA PROVOCADO PELA FALTA DE OXIGÊNIO NO CEREBRO, HOJE OS MÉDICOS ATESTARAM A MORTE CEREBRAL,AINDA ESTA NA UTI, RESPIRA POR APARELHO , MAS O CORAÇÃO AINDA BATE, NÃO ENTENDO NADA DA AREA MÉDICA, MAS PERGUNTO: EXISTE ALGUM APARELHO CAPAZ DE IDENTIFICAR O TEMPO QUE O CEREBRO FICOU SEM OXIGENIO, COMO FAZER O EXAME? OBRIGADA
    MEU E-MAIL; dulgaia@hotmail.com

  120. ivana comenta:

    21 setembro, 2010 @ 9:16 AM

    bom dia doutor, meu sogro fez uma cirurgia16/09/10(h pilory) e foi retirado o estomago e parte do figado, no dia 20/09 alterou muito a pressão,por ser hipertenço, associando ao estress de ver outros agunizando ao seu lado,no amanhecer 4.20hs 21/09, hoje ele, teve um mal subito, e esta ainda desacordado, mas não esta em uti, qual o procedimento certo a tomar agora, seria nescessário algum exame? ele pode ficar com alguma sequela?desde ja agradeço. obrigada, ivana, toledo pr

  121. kayque comenta:

    12 outubro, 2010 @ 3:46 PM

    gostaria de saber um pouco mais sobre vitima de parada cardia respiratoria devido a enfarto agudo miocardio

  122. Valdemar Pereira comenta:

    23 outubro, 2010 @ 11:19 AM

    Sou estudante do 8ºsemestre de enfermagem e me deparei com um fato inusitado. Um colega de classe me pediu para preencher um questionário sobre PCR, questionário este que é parte integrante do seu TCC. Ao iniciar a leitura do questionário, fiquei com dúvida a respeito de uma questão e gostaria que , se possível, me dessem uma resposta concreta, pois já procuramos em varios livros e artigos e as respostas são sempre inconclusivas ou evasivas. A pergunta é: Quais são os pontos chocáveis em uma PCR ? O fato é, se o indivíduo está em PCR, teóricamente não se choca, ou não se usa o desfibrilador. Então, estes pontos existem? Obrigado!!

  123. José Bérgamo comenta:

    8 novembro, 2010 @ 7:41 AM

    Olá , Meu genro sofreu um acidante de carro e quebrou o femur:
    Perguntas:
    – Só fizeram a cirurgia do femur dois dias após o acidente.
    – Porque deu embolia pulmonar gordurosa durante a cirurgia.
    – Ele foi encaminhado para UTI e após oito dias morreu de parada cardio respiratório.

  124. Eduardo comenta:

    15 novembro, 2010 @ 6:44 PM

    Oi eu estava procurando saber alguma imformação sobre os problemas do coração. Depois que comessei a ler sobre o assunto realmente fiquei impressionado.
    Sobre a massagem, acho que intendi como é feito a compressão torácica, só não intendi o negocio da ventilação.

  125. carlao cesar pereira comenta:

    1 dezembro, 2010 @ 3:59 AM

    sou bombeiro , e gostaria de estar bem atualizado recendo protocolos mais detalhados e mais atualizados, pois faço palestras, e faço a rcp tanto na pratica quanto na esplicação teorica

  126. domynikue comenta:

    2 dezembro, 2010 @ 11:03 PM

    minha namorada se queixava de dor no bumbum começou a tomar medicamento sem orientação medica e começou a ficar sem conseguir urinar e inxada e procurou o hospital e ficou interna para fazer hemodialise,começou a fazer hemodialise durante algum tempo e de uma hora para outra ficou com falta de ar e foi para UTi e para o oxigenio e continuo fazendo hemodialisee descobriram que ela estava com o pulmão cheio de agua,depois de alguns dias retornou a enfermaria bem melhor e sem fazer hemodialise.depois de 2 dias ela acordou colocando agua pela boca e tendo parada cardiaca e continuo na UTi a base de sedativos e aparelhos e em coma indusido,aos poucos ela voltou a urinar,um rins tinha voltado o outro não,hj faz 24 hr que tiraram ela da sedação e ela não respondeu e dedequitaram uma massa no utero dela que pode ser um cancer.
    só que até agora não foi comprovado se é cancer ou não e se ela esta em coma realmente,queria que alguem que soubesse me explicasse o que realmente esta acontecendo com ela e será que ela realmente esta em coma?ou o corpo dela que esta muito relaxado com tanto rémedio que ela ja havia tomada e mesmo sem o sedativo ela continuo dormindo,bjs e agradeço a todos que orarem para ela ficar logo boa,pois estou em João Pessoa e ela em Goias e estou muito preocupado com ela

  127. Cristine comenta:

    18 dezembro, 2010 @ 11:59 AM

    Gostaria de saber se já houve casos de PCR com mais de 15 minutos e ficar sem seqüelas nenhuma?

  128. Angela comenta:

    13 janeiro, 2011 @ 9:01 PM

    Olá, gostaria de saber em se tratando de um paciente que ja estaja internado caso ele venha a ter uma PCR qual passo a passo para a ressucitação deste paciente?

  129. M Clara comenta:

    16 janeiro, 2011 @ 9:03 AM

    Minha Mãe teve um acidente e fraturou cinco costelas.
    depois de dois dias sofreu parada cardiacas está entubada a parte fisica está controlada mas não acorda.

    está fazendo oito dias que está internada, seus sinais boceja e abre os olhos e mais nada, os medicos estão dizendo que o caso dela é inrevercivél.

    Temos fé que ela saia dessa.
    Precisamos de uma opinião.
    Muito grata!
    filha!
    M Clara

  130. wanessa comenta:

    16 janeiro, 2011 @ 8:00 PM

    adorei o assunto na minha opinião só faltou os cuidados de enfermagem……

  131. Renáta dos santos comenta:

    18 janeiro, 2011 @ 8:11 PM

    meu amigo tomou um choque elétrico e as pessoas que estavam perto não souberam atende-lo corretamente ele acabou ficando 20 minutos sem oxigênio no cérebro e esta a 20 dias em coma ele tem chance de acordar do coma ? agradeço muito se obter resposta muito obrigado

  132. Márcia Pereira comenta:

    23 janeiro, 2011 @ 11:03 PM

    Gostei muito do artigo. Porém estou com uma amiga de 38 anos que teve três paradas cardiacas e a ultima levou 20 minutos para ela voltar, o médico nós enformou que o quadro dela é grave! só mesmo um milagre, pois ela já está toda entubada e segundo o medico ela não está reagindo aos remedios e após todo esse quadro começa a comprometer os outros orgãos.

  133. Joelma Soares comenta:

    9 fevereiro, 2011 @ 11:36 PM

    Oi, meu pai tem 69 anos e sofreu uma PCR há uma semana e hoje na UTI estava sem sedativo, abriu os olhos quando ouviu minha voz , mas não expressou nenhuma outra reação: não se mexeu, não tentou falar (está entubado) etc. Queria saber se o retorno dos refelxos se dá aos poucos ou se isto já pode ser sinais de sequelas.

    Atenciosamente,

    Joelma Soares

  134. LlIMACEDO comenta:

    10 fevereiro, 2011 @ 1:26 PM

    QRO SABER COMO UM TÉCNICO EM ENFERMAGEM DEVE PROCEDER EM UMA PARADA CARDIO RESPITATÓRIA NA UTI?QUAIS OS PRINÍIPIOS Q DEVO TOMAR?

  135. LlIMACEDO comenta:

    10 fevereiro, 2011 @ 1:28 PM

    PERDÃO:PRINCÍPIOS

    ATENCIOSAMENTE:LIMACEDO SILVA

  136. eronilda comenta:

    11 fevereiro, 2011 @ 11:10 PM

    Que tipo de sequelas pode ter uma pessoa com parada cardíaca de 5 minutos? Se fizer fisioterapias adianta?

  137. manoel irineu comenta:

    12 fevereiro, 2011 @ 1:19 AM

    sou técnico e estudante de enfermagem, trabalho em um centro de terapia intensiva em um hospital de urgência e emergência a trê anos e gostaria dee ficar por de receber novas atualizaçoes relacionado a essa area.
    obrigado!

  138. ivair carlos ferreira comenta:

    20 fevereiro, 2011 @ 8:35 AM

    a pouco tempo odetran de minas gerais passou a cobrar na prova de legislação rcp dando como resposta certa 15×2. gostaria de saber qual a quantidade correta da rcp segundo a oms?

  139. severino aprigio comenta:

    22 fevereiro, 2011 @ 3:09 PM

    EU,SEVERINO, ACADEMICO EM ENFERMAGEM ,GOSTARIA DE SABER O NOVO PROTOCOLO DE PCR? DESDE JÁ AGRADEÇO.

  140. Carla comenta:

    16 março, 2011 @ 7:32 AM

    Bom dia, o meu pai teve uma PCR no domigo, ontem, passadas apenas 48 horas, ele acordou, mexe o corpo todo, vê, ouve, fala e reconhece as pessoas.
    Mas está muito confuso e não regista o que acontece.
    Se eu estiver a falar com ele e sair por 5 minutos, quando volto, ele age como se fosse a primeira vez que me está a ver.
    Lembra-se do que já passou há muito tempo, mas não de coisas recentes.
    No entanto, os médicos estão admirados com a rápida recuperação, dizem que o tac à cabeça não acusa nada, apesar de ele ter estado +/- 20 minutos até ter sido ressuscitado.
    Será que ele vai recuperar totalmente?
    Por favor, responda-me

  141. edileuza porcino dos santos comenta:

    16 março, 2011 @ 8:29 AM

    ola bom dia sou estudante de enfermagem gostaria de saber os ccuidados de enfermagem no pcr.quero receber por hotmail.eporcinosantos@hotmail.com

  142. Ana cláudia soares de mesquita comenta:

    27 março, 2011 @ 8:03 PM

    boa noite gostaria de saber do novo protocolo 2011 de pcr em uti , e se é verdade que não se usa mais atropina. gostaria de receber por email anacsmesquita25@hotmail.com. desde já agradeço.

  143. Camila comenta:

    2 abril, 2011 @ 4:25 PM

    Carla que bom pelo seu pai….Como eel está agora?
    A minha mãe sofreu uma parada nessa segunda 29/03. Hoje dia 02/04 (96 horas depois ) os médicos ainda não podem garantir se é reversível ou não o caso dela…
    Estamos em uma angústia que não tenho nem palavras para descrever… Ela mexe os olhos desde o primeiro dia e reage a dor, porém o quadro é bastante complicado.. está respirando sozinha, mas com a ajuda de aparelhos.
    A gente fala com ela e ela parece que escuta.. tenta mexer os braços mexe os olhos e a respiração aumenta… não sei se significa que ela está voltando…não sei o que fazer mais.. gostaria de uma palavra de quem já passou por isso… Quero acreditar que são sinais de que ela está voltando, mas conforme as horas passam sinto mais medo e dúvidas…

    Obrigada

  144. netoo comenta:

    27 abril, 2011 @ 3:54 PM

    6 doenças que levam a parada cardiaca

  145. ivone santos de medeiros comenta:

    27 abril, 2011 @ 11:02 PM

    gostaria de receber por email o treinamento de prc , pois ha alguns meses falaram k na massagem cardio respiratoria nao precisa fazer respiração boca boca so em caso de afogamento. ficarei aguardando!

  146. ivone santos de medeiros comenta:

    27 abril, 2011 @ 11:24 PM

    gostaria de receber por email o protocolo de prc e mais dicas para socorristas, pois precisamos de muito conhecimento, conteudos na saude publica. ficarei aguardando!

  147. silvano comenta:

    1 maio, 2011 @ 4:54 PM

    oi, sou um profissional da enfermagem, e quero saber onde faço curso de APH de graça
    agradeço a todos a resposta.

  148. Janete Nicolau comenta:

    24 julho, 2011 @ 2:28 PM

    Qual a possibilidade de uma pessoa mais jovem, sobreviver a uma parada cardiorrespiratória que uma pessoa mais idosa?

  149. leandro carlos comenta:

    4 agosto, 2011 @ 9:59 PM

    dr arnaldo,queria fazer uma pergunta eu trbalho na area e tenho uma duvida
    queria saber ,qual a diferença de iam,para uma pcr?

  150. Denize comenta:

    4 setembro, 2011 @ 12:23 PM

    Drº o ABC foi mudaddo para qual sequencia.
    A mudança foi para os atendimentos ao mal súbito e politraumatizado tambem? Obrigada

  151. marco comenta:

    13 setembro, 2011 @ 5:25 PM

    me sinto fora da sociedade ñ consigo viver como um homem normal devido ao meu problema, e p/ piorar a situação ñ tenho condições nenhuma d grana, por isto ñ consigo procurar um especialista no assunto e procuro ajuda, se puder me dar uma orietação d como devo me conduzir a respeito do meu problema. Eu seria o cara mais feliz do mundo. tenho ejaculação precoce e ñ consigo controlar.

  152. Hugo César comenta:

    10 outubro, 2011 @ 11:12 PM

    aprendi q no ciclo 15 massagem para duas ventilações…
    gostaria de saber se o ciclo foi sempre assim 30msg e 2vent…
    por favor mande a resposta obrigato….

  153. Naira comenta:

    20 outubro, 2011 @ 4:08 PM

    Boa Tarde Dr.
    Neste momento estou numa sala de espera da HTI que tem sido minha casa nos últimos 20 dias.
    Meu pai, 64 anos na época do PCR (hoje com 65), com problemas cardíacos, hipertensão, diabetes, insuficiência renal e obeso. Esta em coma.
    Já tendo infartado pelo menos duas vezes, em abril de 2005 em uma angioplastia colocaram dois stands e um balão no coração. Devido a diabetes descoberta a mais de 15 anos o procedimento não teve sucesso. Em julho de 2005 fez cirurgia para “implantação” de duas pontes safenas e uma mamária. No ano passado descobrimos insuficiência renal grave com funcionamento de 30% dos rins. Ainda em 2010, teve a circulação interrompida quase que totalmente do abdômen e pernas. Dois stands foram colocados na altura do abdômen e desobstrução por cateter feita nas pernas. Na metade de agosto retornamos ao médico com aumento da insuficiência renal. Depois de feitos exames solicitados foi feita uma média de 12% de funcionamento dos rins. No dia 27 de outubro foi feita cirurgia para preparar fístula para a hemodiálise que iniciaria por volta do dia 30 de novembro 3X por semana. No entanto, no dia 01 de outubro por volta das 12:30 pediu para ser levado ao hospital onde o colocaram no oxigênio, e medicaram para pressão. Ainda fizeram eletrocardiograma que segundo Dr. Não apresentava alterações.
    As 13:00 teve PCR (gritava por ajuda pois sentia que estava desfalecendo. Deu um grito e começou a ficar com a cabeça roxa). Ficou por 10 min. sem sinais vitais. Como o segundo médico me tirou da sala não sei quais procedimentos utilizaram. Ele foi entubado e transferido para uma UTI. Ocorre que em minha região não há muitos recursos. Desta forma até a liberação do leito e viagem levamos aproximadamente 4:30 para chegar com ele no ambu.
    Após 4 dias em coma induzido tiraram os medicamentos e até agora ele não acorda e não apresenta grande reações. Apenas mexe as extremidades algumas vezes.
    Os médicos me dizem que a lesão neurológica foi muito grave, mas não fizeram nenhum exame neurológico, pois dizem que não adiantaria agora e que ele não poderia ser retirado da UTI e levado até o local onde fazem os exames.
    Sei que muitos conseguem acordar após muito tempo em coma. E até mesmo terem uma sobrevida. Mas no caso do meu pai isso é possível? Estou muito angustiada pois o médico não me dá muita abertura para fazer perguntas. Parece que está sempre “debochando de mim”. Por favor, se for possível, agradeceria sua sincera opinião médica

  154. liduina comenta:

    24 outubro, 2011 @ 11:09 AM

    miha mae teve uma pcr no hospital apos o medico dizer que ela nao tinha nada no coracao apos 6 meses ela chegou a obito.

  155. elaine gomes cardoso comenta:

    30 novembro, 2011 @ 2:19 PM

    minha mãe teve 2 parada cárdica de 4 minutos a segunda de 15 minutos ele pode ficar com cequela grave queria saber oque pode acontecer com ela de verdade

  156. elisa magna comenta:

    10 janeiro, 2012 @ 10:35 PM

    gostaria de saber se um paciente com pcr, feito 3 adrenalinas conssecultivas, o que pode acontecer com esse paciente? pode complicar ainda mais a pcr?

  157. maria das graças araujo rodrigues comenta:

    27 fevereiro, 2012 @ 10:04 PM

    estou trabalhando na emergencia de um hospital publico e fico insegura para agir em pcr .gostaria q vcs me enviassem algo sobre esta manobra att graça

  158. maria das graças araujo rodrigues comenta:

    27 fevereiro, 2012 @ 10:09 PM

    GOSTARIA Q VCS ME ENVIASSEM ALGO SOBRE PCR , PQ ATUO NA EMERGENCIA DE UM HOSPITAL PUBLICO E ME SINTO INSEGURA PORE FAVOR ME AJUDEM ATT- GRAÇA

  159. marcel comenta:

    8 março, 2012 @ 1:13 AM

    PEÇO AJUDA DE ALGUEM QUE JÁ PASSOU POR ISSO OU ENTENDE DO ASSUNTO, MINHA SOBRINHA DE 18 ANOS SOFREU UMA PCR DOMINGO 04-03-2012, DEMOROU CREIO Q 10 MINUTOS PARA CHEGAR AO PRONTO SOCORRO E SER ENTUBADA E REANIMADA, SEGUNDO O MÉDICO NAO FOI NADA FACIL, E DESDE DOMINGO ELA ESTÁ NA UTI EM COMA INDUZIDO, SOB EFEITO DE SEDATIVOS, JÁ FIZERAM 2 TENTATIVAS DE DIMINUIR O SEDATIVO POREM ELA NAO VOLTOU A RESPIRAR SOZINHA, SOMENTE NO APARELHO, OS DRS AINDA NAO SABEM O Q LEVOU ELA A TER A PCR MAS ACHAM QUE FOI ALGUM ATAQUE DA BRONQUITE Q ELA TINHA, FALTOU AR E O CORAÇÃO PAROU JUNTO COM O PULMAO, A CADA MINUTO A ANGUSTIA AUMENTA, QDO VAMOS VISITÁ-LA ELA PARECE MEXER O OLHO E SENTE A NOSSA PRESENÇA MAS SEGUNDO OS DRS NAO TEM MELHORA SIGNIFICATIVA, POIS BEM QUERIA SABER QUANTO TEMPO EM MEDIA ELA FICARÁ EM COMA, E QUAIS AS SEQUELAS PROVAVEIS PELO TEMPO Q FICOU SEM OXIGENAÇÃO, EM TORNO DE 10MINUTOS, ALGUEM POR FAVOR ME DÁ UMA LUZ ! meu email eletromania@gmail.com

  160. Jair Adriano da Silva comenta:

    17 março, 2012 @ 4:43 PM

    Gostaria de saber em relação a ventilçao manobras em PCR,qual o nº correto de ventilações e manobras ,quando 2 socorristas?

  161. luciana augusta comenta:

    27 março, 2012 @ 2:03 PM

    gostaria de saber como fazer um diagnostico rapido da p.c.r e a hora certa de fazer massagem.

  162. Vidyaratne comenta:

    4 maio, 2012 @ 9:02 PM

    Are you certain the itnheciss is herpes related? Sometimes other things come into play and cause itnheciss along with herpes. Herpes symptoms usually don’t last longer than 3 weeks.Have you tried to release the emotional root cause of these symptoms? Constant symptoms are usually linked to resentment, rage, guilt or shame. I talk about this in my new program because I feel it’s so important it cannot be overlooked.Do you think your husband cheated on you or lied to you? This could be an emotional root.Please consider, visiting a herpes support group. This could help you accept your new situation better.I cannot give you more info in this comment but please be aware there is a lot of things you can do that can help you evolve beyond this current situation.Much love,Nathalie

  163. carla comenta:

    3 junho, 2012 @ 10:51 AM

    ola!
    Sou academica de enfermagem gostaria de saber se em caso de emergencia fibrilação ventricular o enfermeiro treinado pode fazer uso de DEA para reanimação. A alguma lei que aborde essa situação

  164. MAURICIO comenta:

    2 julho, 2012 @ 6:08 PM

    Minha mãe teve para respiratoria ficou segundoosmedicos
    20minutos para ressucitar, elapassa bem depois de 13dias quais sãoaspossibilidadesm delasairdocoma? Na tomografia e ressonancia nãoacusa nada éumbomsinal?
    por favor aguardo resposta

  165. divania rodrigues comenta:

    15 julho, 2012 @ 8:20 PM

    nossa muito bom estamos com urgencia de apreder cada ves mais parabens.

  166. severino pereira da silva comenta:

    2 setembro, 2012 @ 12:45 AM

    Se for trauma, temos que proteger o pescoço com colar cervical, auxilio de uma toalha enrolada, etc. Abrir as vas,verificar corpos estrantanhos em boca egarganta,pupilas,nível de consciência,cianose, etc, elevar mandíbula e inclinar a cabeça para trás etc; para tomar a iniciativa das manobras de reanimação(dividir os procedimentos conforme o número de socorristas) Parece que no profissional de saúde, já é instintivo adequar os procedimentos conforme o caso. compressões sempre nas mesmas proporções e rítmicas, combinadas com o número de ventilações, sempre verificando pulso carotídeo e respiração, movimento tórácico, melhora de quadro cianótico e nível da consciencia desde o início etc. E providenciar atendimento médico imediatamente,sem deixar de monitorar o paciente e repetir as manobras se necessário, fazer uso de desfibrilador(esse moderno) etc, até a chegada ao atendimento médico e hospitalar. Sou enfermeiro. Acho que deve existir um protocolo para quem faz o atendimento de casos pré-hospitalar, que geralmente é em amb. uti e tem médico na equipe!…Se se a pcr for num pacte com DPOC? A coisa piora conforme a situação edemora do socorro!…É uma emergência médica!!! Pior são os intrusos que se metem e dão palpites que não ajudam!…

  167. Maria Dias dos Santos Claro comenta:

    27 novembro, 2012 @ 4:56 AM

    Muito obrigada por nos proporcionar mais conhecimentos, estou na última semana de estágio de enfermagem, precisei de materiais didáticos encontrei no site de vocês, assunto Manobras revisada para PCR muito interessante.

Deixe seu comentário aqui !