10 - jul
  

Edema agudo de pulmão

Categoria(s): Cardiogeriatria, Dicionário, Emergências, Pneumologia geriátrica




Conceitos

Abstrat:
Pulmonary edema is a condition caused by excess fluid in the lungs. This fluid collects in the numerous air sacs in the lungs, making it difficult to breathe. Pulmonary edema that develops suddenly (acute) is a medical emergency requiring immediate care. Although pulmonary edema can sometimes prove fatal, the outlook improves when you receive prompt treatment for pulmonary edema along with treatment for the underlying problem. Treatment for pulmonary edema varies depending on the cause most always treated in the emergency room or hospital intensive care unit (ICU). The use of oxygen, given through a face mask or tiny plastic tubes placed in the nose and diuretics are the initial treatments .

O edema pulmonar é um quadro hemodinâmico grave que pode ser causado por diversas patologias cardíacas ou não, porém, sua fisiopatologia e semelhante, e sua sintomatologia básica é a falta de ar intensa (dispnéia), a tosse seca e eliminação de líquido roseo de boca e nariz. O paciente sente como se estivesse afogando, ficando sentado e respirando rápidamente. É um quadro emergencial que pode causar o óbito se não for feito um tratamento rápido e enérgico no sentido de reverter o quadro hemodinâmico.

Os principais mecanismos que levam ao edema pulmonar são: a) elevação da pressão hidrostática intravascular e b) aumento da permeabilidade capilar.

 

edema

 

A figura histológica do pulmão mostra os espaços alveolares preenchidos pelo plasma que extravasa dos capilares para o seu interior, impedindo a troca de oxigênio. Esta quadro se instala subitamente.

Fisiopatogênese

Segundo a equação dos movimentos dos fluidos de Frank Starling, normalmente, a diferença entre as pressões hidrostáticas do intravascular e do interstício é maior que a diferença entre as pressões oncóticas dos mesmos, existindo um fluxo preferencial de fluidos para o interstício. Este fluxo é mantido sem acúmulo por vários fatores, sendo os mais importantes a drenagem do sistema linfático e a integridade da barreira endotelial.

Quando ocorre nos pacientes com insuficiência cardíaca crônica, onde a barreira endotelial encontra-se integra, um aumento súbito da pressão hidrostática intravascular, por desequilíbrio hemodinâmico (Infarto agudo do miocárdio, hipertensão arterial grave, estenose mitral), leva a um estravasamento de plasma dos capilares alveolares para a luz do saco alveolar (setas da figura), resultando no edema agudo de pulmão.

Dois outros mecanismos que podem potencializar o quadro congestivo são a drenagem linfática insuficiente ou a pressão oncótica do plasma baixa (anemia ou hipoproteinemia).

Tratamento

O tratamento consiste na reversão do quadro hemodinâmico, melhorando a bomba cardíaca (geralmente com o uso de cardiotônicos injetável), diminuíndo a sobrecarga hídrica com diuréticos (furasemida) endovenosos, ou o retorno venoso ao coração deficiente (sangria branca = uso de torniquetes nas pernas e um dos braços, com compressão suficiente para seqüestrar o sangue nas veias, deixando o pulso arterial nos locais) e a máscara de oxigênio. Em casos extremos pode-se indicar a chamada “sangria vermelha” que é retirada rápida de sangue do paciente através de uma secção de uma artéria radial.

Referências:

Miguel Jr. A. Roteiro em cardiologia – Fundo Editorial Byk, São Paulo, 1997.

Fein A, Grossman RF, Jones JG et al – The volume of edema fluid protein measurement in patient with pulmonary edema. Am J Med,1979;67:32-8.

Tags: ,




Comentário integrado ao Facebook:


58 Comments »

  1. vanilza marques comenta:

    25 dezembro, 2011 @ 10:35 PM

    boa noite! meu sogro sofreu um acidente ha 20 dias ele esta hospitalizado ele ficou na uti 10 dias por TCE e agora o medico diagnosticou edema pulmonar sera q´ele incharcou com soro ou pode ser pelo trauma ? outra duvida é q´ ele esta com o dreno de torax e ta drenando secreçao purulenta sera q´e´edema ou infecçao?

  2. favia scwanz comenta:

    25 março, 2012 @ 1:51 PM

    ola !a algum tempo eu e minha filha de 6 anoscomeçamos com uma tosse que nao parava tossiamos ate ficarmos sufocadas e começavamos a vomitar levei minha filha ao pediatra que depois de alguns esames naoaqchou nada de errado com ela , mas ficamos assim por meses ,sumiu do mesmo geito que apareceu derrepente era horrivel achava que ia morre com tanta falta de ar no dua principalmente a noite era pior o que poderia ocasionar isso? obs>eu nao procurei medico so minha filha

  3. thais maffeis comenta:

    31 outubro, 2012 @ 1:18 PM

    oi na minha primeira gravides tive um edema pulmonar estou gravida novamente tenho muito medo de ter outro edema

  4. Dr. Armando Miguel Jr comenta:

    7 novembro, 2012 @ 6:36 PM

    Thais.
    É muito importante voce conversar com os médicos que a atenderam na primeira gravidez e saber qual foi o motivo do seu edema pulmonar. Sabendo o motivo é possível previnir outro edema.

  5. EDNA comenta:

    29 março, 2013 @ 2:46 PM

    Minha mãe faleceu a 50 dias atrás, ela tinha problema de diabetes, pressão e coração tomava remédio. Três dias antes ela reclamou de dor de barriga muito forte, e a perna estava muito inchada, estava cansada também, levei ao pronto socorro e fizeram uma medicação e mandaro para casa, perguntei sobre a perna dela e o médico respondeu não é nada ela precisa de repouso. Fui para casa na segunda feira a falta de ar piorou minha irmã levou ele novamente medicaro e mandou para casa e disse que o problema dela era crônico, passou inalação, terça novamente fizerão a mesma coisa, so que na madrugada ela piorou levei novamente cheguei as duas e meia da madrugada no pronto socorro rapidamente socorreram e falou teria que ser tranferida para o hospital estava com edema pulmonar, entubaro e colocaram sonda, só que ela não aguentou e faleceu as onze horas,por favor me responda estou me sentindo culpada sera que se eu tivesse brigado des da primeira vez que fui que ocaso dela estava muito ruim ele estaria viva, e sera que houve negligencia médica. muito obrigada.

  6. Prof. Dr. Armando Miguel Jr comenta:

    29 março, 2013 @ 6:22 PM

    Edna.
    A gente sempre procura uma explicação para o por quê nosso ente querido morreu. Muitas vezes mesmo fazendo tudo certo, pelos parâmetros da medicina atual, a pessoa falece. Como explicar?
    Os serviços de Pronto Socorro deveriam ser locais onde os médicos mais experientes em emergências deveria atuar. Nesses locais, altamente equipados, deveriam recebe os pacientes com uma ficha clínica do médico que os está acompanhando. O que acontece é que geralmente os médicos dos pronto-socorros são jovens, com pouca experiência e não conhece absolutamente nada do paciente. Assim, é muito mais fácil cometer erros de diagnóstico e tratamento. Mas como um médico pode trabalhar bem, sem a retaguarda de um médico experiente que o ajude a aprender a cuidar das situações de emergência, sem equipamentos necessário para o diagnóstico, lotados de paciente, muitas vezes sem leitos para internar (temos vistos hospitais com pacientes em macas nos corredores).
    Edna, se sua mãe tinha diabetes, hipertensão e problemas de coração, após ter recebido os primeiros atendimentos no pronto socorro, era o médico que estava acompanhando e cuidando dela que voce deveria ter procurado. Pois, ele conhecendo a sua mãe poderia conduzir de forma adequada o caso. A dor forte que ela sentiu na barriga pode ter sido um infarto do miocárdio que pela a parede inferior do coração, nos médicos chamamos de infarto diafragmático. Mas, agora como saber?
    Assim, aconselho que voce tenha um médico de sua confiança para acompanha-la, fazendo um check up periódico. Mesmo que tenha que pagar uma consulta particular anualmente. Desta forma se voce tiver algum problema de saúde e este médico que voce deve procurar. Traga com voce um relatório de seu esta de saúde, últimos exames e medicamentos que usa. Se necessitar de uma atendimento num pronto socorro leve este documento com voce que ajudará e facilitará ao médico que te atender.

  7. Paula comenta:

    5 fevereiro, 2014 @ 5:07 PM

    Olá boa tarde! Meu Pai faleceu sentindo falta de ar e espumando pela boca e nariz,horas antes ele havia tomado uma inalação,a qual eu havia falado para ele não tomar mas ele achou por bem tomar,porque o médico havia passado para ele 5 gotas de birôtec e 25 de atrovente .
    Só que ele sofria de uma ríimia cardíaca o risco era alto,só que ele estava bem comeu bem.mas porem estava se sentindo muito cansado,após sair de casa sentiu uma tosse e foi até uma farmácia embusca de socorro mas conversaram com ele mas não socorreram chamaram o samu demorou 1:40 para chegar será que foi o remédio ou a demora do socorro?

  8. Sueli Santos Braga comenta:

    5 junho, 2014 @ 9:42 PM

    No dia 10-04-14 após tomar a 3ª dose da medicação mensal para hanseniase tive um mal subito, psssei muito mal, vomitava e evacuava ao mesmo tempo e comecei a ter dificuldade de respirar eu não entendia o pq não conseguia respirar me lembro que internei com 56 de oxigenção no sangue, me aplicaram morfina a dor no peito era intensa, oxigênio fiquei 6 dias na UTI, minha tumografia constou pequeno derrame pleural e edema pulmonar,o tempo todo disseram que eu tinha pneumonia, como passei mal de repente, tomei medicação H1N1,pneumonia e antialergico, o exame de sangue arterial mostrava infecção…hoje 05 -06-14 tenho uma tosse seca ,parece que meu peito vai estourar de tanto tossir, normalmente pela manhã, noite ou qdo faço esforço fisico, é normal, qto tempo demora pra recuperação total de edema pulmonar?

Deixe seu comentário aqui !