02 - jul
  

Hipertrofia do músculo cardíaco – Cardiomiopatia hipertrófica

Categoria(s): Cardiogeriatria, DNT




Painel

hipertrofia Do ponto de vista hemodinâmico, tais casos podem classificar-se em obstrutivos, não obstrutivos, com obstrução latente ou ainda com obstrução lábil, na dependência da presença e do comportamento do gradiente pressórico na via de saída.

A hipertrofia miocárdica provoca alterações no relaxamento ventricular e redução de sua complacência, passando o enchimento ventricular a depender fundamentalmente da contração atrial.

Histológicamente observa-se uma hipertrofia miocárdica com acentuado deslinhamento das fibras cardíacas.

Os sintomas são de angina, dispnéia, síncope e morte súbita.

Freqüentemente ouve-se terceira e/ou quarta bulha, disritmias atriais e/ou ventriculares.
A mortalidade anual é de 3 a 4%, causada por insuficiência cardíaca congestiva ou morte súbita.
Diagnóstico

O diagnóstico eletrocardiográfico pode ser suspeitado pela presença de ondas Q patológicas resultante de distúrbios no processo de ativação do septo interventricular, sobretudo em v2 a v5. As disritmias atriais e ventriculares também podem ocorrer.

O aspecto ecocardiográfico típico é a hipertrofia preferencial da porção média do septo interventricular, que se mostra, no mínimo com 1,3 vezes mais espesso que a parede posterior do VE.

Outras áreas podem ser acometidas, como a parede anterior, a região apical ou, mais raramente uma distribuição concêntrica. A região muscular acometida mostra aspectos ecogênicos heterogêneo (pontilhados). No septo pode se detectar área hiperecogênica no endotélio, atribuída ao choque da cúspide anterior durante a sístole (movimento sistólico anterior). Prolapso da valva mitral pode estar presente pela redução da cavidade ventricular esquerda em função da hipertrofia. O estudo ecodoppler mostra diminuição da complacência (onda A maior amplitude que onda E). Nos casos de oclusão sub-aórtica, pela proeminência septal o estudo doppler mostra aumento da velocidade sangüínea a este nível.

Tratamento

O tratamento inicial é clínico a base de betabloqueadores e nos casos avançados cirúrgico, com septoplastia (diminuição da espessura do septo interventricular).

Referências:

Adelman AG, Wigle ED, Ranganatham MBBS et al – The clínical course in muscular subaórtic stenosis. Ann Intern Med, 1972;77:515-25.

Wigle ED, Sasson Z, Hudson MA et al – Hypertrophic cardiomyophathy. The importance of the side and the extent of hypertrophy. A review. Prog Cardiovasc Dis,1985;28:1-83.

Cooly D, Leachman RD, Wukorch DC – Difuse muscular subaórtic stenosis surgical treatment. Am J Cardiol, 1973;31:1-6.

Wigle ED – Hypertrophic Cardiomyopathy. Circulation, 1987;75:311-22.
Maron BJ, Epstein SE – Hypertrofic cardiomyopathy: a discussion of nomenclature. Am J Cardiol.1979;43:1242.

Tags: ,




Comentário integrado ao Facebook:


64 Comentários »

  1. Fernanda Costa comenta:

    8 abril, 2008 @ 5:52 PM

    Boa noite,
    Tenho um filho com 12 anos, que foi diagnosticado uma ligeira hipertrofia do septo interventricular, sem obstrução do tracto de saída do ventriculo esquerdo.
    Foram realizados vários exames e estudo genético onde o resultado foi positivo é de família.
    Foi-lhe indicado contra indicação para exercicio fisico, podendo ter morte súbita.
    As dimensões do ecocardiograma são: Septo interventricular (11mm) Valor de ref. (6-12mm)
    Aorta:26mm ; Auricula esquerda:37mm ; Ventriculo esquerdo (telediastole):45mm ; Ventriculo esq (telesistole) : 27 ;Parede posterior : 10mm;Fracção de encurtamento : 40% ; fracção de injecção :70% .
    Se possivel gostava de saber a vossa opinião, e se me enviam informação sobre esta doença.

    Com os melhores cumprimentos
    Fernanda Costa

  2. francisco alberto da s.furtado comenta:

    17 abril, 2008 @ 12:18 AM

    pratiquei artes marciais durante quinze anos(entre 1988 e 2003) porem ja faz cinco anos que so faco caminhas regularmente.a minha familia ja teve casos de doencas cardiacas,meu pai,tios ,primos,etc.em 1999,comecei a sentir dores no peito e fiz um texte na esteira ecergometrica e um ecocardiograma doppler,tendo os dois resultados dado normais.em 2002,repeti os exames e fiz o holter 24 horas,tambem todos deram normal.porem no mes passado (marco),fiz um texte de esteira com o resultado sendo excelente condicionamento fisico.porem no ecocardiograma apresentou uma cardiopatia hipertrofica assimetrica leve s/ obstrucao no ventriculo esquerdo.gostaria de saber:se e uma doenca congenita porque nao apareceu nos exames anteriores?e tambem,porque no texte da esteira feito no mesmo dia,o resultado deu normal,tendo inclusive o medico afirmado que o meu condicionamento fisico e muito bom?e gostaria de saber tambem quais os riscos de vida que eu tenho?se a doenca pode com o tempo regredir ou desaparecer?e se e verdade que quem tem essa doenca nao vive mais de seis anos?.

  3. Silvia Figueiredo comenta:

    15 julho, 2008 @ 10:27 PM

    Tenho 31 anos e aos 18 descobri tenho cardiomiopatia hipertrófica não obstrutiva, procurei um médico devido à falta de ar que sentia . No início meus exames apresentavam um alto índice de arritimias. Por 2 anos fiz tratamento com o medicamento Ancoron ( 1 vez ao dia ) e Propranolol 40mg ( 2 vezes ao dia).
    Seguindo as orientações médicas, ñ pratico esportes e nem grandes esforços físicos. Meu pai tem o mesmo problema.
    Atualmente tomo propranolol 40mg, 3 vezes ao dia. Vivo bem.
    caso tenham alguma informação nova, me envie por e-mail.

  4. Robson Dias comenta:

    21 julho, 2008 @ 8:46 PM

    Boa noite, Tenho 27 anos, há 7 anos descobri que tenho uma acentuada hipertrofia no septo…
    (3,0 cm)tomo propanolol uns 5 anos…mas sinto que não da muito resultado, meu coração acelera e
    e também sinto muita falta de ar,não somente no exercício ,mas também qdo me alimento
    com comidas gordurosas,um simples movimento meu coração acelera e me sinto um grande
    mal estar.Ja fui em diversos médicos e todos dizem coisas diferentes…uns que devo fazer
    exercicios e esquecer a cirurgia,já outros dizem q tenho que evitar exercicio máximo.Na esteira deu tudo ok,so aparece meu problema no ecocardiograma>
    Gostaria de saber opiniões?estou correndo algum risco?será que a cirurgia resolve meu problema?

  5. Pedro Gomes comenta:

    27 setembro, 2008 @ 10:52 PM

    Boa noite, há coisa de 7 anos tive uma pericardite aguda. Apartir dessa altura tenho andado mais atento ao meu coração, todos os anos faço imensos exames, este ano notei algo estranho nos meus exames, “padrão de bloqueio incompleto do ramo direito”, “Fracção de encrutamento: 40%” , sou desportista profissional, gostaria de saber a vossa opinião.abr

  6. lenice comenta:

    2 outubro, 2008 @ 3:57 PM

    Boa noite,
    Gostaria se saber sobre sistematização de cirurgia geriátrica.

    Grata.

  7. Maria comenta:

    13 outubro, 2008 @ 11:57 AM

    boa tarde,
    que tratamentos existem para Hipertrofia do septo interventricular?
    o que é exactamente? corre-se risco de vida? tenho um familiar nesta situação e gostava de ajudar.
    Obrigado.

  8. Maria comenta:

    13 outubro, 2008 @ 12:05 PM

    Sopro é o mesmo que hipertrofia do septo interventricular?

  9. Dr. Armando Miguel Jr comenta:

    13 outubro, 2008 @ 5:32 PM

    Maria,
    Veja a página do dia 17 de janeiro de 2008. Ela trata a respeito desse assunto, contendo as respostas as suas perguntas.

  10. pedro comenta:

    15 dezembro, 2008 @ 1:09 AM

    tenho 36 anos,e faz alguns meses desemvolvi um quadro de arritmia com palpitações rápidas com breves paradas e que duravam algumas horas e às veses um dia inteiro.
    fui ao cardiologista e ele me receitou losartana potássica (genérico),não adiantou muito,passei a usar ACORON 200mg.Não tive mais palpitasões,porém mais ou menos um mês depois,passei a sentir falta de ar,bocejava,puxava o fôlego,falei novamente com o médico após observar na bula que esse medicamento produz etes sintomas como efeito colateral,ele orientou-me a continuar tomando o remédio. Só que agora além da falta de ar tenho tosse seca e às veobzes um forte aperto no coração,observei também que o coração está com as batidas diferentes,um pouco lento.

  11. mary alves comenta:

    31 janeiro, 2009 @ 10:25 PM

    boa noite ,gostaria de saber se a cardiomiopatia dilatada é a mesma hipertrófica. E qual a cura dessa doença ?(meu filho de 3 anos sofre dessa doença).fico grata se responder
    Atenciosamente Mary Alves.

  12. mary alves comenta:

    31 janeiro, 2009 @ 10:42 PM

    Boa noite,meu filho tem cardiomiopatia dilatada qual é a cura dessa doença? e quais são os sintomas?
    grata Mary Alves

  13. juliane tetti comenta:

    19 maio, 2009 @ 7:37 PM

    Olá tenho 31 anos e tenho hipertrofia miocárdica. Vai fazer 5 anos que descobri. Todo ano faço uma bateria de exames e coincidencia estou com o holter hoje não gostei do que li, que pessoas com esta doença não vive mais que 6 anos. Tira esta duvida para mim, por favor.
    Atenciosamente.
    Juliane

  14. Dr. Armando Miguel Jr comenta:

    20 maio, 2009 @ 6:37 AM

    Juliane,
    Existem várias formas de hipertrofia do músculo cardíaco. Algumas formas primárias, genéticas, graves com grande desestruturação das fibras cardíacas que levam ao óbito precocemente antes da adolescência. Outras formas genéticas são mais benignas e a pessoa vive normalmente sem problemas. O importante é fazer o acompanhamento frequente para avaliar possíveis arritmias e preveni-las. Usando medicamentos e eventualmente marca-passo. O estudo genético é interessante para se determinar o gene defeituoso causador da hipertrofia.
    Nas chamadas hipertrofias secundárias podem ocorrer por hipertensão arterial, doencas metabólicas, etc. O tratamento depende de cuidar da doenca que está causando a hipertrofia.
    Converse com seu médico a respeito. Cada caso é um caso. As informações do site como da literatura são de forma genérica.
    Prof. Armando

  15. Dra. Lucy jagger comenta:

    17 julho, 2009 @ 4:00 PM

    Sou cardiologista com especializaem da em transplante cardiaco. Gostaria de recber e-mails das pessoas que deixaram seus problemas aqui relatados, pois apesar de médica tive experiência na minha família e gostaria de auxilia-los.
    Atenciosamente
    Dra Lucy

  16. paulo parrico comenta:

    22 julho, 2009 @ 3:04 PM

    sou portador de uma cardiomiopatia hipertrofica a 4 anos tomo berta bloqueadores e anti hipertensivos mas os unicos beneficios da medicacao e simplesmente a tencao andar controlada sinto quase sempre este aperto no peito chamada a angina pectoris.Ja ouvi falar que a septoplastia ajuuda neste tipo de problema .Pode-me imformar acerca disso se a septoplastia me ajudaria a reduzir os sintomas e a ter uma qualidade de vida melhor

  17. Dr. Armando Miguel Jr comenta:

    22 julho, 2009 @ 7:25 PM

    Paulo a septoplastia, ou seja retirada de parte do septo interventricular, depende do grau de gravidade da hipertrofia. Converse com seu cardiologista a respeito.

  18. monica lj silva comenta:

    25 julho, 2009 @ 1:45 PM

    Boa tarde, meu nome e monica moro no distrito federal , gostaria de compartilhar meus problemas de saude, tem 02 (dois) anos que sento retimia , cardiaca tive 02 (duas) ablacoes, me sinto muito mal fortes dores no peito dores nas costa, fortes paltacoes no coracao, tomo varios medicamentos, trato com dois medicos 01 (um ) arritmologista cardiosul lago sul em brasilia e outro cardiologista da amil de brasilia junta medica, que diz que tenho que fazer exercicio fisico, gostaria de saber se tem algum remedio para melhorar o desconforto, por favor me ajudem orem por mim , rezem ou me idequem algum medico, fone- 61-858687-26, ja passei por varios medicos em brasilia, tomo varios remedios- 1- sotalol 160, 2- marevam, 3- puran t4 75mg, 4- lesotan 5 mg, 5- losartama, 6- lasix, 7- podera 15 mg, 8 – lorax, por favor se conhecerem algum medico que gostari de estudar meu caso meu email monicajusto1@yahoo.com.br

  19. monica lopes justo silva comenta:

    16 agosto, 2009 @ 9:29 AM

    RE: RES: RES: LESF – Contato‏
    De: monica silva (monicajusto1@hotmail.com)
    Enviada: domingo, 16 de agosto de 2009 3:14:57
    Para: monicajusto1@hotmail.com

    Nome completo MONICA LOPESJUSTO SILVA
    Endereço de correspondencia CNB 09 LOTE 11 AP 304 – TAGUATINGA NORTE – BRASILIA – DF
    Telefones para contato ou recado 61-8586-8726
    Laudo médico ou exame com o diagnóstico – MIORCADIOPATIA HIPERTROFICA COM FIBRILACAO ATRIAL

    ——————————————————————————–
    From: monicajusto1@hotmail.com
    To: claudia.gomes@lesf.org.br
    Subject: RE: RES: RES: LESF – Contato
    Date: Sun, 16 Aug 2009 03:13:35 +0000

    BOA NOITE
    VOU PASSAR OS DADOS
    AQUI

    REMEDIOS

    SOTALOL 160
    LORATAN 25 MG
    PURAN T4 75 MG
    MAREVAM 5 MG
    LIPTOR 40 MG
    LOSARTANA 50 MG
    LORAX 5 MG
    PONDERA
    FLORAZETINA

    REMEDIOS TOMADOS 02 CAIXAS POR MES, REMDIOS ESTA ME MANTENDO VIVA

    NOME DA DOENCA : MIORCADIOPATIA HIPERTROFICA COM FIBRILACAO ATRIAL

    MEDICO DR ANDRE ZANATA

    POR AMOR DE DEUS ME AJUDE

    EM NOME DO SENHOR JESUS CRISTO

  20. monica lopes justo silva comenta:

    16 agosto, 2009 @ 9:31 AM

    auxilio doenca remedios no brasil e exterior estou precisando muito

  21. juliane comenta:

    18 agosto, 2009 @ 12:42 PM

    boa tarde !gostaria de saber se um portador de hipertrofia faz parte de um grupo de risco com a influenza A porque falam muito de pessoa hipertensa ou com problemas pulmonares enao vejo falar sobre cardiacos ?obrigada juliane .

  22. adriano reis comenta:

    28 setembro, 2009 @ 4:42 PM

    boa noite…tenho 28 anos e venho de uma familia com miocardiopatia hipertrofica. nao tomo remedio, mas ja tomei por uma ritmia, gostaria de saber se hj tem um remedio que ajuda a reduzir a hipertrofiacom o passar dos anos para qque posso fazer o comentario com meu cardiologista, pois o meu esta aumentando a cada ano a espessura.obrigado e fico aguardando resposta..adriano

  23. eliane almeida comenta:

    7 outubro, 2009 @ 3:13 PM

    Olá gostaria de saber o seguinte, meu irmão faleceu agora dia 26 de setembro e o diagnóstico foi insuficiência cardiaca congestiva cardiopatia hipertrofica, ele era alcoolatra isso quer dizer que um dos motivos causa morte ou ele tinha algum problema no coração.agradeço muito se poderem me responder. um abraço muito obrigado.

  24. Dr. Armando Miguel Jr comenta:

    7 outubro, 2009 @ 6:35 PM

    Eliane,
    A hipertrofia do músculo cardíaco pode ocorrer por inúmeras doenças, a principal delas e a hipertensão arterial. O alcoolísmo leve a uma desnutrição e uma atrofia do músculo cardíaco e não hipertofia. Converse com o médico que acompanhou seu irmão a respeito da causa da hipertrofia cardíaca que ocorreu no seu irmão.

  25. Fernanda Costa comenta:

    8 outubro, 2009 @ 5:38 AM

    Boa noite,
    Tenho um filho com 13 anos, que foi diagnosticado uma ligeira hipertrofia do septo interventricular, sem obstrução do tracto de saída do ventriculo esquerdo.
    Foram realizados vários exames e estudo genético onde o resultado foi positivo é de família.
    Foi-lhe indicado contra indicação para exercicio fisico, podendo ter morte súbita.
    As dimensões do ecocardiograma são: Septo interventricular (11mm) Valor de ref. (6-12mm)
    Aorta:26mm ; Auricula esquerda:37mm ; Ventriculo esquerdo (telediastole):45mm ; Ventriculo esq (telesistole) : 27 ;Parede posterior : 10mm;Fracção de encurtamento : 40% ; fracção de injecção :70% .
    Se possivel gostava de saber a vossa opinião, e se me enviam informação sobre esta doença.

    Com os melhores cumprimentos
    Fernanda Costa

  26. Luiz gomes comenta:

    19 outubro, 2009 @ 6:36 AM

    fiz uma cigurgia de valva mitral ,cossorotomia, ja a cinco anos,não foi preciso colocar protesi ,cigurgia feita em 15/10/04 tomo hoje ,captopril de 25 de 12em12hs atenolol 25 uma vez dia digoxicina25 1/2 dia marcoomar 1/2dia 1dragea alternado, estou me centindo muito bem portanto pretendo voltar a pratica do esporte ja foi praticante de capoeira, judo, musculação,corrida peço informaçães aos senhores medicos desta area se poço praticar os meu esportes favoritos,deus de ja agradeço
    um bom dia.

  27. lidia lucia cabral comenta:

    16 novembro, 2009 @ 8:38 PM

    meu nome é lidia lucia cabral eu sou de 28 06 54 não sou mais criança me da uma pontada tam forte tenho para de andar um dia meu tam forte eu fiz xixi na calças . eu parou a dor passa eu foi no medico ela fala que é do coração é retimia eu saber que medico que tenho que ir é só muinto obrigado .eu só quero como vou fazer

  28. daysi cruz de escobar comenta:

    25 novembro, 2009 @ 10:53 AM

    meu nome é Daysi escobar tenho 57 anos e tenho hipertrofia no ventrículo esquerdo gostaria de saber se tem tratamento e quais os riscos que eu corro e se não posso fazer esforço algum. aguardo a sua resposta; obrigada

  29. Fabiola Souto Maior comenta:

    9 dezembro, 2009 @ 8:35 PM

    Olá, tenho 37 anos e a 15 procuro fazer exercícios fícos e atualmente caminhadas… Há algum tempo sinto meu coração bater, já houvi falar q n é normal. Meu pai morreu há 4 dias de tamponamento cardíaco. Posso estar sofrendo de alguma cardiopatia????
    Abraço aguardo resposta

    Fabíola Souto Maior

  30. suzane comenta:

    2 janeiro, 2010 @ 10:11 PM

    Tenho dois filhos com miocardiopatia hipertrófica não obstrutiva.um com 10 e outro com 13 anos.Descobriimos a um ano ,eles fazem uso de proponolol 30 mlg ao dia e não fazem atv física, além de acompanhamento mensal.Gostaria de saber se realizando esse acompanhamento como eles desde cedo,qual a probalidade deles começarem a sentir os sintomas , ja que nunca apresentaram nenhum sintoma?? Eles levam uma vida praticamente normal,apezar da medicação e acompanhamento e falta de atv.fisica.A que devo ficar atenta, quais os sintomas???Obrigada desde ja!!!!!

  31. suzane comenta:

    2 janeiro, 2010 @ 10:15 PM

    Silvia Figueredo, gostaria de trocar informações com vc sobre a micardiopatia hipertrófia.
    Não consigo reconhecer seu e.mail.
    Se conseguir ler essa msg,entre em contato por favor….”suzanegeo@hotmail.com”.

  32. Jose Roberto Rocha comenta:

    17 fevereiro, 2010 @ 6:14 AM

    Vou fazer 58 anos de idade, fiz um exame de ecodopper em 2009, onde apareceu uma hipertrofia subaortica com um gradiente de 60%, repeti este exame no final de 2009, e este gradiente caiu para 25%.
    Estou sentindo um pouco de falta de ar, e por vezes algumas dores no peito e ainda um desconforto e fraqueza nas pernas.
    Esta hipertrofia pode reverter ?
    O que devo fazer ?
    Existe remedio para resolver este problema ?
    Intervenção via cateterismo corrige este problema, ou o caso é cirurgico ?
    *** Minha mãe, faleceu a 03 meses atrás, tendo como diagnotico: Estenose aortica.
    Aguardo uma orientaçao de V.Sas.
    Grato.

  33. paulo parrico comenta:

    26 fevereiro, 2010 @ 5:49 PM

    como ja anterioremente referi sou portador de uma cardiomiopatia hipertrofica,como o dr.armando referiu para conversar com o meu cardiologista,assim fiz e ele expelicou-me so se estiver muito avancada ,contudo ele diz que oa espessura do septo e de 22milimetros ,agora pergunto e demasiado grande ou esta nas medidas ainda nao exageradas…por favor imforme-me mais acerca desta doenca e uma duvida que gostava que me explicasse e se a vida de uma pessoa com esta patologia ou seja a esperanca de vida podera ser longa ,ou seija como a de uma outra que nao seja portador de esta patologia cardiaca

  34. tanise da samara da silva comenta:

    21 abril, 2010 @ 2:08 PM

    gostaria de esclarecer uma duvida retimia tem cura??/ ela pode causar uma morte fatal?? quais as preveçoes a tomar brigada! por gentileza gostaria de esclarecer minhas duvidas por mail.

  35. marcelão comenta:

    26 abril, 2010 @ 6:55 PM

    Dr. sinto dores no lado esquerdo do peito,no eco deu hipertrofia concentrica do ve de gr leve,com regugitação mitral e tricuspede, omedico disse ser normal,pois sou hipertenso,quero saberse tem como reverter esse quadro?

  36. Marly Honorio comenta:

    31 maio, 2010 @ 11:56 PM

    Boa noite,gostaria de saber um pouco sobre essa doença…
    Ha 2 anos que descobri que estava com Hipertfia Septal Assimétrica não-obstrutiva,isuficiência Mitral discreto,quero saber se eu posso fazer academia e musculação,pq o meu médico não fala nada,por favor dire essa minha dúvida.
    Tenho 50 anos e sou muito feliz.
    e não sinto nada .
    Que Deus te abençoe

  37. Fernando Castello comenta:

    28 julho, 2010 @ 11:06 AM

    Bom dia!
    Sou portador de cardiopatia hipertrófica não obstrutiva, tendo sido submetido a um implante de DESFIBRILADOR em 2004. Gostaria de saber quais os riscos que corro ao fazer musculação; estou na academia há 1mês.
    P.S fui leberado pelo cardiologista para praticar musculação, desde que eu tenha um relógio monitor para acompanhar a FC. Será que isso é o sauficiente?!?!?!?. Desde já, muito obrigado!

  38. Sandra Ferreira comenta:

    21 setembro, 2010 @ 9:19 PM

    Dr.Arnaldo, a2meses perdi meu filho com22anos jogador profissional com congestao crebral, congetão pulmonar e causa morte principal cardiopatia hipertrofica,Foi morte subita nunca apresentou nada,jamais reclamou de uma dor de cabeça.A única coisa que ele apresentou foram algumas lesões musculares na perna.
    A morte ocorreu na madrugada e no dia anterior teve uma dor de cabeça e reclamou que suas pernas parecia pesar 100kg, sugeri que fosse ao médico fazer um checp e iamos no dia seguinte ao médico,porém infelismente aconteceu.O que deixa-me indignada que ele fez ECG e nada passou por cirurgia de joelho e td certo.A 3anos fez tds exames ECG (holtre) ECG estera, eletrocardio,sangue completo e nada como pode acontecer uma morte bruta.Veja bem ele não havia estorico de dores de nenhum tipo.Fazia ativ sem sentir um cançaso ou dores, o único ocorrido foi nas vespera da morte dele…aconteceu ojogo no domingo ele veio para casa ja tarde dormiu bem reclamou das dores a noite e terça faleceu.

  39. Sueli Ferreira comenta:

    27 setembro, 2010 @ 7:27 PM

    OlÁ, MEU NOME É SUELI, TENHO 41 ANOS E DESDE MUITO JOVEM TENHO ARRITMIA CARDIACA, E UM DOS SINTOMAS QUE SEMPRE SENTI FOI, QUE LOGO APÓS TOMAR CAFÉ, SE FAÇO QUALQUER TIPO DE ESFORÇO FISICO, COMO VARRER, OU SIMPLESMENTE FICAR EM PÉ MEU CORAÇÃO FICA ACERADO COMO SE ESTIVESSE ANDANDO RÁPIDO.
    DEPOIS QUE TIVE MEUS FILHOS PASSEI A DESENCADEAR ARRITMIAS ESPORADICAS, DEPENDENDO DE MOVIMENTOS QUE FAÇO OU SIMPLISMENTE UM SIMPLES REGOJITAR DESENCADEIA ARRITMIA, MAS FAZ UNS DOIS ANOS QUE ISSO VEM PIORANDO POIS A ARRITMIA QUE ERA ESPORADICA TORNOU-SE DIARIA E QUASE QUE DE 5 EM 5 MINUTOS, TRATEI COM HOMEOPATIA DEU RESULTADO, MAS NÃO ELIMINOU O PROBLEMA. NA REALIDADE MEUS QUERIDOS PRECISAVA QUE ALGUEM ME ORIENTASSE,SE ALGUEM TEVE ESSE PROBLEMA, POIS JÁ FIZ VÁRIOS EXAMES: ECO, HOLTER, ESFORÇO, E NÃO CONSEGUEM DESCOBRIR O QUE É O PROBLEMA, POIS TENHO UM CORAÇÃO PERFEITO, ASSIM DIZEM OS MÉDICOS, MAS GOSTARIA DE DESCOBRIR O QUE POSSO FAZER PARA ELIMINAR ESSE PROBLEMA DE UMA VEZ POR TODAS, POIS MUITAS VEZES NUM SIMPLES MOVIMENTO MEU CORAÇÃO BATE ERRADO E ACELERADO.
    FICARIA AGRADECIDA SE ALGUEM ME ENVIASSE ALGUMA ORIENTAÇÃO!
    TENHO FÉ QUE JESUS ESTÁ CUIDANDO DE TUDO MAS ELE USA MUITOS MEIOS PARA NOS AJUDAR E VOCÊS PODEM SER UM DESSES!
    OBRIGADO E QUE DEUS OS ABENÇOE!

  40. SILVIA comenta:

    2 outubro, 2010 @ 10:12 PM

    olá Sueli

    Meu coração disparava muito, resolvi procurar um cardiologista e descobri que tenho cardiomiopatia hipertrófica. Assim que descobri, o meu cardiologista, que me acompanha até hj, isso faz 15 anos, me receitou propranolol 40mg, 3 vezes ao dia e Ancoron 200, 1 vez ao dia. Não se medique sem orientação, estes medicamentos tem algumas reações. Se quser o telefone do meu médico eu te passo.
    Meu e-mail é silvinhafigmendes@hotmail.com

    um forte abraço

  41. Luiz Carlos comenta:

    21 outubro, 2010 @ 12:22 PM

    Boa tarde!
    Sou hipertenso e me senti mal quando estava indo trabalhar. Já sabia que era cardíaco e nesse dia foi diagnosticado outros problemas no coração. Estou fazendo dieta desde esse dia. Estou com 8 kilos acima do peso ideal. Após alguns exames, o médico diagnosticou hipertrofia no ventrículo esquerdo. Tenho 46 anos. Gostaria de saber se corro risco de vida. O médico já falou que não, mas quero saber se há algum tratamento e qual seria.

  42. Fabio comenta:

    29 outubro, 2010 @ 10:15 AM

    Olá meu nome é Fabio tenho 30 anos e a dois fui diagnosticado com miocardiopatia hipertrófica,faço uso do propanolol 40mg,mas mesmo assim sinto quase todos os dias falta de ar,muito cansaço fisico,sonolencia gostaria de saber se esses sintomas podem ser efeitos do medicamento ou por falta de exercicios, pois hoje em dia nao pratico nada, também a 3 meses passei no cardiologista e fiz o ecocardiograma e meu gradiente caiu de 47 para 27, quais exercicios posso praticar e se existe a possibilidade desse problema desaparecer ,desde ja agradeço

  43. elisabeth marton comenta:

    25 novembro, 2010 @ 4:53 PM

    Boa tarde a 10 dias Deus recolheu meu filho com 16 anos diagnostico hipertrofia assimetrica siptal nao obstrutiva, assintomatico,fazia uso de atenolol 100mg, o cardiologista inf. que nao poderia fazer nenhum tipo de exercicio, porem meu filho jogava futebol, nao parava um minuto nao aceitava a enfermidade, gostaria de saber se ele tivesse feito a cirurgia do desfribilador teria ajudade em algo, ele teve morte subta, agora fico pensando oque poderia ser feito e mais o meu sogro tem esta doença e
    tem 78 anos e esta bem , o meu esposo podera ter, tenho tambem + 3 sobrinhos por parte do meu esposo oque eles devem fazer se os medicos dizem que esta doença e congenita, so me informem oque poderia ter feito por meu filho eu tratava normalmente no incor, tem algum tratamento + avançado, estou muito triste por nao ter ajudado meu filho.

  44. oscar comenta:

    19 abril, 2011 @ 4:46 PM

    QUERIA SABER SE TEM CURA A DOENCA VENTRICULOS LIGEIRAMENTE DILATADOS POR AFVOR ME RESPONDA PRECISO DE SUA AJUDA ???????

  45. marici bortolotto dias comenta:

    22 junho, 2011 @ 10:32 PM

    boa noite tenho 39 anos tenho miocardiopatia hipertrófica tipo 3 só não cometendo a parede posterior sem obstrução dinamica em repouso insuficiencia mitral leve + implante de marca passo no vd.
    uso medicamentos atenolol 100 2 vezes oa dia +1 ass infantil +1 furesemida +2 amildarona .
    mesmo asim sinto dor cansaso gostaria que me respondese oque poso fazer pra me centir um pouco melhor atenciosamente marici

  46. valeria cristina comenta:

    24 junho, 2011 @ 8:37 AM

    Bom dia,tenho 37 anos a uma semana atras descobrir que tenho hipertrofica assimetrica do ve de grau importante com sinais de obstruçao,e de familia,mais estou muito preocupada com esse problema ando chorando muito poxa adorava fazer academia,corre,o medico me proibiu de todos os esforços fisico que meu coraçao acelera ele me passou para tomar inderal 20mg,queria saber o que devo ou nao deve fazer,quais os cuidados,se essa doença e grave??????>

  47. Paulo Tormes comenta:

    1 agosto, 2011 @ 11:10 PM

    Tenho hipertrofia obstrutiva do septo cardiaco, e gostaria de saber se amedicação selozok ajudaria.

  48. Marcio comenta:

    15 agosto, 2011 @ 4:55 PM

    Tenho cardiopatia hipertrofica, e semana passada aprendi que vou ter que parar totalmente com bebidas alcoolicas,

    nao sou alcolatra, só tomo minhas cervejinhas de vez em quando, mas percebi que quando tomava um pouco demais, minha pressão altera e os batimentos cardiocos ficam mais agitados e tambem na ultima vez senti aretimias leves, então estou pensando em nao tomar mais nada, nem um pouquinho que seja, quem tem esse problema ja alerto também que se cuidem com o alcool.

  49. JOSE APARECIDO BISCO comenta:

    19 setembro, 2011 @ 11:13 AM

    BOMDIA DR. QUERIA POR FAVOR QUE ME RESPONDESSE POR UM EXAME QUE FIZ RECENTEMENTE DE ECOCARDIOGRAMA CUJO DIAGNOSTICO DEU ¨HIPERTROFIA DAS PAREDES DO VENTRICULO ESQUERDO¨ , ISTO E GRAVE ? QUAL O PASSOS QUE DEVO DAR PARA O TRATAMENTO DO SINTOMA ? FICO MUITO GRATO SE ME RESPONDER .. OBRIGADO MEU NOME E JOSE BISCO TENHO 49 ANOS

  50. marco aurelio remor comenta:

    19 setembro, 2011 @ 10:52 PM

    Descobrique tenho hipertrofia cardiaca porem li algumas paginas e fiquei em duvida,qual os riscos que estou correndo?fiz eco de esforco e nao ocorre nenhum tipo de obstrucao, mas minha frequencia cardiaca esta alta,em80bat. Por min.que risto corroe o que devo evitar??

  51. valmir matias comenta:

    27 outubro, 2011 @ 9:58 PM

    ola gostaria que alguem me orentasse, para que eu possa ajudar meu sobrinho ele tem 15 anos e foi descoberto que ele tem hipertrofia septal o caso dele e sirurgico pois esta avançado gostaria saber quais os cuidados que ele tem de tomar pois ate o marca passo tem que ver se pode colocar nele,e os remedios que deve tomar por favor gostaria que um doutor entendido nesta area possa assim me orientar os passos que devo dar para ajuda-lo pois e um menino muito alegre apos descobrir a gravidade da doença ficou muito abatido e deprimido ha gostaria de lembrar que 2 de seus tius tiveram morte subta com mesmo problema por isso ajudas de pessoas entendidas nesta questao e muito importante espero ancioso por estas orientaçoes desde ja muito obrigado pela ajuda fico no aguardo de resposta ate mais um abraço.

  52. Eliana Ribeiro comenta:

    20 novembro, 2011 @ 9:28 PM

    Boa noite
    Há um ano fui diagnosticada com Severa Miocardiopatia hipertrófica obstrutiva. Como relataram aqui tb fui aconselhada a não fazer exercícios físicos. No momento estou completamente sedentário e tenho muito cansaço aomenor esforço físico. Minha dúvida é: esse cansaço é causado pela doença ou pelo sedentarismo?

  53. Hermes Magalhães comenta:

    4 fevereiro, 2012 @ 1:05 AM

    descobri com 17 anos q tinha miocardiopatia hipertrofica de forma obstrutiva,foi qundo fui fazer um exame admissional, descobri o problema pra min meu mundo tinha acabado,meus pais sem estudo nem sabiam oque era isso e nem se era grave não tive ninguem para me apoiar na época,embalei na bebida e quando bebia sentia que meu coração aclerava tanto que mal conseguia respirar mas eu queria morre mesmo,e comecei qa faze musculação e parei de beber, nunca tomei bomba,e mesmo assim em ums 4 anos cheguei a 110kls e 49,5 cm de braço,ai comecei a namorar uma moça e ela pediu p min faze um exame de novo e o medico me deu umas tizorada e falo p min em ipotese alguma toma suplementos,e falo p min para com a musculação só q detalhe meu novo exame deu o mesmo problema só q não constava mais de forma obstrutiva,sei la se o primeiro q tava errado a maquina q fiz o exame é a mais moderna q existe,quando parei com a musculação eu me tornei muito sedentario e qualquer coisa q eu fazia me dava falta de ar e eu fi desanimando da vida de novo,voltei p academia de novo,mas pegando mais leve um pouco,meu folego foi almentando e eu fui me sintindo melhor hj peso 100kls tenho 1.86altura 47 cm de braço vou de bike pro trabalho todos os dias(depois q comecei usar a bike par air trabalhar melhorou mais ainda meu folego)trabalho a 7 km de casa (ida e vinda 14,mas trabalho 12 por 36)vo e nem me canso mais e nem sinto mais falta de ar,e quanto aos remedios até comecei a tomar mas depois de um tempo não mudava nada e parei,essas coisas me fazem pensar,eu acho q nunca devemos nos tornar sedentarios,pelo menos caminhadas devemos fazer,é logico começar aos poucos e sem forçar,quando comecei a andar de bike quase morria mas quando percebia q estava acelarado ou com falta de ar eu parava descansava tomava agua hj se tornou uma coisa normal q faço sem esforço nenhum e sem falta de ar nem paradas p ir trabalhar levanto 110kls no supino e nem acelera meus batimentos,percebo q meu coração acelera mais quando treino pernas mas isso se eu fizer rapido,por isso vou devagar,até para subir escadas que eu quase morria hj subo numa boas os 4 andares onde trabalho junto com pessoas q nem tem esse problema e percebo q ela estão ofegantes e eu nem me cansei ainda,vivo uma vida normal como de tudo,mas como basante salada e frutas todos os dias e bebo muita agua,aos q tem esse problema nãoi desanimem,e não se tornem sedentarios,porque até quem não tem esse problema e é sedentario sofre de falta de ar imgina quem tem,e se eu estiver errado e morrer por seguir essas idéias minha namorada vai publicar aqui ,ai se tornem sedentarios né hehehe…

  54. hermes magalhães comenta:

    4 fevereiro, 2012 @ 1:11 AM

    ah hj tenho 27 anos.

  55. jullyene de rocha comenta:

    16 maio, 2012 @ 11:14 PM

    olá, boa noite, meu nome e jullyene tenho 20 anos, ha tres anos atraz fiz um ecocardiograma e acusou hipertrofia concentrica do ventriculo esquerdo de grau leve, mas esse exame nao foi entregue eu abri e li o que devo fazer. atenciosamente jullyene, aguardo resposta.

  56. Marcelo Batista comenta:

    30 maio, 2012 @ 9:20 AM

    Jullyene de Rocha, a princípio, evite fazer exercícios físicos e procure o seu cardiologista! Também tenho Hipertofia só que na forma Septal Assimétrica Obstrutiva, de grau importante. Estou avaliando juntamente com o médico a possibilidade de implantar um CDI (Cardiodesfibrilador implantável).

    Pessoal, quem quiser manter contato: lá vai meu e-mail: marcelo_batista@yahoo.com

    Abs a todos!

  57. marcelo comenta:

    23 janeiro, 2013 @ 1:21 PM

    boa tarde,tenho 34 anos e sempre joguei futebol de alto nivel,e nunca senti nada,fiz um exame e acusou hipertrofia miocardica 15mm,meu medico pediu para ficar um ano sem praticar esporte,para depois fazer uma ressonancia magnetica do coroçao,ja faz 11 meses que nao pratico qualquer tipo de esporte,ele me falou que provalmente vou poder jogar futebol,gostaria de saber se posso ou nao posso jogar,porque depoia que parei de jogar,correr me parece que fiquei pior no sentido se ansiedade,e ganhando peso,se puder me ajudar desde ja lhe agradeço,obrigado Marcelo criciuma sc

  58. marcelo comenta:

    23 janeiro, 2013 @ 1:24 PM

    me desculpe esqueci de passar de no exame septo 15 mm,na forma nao obstrutiva.

  59. Dr. Armando Miguel Jr comenta:

    24 janeiro, 2013 @ 4:20 PM

    Marcelo. Existe uma modificação na anatomia do coração nas pessoas que praticam exercícios de alta performace. Os exames cardiológicos e o acompanhamento da evolução pode definir o que pode ou não ser feito.

  60. maria leticia comenta:

    30 janeiro, 2013 @ 3:27 PM

    Tenho miocardiopatia hipertrófica obstrutiva e ainda me recupero da cirurgia, feita em outubro de 2012. Padeci durante anos fazendo tratamento para “arritmia” sem que a hipertrófica fosse diagnosticada. Muitas são as dúvidas geradas por essa doença traiçoeira. Por isso, quem quiser trocar uma idéia sobre o assunto pode acessar o facebook, onde criei a página “miocardiopatia hipertrófica”. Espero vocês lá! Abraços e saúde a todos!

  61. fabiana maria comenta:

    13 março, 2013 @ 10:40 AM

    ok gostaria de saber mas

  62. marcelo comenta:

    2 junho, 2013 @ 7:45 PM

    Boa noite Dr Armando,vc acha que depois de de um ano sem praticar esporte nenhum,para quem tem hipertrofia miocardica septal nao obstrutiva,de 15mm,pode diminuir a hipertrofia,e voltar ao normal??

  63. Berenice Tavares comenta:

    27 agosto, 2013 @ 7:10 PM

    Meu irmão com 36 anos passou por uma situação difícil. Estava no banheiro e sentiu-se muito mal, entortando as mãos, mordeu a língua e ainda sente uma espécie de choques na mão esquerda, A pressão estava 160 x 120. Após alguns exames o médico diagnosticou hipertrofia. Lendo sobre os sintomas desse diagnóstico percebo que o único sintoma é a pressão alta. Devemos procurar outros profissionais da área da cardiologia? Obrigada!

  64. camila comenta:

    21 outubro, 2013 @ 2:21 PM

    meu pai faleceu dia 17 de cardimiopatia hipertrofica,gostaria de saber mas sobre o assunto.

Deixe seu comentário aqui !