11 - jun.
  

Colostomia nos idosos – Complicações e cuidados gerais

Categoria(s): Gastroenterologia, Nutrição




Resenha

Colaboradora : Natália Azambuja Mendonça

* Enfermeira – Pós-graduanda em Saúde e Medicina Geriátrica – Metrocamp

Estomia é um procedimento cirúrgico cujo objetivo é criar uma abertura artificial entre os órgãos internos ocos com o meio externo, portanto, é a exteriorização de um órgão através de uma “boca”.

As estomias são indicadas, principalmente, para descomprimir, drenar, aliviar tensões de anastomose e proteger suturas de um órgão danificado.

O aspecto de um estoma normal é cor vermelho vivo, úmido e brilhante, devido a presença do muco intestinal e insensível ao toque. As estomias podem ser de três tipos: iliostomia, onde ocorre a exteriorização de um segmento do íleo; urostomia é a abertura abdominal para a criação de um trajeto alternativo de drenagem da urina; e colostomia, que é a exteriorização de um segmento intestinal.

Complicações – as complicações das estomias são classificadas em, precoces e tardias.

Complicações precoces

– Sangramento: pode ocorrer nas primeiras horas após a confecção do estoma; originário de pequenas veias cutâneas do mesentério ou parede abdominal;
– Edema: causada pela infiltração de líquido nos tecidos e mobilização da alça intestinal;
– Isquemia: deficiência da circulação sanguínea do estoma;
– Retração: é a penetração, total ou parcial, da alça intestinal na cavidade abdominal;
– Descolamento muco cutâneo: é a ruptura da linha de sutura entre o estoma e a parede abdominal.

Complicações tardias

– Dermatite: é a irritação da pele causada pelo contato com o fluído intestinal;
– Estenose: diminuição do orifício externo do estoma;
– Hérnia: é a saída de vísceras abdominais pelo trajeto do estoma, formando um abaulamento em torno do estoma.
– Prolapso: é a saída parcial ou total da alça intestinal pelo estoma.

Cuidados gerais com as estomias

Uma pele intacta em redor do estoma constitui um pré-requisito para que o estomizado possa viver bem. Por isso é importantíssimo executar o autocuidado adequadamente, para prevenir as complicações que possam interferir em sua qualidade de vida.
– A higiene da pele deve ser feita com sabonete líquido e neutro e água morna; este procedimento pode ser feito no chuveiro;
– Não deve utilizar esponjas, pois poderá causar traumas e sangramentos importantes, logo que o estoma é insensível ao toque;
– Enxaguar abundantemente a pele e secar com material macio, ex; algodão ou toalha;
– Os pelos devem ser cortados com tesoura. Não utilizar depilatórios com lâmina, pois pode contribuir para aparecimento de inflamação na raiz do pelo;
– Utilizar um dispositivo indicado fixando-o e adaptando-o bem ao estoma, impedindo que a fezes entrem em contato com a pele periestoma;
– Deixar no mínimo 2 cm de resina sintética entre o estoma e a flange para garantir uma vedação segura;
– O esvaziamento da bolsa deve ser realizado sempre que o conteúdo atingir em terço de sua capacidade;
– A troca do dispositivo deverá ser efetuada quando ocorrer infiltração do conteúdo; evitar trocas desnecessárias; geralmente o sistema de duas peças tem duração de até sete dias, e o sistema uma peça três dias;
– Agendar a troca para o horário em que o intestino estiver menos ativo, geralmente no início da manhã antes do café da manhã, duas a quatro horas após as refeições e antes de dormir;
– Observar o aspecto do estoma e da pele periestoma a cada troca do dispositivo;
– Na presença de prega cutânea, dobra abdominal ou se o contorno da pele peristoma for irregular, aplicar pasta protetora para nivelar a pele. Deixar secar de um a dois minutos;
– Retirar a placa com gaze ou compressa umedecida com água morna ou embaixo do chuveiro. Segurar a pele para evitas trauma na retirada na base adesiva;
– Lavar as mãos antes e após o procedimento.

Cuidados no paciente idoso

No paciente idoso deve-se atentar em alguns detalhes. Para poder elaborar um plano de cuidados, é importante avaliar se o mesmo possui alguma dificuldade para a realização do autocuidado. Caso adquira deficiência visual ou D. de Parkinson terá dificuldade na troca do dispositivo; deficiência auditiva ou demência não permitirá que compreenda sobre os cuidados quando explicado pela equipe, assim é importante a presença de um familiar ou cuidador para que possa auxiliar no cuidado diário.

Glossário:

Colostomia – exteriorização de um segmento intestinal (colon) para a pele através de uma abertura.
Estomia – abertura ou boca
Iliostomia – abertura com exteriorização de um segmento do íleo para a pele.
Urostomia – abertura abdominal para a criação de um trajeto alternativo de drenagem da urina.

Referência:

– KATAYAMA R.C.V., Manual de Orientações de Estomia, Via Comunicação Editores, São Paulo, 2006.

Tags: ,




Comentário integrado ao Facebook:


139 Comments »

  1. ana comenta:

    25 fevereiro, 2010 @ 6:13 PM

    ola gostaria de saber se é normal o indivíduo que fez colostomia sentir vontade de soltar gazes e fazer necessidades fisiológicas pelo ânus,e sentindo cólicas, e se der herna e perigoso , espero uma resposta.obrigado .

  2. Livia Cabral comenta:

    15 março, 2010 @ 4:44 PM

    Olá, em primeiro luagr gostaria de parabenizar pelo exelente artigo e em segundo lugar queria saber como devemos proceder no paciente idoso com a ernia, meu avô usa a bolsa a mais de 8 anos mas tem sofrido muito com o calor da cidade onde mora (Montes Claros) pois a fixação da bolsa eh ruim e o orificio da colostosmia costuma estar muito irrtado e as vezes ele tem q ficar dias de cama pq n tem condições de colocar a bolsa além do q acontece com frequencia dela se despreender na rua e causar muito constrangimenot. ele eh um homem bem forte lúcido e quer levar uma vida ativa mas tem ficado limitado e deprecivo em função disso. Por favor, nos ajude.. o q pode ser feito? Desde já agradeço.

  3. Roberto - São Paulo comenta:

    28 março, 2010 @ 10:24 PM

    Gostaria de saber sobre a doença Harayama ou é Hirayama, o medico neuro cirurgiao que trata da minha sogra, fala que esta doença nao tem cura , pois , a mesma é degenerativa e passa de de pais para filho ou seja, a medula vai estreitando e reduzindo os movento. A pessoa va perdendo os movento principalmente as das pernas e senti muita dor na regiao lombar, nas articulaçoes dos quadris, gostaria de saber da verdade se tem cura , se este tipo de doeça existe. O é argumento do medico para nao fazer nenhuma cirurgia, pois é uma pessoa jovem tem 57 anos e ja vem vivendo com isto =ou- uns 7 anos. se algem me poder me responder ou falar sobre esta doença garia muito grato.

  4. MAGNO SILVA comenta:

    22 maio, 2010 @ 4:43 PM

    QUAIS AS TECNICAS QUE DEVO USAR PARA FAZER A LIMPEZA DA BOLSA DE COLOSTOMIA?????OBRIGADO

  5. antonio silva comenta:

    3 junho, 2010 @ 11:04 PM

    QUAL POMADA DEVE-SE USAR PARA AREA DA COLOSTOMIA QUE ESTÁ QUEIMANDO MUITO COM A SENSIBILIDADE DA PELE?

  6. Rita de Cássia muniz Soares comenta:

    19 junho, 2010 @ 2:19 PM

    Gostaria de saber se quem se submeteu a uma colostomia por ter o intestino perfurado sente vontade de soltar gazes e elimina até um pouco de fezes pelo anús é normal

  7. Rita de Cássia Pereira comenta:

    28 setembro, 2010 @ 11:59 PM

    Bom dia, meu pai teve uma Diverticulite Aguda fez uma cirurgia e esta usando a bolsa, hoje após 45 dias da cirurgia ele sentiu vontade de evacuar, ao ir no banheiro ele disse que saiu muitos gazes e um pouco de liquido esverdeado, gostaria de saber se isso é normal?
    Por favor, alguém responda, pois estou muito preocupada!

  8. romoaldo comenta:

    5 outubro, 2010 @ 11:15 PM

    Olá pessoal,
    fiz meu comentário aqui em 19 fevereiro, 2009 @ 9:52 PM, que foi o seguinte:
    ” Meu pai tem 71 anos, fez uma cirugia de hérnia em fevereiro de 2008, após a cirurgia ele viscerou duas vezes, houve infecção, e teve que fazer uma colostomia, o médico que fez a cirurgia, aqui em recife, após um ano, não está pretendendo fazer a reversão, alegando que devido a sua idade esta cirugia seria muito ariscada, pois ele comentou que a barreira do intestino dele é muito fina. Gostaria de saber se existe, aqui em recife, algum outro Cirurgião especialista em reversão de colostomias, pois o meu pai tem muita fé em DEUS em realizar a reversão com sucesso”, naquela época toda a família ficou desesperada com a situação dele.
    Pois bem, venho hoje, após 2 anos e 5 meses agradecer a Deus e dar meu testemunho de como a fé transforma a vida de uma pessoa e que todos vocês que vivem ou possuem familiares nesta situação NUNCA DESISTAM OU PERCAM AS ESPERANÇAS EM NENHUM MOMENTO. Encontramos um cirugião que analisou a situação dele e informou que a cirurgia seria de alto risco, devido a diversos fatores: idade avançada, obesidade e hiper tensão. Mesmo assim ele quiz fazer a cirurgia de fechamento da colostomia e toda a família lhe apoiou.
    A cirurgia foi um sucesso, porém após 72 horas o cirurgião aconselhou que nós andassemos com ele para que ele podesse soutar gases e diminuir a pressão no estomago. Infelizmente, mesmo usando uma tela de prolene de 30x30cm, a cirurgia abriu e ele viscerou. Teve que passar por uma segunda cirugia, colocar uma nova tela, mas GRAÇAS A DEUS, a parte onde ocorreu a união do intestino para o reto não houve alteração. Passou duas semanas na UTI, entubado, começou a apresentar sintomas de infecção generalizada(pneumonia,rins,inflamação dos gânglios etc), estavamos desesperados, MAS PARA QUEM TEM FÉ NADA É IMPOSSÍVEL. A partir daí ele começou a reagir, reverteu o quadro de infecção, começou a defecar normalmente, o único probleminha foi porque ele perdia a veia do soro que estava no braço frequentemente, mas o motivo era porque ele só vivia levantando o braço e agradecendo a Deus por mais uma VITÓRIA alcançada.
    Por isso volto a repetir: “NUNCA SE ENTREGUEM OU PERCAM, EM NENHUM MOMENTO, A ESPERANÇA E A FÉ EM DEUS!”

  9. Flordeliz comenta:

    26 novembro, 2010 @ 8:53 PM

    Boa noite Romoaldo .
    Agradeço seu testemunho a fé é importante para nos acalmar e esperar o agir de Deus ele é o socorro bem presente nas tribulações seu pai foi um vencedor.AMÉM?Deus continue abençoando.

  10. Laudiceia comenta:

    21 janeiro, 2011 @ 2:59 PM

    Boa Tarde!

    Estou com minha mãe internada a cerca de 21 dias no hospital ela já possuia uma bolsa de colostomia, só que esse canal foi obstruido pelo tumor do C.A, e o médico tentou buscar outro e não conseguiu, está vazando tudo pela cirurgia na barriga dela, fezes, uma secreção que não sei o que é, e está quimando toda região, não sei o que fazer esperava alguma alternativa do médico mas não passou nada até agora, são feitos curativos na regiaõ com gazes, mas não é o suficiente para reter a secreção que sai a todo momento, estou muito procupada pois ela está totalmente lucida tem 57 anos e estou vendo isso machucar, queimar e na região que sai está vermelho igual brasa e o médico e as enfermeiras falam que não pode passar nada naquele local, por favor me ajudem com alguma orienteção que seja para amenizar o sofrimento dela.

    Desde já agradeço, fiquem com Deus!

  11. Anastácia Oliveira comenta:

    2 fevereiro, 2011 @ 3:49 PM

    Olá?!
    Sou paciente de cronh com uso de colostomia há 10 meses,e gostaria mt que me informassem onde e como posso adquirir bolsas de colostomia pelo SUS em Salvador.Desde que fiz a cirurgia venho comprando as bolsas e todo o material para a colostomia,mas,não estou mais asegurada no INSS já a um mês e o custo desses materiais são muito caro.Preciso muito que o SUS me forneçam pelo menos as bolsas.
    Abraços…

    Grata?!
    Anastácia oliveira.

  12. Suely comenta:

    11 março, 2011 @ 9:32 PM

    meu marido fez uma cirurgia de amputacão do reto tem 18 dias e agora comecou a sair liquido, como agua pelo anus o medico dise que e normal quero saber si alguem ja tevi uma esperiencia desa , obrigado

  13. Ansiosa por Orientações comenta:

    30 abril, 2011 @ 10:50 AM

    Gostaria de informações onde posso comprar em São Paulo bolsas de colostomia da Shleter Affix e ainda qual a melhor maneira para minimizar a emissão de gazes involuntários o que o deixa bastante constrangido

  14. Regina de Melo Martins comenta:

    9 maio, 2011 @ 6:26 PM

    Eu não tenho comentarios ,na realidade tenho uma duvida .Meu irmão teve diverticulite com perfuração e complicações serias ,pois teve muita demora em descobrir, e quando tiveram certeza depois de uma tomograia ,já fazia seis dias de dor e mal estar .Encurtando …teve uma infecção generalizada (septicemia ) .Depois de 34 dias ,ele recebeu alta e saiu com bolsa de colostomia e uma hernia incisional ,que lhe incomodava muito.Fez todos as consultas de acompanhamento da Cirurgia do Trauma do Hospital da Unicamp(HC).Como era previsto a reversão poderia ser feita em seis meses junto com a correção da hernia.Foi nos relatado que poderia não dar certo esta reversão ,pelo fato de rejeição.Mas não foi isto que aconteceu.Ele fez a cirurgia no dia 14 de março de 2011 e dia 20 de março ,teve que ir novamente ao centro cirurgico por complicações que eles ate então pensaram ser a rejeição.Mas não foi …Ao fazer a reversão e a correção da hernia ,como me disseram ,ele tinha muitas aderencias e ao retira-las foi feito novamente outras perfurações no intestino delgado ,que é o que ele iria ficar .Pergunto …se é que terei resposta porque a ética médica não permite em assumir erros .Isto foi um erro medico?Depois de voce lutar e conseguir quase realizar um sonho ,morre na praia?Estou revoltada,pois fui eu que cuidei de meu irmão com carinho e dedicação,sem intender nada e aprendendo tudo .Gostaria de saber ,por favor ,sei que não vai resolver mas com certeza se foi um erro ,que pague por ele o medico que é tido como um dos maiores cirurgiões do HC…Dr Benedito Bortoto .Obrigada se me responder

  15. ALINE comenta:

    17 maio, 2011 @ 8:32 PM

    Não consegui entrar em contato com a REGINA DE MELO MARTINS. pois queria conversas com ela. As vezes os médicos erraramem não dizer oa seu irmãoos riscos que ele corria ao fazere reversão. Meu pai é ostomizado e faz 2 anos e 1 mes. é muito dificil mas os médicos disseram que talvez não dará certo. A vida po ficar mais complicada ainda. Pq hj ele consegue fazer um monte de coisa, como dirigir, andar normal, as vezes fazer a reversão traz complicações devido ao andamento interno d organismo o que pode ser obsevado através de exames internos. Assim se seu irmão somente tivesse sido alertado sobre as condições ele teria a opção de querr ou não querer fazer a revrsão e a dor de vcs seria menor hoje ! Mas não fique desesperada e revoltada. Deus está com vc em todos os momentos!

  16. Elineide comenta:

    19 maio, 2011 @ 1:04 PM

    Boa tade…estou bastante preocupada. Minha mãe usa uma bolsa de colostomia a 03 anos. hoje ela evacuou pelo anus . Isso é possivel??? me ajudem!!!!

  17. andreia /13/09/2011 comenta:

    14 setembro, 2011 @ 7:56 PM

    boa noite ,tenho 35anos , estou com colostomia a 4 anos ,e os medicos disse que a minha colostomia e definitiva ,gostaria de saber se realmente não tem como fazer a reversão. aguardo resposta, obrigada.

  18. andre comenta:

    28 setembro, 2011 @ 3:25 PM

    oi boa tarde. gostaria de saber quanto tempo uma pessoa ficaria com uma bolsa de colostomia, no caso de assadura, as fezes assando em volta do local teria como passar um tipo de pomada pq não se pode ficar muito tempo sem a bolsa, como eu faço se o adesivo ja não fica tão firme ao corpo e se ainda teria de ficar ainda mais uns 2 ou 3 meses. e oque eu devo ou não comer. desde ja agradeço a atenção e ficaria ainda mais grato se responderem. fui>>>>>>>

  19. valcenir comenta:

    9 novembro, 2011 @ 2:20 PM

    oi boa tarde, fiz uma cirurgia de aneurisma nesta cirurgia perfurou meu intestino ganhei alta fiquei quinze dias en casa sentindo muita dor nas costas do lado esquerdo foi dando mal cheiro voltei ao hopital fui para emergencia no outro dia a infermeira madou tmar banho quando olhei estava com barriga lavada de fezes voutei para o quarto mostrei para infermeira ela chamou medico quando foi meia noite fui para o centro cirurgico fez a cirurgia colocaram a famosa bolça de colostomia fiz a cirurgia de aneurisma da veia aorta abidominal no dia 26/11/2009 a segunda foi 12/12/2009 era para reverter apos 3 meses mais como fpi no fundao o hopital teve muitos poblema teve que impludir passou tempo com muita luta pra mim conseguir marcar a cirurgia teve que levar advogado oficial de justiça ate juiza enternei fui ate asala de espera mais de 15 paciente forao operar so eu nao fui chorei muito voltei pro quarto novamente ligou pra juiza a nao fui porque nao tinha vaga no cti eu sou compricada eu ja operei ocoraçao fis ponte safena etenho poblema nos ris rapidamente voltei o centro cirugico cheguei ate tomar anestesia ai apreçao foi a 7por 4 sai e fui para o cti os medico dizen que e arriscado tentar de novo ..fiquen con deus

  20. silvia comenta:

    29 novembro, 2011 @ 1:21 PM

    Olá. Boa tarde. Minha mãe tem 84 anos e já a alguns anos vinha convivendo com a diverticulite que no último ano se agravou, obstruindo o intestino, necessitando de cirurgia, pois já punha fezes pela boca. Foi operada em 10/07/2011, colocando bolsa de colostomia. Passou mais de um mês internada, entre o período de UTI e quarto. Antes da internação ela enxergava muito bem, lia, fazia crochê e hoje em dia não enxerga mais nada de perto e de longe, só vultos. O oftalmologista disse que ela está com hipovitaminose. Tem tomado vitaminas mas não houve melhora. Gostaria de saber se é normal que ainda continue a eliminação de muco com sangue e as dores abdominais, mais frequentes à noite e se podem me indicar algum especialista neste problema de retina. Grata. Sílvia.

  21. Fabiane Guido comenta:

    8 dezembro, 2011 @ 8:24 PM

    Oi.Boa noite.Meu pai fez cirurgia de urostomia a alguns dias apenas, já está em casa. estamos com dificuldades para remover a cola da bolsa. e ficando a cola a bolsa nova não para. como tivemos que fazer trocas seguidas pq começou a vazar a pele dele já está meio irritada e tem apenas uma semana que fez a cirurgia. Se alguém puder nos orientar quanto a retirada da cola e cuidados com a pele ficarei muito grata, pois não fomos orientadas no hospital.Obrigada

  22. Margareth comenta:

    2 janeiro, 2012 @ 8:41 AM

    Olá. Meu sogro teve um problema de intestino e teve de fazer cirúrgia de emergencia. Foi retirado parte do intestino dele.O médico disse que ele teve uma torsão no intestino. Ele no momento esta Ostomizado, usa a bolsa coletora. O médico disse para ele que vai ser feita a reversão. Gostaria de saber se a reversão nesse caso é indicada pelo fato de ter 71 anos ; pois fiquei sabendo que várias pessoas depois que fizeram a reversão deixam de usar a bolsa e passam a usar fraldas permanentemente. Se alguém puder me esclarecer agradeço muito.

  23. lucilene teles comenta:

    23 janeiro, 2012 @ 10:45 PM

    meu pai colocou a bolsa de colostomia a 15 dias , so que ele tem uma fome terrivel, ele diz que sempre que troca a bolsa ele precisa comer porque fica fraco, isso é verdade? e tambemtroca a bolsa varias vezes no dia ,e ja esta ficando com odor e todo machucado o que devmos fazer?

  24. maria josé comenta:

    25 janeiro, 2012 @ 8:07 PM

    procurem as associações de ostomizados para tirarem as dúvidas e receberem as bolsas de colostomia.
    procurem os seus médicos, os ostomizados podem ter qualidade de vida.
    Que Deus os fortaleça.
    sites:
    http://www.ostomizados.com

    http://www.abraso.org.br

  25. maria josé comenta:

    25 janeiro, 2012 @ 8:09 PM

    tem que retirar a cola velha da pele e mudar a marca da bolsa, pois determinadas bolsas causam alergias.

    pode tomar imosec para evitar diarreias

    deve fazer regime alimentar de coisas que provocam diarreias.

  26. lucilene teles comenta:

    25 janeiro, 2012 @ 9:50 PM

    obrigada pela dica, amanha prometo passar o nome de um intituto aqui em salvador que dá total assistencia, realmente o maior problema de meu pai era a bolsa de pessima qualidade, mas hoje ja resolvemos nosso problema , conseguimos de graça bolsas, um pó e uma pasta pra colocar no local que esta com a ferida.

  27. lucilene teles comenta:

    27 janeiro, 2012 @ 10:20 PM

    lt.f@hotmail.com

  28. odete machado comenta:

    14 fevereiro, 2012 @ 12:21 PM

    gostaria de saber sobre o risco da reversão, pois minha irmã usa já a 9 meses e tem muito medo de fazer a reversão, espero resposta urgente por favor. um abraço .

  29. claudia fraga comenta:

    24 fevereiro, 2012 @ 9:32 PM

    minha mãe está usando colostomia há um mes, devido a uma complicação na cirurgia de apendice,estou usando tintura de bejoin em volta do ostoma ,quero saber se posso fazer isso e se é normal ela sentir vontade de evacuar pelo anus,ela sente muita dor tipo dor de barriga mesmo, vai no banheiro a toda a hora e faz muita força, isso pode prejudicar como criar uma hernia por exemplo,fico aguardando resposta,muito obrigada.

  30. Mônica Probst comenta:

    10 março, 2012 @ 11:47 PM

    Olá, boa noite! Minha irmã teve câncer de ovário, fez histerectomia total e apresentou aderência nas alças do intestino e hoje apresenta carcinomatose peritoneal e é ileostomizada desde janeiro deste ano. Agora, quase três meses após a cirurgia ela conseguiu evacuar de forma natural, sem dores, sem problemas e as fezes tinha aparência normal. O que isto representa? A bolsa de ileostomia que ela usa é Convatec, mas às vezes tenho que trocá-la duas vezes ao dia porque sente muita ardência. O que fazer? Um abraço, obrigada.

  31. Raimunda Ferreira comenta:

    18 março, 2012 @ 5:27 PM

    Boa tarde!!!!agradeço o site e Andreia que fez varias informações precisas,muito bom quando existem internautas interessados ajudar,tirando dúvidas,haja vista é uma situação,nova e complicada,valeu Andréia Santos,voce parce uma hostomoterapeuta,essa especialização é rara no BRASIL,VÁ EM FRENTE VOCE TEM VOCAÇÃO,PARABÉNS,DEUS ABENÇOE,UM ABRAÇO.

  32. Ilisangela Hack comenta:

    4 abril, 2012 @ 5:21 PM

    Boa Tarde !!!

    Preciso de ajuda, minha mãe esta com cancer tem 78 anos fez cirurgia retirado intestino grosso, esta com ileostomia e esta retraido, não conseguimos fazer com que a bolsa fique colado no corpo dela, já tentamos varios modelos, somos de Blumenau e já mandei buscar em Curitiba bolsa convexa moldavel mais mesmo assim não fica mais de 02 dias, a pele dela esta toda machucada ao redor do estoma .
    Existe alguma pomada cicatrizante ? algum produto além da pasta que posso segurar mais tempo esta bolsa
    já usamos uma massinha ao redor do estoma uma pasta que é para colar mais nada adianta
    Estamos desesperados ela sofre muito com isso
    Gostaria saber mais a respeito de uma cirurgia para reparar a ilestomia pois a mesma esta retraida
    sera que foi erro médico

    Obrigada

    Abraços

  33. kleber comenta:

    4 junho, 2012 @ 11:01 PM

    por favor me responda…
    tenho cancer no reto e uso colostomia, mais minha bariga esta muito inchada e vermelha, oq pode ser?

  34. Maria B Mendes comenta:

    15 novembro, 2012 @ 7:04 PM

    Pacientes com colostomia . convatec, coloplast, vende produtos para fazer lavagem. e duram muito tempo. Ficarao livres de troca de bolsas todo tempo e limpos o dia todo. Se come muito tera que fazer 2 lavagem e come pouco so uma por dia. Acredite funciona . Viva uma vida normal e dance comforme a musica. Fale comigo.

  35. claudia comenta:

    25 novembro, 2012 @ 7:33 PM

    OI MEU PAI E UM OSTOMIZADO DESDE MAIO, TEVE UM TU DO RETO FEZ A CIRURGIA RETIROU, O TUMOR E A COLOSTOMIA E DEFINITIVA, O PROBLEMA DO MEU PAI E QUE A PELE DELE PARECE SER OLEOSA, AS BOLSAS NAO DURAM MUITO, AGENTE VIVE TROCANDO, E AGORA AO REDOR ESTA APARECENDO UMAS PINTINHAS AVERMELHADAS, NAO SEI SE E POR CAUSA DA QUIMIOTERAPIA, OU SE E ALERGIA.
    QUERO DIZER A TODOS QUE PASSAM POR ISSO OU SE TEM ALGUM PARENTE QE E COLOSTOMIZADO, QUE NAO TENHAM MEDO E NAO FIQUEM ASSUTADOS,POR CAUSA DISSO,AS PESSOAS SE ADAPTAM MUITO FACIL,POR MAIS QUE SEJA DIFICIL E CONSTRANGEDEOR PARA UNS, MEU PAI NAO PERDU O HUMOR, CONTINUA FAZENDO QUIMIOTERAPIA RADIOTERAPIA, E AINDA BRINCA DIZENDO DE GANHOU UM ANUS NOVO,,,,,ENTAO E ISSO BOLA PRA FRENTE QUE ATRAS VEM GENTE.

  36. ruanda comenta:

    9 maio, 2013 @ 2:53 PM

    Minha vó fez recentemente a cirurgia de retirada do intestino grosso, e estamos sofrendo muito com sua adaptação. O grande problema agora está sendo a retração do estoma, pois as fezes nao conseguem ser lançadas para dentro da bolsa,ficando ao redor do estoma, causando irritação na pele e dor. E também por este motivo nao conseguimos colocar a bolsa, pois nao segura. Estamos muito preocupados com essa situação, o que podemos fazer? Obrigada!!!

  37. Denide comenta:

    11 julho, 2014 @ 11:53 PM

    Minha mãe é ostomizada desde 2012. A cirurgia aconteceu devido ao tratamento de radioterapia que ela fez em 1980 para tratar um CA de útero. Por conta disso ela fez uma fístula reto vaginal, que segundo o médico que fez o procedimento, não existe possibilidade dessa fístula fechar. No início foi muito complicado, mas agora ela aceita com tranquilidade a sua nova condição. Logo após a cirurgia teve algumas complicações em relação a pele, mas a coloplast nos envio a enfermeira Elaine, que é uma profissional de alta qualidade e um ser humano melhor ainda. Com muita carinho e paciência ela nos orientou tudo o que deveríamos fazer.Gracas a Deus e a esse anjo chamado Elaine, minha mãe hoje é totalmente independente nos cuidados com a bolsinha. Quero dizer que ainda existe vida depois da colostomia. O importante é estar vivo.

  38. Alessandra comenta:

    1 agosto, 2014 @ 10:33 PM

    Gostaria de ajuda, minha mãe usa bolsa de colostomia mas esta estourando chega a trocar cerca de 3 vezes ao dia, isso causa feridas e um custo, ela usa fralda geriatrica e fica a grande parte do tempo deitada.

  39. luciene comenta:

    17 outubro, 2014 @ 10:56 PM

    meu pai fez essa cirurgia mais o medico não fechou o que vai acontecer ela vai fechar por ela mesmo.mande a resposta.2012

Deixe seu comentário aqui !