26 - abr
  

Acidentes domésticos: Queimaduras em crianças

Categoria(s): Emergências, Gerontologia




Resenha

Acidentes domésticos: Queimaduras em crianças, papel do terapeuta ocupacional

Débora dos Santos Aguera
Gisele Brides Prieto
Mariana Marin
Mônica Bazuco
Rosemar Cristiane Theodoro

As crianças geralmente ficam sob os cuidados dos avós e um dos acidentes mais grave é a queimadura. Neste artigo aborda-se os cuidados gerais no tratamento de crianças queimadas, hospitalizadas, e algumas medidas de prevenção de seqüelas.

Este acidente doméstico é muito importante devido ao alto índice de crianças que se queimam, e dos cuidados que se deve ter em razão da gravidade das seqüelas deixadas na vida destas crianças. A criança encontra-se em estado de estresse tanto fisiológico quanto psicológico, estando muito deprimida e fragilizada, tendo dores intensas e muito medo da desfiguração.

Existem vários graus de queimadura, conforme a profundidade das feridas. Assim sendo, as queimaduras de primeiro grau são aquelas em que há comprometimento apenas da camada externa da pele, provocando uma intensa coloração vermelha no local afetado. Também pode aparecer um inchaço local. Em geral, não se formam bolhas e a pele se mantém íntegra. Um bom exemplo desse tipo de queimadura é aquela causada pelo sol, quando há exposição exagerada sem proteção.

As queimaduras de segundo grau atingem uma porção mais profunda da pele, causando bolhas e rachaduras na pele, além de intensa dor e vermelhidão no local afetado Pode haver também sangramento pelas feridas. As bolhas podem aparecer até12 horas após a queimadura e elas devem ser deixadas intactas, a não ser nos casos em que se tornem amareladas, com grande quantidade de líquido turvo, o que indica infecção.

As queimaduras de terceiro grau são aquelas bem mais profundas, atingindo todas as camadas da pele, deixando a pele com uma cor acinzentada ou esbranquiçada, podendo-se ver até as camadas mais profundas como os músculos e ossos. Apesar das lesões serem bem piores, não há sangramento nem o paciente se queixa de dor. Essas queimaduras são as mais perigosas e necessitam cuidados médicos urgentes.

Papel da terapêuta ocupacional

A terapeuta ocupacional age “tentando” minimizar o sofrimento da criança, satisfazendo as suas necessidades emergentes, expressão de sentimentos, medos e fantasias. O objetivo é apoiar a criança face às dificuldades que ela enfrenta, atuando como “figura de apoio” numa primeira fase.

A terapeuta ocupacional auxilia a elaborar e compreender melhor a situação que está passando, amenizando seu sofrimento e favorecendo melhores condições de evolução do quadro. Para tanto, Utiliza das atividades como instrumento de intervenção, que permite que a criança elabore de maneira menos aflitiva o momento que está vivendo, permitindo a expressão de sentimentos, medos, fantasias. A atividade, será para a criança, o trabalhar com situações do seu dia-a-dia, e através da “brincadeira” conseguir elaborar as dificuldades que está passando, pois é brincando que a criança se expressa.

A hospitalização em si é um fator negativo e angustiante para a criança, sendo a presença da família extremamente importante para ele, pois a família é um “ponto de apoio” uma referência, pois está num lugar extremamente estranho e numa situação desagradável e incomoda onde fica sendo “manipulada” o tempo todo.

A reabilitação física dessas crianças é muito importante, fazendo um posicionamento adequado, para evitar contraturas; massagem cicatricial e retrógrada, para diminuir aderência da cicatriz e reduzir edema respectivamente, etc.

Outra área de atuação da terapeuta ocupacional é na imagem corporal da criança que sofre grandes modificações, passando por fases de aceitação ou não dessas modificações.

Conclusão

Prevenção de queimaduras em crianças

fogosAs crianças mais atingidas por queimaduras estão na faixa de 0 a 4 anos. Nesta idade, a curiosidade leva à exploração do meio, mas a criança não tem desenvolvimento motor e intelectual suficiente para evitar o perigo. Os meninos estão mais sujeitos às queimaduras, devido a suas brincadeiras mais agitadas e bruscas, em especial em idades acima de 5 anos, quando desperta o interesse por fogo, pólvora e foguetes. A situação econômica precária de grande parte da população brasileira e a necessidade de morar em apartamentos minúsculos, com conseqüente falta de espaço para brincadeiras, faz com que as crianças pequenas se aglomerem na cozinha, junto à mãe; isso pode explicar a grande incidência de queimaduras que acontecem nos horários de preparo das refeições.

Outro fator próprio do nosso meio é o uso de ÁLCOOL: tem preço baixo, o que faz com que, muitas vezes, seja usado nas brincadeiras de crianças e adolescentes e provoque queimaduras por fogo. Fios elétricos expostos ou descascados, materiais químicos colocados em locais acessíveis e banhos muito quentes são causas de queimaduras por descuido de adultos. Embora existam normas rígidas para adultos em ambiente de trabalho, pouco se tem feito em relação às crianças, exceto algumas campanhas na época das festas juninas. É muito importante a participação da família, da escola e da comunidade na prevenção desses acidentes.

Tags:




Comentário integrado ao Facebook:


19 Comentários »

  1. Beatriz comenta:

    2 outubro, 2007 @ 10:04 AM

    eu acho que vocês deveriam colocar mais informações sobre a quantidade , o nivel de acidentes causados pelas queimadura obrigada achei um maximo so faltava isso

  2. Elisangela comenta:

    8 outubro, 2007 @ 7:59 AM

    tenho 18 anos sofri um acidente de queimaduras muito grave aos dez anos foi de terceiro grau. queimou todo o meu rosto os meus braços inteiros eu não consigo esticar 100 por cento meus braços o meu braço esquerdo eu não consigo levantar totalmente para cima ele vai até a metade. Euqueria saber se vcs pode me responder ? queimaduras gravez de terceiro grau em 80% do corpo e´ deficiencia ou não??? por favor me responda…preciso muito saber disso………???

  3. Rute Ladislau de souza comenta:

    11 março, 2008 @ 11:50 AM

    Tenho 25 anos e no começo do ano passado eu queimei quaze toda minha mao e tambem meu braço e meu pe

  4. alzenir de jesus borges comenta:

    20 março, 2008 @ 1:21 PM

    sofri uma queimadura de 3 grau qndo tinha 2 meses de vida, hoje tenho 31 anos pelo laudo medico diagnosticado este m~es verifica-se que nao tenho calcificaç~es intracraneania, tenho uma area grande na cabeça ( mole como um bebe ) posso ser considerada especial em um concurso público?

  5. inalda comenta:

    18 agosto, 2008 @ 9:06 PM

    eu gostei muito, vcs usaram uma linguagem direta e simples, foi muito legal ter lido este artigo pois meu tcc será sobre crianças queimadas, só acho q tb deveria ter um pouco mais de informação, o índice de crianças q sofreram queimaduras, enfim…mas está muito bom mesmo…!

  6. Gisele Pereira de Souza comenta:

    12 janeiro, 2009 @ 11:37 AM

    Gostei muito dos comentários sobre criaças que se assidentam atraves de queimaduras, pois as crianças estão expostas a esses acidentes por causas de suas brincadeiras e curiosodades.

  7. Sabrina comenta:

    3 maio, 2009 @ 10:24 PM

    Gostei muito da matéria e acho que esse assunto deveria ser mais divulgado.
    Não sabia o quanto era comum acidentes desse tipo, infelizmente descobri da forma mais triste. Minha filha queimou as mãozinhas na porta do forno de minha casa. Amanhã faz 1 mês, foi a pior sensação do mundo, não desejo isso a ninguém… Essa matéria me ajudou a esclarecer algumas dúvidas.

  8. larissa comenta:

    22 outubro, 2009 @ 6:53 PM

    Oi boa noite por favor me ajudem tenho um filho de dois anos que apresenta aqueimadura
    de segundo grau no braço o que devo fazer

  9. ana gabrielle comenta:

    22 novembro, 2009 @ 11:49 AM

    vcs deviam colocar as fotos das crianças quemada s para as outras crianças verem e parar de mecher em panelas e em fogo

  10. MARTA VIEIRA comenta:

    8 fevereiro, 2010 @ 3:51 PM

    ISSO MESMO, ANA GABRIELLE, AS FOTOS DAS CRIANÇAS QUEIMADAS AJUDARIAM MUITO!
    MEU FILHO DE 9 ANOS QUER FAZER SEU MACARRÃO SOZINHO NA COZINHA, MEXER EM MICROONDAS E FOGAÕ.
    EU NÃO ACHO CERTO, MAS O PAI DELE ACH.A POR FAVOR, ALGUÉM PODERIA ME AJUDAR? O QUE É QUE EUFAÇO? SOCORRO!!!

  11. Milena comenta:

    23 agosto, 2010 @ 1:58 PM

    Adorei

  12. Luciane comenta:

    26 outubro, 2010 @ 4:29 PM

    Bom esse site!(Y)

  13. elaine aires comenta:

    17 novembro, 2010 @ 7:52 PM

    ACHO Q COLOCAR FOTOS É UM TANTO TRISTE E IMPACTANTE MAS SERIA UM MEIO DE CONSCIENTIZAÇÃO PRAS PESSOAS TEREM MAIS CUIDADO COM AS CRIANÇAS!!!

  14. jeniffer luma comenta:

    1 janeiro, 2011 @ 12:27 PM

    gostei muito mas vcs poderian colocar fotos

  15. giuberto antonio gabriel comenta:

    2 outubro, 2011 @ 9:27 PM

    OLA eu queimei meu pé direito quando tinha 3 anos foi queimadura de terceiro grau, pois perdi as ponta do dedos não tenho unha .
    gostaria de saber se eu sou deficiente físico obrigado ..

  16. irene martins comenta:

    27 dezembro, 2011 @ 9:42 PM

    ola o meu bebe tem 14 messes hoje emquanto lhe fazia a papa ele tava sentado na cadeira dele de repemte levamtou.se foi jumto da garrafa termica tinha acabado de ferver a agua deixou cair a garrafa a qual partiu a rolha e queimou.se foi uma dor horrivel ligei para o 112 do qual vieram logo foram espetaculares levaram.me para a pediatria era queinmadura em 2 grau tou muito preocupada porque o medico disse que corria o risco de imfeçao estou aqui nao comsigo tirar aquelas imagems da cabeça ver assim um bebe por muito que a gemte os proteja o risco ta sempre a espreitar

  17. elizabete marques da silva comenta:

    30 janeiro, 2012 @ 9:12 PM

    oi eu tenho um subrinho chamado kayke ele e muito carinhozo.amorozo.na segunda feira passada ele sofreu om grave acidente teve seu corpinho quase todo queimado com cafe quando brincava com seu irmão mais velho eu passei mal minha pressão subiu quade não ficava em pe chorrei muito e so fiquei tranquila quando foi la ver ele min desesperei mais tudo e permisão de deus ele deixou isso acontecer pra unir mais ainda a nossa femilia e pra minha cunhada ter mais ciudado com ele grasas a deus ele ta fora de perigo mais não tem previsão de alta pois ta muito resente to muito feliz por que sei que deus ta cuidando dele pra nos .gente um criança eum presente de deus vamos cuida das nossas crinças por delas e o reino de deus

  18. Cristiano Zunkowski comenta:

    8 março, 2012 @ 11:19 PM

    Olá. Sou de Chapecó – SC. Devido a minha preocupação com as queimadura e o perigo da criança estar perto do fogão, foi que desenvolvi e patent ei um protetor de fogão para que as panelas ficassem fora do alcance das crianças. Protetor de fácil limpeza, de fácil colocação, poderá ser colocado e retirado pois funciona com travas, alta resistência, o que proporciona tranquilidade na utilização do fogão. Tanto é se segurança para quem está cozinhando, por que as panelas nunca cairão sobre ela, e principalmente para as crianças que costumam estar próximas desse ambiente. Qualquer dúvida entrar em contato através do email: empresacz@hotmail.com , que estarei a disposição para os esclarecimentos.

  19. samur comenta:

    30 junho, 2012 @ 9:42 PM

    Para prevenir queimaduras em fogões comprei um protetor de fogão da Proteque. Excelente achado.

Deixe seu comentário aqui !