17 - abr
  

Pneumonia nos idosos

Categoria(s): Cuidador de idosos, DNT, Emergências, Infectologia, Pneumologia geriátrica




Resenha
Colaboradora : Dra Mônica Cristine Jovê Motti

* Médica Geriatra

pneumonia

Pneumonia significa inflamação aguda no parênquima pulmonar, causada por agentes bacterianos, viróticos, fúngicos, químicos ou físicos (1). Classificamos as pneumonias dos idosos de acordo com o local da aquisição, a presença de co-morbidade e a condição imunológica do hospedeiro, a partir desta classificação o tratamento com antibioticoterapia é escolhido, visto que o diagnóstico etiológico (o agente causador) só é diagnosticado em 50% dos caso.

Conforme o local de aquisição, as pneumonias, são classificadas em: adquiridas na comunidade; adquiridas no hospital e as adquiridas nas instituições asilares.

A definição de pneumonia adquirida na comunidade é aquela que acomete o indivíduo fora do ambiente hospitalar ou nas primeiras 48hs após a internação do paciente (2).

A incidência de pneumonias nos idosos aumenta durante os surtos de gripe, o que leva a um maior número de internações, por isso a importância da vacinação do idoso. Alguns estudos mostram que os idosos com pneumonia internam 3 a 4 vezes mais do que os adulto jovens com pneumonia adquirida na comunidade. Já as pneumonias em asilos são de 2 a 4 vezes mais freqüentes do que as adquiridas na comunidade.

Durante a internação, o paciente idoso tem maior chance de desenvolver infecção hospitalar. Entre as infecções hospitalares encontramos com uma maior freqüência as pneumonias, que no caso dos idosos, aumentam o tempo de permanência de internação e têm maior incidência de mortalidade.

No idoso o envelhecimento fisiológico do sistema respiratório e do sistema imunológico não leva ao quadro de pneumonia, entretanto se somarmos as demais doenças que agravam a perda da reserva funcional pulmonar e o tempo de exposição por exemplo ao cigarro, aumentamos o risco de adquirir a pneumonia.

Existe um grande número de fatores predisponentes para pneumonia nos idosos: tabagismo, desnutrição, DPOC, insuficiência cardíaca (IC), insuficiência renal, doença hepática crônica, diabetes, câncer, doença neurológica e psiquiátrica, medicamentos sedativos, alcoolismo, tubos endotraqueais e nasogástricos, cirurgia recente, incapacidade para as atividades de vida diária, internação em hospitais e asilos, gripe.

Quadro clínico de pneumonia no idoso pode apresentar-se atípico, com poucos sintomas ou apenas sintomas inespecíficos, como confusão mental, distúrbio do humor, incontinência, inapetência, emagrecimento, declínio funcional, síncope e quedas.

Febre – pode estar ausente entre 40% a 60% dos casos.

Tosse e dispnéia – presentes na maioria dos casos, porém com pouca expectoração.

Taquipnéia – um dos sinais inespecíficos, presente no quadro de pneumonia do idoso.

Confusão mental – com alta prevalência em idosos com faixa etária mais elevada, de 15% a 50% dos casos, sendo um indicativo de gravidade.

Declínio funcional – a dificuldade de realizar as atividades de vida diária pode estar presente em 50% dos casos. O declínio funcional, inapetência e o delírio são manifestações comuns na pneumonia adquirida nos asilos.

Os idosos com pneumonia também apresentam piora dos quadros das doenças crônicas como insuficiência cardíca, DPOC, Diabetes mellitus. Nos hospitais os idosos podem apresentar como quadro clínico o agravamento da insuficiência respiratória, a piora da função mental e a falência de múltiplos órgãos.

Os principais agentes etiológios de acordo com o local de aquisição são:
1. Pneumonias adquiridas na comunidade: Streptococcus pneumoniae; Haemophilus influenzae; bacilos gram-negativos (Klebisiela, Enterobacter, Pseudomonas, Acinetobacter); Cocos gram-negativos (Moraxella), Microorganismos atípicos (Mycoplasma, Legionella, Chlamydia, Coxiella); Staphylococcus aureus; Vírus da gripe (Influenza).
2. Pneumonias adquiridas no Hospital: Bacilos gram-negativos, Polimicrobiana, Streptococcus pneumoniae, Vírus da gripe, Microrganismos atípicos; Staphylococcus aureus; Anaeróbios.
3. Pneumonias adquiridas nas instituições asilares: Streptococcus pneumoniae; Polimicrobiana; Bacilos gram–negativos; Staphilococcus aureus; Haemophilus influenzae e Moraxella catarrhalis; Anaeróbios; Microrganismos atípicos.

A avaliação diagnóstica inclui uma anamnese detalhada, principalmente com histórias anteriores de pneumonia, DPOC , internações anteriores, local onde vive e etc, a radiografia de tórax e um hemograma; já o diagnóstico etiológico é feito pelo exame bacteriológico da secreção pulmonar. Dependendo do quadro clínico como na septicemia podemos colher as hemoculturas, gasometria quando há insuficiência pulmonar, sorologia para vírus no caso das suspeitas etiológicas e demais exames específicos se necessário.

De acordo com todo o quadro clínico, mais a história de vida do paciente, suas condições sócio econômicas, os cuidados da família, a gravidade da doença, observamos o aumento do risco de mortalidade para o idoso e por este motivo podemos fazer uma avaliação do risco de pacientes para sabermos se o tratamento deve incluir a internação.

O diagnóstico diferencial de pneumonia no idoso deve incluir a insuficiência cardíaca, infarto agudo do miocárdio; tromboembolismo pulmonar; tuberculose; micoses e as neoplasias.

O tratamento da pneumonia no idoso começa pelas medidas de suporte como a hidratação, a nutrição e a oxigenação, preservar as funções cardiovascular e renal do idoso. Quando o paciente esta hospitalizado as medidas de prevenção das úlceras de pressão, da trombose venosa profunda, do delírio e do declínio funcional devem ser instituídas precocemente. Para o tratamento da pneumonias bacterianas consiste na administração de antibióticos nas primeiras 24hs, mesmo não sendo especificado o agente etiológico. A escolha baseia-se na idade do paciente, o local onde a infecção é adquirida, a possibilidade de aspiração, a presença de comorbidades, as condições imunológicas do paciente, e no caso dos hospitais nos germes mais comuns.

A prevenção da pneumonia do idoso é de extrema importância em saúde pública, devido à gravidade da infecção e a alta taxa de mortalidade. A vacinação contra a gripe, a vacinação contra o pneumococo e os cuidados gerais como a higiene oral, posicionamento correto no leito, manutenção do bom estado funcional, controle das doenças crônicas, realização de fisioterapia motora e respiratória, aporte ao familiar, são medidas específicas e por isso a necessidade de uma equipe multidisciplinar preparada para atuação na área de geriatria e gerontologia.

Referências:

1. Costa,E.F.A. – Pneumonias. Tratado de Geriatria e Gerontologia, cap42, pg.353 a 361,2002.

2. Abitbol,R.A. – Pneumonia Comunitária em Adultos, Rotinas de Clínica Médica, Medstudants, 2000. Costa, E.F.A., Pneumonias,Tratado de Geriatria e Gerontologia, cap.42, pg.353 a 361,2002.

Almada-Filho, C.M.A.;Gagliardi,A.M.Z.;Trembuch,M. – Infecções In: Ramos L.R. & Toniolo-Neto J (Cord) – Guia de medicina da UNIFESP – Geriatria e Gerontologia, cap 9, pg 121 a 127,2005.

Tags: , , , , , , ,




Comentário integrado ao Facebook:


48 Comentários »

  1. Roseli Deckert comenta:

    8 maio, 2007 @ 12:55 AM

    Necessito de doutrina médica que explique o cancer de mama pode ser causado por agente externo.(alimento, stress,etc)
    Gta. Rose

  2. Dr. Armando Miguel Jr comenta:

    13 maio, 2007 @ 8:01 PM

    Rose,
    Veja as páginas dos 9 de novembro 2006 e 01 de fevereiro deste ano com algumas informações a respeito.

    Prof. Armando

  3. Gunther Monteiro de Paula Guirado comenta:

    27 novembro, 2007 @ 7:35 PM

    Sou acadêmico de medicina e estudando pneumonia no idoso, encontrei este site, o que me forneceu dados sobre o assunto de forma prática e objetiva. Gostei muito e estarei sempre pesquisando por aqui. Obrigado pela gentileza Dra Mônica Cristine Jovê Motti!

  4. Wilian Ramalho comenta:

    6 fevereiro, 2008 @ 3:46 AM

    Primeiramente gostaria de agradecer aos editores da home-page.
    Meu avô está hoje com 93 anos de idade, foi fumante 81 anos e também alcoólatra 60 anos.
    Ele começou a sentir-se mau, percebi que ele estava fazendo muita força para respirar e seus braços ficaram gelados e transpirava muito “nos braços” .
    Levamos ele ao hospital contratamos um Médico e ele disse o seguinte: O pulmão dele esta fechando.
    Não entendi muito. Voltamos no outro dia ele disse que meu avô também esta com pneumonia, ele esta fazendo muita força para respirar. Um detalhe que achei importante falar, ele esta bem lúcido falando e respondendo tudo.
    Queria que os Senhores podiam me falar se há alguma esperança de sobrevivência ?
    Eu sou leigo podem notar na minha forma de digitar esse texto, Na minha opinião
    o “Hospital” ajuda a matar mais depressa o idoso por ser um ambiente contaminado
    Digo isso porque eu acredito que quando um idoso é medicado com antibióticos ou qualquer medicamento ele se torna mais vulnerável a qualquer infecção isso é verdade ?
    É possível dar um tratamento ao idoso com pneumonia em casa ?
    Por que será que o medico disse: O pulmão do seu avô esta fechando!!!
    Agradeço desde já a todos vocês
    Tenho certeza que me ajudaram a entender isso.
    Meu avô adoeceu dia 02/02/2008 e hoje dia 06/02/2008 ele ainda esta internado e com muitas dificuldades de respirar

    Wilian Ramalho de Oliveira

  5. Dr. Armando Miguel Jr comenta:

    6 fevereiro, 2008 @ 4:39 AM

    Wilian,
    Por pulmão “fechado” entende-se que o oxigênio tem dificuldade de entrar no pulmão e “oxigenar” o sangue. Com isso a pessoa fica com muita dificuldade de respirar e se cansa muito facilmente. As causas são várias, mas as mais freqüentes são enfisema pulmonar e bronquite causada pelo cigarro. A infecção pulmonar (pneumonia) ocorre como conseqüência desta dificuldade de expandir o pulmão e eliminar as secreções. A idade, a desnutrição, a desidratação ajudam a piorar o quadro.
    A medicina tem uma escala de gravidade para pneumonia que auxilia o médico em tomar a conduta de: tratar na UTI, na enfermaria ou em casa (Home-care).
    Acredito que os médicos que estão assistindo o seu avó estão fazendo o máximo para cura-lo. Mas, o nosso tempo de vida só Deus sabe.

  6. Anderson Monma comenta:

    18 março, 2008 @ 6:11 PM

    Olás ! A fim de entender melhor o que se passa com meu pai, encontrei este site, que me proveu de valiosas informações acerca do quadro clínico em que se encontra. Apenas para resumir a história, após sua internação motivada por um exame de cateterismo indicando diversos vasos sangüíneos bloqueando o fluxo de sangue para seu coração foi detectada uma infecção por Staphylococcus aureus, o que motivou o inchaço na perna direita dele, com aparecimento de várias feridas. Após 15 dias de tratamento, esta infecção já regrediu a ponto de não se encontrar mais a perna inchada. O tratamento dele é um pouco mais lento por ser já transplantado renal (5 anos) e safenado (7 anos) onde o uso de oxacilina (?) foi ministrado em doses que não comprometessem o rim. Entretanto, apesar desta regressão, meu pai agora (2 dias) foi acometido por uma broncopneumonia contraída na enfermaria, sendo que o médico o removeu para a UTI, e nos informou que o tempo de tratamento dele ainda levará uns 15 dias. Tenho acompanhado diariamente as visitas e vejo que meu pai (66 anos) sente-se cansado (respiração ofegante – pressão 13×8 – 70 bpm média) e um pouco impaciente, pois 23 dias antes, ele mesmo chegou ao hospital andando para fazer o exame de cateterismo e hoje não consegue sequer descer do leito. Apenas como orientação, gostaria de saber: 1) que tipo de recomendações poderiam ser dadas a mim e minha mãe para contribuir com a regressão e diminuição de risco de outras infecções afetarem meu pai? 2) em geral, o tratamento destas infecções leva semanas ? 3) É grande o risco de descompensação ? Apenas para concluir, é difícil aceitar que meu pai chegou para um procedimento de angioplastia e ainda não o pode fazer por causa das infeccções (23 dias).

  7. Mirtes comenta:

    18 maio, 2008 @ 9:04 AM

    Dr. Willian,

    Gostaria de saber que cuidados devo tomar com uma criança de 2 anos com pneumonia, se posso lavar o cabelo.
    Obrigado.

  8. Rosiani Silva comenta:

    21 julho, 2008 @ 10:34 AM

    Bom Dia!

    Tenho ASMA, desde os 18 anos e de janeiro de 2008 pra cá tenho piorado muito hoje tenho 37 anos e faço tratamento com “bombinhas” indicado pelo meu médico pneumologista, mas gostaria de saber pq fui diagnosticada como PULMÃO FECHADO, , através de um exame q fiz TESTE PULMONAR e gostaria de saber o que é exatamente isso e qual o melhor tratamento indicado.

    Obrigada por enquanto,
    Atenciosamente,
    Rosiani Silva

  9. Viviane Manhães de Almeida comenta:

    19 setembro, 2008 @ 11:49 PM

    Boa Noite!!
    Meu está com elevaçâo de pressão indo 19/11 e cuspindo sangue quando a pressão eleva e o médico disse que ele está com pneumunia preocupante.

  10. Simone comenta:

    28 setembro, 2008 @ 1:11 AM

    Meu marido está há duas semanas com febre de 39 graus e a febre ñ abaixa.
    Foi diagnosticado que é pneumonia.
    Está fazendo uso de antibióticos.
    É normal essa febre ñ passar?

  11. Vera comenta:

    17 novembro, 2008 @ 11:37 AM

    Meu pai caiu e bateu a cabeça (01/11), foi levado ao P.S. mas estava bem consciente, a partir de então ñ está mais como antes, fala com dificuldades, fazendo a tomografia diagnosticaram um coágulo no cérebro e por conta disso estava perdendo a coordenação como da fala, da respiração, então “entubaram” ele, o médico disse q a entubação era pelo motivo de evitar que ele se engasgasse com a própria lingua. Na mesma semana foi diagnosticado uma pneumonia, foi tratada com antibiótico. Mais ou menos no dia 12/11 ele apresentou melhoras, tiraram o tubo de oxigênio e no dia 14/11 foi levado para o quarto normal. Ele está com muita secreção então usavam uma mangueirinha para retirá-la, ele está tossindo expectorando pouco, perdendo o fôlego, cansado, porém ainda com pneumonia, levaram-no novamente para a U.T.I. e o médico disse que enviou ele para o quarto normal para que pudesse ficar ao lado dos familiares, poi se algo acontecer na U.T.I. ele estará com pessoas estranhas… Eu sou filha e entendam minha dor, é difícil admitir, mas o médico quis dizer que meu pai está em fase terminal? A Pneumonia no caso dele não tem cura? Por favor estou desesperada e se tiver algum médico especialista nesta área tiver a boa vontade de esclarecer uma pessoa deseperada, vou deixar meu e-mail: vera_fenix@hotmail.com – Agradeço desde já!

  12. Vera comenta:

    17 novembro, 2008 @ 11:39 AM

    “Acrescentando”
    Meu pai tem 82 anos e ele retornou à U.T.I. na madrugada de 17/11.

  13. gelica comenta:

    7 dezembro, 2008 @ 7:07 PM

    oi boa noite meu nome é gelica
    gostaria muito de pedir uma ajuda a minha dúvida, meu pai tem 97 anos e pego uma gripa na qual o falaram que era pneumonia , depois de um dia ao hospital
    o infermeiro disse que estavam com suspeita de turbeculose , mas minha familia não que deixa meu pai la justamente porque esse infermeiro fez uma acussaçao muito gravi sem te certeza de nada.
    o que fazemos temos medo por ele ser idoso e piorar , eu pesso em nome de Deus para alguém profissional responder a minha pergunta obrigado.

  14. Rosimary comenta:

    14 janeiro, 2009 @ 2:37 PM

    Olá, minha mãe aos três meses atras começou a sentir uma dor no peito, queixava que tinha sido de um abraço forte que levou. O tempo passou e só agora que a dor apertou resolveu ir ao médico. Tirou Raio X e o diagnóstico foi pneumonia grave. O medico a internou.Gostaria de saber quais são os riscos que mamãe corre. Ela tem 66 anos e a pouco tem saiu de um tratamento radioterápico de um possível cancer de boca. Agradeço antecipadamente.

  15. Daiane comenta:

    27 fevereiro, 2009 @ 8:28 AM

    Bom dia!

    Meu avô fez um raio X do tórax no qual deu no laudo:
    1.Opacificação do terço inferior do hemitorax direito com obliteração do seio costrofrenico.
    2.Aparente formação nodular hilar à esquerda medindo 2,5cm.
    3.Partes moles e ósseas normais.
    4.Traquéia e mediastino centrados.
    5.Área cardíaca normal.

    Ele tem uma tosse fraca frequente por sentir um desconforto na garganta, e as vezes sai uma secreção parecida com sangue, a um tempinho atrás certa de 3 meses saiu sangue do seu nariz umas 3 vezes, ele já foi operado do esofago a algum tempo (10 anos). Te pergunto ele pode estar com pneumonia, ou o que pode ser?

    OBS.: Não tem gripe.
    “Seu exame parece um pouco com esse do seguinte link com a diferença que do lado esquerdo está completo, todo direitinho já o direito está bem parecido”:

    http://cache.eb.com/eb/image?id=94552&rendTypeId=4

    Grata pela atenção e aguardo uma resposta sua.
    Daiane.

  16. maria de fatima da silva comenta:

    30 agosto, 2009 @ 11:54 AM

    estou muito nervosa, pois minha irma tem 64 anos encontra se enternada ha 11 dias com pneumonia, ha mesma nao apresenta melhora esta na uti, os dedos e o braço estao muito enchados ela corre risco de amputaço? o que devo fazer para comfortar meu subrinho o mesmo perdeu o pai o mesmo se suicido, agora ele esta em panico me ajude por favor, um grande abraço, maria de fatima, rio de janeiro..

  17. cristina comenta:

    28 setembro, 2009 @ 4:51 PM

    boa noite
    encontrei este site maravilhoso e tenho a esperança de ter sabedoria em relação a morte de minha mãe querida, ela estava com 84 anos de idade, teve uma gripe e uma semana depois febre, levei ao médico e passou amoxilina mais clauv, tudo bem, comprei em liquido pois ela tinha dificuldade para engolir medicamentos, tratei durante 10 dias mais a febre não passou, ai o médico mudou para tamiram e a febre passou, dois dias depois ela se sentiu mal, não conseguia respirar e os braços estavam tremendo levei ao pronto socorro e logo removeram para a uti, intubaram e tudo, a unica coisa que houvia era que a pneumonia era grave, que a infecção ea altissima, como assim se eu estava tratando com toda responsabilidade e carinho! uma semana depois ela faleceu, o médico disse que o coração dela não aguentou, sofro muito, perguto-me onde foi que eu errei

  18. josé marcos daniel de oliveira comenta:

    26 novembro, 2009 @ 10:26 AM

    sou academico de enfermagem e procurando um site para mim orientar sobre estudo de caso de pnemonia encontrei este site no qual mim mostrou o caminho que devo seguir. Quero agradecer a Dra Monica pelo exelente trabalho caso tenha um estudo de caso pronto so para mim guiar envi para meu email ficarei grato

  19. Ellen Iolanda Carvalho Doldan comenta:

    27 novembro, 2009 @ 8:29 PM

    Dra Mônica Cristine Jovê Motti, por favor preciso de ajuda e orientação, meu pai está hospitalizado há 15 dias e desses 7 na UTI, ele tem diabetes, pressão alta e es´ta com pneumonia bilateral, el está intubado, respirando por aparelhos, ontem tiraram os sedativos dele pra vcer se acorda sozinho, se até amanhã ele não acordar sozinho irão fazer uma traquiostomia,( acho que é assim que escreve), gostaria de saber pela sua experiência num quadro como este será que ele tem chances? Ele tem 74 anos e a pressão está em média 190 / 100, ou 190 / 120, e a glicose regular, mas sempre foi alta, ele tomava em casa 20 cc de insulina todas as noites. Tenho medo de perdê-lo, hj minha mãe foi visitá-lo e achou que ele não estava bom, deu febre essa manhã e está o dobro do tamanho pelo inchaço que ele está. Doutora ele está no Hospital Cataratas de Foz do Iguaçu no Paraná. O nome dele é Assunção. Agradeço a atenção, mas procuro respostas e se puder dou minha vida por ele. Obrigada, fique com Deus.

  20. sara lima comenta:

    19 dezembro, 2009 @ 8:34 PM

    gostaria de agradecer por terem criado esse site bem elaborado e muito educativo, o conteúdo foi descrito de maneira simples, porém muito esclarecedora, sou acadêmica de enfermagem , mas na verdade , o verdadeiro motivo de estar pesquisando nesse site, foi o falecimento de minha avó de 94 anos, ela foi admitida no hospital com diagnóstico de desnutrição e anemia, mas após 1 semana, foi diagnósticado infecção hospitalar por pneumonia., recebemos todo o apoio da equipe médica, e de enfermagem, mas infelizmente o quadro dela era grave, e foi à obito, não é facil estar pesquisando sobre esse assunto, por que ainda sofro muito pela perda, mas eu quero aprender mais, para entender melhor essa doença, e quando estiver atuando como enfermeira poder prestar uma assistência adequada aos pacientes.

  21. mary comenta:

    27 dezembro, 2009 @ 7:49 AM

    Olá, gostaria de entender algumas coisas… Minha avó tem 89 anos, nunca fumou, tem diabetes mellitus e hipertensão arterial. Não tem osteoporose, ela sofreu uma queda, quebrou o íquio e ficou uns 30 dias de cama. O médico pediu repouso, então ela apenas levantou para ir ao banheiro e para fazer as refeições. Com isso, ela foi perdendo peso, o apetite e teve febre. No dia que teve febre, levamos ao médico e descobrimos que ela está com pneumonia. A médica pediu para tratarmos em casa, passou alguns antibióticos, antitermicos, enfim os medicamentos necessários. Minhas perguntas são as seguintes: Posso realizar alguns exercícios físicos com ela ( membros superiores)? Quais tipos de alimentos que fortalecem melhor? Existe alguma posição de dormir que seja melhor? Nebulização é necessário, caso seja fria ou quente? Bebidas devem ser quentes, ou naturais ja são suficientes? Deve estar agasalhada mais que o normal? Obrigada,
    Mary

  22. Sandra comenta:

    4 fevereiro, 2010 @ 8:20 AM

    Doutor estou em busca de novas informações para entender melhor o que está acontecendo com minha irmã. Há 23 dias atrás ela teve uma parada cardio-respiratória, e o médico disse que o pulmão dela fechou, eles entubaram ela e ela contraiu uma pneumonia hospitalar, bactéria rara, que até hoje está sendo tratada. Ontem o médico disse que o pulmão dela ainda está bem fechado, há mais ou menos 10 dias fizeram uma traqueostomia nela e ela ainda está respirando com ajuda de aparelhos. Doutor embora tenha passado muito tempo já, o senhor acha que ainda há esperança para minha irmã. Há história de pessoas que se recuperaram? Será que sarando toda a pneumonia o pulmão dela voltará a abrir?
    Desde já agradeço se o senhor puder me ajudar e responder minha perguntas.
    Sandra

  23. Cristiana Duran comenta:

    5 abril, 2010 @ 2:20 PM

    Boa tarde sou Cristiana, tenho 30 anos e derrepente me deparei com alguns virus no pulmão que me deixou afastada do trabalho mais de um semana, fiquei muito preocupa, pois a medica pediu um RX do pulmão e diagnosticou que eu estava com pneumonia. Gostaria de saber que especialista devo procurar para fazer os tratamentos e como é o tratamento respiratorio? muito obrigado.

  24. cilene silva cardoso comenta:

    10 agosto, 2010 @ 3:58 PM

    caro doutor meu noo coraçao como se estivesse inchado. isso pode acontecer? te agradeço muitissimo se for possivel responderme è cilene tenho 57 anos e ha dez anos descobri que estava com dpoc. eu fumava muito e mesmo sabendo do problema nao larguei o cigarro. ha dois anos atras tive uma parada respiratoria fiquei varios dias internada em estado grave e de la para ca faço uso de oxigenio domiciliar . minha oxigenaçao so fica normal se eu estiver sentada mas se eu caminhar poucos metros que seja quase morro de falta de ar.o que eu gostaria de saber è se nesses casos o pulmao inflado pode afetar o coraçao pois as vezes sinto _me obrigada e deus o abençoe

  25. edna viana comenta:

    23 outubro, 2010 @ 10:26 PM

    doutor boa noite,desde do dia 30/09/2010 a nossa familia tem passado momentos dificeis com minha mae ela teve 5 paradas cardiacas no ultimo dia 30/09 mas foi socorrida e reverteram a situação ficou entubada e com 5 dia foi tranferida para um hospital que podesse dar melhor suporte pois ela tem arritimia. a situação foi melhorando eles foram tirando o sedativo dela e ela foi acordando foi reconhecendo todos passou a se alimentar normalmente falava com dificuldade mais foi melhorando passaram ela para enfermaria,só que a situacão piorou devido a uma falta de ar desceram com ela para a emergencia para coloca-la no oxigenio já que a nebulização não estava adiantado,ela ficou dois dias no oxigenio e melhorou passou novamente a conversar a se alimentar só que surgiu o edema pulmonar foi tratada e agora surgi a pnumonia causando insuficiencia respiratória a pressaõ também subiu mas está sendo controlada.no momento ela entubada os médicos acharam melhor para não sacrifica-la muito. minha mãe fumou mas há muitos anos atrás menos de um ano ela tem hoje 69 anos. gostaria de uma palavra sua não sei o que pensar ela estava tão bem um dia antes minhã irmã deu o almoço dela fez a higiena oral dela deixou ela bem e no outro dia encontra ela no oxigenio precisando ser entubada como é isso doutor? por favor o que pode ter acontecido? um abraço fique com DEUS.

  26. Magno Borges de Amorim comenta:

    15 dezembro, 2010 @ 6:11 PM

    Olá doutor.
    o meu pai foi hospitalizado as pressas com muita dificuldade de respirar e tremuras no corpo.
    Foi transferido diretemente para UTI, o diagnóstico do médico constatou pneumonia passada.Segundo o médico vai depender se o meu pai vai reagir ais antbióticos.
    Existem casos de pessoas que passaram por essa situação e se recuperou e ficou sem sequelas?
    Ou as chances são mínimas?
    Em média pode demorar quanto tempo esse tratamento na UTI?
    Desde já agredeço e aguardo respostas.

  27. Sarah comenta:

    12 março, 2011 @ 1:15 AM

    Boa noite. Gostaria de resumir o que hove com meu pai e queria muito uma palavra de exclarecimento para que minha dôr diminuisse.
    Meu pai deu entrada na madrugada de 29 para 30/06/2010 com um AVC emorrágico que ofendeu seu lado esquerdo menos o rosto, que a princípio sim mais uma hora depois estava normal e com todo o seu potencial de raciocinio , que eu como filha e moradora no mesmo domicilio que ele e por cuidar sempre dele sabia de todos os problemas e cirurgias sofridas. Durante dois dias ele ficou instalado no corredor do hospital em uma maca da ambulancia dos bombeiros pois não havia lugar para instala-lo. Quando me viu tentou se levantar pois seu braço esquerdo estava emprenssado entre a maca e a parede pois o enfermeiro não havia se tocado da situação. Uma pessoa de 85 anos totalmente lúcido , sentindo caimbras sem poder fazer uma massagem que aliviassem seu encomodo ele disse com as seguintes palavras que jamais irei esquecer: Sarah, aqui não vai dar. Para ele era o único hospital que não queria ser levado. e de lá não saiu vivo pois não houve assitencia imediata, o único médico estava dormindo, meu pai deu entrada as cinco da manhã e até as sete não havia sido atendido. Não nos deixaram permanecer ao seu lado principalmente eu que transmitia confiança e tranquilidade, fui posta para fora.Cadê a lei que diz que crianças e idosos a partir de sessenta anos devem e podem ter acompanhantes.O que fizeram com ele eu não sei , minha irmã mais nova entrou mais tarde e ele disse que estava esperando por ela para tomar o café e cmoe rum paozinho pois estava morto de fome, havia vomitado na ambulância. Quando pude ver meu pai , na hora da vizita, já estava entubado , no corredor que chamam de Pré CTI . Assim que morreu mais um no CTI levaram meu pai e lá as atrocidades que é como posso chamar, pois não conseguiram colocar uma sonda nele e começaram a fazer hemodialize, e daí para pior durante doze dias. Causa morte : AVC não tratado e infecção hospitalar. Um local podre de sujo com lama no chão, moscas sobre os doentes, alguns deles com problemas infecciosos ditos lá, latas de lixo aberta na direção dos pés de meu pai.
    A minha pergunta é a seguinte: Ele já morreu , para o hospital, médica que largou ele a noite em seu plantão para consertar seu celular e voltou pela manhã no momento em que estava retirando noradrenalina para ver seu comportamento . Ele acordou lógico e o unico médico de plantão no hospital retornou a nora outra vez. Dentro de minha completa ignorância e dôr, o que devo fazer para me sentir menos culpada ´por sua morte. Morte de um velhnho que amava a vida e queria continuar vivendo. Perdi meu amigo, companheiro, irmão, pai e tudo de bom que a vida me deu. O que fazer para reparar essa confusão em minha cabeça pois não consigo organizar minha cabeça, não sei para onde vou nem o que fazer.Estou com o prontuário e não sei se irão me entregar.
    A quem possa me orientar, eu agradecerei eternamente.
    Obrigada de coração.

  28. SANDRA TERRA comenta:

    6 abril, 2011 @ 3:32 PM

    Tenho uma tia idosa de 65a que além de diabética é hipertensa. Ela foi diagnósticada com pneumonia grave, pois estava saindo secreção de muco com sangue toda vez que tossia muito… o médico achou melhor pelo quadro dela que ela fizesse o tratamento medicamentoso em casa(antibióticos de última geração e carríssimos). Mas não me explicou algumas coisas…
    1)Ela pode continuar o xarope para tosse que ela estava tomando antes do diagnóstico?
    2) Ela toma alguns remédios para câimbras – potassio e magnésio, tem de suspender durante o tratamento?
    3) Como deve ser a alimentação dela? Deve ser líquida, pastosa, morna ou quente?
    4) Ela deve dormir com travesseiro alto? ou sentada? Pois qdo se deita a tendência é aumentar a tosse e a dificuldade para respirar.
    grata antecipadamente as respostas aos meus questionamentos,
    Sandra

  29. Tatiana Heloisa comenta:

    24 agosto, 2011 @ 12:01 PM

    Minha avó tem 93 anos e foi internada com pneumonia. Está na UTI há 17 dias, e a pneumonia foi totalmente curada. Os exames de sangue estão bons, porém ela está com uma traqueostomia há 1 semana e não consegue ainda respirar sozinha: está com insuficiência respiratória. Quais são as probabilidades dela conseguir voltar a respirar sem a ajuda de aparelhos?
    Grata desde já

  30. doralice rosa comenta:

    14 setembro, 2011 @ 8:48 AM

    Tenho uma amiga hospitalizada com pneumonia. Ela começou se sentindo muito cansada e com dificuldade em respirar. Cheguei a pensar que era problemas cardíacos e mandei que ela procurasse um cardiologista. Só que a situação piorou e quando ela procurou uma emergência, teve que ficar para fazer o tratamento da pneumonia. Desde domingo que ela está internada. Agora já está se sentindo melhor. O que me assustou foi como a pneumonia foi bastante silenciosa, de uma hora pra outra ela ficou gripada e daí apareceu a pneumonia, Existe alguma explicação pra isso? Será que a pneumonia já estava instalada, aguardando uma gripe para se manifestar? Pois o cansaço e respiração dificil ela já sentia há muito tempo. Esse site é muito bom. Me tirou muitas dúvidas à respeito da pneumonia no idoso. Minha amiga tem 62 anos. Um abraço. Aguardo melhores explicações à respeito.

  31. soglimar comenta:

    29 setembro, 2011 @ 12:48 AM

    Hola yo soy estudiant de medicina y quiero agradecer a los autores de este articulo pues me fue de mucha utilidad gracias

  32. SANDRA comenta:

    28 dezembro, 2011 @ 4:30 PM

    Meu pai tinha 84 anos entrou no hospital Sino Brasileiro andando, lucído, com uma suspeita de pneumonia, a média disse que só iria deixa–lo internando pela idade dele, em 2 dias foi parar na UTI cada dia mais grave, resumindo foi entubado teve parada cardíaca, perdeu os rins , teve que fazer hemodialise.
    Veia a óbito dia 24/12/11
    Por isso se vcs tiverem alguem que esteje na uti, fiquem em cima , pois é muito importante,ninguem acredita o que aconteceu, muito menos eu que estou inconsolável e amargurada.
    lutei muito muito muito muito muito muito muito muito muito

  33. sandra comenta:

    9 maio, 2012 @ 8:08 AM

    Meu pai tem 79 anos, ja tem uma saude bem debilitada, toma ja 7 anos morfina p/ causa de herpes muscular, agora teve um AVC esquemico e em seguida pegou pneumonia hospitalar deu uma melhor ano domingo e o medico mandou pra casa, sente muita canseira e falta de ar, podemos continuar cuidando dele em casa ou devemos retornar com ele para o hospital, ele so dorme, não se mexe muito, esta muito debilitado.

  34. Vandilson nunes lopes comenta:

    20 junho, 2012 @ 7:26 AM

    Ola. Meu pai foi diagnosticado com pneumonia e recentemente fez tomografia do torax e acusou lesao expansiva no lobo direito do pulmao. Gostaria de saber se pode ser cancer ?

  35. Dr. Armando Miguel Jr comenta:

    20 junho, 2012 @ 8:06 AM

    Vandilson,
    Quem pode dizer alguma coisa é o médico que está cuidando dele. Algumas imagens radiológicas são bastante indicativas outras apenas suspeita. Converse com o médico que o está acompanhando.

  36. odi silveira comenta:

    27 junho, 2012 @ 10:58 AM

    a 2 semanas estou com pneumonia me tratei em casa comforme a a medics me orientou. ainda sinto fraqueza se ando rapido ou subo u morrinho pequeno, é normal? será q voltará força q eu tinha antes? Grata tenho 67 nunca estive doente

  37. Dr. Armando Miguel Jr comenta:

    27 junho, 2012 @ 8:54 PM

    Odi
    A recuperação nas pessoas com pouco mais de idade é mais demorada que nos jovens. O que acontece é que os idosos tem baixa reserva física e uma infecção importante como pneumonia compromete todo os sistemas do orgnismo. O importante é alimentar-se bem e fazer os exames de controle para verificar se ficou com alguma deficiencia que deva ser corrigida, como anemia, perda de proteínas etc.

  38. camilla comenta:

    29 junho, 2012 @ 1:08 PM

    gostaria de ajuda pois não entendo nada de medicina,e meu avô está com 82 anos e a 5 dias atrás ele teve uma parada cardíaca mais graças a Deus meu avô sobreviveu pois minha avó utilizou os métodos de 1º socorros e chamou a ambulância aí internaram ele e a médica disse que ele tem enfisema pulmonar,alguém pode me dizer o que é isso,e se é grave e se ele tem chances de sobreviver e quanto tempo ele tem que ficar internado para haver melhoras,lembrando que ele está em coma induzido e na c.t.i?
    gostaria de saber também se ele consegue me ouvir e se ele conseguiria apertar minha mão mesmo em coma induzido?
    e ele estando em um hospital é verdade que só faz ele piorar,por conta dele ficar sozinho e em um lugar cheio de bactérias?

  39. DEUZA DANTAS comenta:

    18 julho, 2012 @ 6:56 PM

    Dr.Meu avô está com 89 anos, e recentemente devido ao tempo de fumo, foi diagnosticado um cancer no pulmão. Ele está em casa e ja disseram que ele só tem de 05 a 06 meses de vida. Sabado passado ele começõu a dar covulções. Mas e um senhor muito lucido. Hoje os braços dele começaram a inchar, pergunto: Qual o motivo do inchasso nos braços? estamos fazendo de tudo, dando bastante carinho e fazendo tudo que ele quer. MEU AVÔ E AINDA NOSSA BASE. Obrigada.

  40. Jéssica Borges comenta:

    27 julho, 2012 @ 5:06 PM

    Olá, gostaria de uma opnião. Minha avó tem 70 anos e tem diabetes( não sei ao certo o tipo mas ela toma insulina e tem a pressão alta) e descobriu atravez de cateterismo que está com duas veias entupidas do coração e tem um sopro. Ela ia fazer uma cirugia mas ficou com pneumonia, levamos ao médico e ela teve parada cardiaca, os medicos falaram q a parada foi demorada e nisso ela foi internada na uti. Fui visitar ela e disseram que o caso dela é estavel e a pressão ta normal mas ela esta em coma induzido. Ela teve febre e falaram que isso é bom, que o corpo está reagindo contra a doença.
    Eu tenho fé e acredito que vai fica tudo bem mas qual é sua opnião? Sei que pessoas com diabetes tem mais riscos por causa da pneumonia mas você acha que por estar estavel e ela ter tido febre ela pode melhorar? 
    Obrigada pela atenção.

  41. Fátima Bertanha (fafá) comenta:

    28 julho, 2012 @ 8:26 AM

    Meu pai já está internado no cti há 9 dias com um quadro de infecção pulmonar que veio logo após uma fratura no braço esquerdo.Ontem se submeteu a uma traqueostomia, ainda estava sedado, tinha alguns reflexos nos pés e olhos, apesar dos médicos serem bastante atenciosos e dizer que o quadro está sob controle, estou muito apreensiva, pois é grave e está demorando muito ter uma melhora. Ele é idoso,tem 85 anos já não fuma há 15 anos e era hiper ativo, resolvia tudo sozinho, até namorava. Por favor me de mais esclarecimentos. Tenho a convicção que DEUS está no controle. Quero uma previsão do tempo normal do tratamento nesses casos! Me ajudem!

  42. ana paula comenta:

    5 abril, 2013 @ 9:21 PM

    POR DEUS,ALGUM MEDICO ME AJUDE ENTENDER MELHOR O ESTADO DE SAÙDE DO MEU AVÔ, MEU NOME É ANA PAULA, TODOS OS ANOS PRINCIPALMENTE QUANO E INVERNO OU FAZ FRIO MEU AVÔ É INTERNADO NO HOSPITAL, EM CASA O MEDICO DA MEDICASAO PARA ELE TOMAR CALCORT DEFLAZACORTE 6MG EM COMPRIMIDO ,E O REMEDIO DA PRESSAO LOSARTANA POTASSICA 50MG . MEO AVÕ TEM 75 ANOS, USA FLAUDAS CAMINHA COM MUITA DIFICULDADE ,ELE BEBEO DURANTE MUITOS ANOS PAROU A 10. UTIMAMENTE O MEDICO NOS FALAVA QUE ELE ESTAVA COM GRIPE SEMPRE FEZ TODOS OS TIPOS DE EXAMES , POR UTIMO O MEDICO DISSE QUE ELE TINHA PNEUMONIA CRONICA, ELE ESTA INTERNADO A MAIS DE UM MES NO HOSPITAL ESCARANDO SANGUE COM DORES FORTES NA BARIGA NAO CONSEGUIA IR AOS PES, GEMIA SEMPRE DE DOR, SEMPRE COM O CORPO GELADO .PERGUNTAVA AO MEDICO O QUE PODIA SER ELE SO DIZIA QUE NOS EXAMES NAO APARECIA NADA SEMPRE SEM RESPOSTAS ESCLARESEDORAS. MEU AVÕ TEM UM OTIMO PLANO DE SAUDE, MAS A IGIENE DO QUARTO DELE ERA PESIMA SEM CONTAR DOS PESCIMOS CUIDADO DE ALGUNS ENFERMEIROS . AH UMA SEMANA ELE ESTAVA INCONCIENTE E FOI INTUBADO E LEVADO AS PRESAS PARA A OTEI , PRIMEIRO VIZITEI MEU AVÔ ELE ME RECONHECEU E ESTA CONCIENTE MAS ME ASSUSTEI PORQUE ELE ESTA COM TODO O CORPO INJADO MENOS O ROSTO , POR ELE ESTA TODO INTUBADO ELE NAO CONSEGUE FALA . DEPOIS DISSO CONVERSEI COM O MEDICO DELE , ELE ME FALOU QUE ELE ESTAVA COM FEBRE ALTA E PODE ENTRA EM COMA PROFUNDO AH QUALQUER COMENTO , ELE ME ESPLICOU ALGUMAS COISAS POR EU ESTA MUITO NERVOSA NAO INTENDI NADA , ELE DISSE QUE ERA PARA NOS TER FÈ. TENHO MUITO MEDO QUE MEU AVÔ MORRA PRECISO MUITO SABER SE MEU AVÔ TEM CURA E SE ELE NAO VAI FICA COM SEQUELAS . PORFAVOR ALGUEM ME ESCLARESA OQUE ELE REALMENTE PODE TER . OBRIGADO ESTOU AGUARDANDO A RESPOSTA. DESCULPE PELOS MEUS ERROS DE ORTOGRAFIA

  43. Paulinho Cavalheiro comenta:

    9 maio, 2013 @ 6:45 AM

    Muito bom este site.
    Ajudou em minhas duvidas…
    Por ter uma mãe idosa, me ajudou muito!

  44. Celia Veronica comenta:

    13 março, 2014 @ 8:42 PM

    Boa noite! A minha mãe esta internada a 7 dias tratando de pneumonia causada por bronco aspiração e de uma infecção urinária, nos 2 primeiros dias foi tratada com clavulim. Não deu certo. Agora estão administrando Maxcef, Ancoron e Nora
    Ela tem 84 anos e a dez fez quimio e rádio em função de um cancer de mama. Nunca fumou nem bebeu nem tem diabetes.
    Você acha que ela tem alguma chance?!! Obrigado!!
    Deus abençoe!!

  45. Flavio comenta:

    10 abril, 2014 @ 9:38 PM

    minha mãe de 85 anos,fez uma cirurgia para retirada de nódulos de câncer de tireoide recidivo,foi seccionado uma carótida,uma corda vocal e um nervo que ajuda na respiração,ela saiu da sala de cirurgia e foi para enfermaria,mas teve dificuldades em respirar e foi para UTI,fizeram uma traqueostomia para aliviar a respiração,ela passou 16 dias na UTi e teve alta e foi para enfermaria,ficou um dia e retornou para UTI por causa da dificuldade de respirar sozinha.O que está acontecendo com ela,será que ela vai conseguir superar?

  46. Entenda os sintomas da pneumonia nos idosos – Blog Mega Imagem | Diagnóstico por imagem | comenta:

    23 agosto, 2014 @ 2:44 AM

    […] do ano, o que leva a um maior número de internações, por isso a importância da vacinação do idoso. No idoso o envelhecimento fisiológico do sistema respiratório e do sistema imunológico não […]

  47. patricia comenta:

    29 agosto, 2014 @ 11:49 AM

    Minha avó teve começo de infarto e ela tem retimia cardiaca,os médicos descobriram que ela esta com pneumonia,ela vai ter cura,vai sobreviver?Ela se encontra na semi uti respirando por aparelhos.Os medicos que estão cuidando dela falaram que o coração da minha vó esta fraquinho por causa da pneumonia e é grave o caso dela.Ela vai sair dessa?

  48. carla tereza comenta:

    29 agosto, 2014 @ 4:55 PM

    Minha avó tinha 79anos.Ela caiu e fraturou o fêmur,fez a cirurgia e estava bem! Derrepente começou a ter difículdades para respirar.Levamos ao médico e ele disse ser pneumonia.Passou um antíbioticopo sete dias e mandou para casa. Indo e voltando esses sete dias para tomar o remédio.Só que minha vó ja tinha um problema no coração e não tinhamos recursos em casa, no segundo dia de tratamento ela estava sem pulso sem batimentos e os dedos das mãos roxos.A colocaram no oxigênio,esquentaram o corpo dela com bolsas de água quente ela voltou um pouco e deram o antibiótco e depois de duas horas mandaram para casa.A enfermeira me disse que o cérebro dela não estava mandando oxigênio para o resto do corpo e ainda brincou ….¨Esses velhinhos são asssim mesmo é so colocar bastante roupa nela e fica tudo bem¨.A noite do mesmo dia a vó faleceu! Pra mim foi negligência médica.Nos exames deu isquemia no coração,fratura ,tromboembolismo pulmonar.Fora a doença senil,pressão auta e a cegueira das duas vistas .

Deixe seu comentário aqui !