Arquivo de 21/jan/2007





21 - jan

MIF – Medida de Independência Funcional

Categoria(s): Conceitos, Dicionário, Enfermagem, Fisioterapia, Gerontologia

Conceito

A Medida de Independência Funcional é composta de dois campos: o motor e o cognitivo. O motor é composto de 13 itens e subdivididos em quatro categorias: cuidados pessoais, controle de esfincter, mobilidade/transferência, locomoção.

O cognitivo é composto de 5 itens e em duas categorias: comunicação e cognição social.

Para cada item atribui-se uma nota que varia de 1=assistência total; 2=alta assistência; 3=assistência moderada; 4=assistência mínima; 5= supervisão; 6=independência modificada; 7=independência total.

O total máximo é 126 pontos, que indica independência total e a mínima é de 18 pontos indicativo de dependência total.

Ver mais

Tags:

Veja Também:

Comments (14)    







21 - jan

Fibromialgia

Categoria(s): Doença de causa desconhecida, Reumatologia geriátrica

Revisão

Fibromialgia – aspectos gerais

fibromialgia

Autores:

Alyne Daniela de Almeida
Priscilla Job Meira
Samira Martines Ciarrocchi

Local da realização
Pontifícia Universidade Católica de Campinas PUC-Campinas
2002

Resumo
A fibromialgia é uma síndrome que acomete preferivelmente as mulheres, correspondendo a 80% dos casos. A idade de seu início varia entre 29 e 37 anos, sendo a idade de seu diagnóstico entre 34 e 57 anos.
A rápida caracterização clínica e o início imediato de tratamento fisioterápico é de suma importância no controle desta doença como poderemos notar neste estudo de revisão.

Introdução

A fibromialgia é uma forma de reumatismo associada à sensibilidade do indivíduo frente a um estímulo doloroso.

Refere-se a uma condição dolorosa generalizada e crônica que estende-se por um período maior que três meses e que está associada à presença de pontos dolorosos padronizados denominados de trigger points ou regiões de gatilho, que estão localizados perto do músculo trapézio(no pescoço), parte interna dos joelhos e parte externa dos cotovelos, regiões que correspondem a inserções de tendões ao osso ou ao músculo e que quando pressionadas pelos polegares e indicadores causam intensa dor.

O paciente descreve a dor como sendo um leve incômodo até uma condição incapacitante. As manifestações da dor variam de acordo com o horário do dia, intensidade dos esforços físicos realizados, condições climáticas, aspectos emocionais e ligados ao padrão do sono.

A causa é desconhecida, mas desordens do sono, depressão, infecções virais ou percepções anormais dos estímulos sensitivos podem ser as prováveis causas.

A fibromialgia pode prejudicar a qualidade de vida e o desempenho profissional. O indivíduo apresentará alterações do humor, que podem resultar em quadros de ansiedade e depressão; Ter dificuldade de se concentrar e de executar tarefas comuns, além de Ter grande dificuldade para dormir, o que resulta em sonolência diurna. Quadro denominado de sono restaurador, o paciente acorda de manha com a sensação de que dormiu mal e não descansou durante a noite. A principal queixa do paciente é a de que ele é uma pessoa chata

Importância

O tratamento fisioterápico consiste não só em uma avaliação do paciente, mas também tem como objetivo o alívio da dor, a restauração da amplitude de movimento e da flexibilidade e a melhora da qualidade de vida.

São indicados para o controle da fibromialgia:

Exercícios para alongamento e fortalecimento muscular, assim como para condicionamento cardiorespiratório;

Técnicas de relaxamento para prevenir espasmos musculares;

Hábitos saudáveis para melhorar a qualidade de vida e reduzir o estresse;

Medicações para o controle da dor e dos distúrbios do sono, ressaltando que tanto antiinflamatórios e corticosteróides não funcionam como medicamentos, sendo os antidepressivos ou neurolépticos os agentes farmacológicos mais indicados.

Tags:

Veja Também:

Comments (9)    




" A informação existente neste site pretende apoiar e não substituir a consulta médica.
Procure sempre uma avaliação pessoal com um médico da sua confiança "