14 - jan
  

Diabetes Mellitus e Síndrome metabólica

Categoria(s): DNT, Endocrinologia geriátrica




Editorial

Desde a primeira descrição da síndrome por Revean em 1988 (denominou síndrome X), muitos novos componentes foram agregados, e a síndrome mudou de nome diversas vezes. Em 1999, um grupo consultor da Organização Mundial de Saúde (OMS) propôs a denominação de síndrome metabólica (alguns autores utilizam a denominação síndrome pluri-metabólica).

O denominador da síndrome é representado pela resistência a insulina, que constitui o seu mecanismo fisiopatológico básico. A partir dai, o grupo consultor da OMS definiu a síndrome com os seguintes componentes: 1. Regulação alterada da glicose ou diabetes e/ou resistência à insulina; pressão arterial sistêmica elevada (maior que 140/90 mmHg) aumento dos triglicérides (acima de 150 mg/dL); obesidade central (relação cintura-quadril maior que 0,90 para os homens e 0,85 para as mulheres); microalbuminúria (excreção maior que 15 microgramas/minuto).

A prevalência da síndrome metabólica aumenta consideravelmente com a idade, variando de 6,7% (20 e 29 anos) até 43% (acima dos 60 anos). Quando se estuda uma população de alto risco, como o de familiares de indivíduos diabéticos, a prevalência chega próximo de 50% e, nos diabéticos a prevalência é superior a 80%.

Atualmente, novos componentes se juntaram à síndrome: hiperuricemia (aumento do ácido úrico); aumento da fração LDL-Colesterol; distúrbios da coagulação sangüínea e fibrinólise; disfunção do tecido endotelial (elevação do fator de vonWillebrand); elevação da homocisteina; inflamação da parede arterial (elevação da proteína C-reativa); angina microvascular; ativação do eixo hipotálamo-hipófise-adrenal; síndrome do ovário policístico; aumento da leptina.

Referência:

WHO consultatiuon: Definition, diagnosis and classification of diabetes mellitus and its compliations. WHO?NCD?NCS?99.2;31-33.

Tags: , , , , , , , ,




Comentário integrado ao Facebook:


3 Comments »

  1. Antonio Benedito da Silva comenta:

    14 junho, 2008 @ 6:14 PM

    Avida moderna alavancou uma gama de doenças causadas pelo estilo de vida sedentário. Deve-se esucar a população para que a mesma crie hábitos de estilo de vida saudável para desfrutar de saúde.

  2. Francine comenta:

    19 outubro, 2009 @ 7:22 PM

    Olá…
    Sou formada em Ciências Biológicas e atualmente faço pós graduação em análises clínicas.
    Estou fazendo meu artigo em baseado em Sindrome Metabólica. Vocês teraima algo mais detalhado sobre este assunto???
    Algum livro que poderiam me indicar??

    Obrigada…

  3. Crevanilde comenta:

    10 setembro, 2010 @ 8:10 PM

    Dr. Armando Miguel, boa noite.

    Já entrei em contato com o Sr. em outras oportunidades, procurando ter um melhor entendimento sobre gonartrose (tenho nos dois joelhos). Agradeço por ter me ajudado com tantos esclarecimentos sobre esta tão dolorida doença.
    Hoje venho lhe pedir 02 conselhos sobre diabetes (que adquirí em 2006) e acne (doença da qual minha filha atualmente com 26 anos sofre há 13 anos).
    Sobre Diabetes Tipop II preciso saber se eu posso comer a fruta CARAMBOLA, que eu adoro mas me falaram que não me é permitido comê-la, é verdade?
    Sobre a Acne, que sabonete minha filha deve usar e qual creme para o rosto é melhor? Somos pobres e não temos convênio, temos que usar o SUS e a consulta demora mais de um ano para ser marcada.
    Obrigada pelo seu atendimento.
    Crevanilde

Deixe seu comentário aqui !