13 - jan
  

Doença de Paget

Categoria(s): Dicionário, Reumatologia geriátrica




Dicionário

Abstrat:
Paget’s disease is a chronic condition of bone characterized by disorder of the normal bone remodeling process. Normal bone has a balance of forces that act to lay down new bone and take up old bone. This relationship (referred to as “bone remodeling”) is essential for maintaining the normal calcium levels in our blood. In bone affected by Paget’s disease, the bone remodeling is disturbed and not synchronized. It is not known what causes Paget’s disease. Recently, certain genes have been associated with Paget’s disease, including the Sequestrosome 1 gene on chromosome 5, although a virus infection may be necessary to trigger point.
Paget’s disease commonly causes no symptoms and is often incidentally noted when X-ray tests are obtained for other reasons. The treatment of Paget’s disease is directed toward controlling the disease activity (medications called bisphosphonates or injectable calcitonin), and managing its complications. Bone pain can require anti-inflammatory drugs (NSAIDs) or pain-relieving medications. Bone deformity can require supports as surgical operations.

A Doença de Paget é uma doença crônica dos ossos (osteodistrofia deformante de Paget) que se apresenta com deformidades em áreas isoladas do esqueleto caracteriza por um excesso de formação de tecido ósseo. O tecido ósseo normal tem um equilíbrio de forças que atuam para estabelecer um novo osso e remover o osso velho. Nesse processo atuam dois tipos de células o osteoclástro que remove o “osso velho” e o osteoblasto que forma o “osso novo”, como se um pedreiro fosse retirando uma parede antiga e um outro pedreiro fosse fazendo uma nova parede no lugar. Na Doença de Paget a atividade osteoclástica está aumenta, levando a uma atividade compensatória secundária pelos osteoblastos. O resultado é a formação de osso que é maior em volume, irregular em estrutura e mecanicamente inferior, isto é, tem maior tendência para as deformidades e fraturas.

A doença de Paget geralmente não causa sintomas e muitas vezes é descoberta por acaso em um exame radiológico  obtidos por outras razões. O tratamento da doença de Paget é direcionado para controlar a atividade da doença (medicamentos chamados bisfosfonatos ou calcitonina injetável), e gerenciamento de suas complicações. Dor óssea pode exigir anti-inflamatórios não esteróides (AINE). As deformidades ósseas podem exigir tratamentos cirúrgicos.

ver mais

Tags: , ,




Comentário integrado ao Facebook:


99 Comentários »

  1. Luiz Carlos S da Silva comenta:

    25 dezembro, 2007 @ 9:02 AM

    Prezado Dr.
    Há quatro meses venho fazendo todos os tipos de exames e RX (tomografia cintilografia e ressonância). Estes exames apresentaram lesões na L-5 S-1 , sempre com dificuldades de me erguer ou caminhar com distância longa mais rápidas, além de sentir dores.
    Enfim fiz a biopsia que acusou:
    -Fibrose medular
    -Atividades osteoclástica e osteoblastica mínimas–Linha de deposição ósseas
    -Filetes nervosos em meio a tecido fibroso medular-Ausência de Granulomas ou atividades inflamatória significativas. – Coloração de Ziehl e Grocott negativas.
    Dr. por gentileza isto tudo tem tratamento. desde já muito obrigado

  2. Dr. Armando Miguel Jr comenta:

    3 janeiro, 2008 @ 9:04 AM

    Luiz,
    Analisando as suas informações.
    1. As lesões L5-S1, ou seja na última vértebra lombar e primeira sacral pode ser decorrentes de processos degenerativos (osteoartrite) que acabam comprimindo a raiz nervosa e causando dores e dificuldades de movimentação. O tratamento fisioterápico é de grande valia.
    2. Na biópsia – fibrose medular, significa que o processo é crônico. As atividades osteoclásticas (destruição óssea) e osteoblástica (formação óssea) fazem parte da remodelação normal do osse deixando-o sempre jovem, está atividade é normal.
    3. A presença de filetes nervosos em meio ao tecido fibroso explica as suas dores, por excitabilidade nervosa.
    4. Como não tem granuloma (processo específico = tuberculose, corpo estranho, etc) afasta-se estas doenças.
    5. Como não tem atividades inflamatórias significativas, afasta-se uma osteomielite (geralmente, bacteriana).
    6. A coloração de Ziehl é especifica para corar os bacilos alcool-ácido resistente do bacilo de Koch = tuberculose – ou seja, voce não tem esta doença, graças a Deus!
    7. A coloração de Grocott é específica para corar fungos, especialmente a blastomicose, que voce também não tem.
    Concluindo- tudo se encaixa em processo degenerativos crônico, osteoartrite. Cura não existe porém, é benigno, estabiliza-se com medicamentos e fisioterapia.

  3. Márcia A. Vaz comenta:

    12 agosto, 2009 @ 12:20 AM

    Prezado Dr.
    Em 2007 eu realizei exames de ressonância, tc da bacia e sacroilíacas – coluna lombar, dessintometria óssea, cintilografia óssea, cintilografia das glândulas salivares, anti CCP e exames de sangue recentes.
    Os resultados foram os segtes:
    a) TC bacia e sacroilíacas – osteófitos marginais nos corpos vertebrais lombares, alterações degenerativas das articulações interapofisárias de L4L5 e L5S1, osteofito marginal na borda acetabular superior D, planos musculares e gordurosos normoatenuantes e ateromatose aorto-ilíacas.
    b) TC da coluna lombar – corpos vertebrais de altura mantida c/formação de osteófitos marginais, discreto abaulamento discal difuso em L3L4 s/determinar impressão significativa sobre o saco tecal, abaulamento discal difuso pouco assimétrico para a região postero-lateral D em L4L5 que toca a face ventral do saco tecal e determina peq. estreitamento do aspecto inferior do forâmen neural direito deste nivel, alterações degenerativas das articulações interapofisárias de L4L5 e L5S1, ateromatose aorto-ilíacas e alterações degenerativas da coluna lombo-sacra.
    c) RM do ombro E – pequeno cisto subcondral na cabeça umeral, ausencia de derrame articular gleno-umeral
    d) TC da coluna cervical – tendência a retificação da lordose cervical fisiológica, corpos vertebrais de altura matida com formação de osteofitos marginais em C3, C4, C5, C6 e C7, discreta redução dos espaços de discos C5C6 e C6C7, peq. protusão disco-osteofitária póstero-mediana em C3C4 sem determinar impressão significativa sobre o saco tecal, protusão discal póstero-mediana em C4C5 determinando leve impressão sobre a face ventral do saco tecal, abaulamento discal difuso em C5C6 s/determinar significativa sobre o saco tecal, complexo disco-osteofitário em C6C7 determinando peq. estreitamento do aspecto inferior do forâmen neural esq. deste nível, canal taqueano de dimensões conservadas, alterações degenerativas da coluna cervical.
    e) TC da coluna toráxica – corpos vertebrais de altura mantida c/formação de osteófitos marginais, canal raqueano de dimensões normais, articulações interapofisárias conservadas, alterações degenerativas da coluna toraxica.
    f) RX da coluna cervical (2pos) – osteófito anterior proeminente em C6, retificação da curvatura cervical, osteófito marginal posterior entre C6C7, correlacionar com incidências oblíquas, espaços intervetebrais conservados e ausência de costelas cervicais.
    g) RX da coluna lombo-sacra – osteofitose difusa, esclerose zigoapofisária L5S1 bilateral, altura normal dos corpos vertebrais, redução dos espaços discal L5S1, pedículos integros e transição lombo sacra preservada.
    h) RM ombro D – leve espessamento capsular e edema subcondral na margem acromial da articulação clavicular, cisto subcondral na cabeça umeral,tendão do cabo longo do bíceps centrado na goteira com calibre e sinal normais, leve espessamento e alterção do sinal infra-substancial do tendão supra-espinhal, caracterizando tendinopatia moderada, leve alteração do sinal do tendão infra-espinhal, preservando espessura normal, caracterizando tendinopatia leve, demais tendões componentes do manguito rotador sem sinais de lesão, ausência de derrame articular gleno-umeral, não visualizamos efusão na bursa sbacromial-sbdeltóidea, alterações degenerativas/hipertróficas da articulação acrômio clavicular.
    i) RX Panorâmica da face – estruturas ósseas integras, dentes ausentes 16, 26 e 46, inclinação mesial 17 e 47, reabsorção óssea alveolar horizontal generalizada, calculo 38M, 36M, 47D e 48M
    j)Cintilografia das glândulas salivares – observa-se fluxo sang6uineo deprimido em grau acentuado para glândulas salivares, também foram obtidas imagens estáticas nas projeções anterior e oblíquas anteriores antes e após estímulo c/ácido cítrico, as imagens pré-estimulo mostram hipocaptação moderada do radiofármaco nas glândulas parótidas e em grau acentuado nas glândulas submandibulares, captação das glândulas salivares tendo a tireóide como ref mostrou: parótida D: 0,10 (normal: 0,66 – 0,93), parótida E: 0,16 (normal: 0,64 – 0,93), sub-mandibular D: 0,05 (normal 0,58 – 0,77), sub-mandibular E: 0,07 (normal: 0,57 – 0,76). As imagens pós-estímulo mostram excreção insatisfatória do radiofármaco pelas glândulas submandibulares. % de eliminação do radiofámaco pelas glândulas salivares: parótida D: 22% (normal 67% -74%) , parótida E: 37% (normal 65%-74%), sub-mandibular D: 22% (normal: 45%-54%), sub-mandibular E: 28% (normal 44%-54%). Função das glândulas salivares deprimida em grau acentuado, excreção deprimida em grau acentuado pelas glândulas parótidas e em grau moderado pelas glândulas submandibulares.
    *PS: exame realizado devido secura na boca e nos olhos c/vermelhidão (Sindrome de Sogren?)
    k) Anti CCP: 18.4
    hemograma completo: leucocitose moderada e neutrofilia absoluta.
    l) Cintilografia Óssea: sinais cintilográficos de processos degenerativos ósteo-articulares no ombro D e coluna vertebral e provável processo alvéolo-dentário no maxilar. Na imagem demonstra concentração de radiofármaco nos ombros D/E, mãos e braços D/E, escápula, quadril, osso pubiano, tórax, joelhos D/E, pés D/E e fêmures D/E.
    m) Fator Reumatóide: 1.160
    n) Waalare Rose: 690
    Negativo para Hepatite e HIV
    EA? Osteíte Deformante? Há necessidade de biópsia do fragmento da mandíbula? (reabsorção óssea). Falta realizar exame p/ LES. PA de 15/9 à 18/10
    Por gentileza me enviar avaliação após análise.
    Grato,
    Márcia A. Vaz

  4. Márcia A. Vaz comenta:

    12 agosto, 2009 @ 12:26 AM

    Doutor,

    Em 2007 realizei RM, Sangue, Urina, e de lá para cá parece que o quadro está se agravando cada vez mais, com dores insuportáveis impedindo-me de dormir e com dificuldade de locomoção,impossibilitada de subir escadas ou qualquer aclive por menor que seja causando-me fadiga. Faço uso de colar cervical.
    Grato,
    M.Vaz

  5. fernando oliveira comenta:

    17 setembro, 2009 @ 11:17 AM

    Dr. meu exame deu esse resultado, tem cura? o que devo fazer para elimar?

    Tecnica do Exame:
    As imagens tomogradicas computadorizadas foram obtidas interessando os interespacos
    L3-L4, L4-L5 e L5-S1

    Os seguintes aspecto foram observados:
    Textura óssea normal, com boa diferenciacao córtico-medular
    Canal vertebral de caibre mantido
    abaulamento discal posterior em L5-S1, com impressao sobre o contorno anterior do saco dural
    Elementos do arco posterior sem particularidades
    planos musculo-adiposos paraertebrais preservados

    Impressao Diagnostica:
    Abaulamento disca posterior em L5-S1

  6. ederaldo luiz fontanella goulart comenta:

    7 outubro, 2009 @ 3:45 PM

    fiz este exame esta semana e deu três tipo de problema : abaulamento capsulaar acrômioclavicular.
    – ausência de distensão da bursa subacromial/subdeltoideana
    – artrite acrômioclavicular

    quero sabe qual é graul deste tipo de lesão

  7. cristina comenta:

    12 novembro, 2009 @ 7:24 PM

    gostaria de saber o que é Osteófitos Marginais, pq. aparecem no ombro, e o que se deve fazer, biópsia? retirá-los? minha mãe tem osteoporose e agora ela fez um raio-x e acusou Osteófitos Marginais. por gentileza pode me responder? obrigada!

  8. MACIA comenta:

    30 novembro, 2009 @ 7:21 AM

    GOSTARIA DE SABE O QUE É OSTEÓFITOS MARGINAIS NOS CORPOS VERTEBRAIS DE L3 E L4. E SE UMA PESSOA COM 60 ANOS SE APOSENTA COM ESSE DOENÇA A MESMA É MOTORISTA.

  9. katia cilene amaro comenta:

    28 janeiro, 2010 @ 8:18 PM

    Ola dr gostaria de saber se pode me ajudar pois ha 2 meses fiz uma artrodese da coluna cervical do nivel c3a c6 ainda tenho algum incomodo na garganta e na perna esquerda pois foi feito enxerto mas agora estou preocupada pois estou com a minha mão esquerda totalmente adormecida como estivesse formigando e o braço muito pesado o senhor pode me ajudar pois vou demorar muito pra voltrao meu médico muito obrigado katia

  10. karina felix comenta:

    9 março, 2010 @ 10:41 AM

    estou com um diagnostico de ressonancia magnetica ja apresentei o medico e o mesmo me disse que não havia nada,mas estou recorrendo a uma segunda opnião pois sinto muitas dores:
    corpos vertebrais com altura preservadaapresentando osteófitos marginais incipientes.
    redução da intensidade do sinal dos discs intervertebrais de c2 a c6 em t2w compativel com desidratação parcial dos mesmos comprimindo a ace ventral do saco dural
    discretos complexos disco-osteofitários posteriores de c3 a c5 tocando a face ventral do saco dural.

  11. Antonio Sérgio M.Lima comenta:

    24 março, 2010 @ 7:38 PM

    em minha ressonância apresenta: complexo disco-osteofitário posterior em c4-c5 c/ apagamento de gordura epidural local e compressão da face ventral do saco dural? o que é isso? doi demais? as vezes não consigo trabalhar? agum alivio com diclofenaco+ codeina

  12. roseli comenta:

    26 março, 2010 @ 6:21 PM

    b0a noite, procuro orientacao fiz um raio-x da coluna total panoramica (f-p em ortostase)-
    osteofitose marginal incipiente dos corpos vertebrais; reducao discreta do espaço discal de C5-C6 e L5-S1; ACENTUAÇÃO DA LORDOSE LOMBAR; LEVE DESVIL LATERAL SINUOSO DA COLUNA TORA COLOMBAR; DISCRETA RETROLISTESE DE L4 SOBRE L5; ANTEROLISTESE GRAU I DE L5 SOBRE SI.
    FAÇO MUSCULAÇAO 3 VEZES POS SEMANA, GOSTARIA DE SABER QUIAIS EXERCICIOSNPOSSO FAZER, FAÇO RPG 1X POR SEMANA.
    TENHO 38 ANOS. OBRIGADA ESPERO RESPOSTA. ROSELI.

  13. Leandro de amorim comenta:

    7 abril, 2010 @ 7:57 AM

    Bom dia! Me chamo Leandro, tenho 28 anos, e há anos sofro com dores terríveis nas pernas, nervos ciático mais especificamente.. Após muito tempo de espera, consegui uma ressonância magnética que acusou o seguinte:
    Análise:
    Redução da altura e desidratação dos discos intervertebrais L4-L5 e L5-S1, caracterizada por hiposinal em T2, indicando degeneração.
    Volumosa hérnia discal extrusa não fragmentada L4-L5, comprimindo a face anterior do saco dural e condicionando estenose segmental do canal vertebral. Comprimie as raízes descendentes L5 bilateralmente nos recessos epidurais.
    Hérnia discal extrusa posterior paramediana direita L5-S1, comprimindo a fcae anterior do saco dural e a raíz descendente S1 direita.
    Demais discos intervertebrais de aspecto natômico e sem anomalias do sinal.
    Foramens de conjugação com dimensões usuais, evidenciando-se no seu nteriro as raízes nervosas correspondentes envolvidas pela gordura foraminal, as quais se apresentam de morfologia e sinal usuais.
    Restante do canal vertebral de amplitude preservada.
    Cone medular com morfologia, sinal e tipografia normais.
    Musculatura paravertebral sem alterações.
    Alterações hipertróficas degenerativas das articulações interapofisarias de L4-L5 e de L5-S1.
    Demais articulações interapofisárias preservadas.

    Conclusão:
    Discopatias degenerativas L4-L5 e L5-S1, notando-se importante redução da altura dos discos herniais discais extrusas, sendo postero-mediana em L4-L5, condicionando estenose segmentar do canal vertebral e comprimindo as raízes descendentes L5 bilateralmente; E posterior paramediana direita L5-S1, comprimindo a face anterior do saco dural, e raíz descendente S1 hipselateralmente.
    Alterações hipertróficas degenerativas das articulações interapofisárias de L4-L5 e de L5 S1.

  14. mara comenta:

    31 maio, 2010 @ 11:42 PM

    boa noite.
    tenho tido dores mesmo antes de uma queda de costas de própria altura que tive. a seguir vai meu laudo de rm. tenho pareceres diferentes de médicos diferentes.poderiam me orientar? tenho retocolite ulcerativa e crohn. já tive tuberculose renal 2 vezes.
    muito obrigada.
    lartroses interpofisárias de l3-l4à l5-s1,,,abaulamento discal difuso em l2-l3 causando leve compressão no saco dural,,,,,,abaulam discal difuso em l3-l4 associado a protusão discal foraminalà esquerda causando compres no saco dural e reduzindo a amplitude do recesso inferior dos respectivos foramens neurais,notadamente à esquerda,,,,,abaulamento discal difusol4-l5 causando compressaono saco dural,reduzindo a amplitude do recesso inferior dos respectivos foramens neurais e do canal vertebral.,,,,pequeno abaulamento discal difuso em l5-s1 tocando a face ventral do saco dural,,,,espessamento dos ligamentos amarelos em l3-l4 e l4-l5,,,edema ósseo na 5º peça sacral e na 1º coccígea…….estenose canal vert l3-l4el4-l5discreta alteração do sinal medularóssea do pedíc à dir de l4 podendo corresponder a edema ósseo….alt do sinal hiersinal na seq ponderada em t2

  15. denise comenta:

    7 junho, 2010 @ 9:22 PM

    gostaria informaçoes a seguir::inpressaõ diagnóstica ALTERAÇOES DEGENERATIVAS DO ESPONDILO; DISCAIS E FACETARIAS DEGENERAÇÃO E PROTRUSÃO DIFUSA DO DISCO L4 L5 obsv: esclerose e hipertrofia das articulações interapofisárias visualizadas ;mais evidentes na altura de L5 S1 .SINTO MUITAS DORES ESPERO QUE POSSAN ME AJUDAR A ENTENDER O PORQUE DE TUDO ISSO DESDE JA MUITO OBRIGADA

  16. miriam comenta:

    8 junho, 2010 @ 3:55 PM

    Gostaria de saber se para uma compressao sobre a face ventral correspondente do saco dural existe algum tratamento,ou somente a cirurgia resolve esse problema?

  17. RAQUEL TRAVASSOS comenta:

    5 setembro, 2010 @ 12:37 PM

    OLÁ, BOA TARDE,
    SAI DO HOSPITAL HOJE O QUAL ESTIVE INTERADA POR 2 VEZES A ULTIMA DUROU 7 DIAS. MUITA DOR NA AREA DO QUADRIL (BACIA), NA TOMOGRAFIA FOI DETECTADO LEVE ABAULAMENTO DIFUSO DO DISCO L4/L5, O NEURO ACREDITA SER UMA HERNIA DE DISCO, JA FUI EXAMINADA POR 3 NEURO, REUMATOLOGISTA, 3 OROPEDISTA E HOJE ESTOU CONSEGUINDO SENTAR COM GRANDE DIFICULDADE, MAS NÃO CONSIGO ANDAR DEVIDO A MINHA PERNA ESQUERDA NÃO SUSTENTAR MEU CORPO, AINDA SINTO DORES, O QUE FAÇO? O QUE É? TEM CURA? VOU ANDAR?

  18. jose fernandes comenta:

    7 setembro, 2010 @ 2:32 PM

    abulamento discal l4s1 pode ser considerado como hernie

  19. claudia mathioli comenta:

    13 setembro, 2010 @ 3:14 PM

    Dr. Boa tarde
    A mais ou menos um ano venho sentindo fortes dores nas costas, mais especificamento na região lombar(parecendo uma dor de parto, ou cólica muito forte) mas esta dor tem se estendido até minha perna (região da virilha), fui então passar em consulta com uma ortopedista que solicitou um RX e acabou por identificar uma fusão na regi~~ao da L-5/S1, pediu então uma tomografia,cujo diagnóstico é : Red~ução dos espaços articulares sacro-iliacos,com esclerose associada,Esclerose e hipertrofia das articulações interapofisárias.Fusão de processo transverso de L5 a esquerda com articulação sacro iliaca a esquerda.Demais estruturas ósseas conservadas. Redução do espaço discal L5-S1
    solicito que se possível um esclarecimento sobre este diagnóstico
    desde já agradeço

  20. Ana Maria comenta:

    26 outubro, 2010 @ 6:04 PM

    Sinto muitas dores na região lombar e em toda a extensão da perna, joelho e coxa, fiz uma Ressonância e o resultado foi: Focos de alteração de sinal nas junções disco-vertebrais(ênfase disco-vertebral), caracterizadas por alto sinal em T1 e T2 tanto anteriores quanto posteriores. Tais achados sugerem entesopatia crônica nestes locais, vistos de D11 a S1. podem estar associados ou não a espondiloartropatia soronegativo(tipo espondilite anquilosantes, fase inicial). Sugere-se avaliação das sacro-ilíacas por RM, e correlação com dados clínicos e laboratoriais.

    Pequeno hemangioma em corpo vertebral de L1.

    Presença de osteófitos somatomarginais difusos.

    Discopatia degenerativa inicial em L4-L5 caracterizada por leve redução do espaço intervertebral à causa de desidratação discal(baixo sinal em T2).

    Pedículos, arcos, posteriores e interfacetárias do aspecto habitual.

    Abaulamento discal degenerativo difuso em L4-L5, com componente póstero-central que imprime o saco dural. Há discreta extensão às bases foraminais, sem confrontos disco-radiculares evidentes.
    Demais forâmenes intervertebrais de amplitude habitual.
    Canal vertebral de dimensões preservadas.
    Cone medular e cauda eqüina de aspecto normal.
    Estruturas paravertebrais de sinal preservado.

    Sei que é um resultado um pouco extenso, mas gostaria mt de contar com sua análise.
    Muito, muito,
    Grata
    Ana Maria

  21. jaqueline mendes comenta:

    30 outubro, 2010 @ 10:23 PM

    boa noite,sempre tive dores nos ombros, punhos,pernas,pés,coxas, fiz uma cintilografia ossea e acusou concentraçao de radiofarmaco nesses mesmos lugares onde sentia tanta dor,fiquei abatida pois ainda não levei o resultado para o medico.ja sei sobre a doença de paget,posso me ajudar como poi tenho 34 anos ,trabalho bastante,minha vida e corrida,existe alguma maneira que posso me ajudar ,ou vou sentir dor ate morrer sem nada fazer,nao sou daquelas que se entrega facil as dificuldades da vida ja enfrentei um nick 3 estou curada .graças a deus estou perdida com essa nova dificuldade,que doeça é essa,como me ajudar ?TEM CURA?POR FAVOR ME RESPONDE

  22. Gil comenta:

    8 novembro, 2010 @ 9:02 PM

    Boa noite!!!!

    Peguei o resultado de um ressonância que me deu o seguinte laudo: abaulamento discal difuso, tocando a face ventral do saco dural e, como só verei o médico daqui duas semanas, tem como vcs me adiantarem sobre o que é e se é urgente?

    Grata.

  23. Arlete comenta:

    21 novembro, 2010 @ 2:35 PM

    Olá Dr….. dei uma lida em seus documentos postados e gostaria de saber o que veo fazer com meus exames e se tem cura rapida,sou professora e queria que saber o que quer dizer essse resultado da ressonância da coluna cervical;
    Resultado;espondilose cervical incipiente com desidratação discal de c2-c3 a c4-c5 e abaulamentos discais difusos em c3-c4 e c4- c5 com leve compeessão na face anterior do saco tecal.

  24. fabiana valerio de carvalho comenta:

    14 fevereiro, 2011 @ 5:15 PM

    oi fiz uma RM da coluna lombo-sacral -assim foi alteração na intensidade de sinal dos discos intervertebrais l4-l5 e l5-s1, que apresentam hipointensos em relação com os demais quando o contraste se baseia em T2, inferindo desidratação dos mesmos.Abaulamento discal em l4-l5,protrusão discal de base larga em l5-s1 com impressão sobre o saco dural eextensão foraminal bilateral,-alteração na intensidade de sinal no planalto vertebral inferior de l5 e superior s1, que apresentam hiperintensos em todas as sessões realizadas, inferindo alteração degenerativa discogenica tipoll de modic, abaulamento discal em l4-l5, protusão discal em l5-s1-Alteração degenerativa discogentica do tipo modicll em l5-S1

  25. flavia comenta:

    28 fevereiro, 2011 @ 1:31 PM

    tenho 34 anos dores lombares so do lado esqerdo do corpo,tbm dores na mao e ombro desse msm lado….fiz um rx
    q acusou ”osteofitos marginais em corpos vertebrais lombares”,o ortopedista pediu uma tumografia pra confirmar,gostaria q me esplicasse melhor oq significa,ja q meu medico foi muito evasivo e disse pra eu nao me preocupar q nao e nada de mais…..desde ja obrigada…..

  26. eliane comenta:

    5 abril, 2011 @ 5:36 PM

    dores lombar perda de movimentos na perna direita e dormencias nas pernas realizei varios exames o utimo foi uma
    ressonacia magtética de coluna lombo-sacra
    relatorio
    corpos vertebrais alinhados
    Herniações intrassomáticas (Schmorl) nos platôs de superiores de L1 à L3
    Baixo sinal em T2 sugerindo degeneração discal em L5-S1
    Protrusão discal posterior, central mediana em L5-S1, mas sem exercer compressão sobre o saco dural. Há ruptura do ânulo
    fibroso de tal disco
    Demais discos intervertebrais de aspecto normal.
    Forames intervertebrais livres.
    Cone medular e cauda equina de aspecto habitual.
    Estruturas paravertebrais normais.
    * 5 filmes

  27. eliane comenta:

    5 abril, 2011 @ 5:39 PM

    Dr. Armando me der um retorno por favor obrigado

  28. aparecida alonso comenta:

    16 abril, 2011 @ 1:04 PM

    boa tarde,eu fiz uma ressonância magnética da coluna lombossacra evidenciando:
    reduçao da altura desidrataçao e abaulamento difuso do disco L5/S1,determinando discreta compressao sobre a face anterior
    do saco dural.
    alteraçoes discogenicas modic 2 nos platôs vertebrais contiguos ao disco L5/S1,associadas á osteófitos marginais inicipientes.

  29. angela pedrozo comenta:

    18 abril, 2011 @ 9:06 PM

    Olá !!

    Fiz uma cirurgia da coluna lombo-sacra exatamente a 8 meses, artrodese lombar em L3-L4_L4-L5 eL5-D1
    cilindros de fusão intersomaticos
    parafusos transpediculares
    lordose lombar preservada
    exerto paravertebral
    Por fim o laudo diz o seguinte: Discopatia degenerativa no nivel da artrodese
    Há solução de continuidade, por provável fratura no pediculo de L3.
    Pois bem o meu objetivo é ter uma resposta que seja concreta pois até agora não obtive do meu médico, diz ele que é normal
    Oque eu devo fazer, e com urgencia pois não aguento de dores, vivo com dores dia e noite.
    fico muito agradecida se me enviar resposta com urgencia.. Muito obrigado
    Porto Alegre-RS

    19/04/2011 HORA. 21:03 Angela Pedrozo

  30. Marcos Henrique comenta:

    27 abril, 2011 @ 9:06 PM

    Meu nome e Marcos. estou sentindo dores no pescoço, fiz uma tumografia e no laudo diz. que tenho abaulamento discdo posterior em c3-c4, c4-c5 e c5-c6 tocando a face ventral do saco tecal. Tenho 29 anos, meu medico disse que isso nao tem cura, gostaria de saber o que posso fazer para resolver isso, atualmento estou tomando o remedio musculare, mais nao esta melhorando minha situaçao

  31. egia comenta:

    7 maio, 2011 @ 12:47 PM

    comecei a sentir fortes dores na região da bacia,como uma cólica,exames de urocultura detectaram uma infecção de urina,após tramento a dor voltou ,e um raio-x deu redução do espaço discal de l5-s1.meu médico disse q e´uma pequena hérnia de discoe me receitou injeções de diprospan,que acabou prr agravar minha infecção urinária,qual tratamento devofazer?

  32. Francisco Junior comenta:

    18 maio, 2011 @ 5:23 PM

    Doutor Boa Tarde!
    Fiz uma Tomografia de Coluna Lombar e o Laudo foi esse:
    TÉCNICA DO EXAME: Realizados cortes axiais de 3.0 mm de espessura, interessando os corpos vertebrais e os espaços discais de L3-L4 à L5-S1
    COMENTÁRIOS: – Abaulamento discal difuso de L4-L5, comprimindo o saco dural e reduzindo a amplitude dos forames neurais correspondentes.
    - Protusão discal de base larga postero-mediana em L5-S1, promovendo indentação na face ventral do saco dural.
    - Corpos vertebrais e elementos que compõem o arco posterior são de aspecto anatômico.
    - Articulações interapofisárias sem alterações.
    Bem Doutor, estou um pouco ansioso para saber o que significa esse laudo, já marquei um médico aqui em Búzios, porém o Sr. sabe como é, não tenho condições de procurar um particular e pelo Municipio vai demorar um pouco, portanto se puder me ajudar eu agradeço, quero informar também que sempre tive problema de postura, quero saber se posso comprar aqueles corregedores de postura por conta própria ou é melhor esperar pelo médico. Desde já agradeço.

  33. neiva dias comenta:

    13 junho, 2011 @ 4:04 PM

    Boa tarde Dr.

    Através de uma ressonância magnética da coluna cervical foi evidenciado o sequinte:
    - Desidratação dos discos intervertebrais visibilizados, principalmente de C4-C5, C5-C6, e C6-C7.
    - Volumosas barras disco-osteofitárias posteriores difusas nos interespaços C4-C5, C5-C6 e C6-C7, onde ocasionam pequena deformidade na face ventral da medula espinhal, sem sinais evidentes de mielopatia.
    - Alterações degenerativas difusas, visibilizadas como osteófitos marginais anteriores e laterais nos corpos vertebrais visibilizados e uncoartrose, mais evidentes em C4-C5, C5-C6 e C6-C7 à esquerda, estreitando os neuroforames deste lado.
    - Inversão da curvatura cerv ical, com ápice da cifose em C3-C5.
    Estou sentindo muito incomodo no pescoço. Qual o tratamento mais seguro? Já marquei médico mas gostaria de mais informaçoes por outro profissional. Desde já agradeço.

    Desde já agradeço

  34. ANGELA CONCEICAO comenta:

    13 setembro, 2011 @ 6:24 PM

    FIZ UMA ULTRASSONOGRAFIA DO OMBRO E DEU LESAO DEGENERATIVA GLENO UMERAL, TENDINOPATIA DO SUBESCAPULAR E TENDINOPATIA DO SUPRA ESPINHOSO. SINTO MUITA DOR NAS COSTAS. O QUE PODE SER?

  35. Ana Lúcia Catalano Pereira comenta:

    27 setembro, 2011 @ 10:05 PM

    Fiz cirurgia em T11-T12 em 2003 devido hérnia que comprimia de forma importante a medula. Em 02-20011 comecei com fortes dores na perna esquerda (dor que inicia na região glútea e estende até o pé). Quando deito a dor aumenta impedindo até o movimento da perna. Outro aspecto é que ao caminhar há estalo. Fiz TC e mostrou volumoso osteófito em T11-T12 que comprime a medula e em T10-T11 hérnia discal. Fiz RM que mostrou discopatias degenerativas e barras disco osteofitárias nestes dois espaços, barra disco osteofitária em L4-L5 e outros aspectos menos significantes. O neurocirurgião resolveu medicar e solicitou fisioterapia. A dor nas costas melhorou bastante, mas a perna não passa de forma alguma. O ortopedista havia cogitado a possibilidade de um tendão haver se deslocado, o que justifica os estalos ao andar. O senhor concorda? Essa dor seria devido á hérnia lombar ou este tendão?

  36. lenize figueiredo comenta:

    29 setembro, 2011 @ 9:41 PM

    fiz um raio x da coluna e apresentou
    alinhamento preservado
    osteofitos marginais nos corpos vertebrais
    pediculos integros
    esclerose ossea das articulaçoes interapofisarias de L5 S1
    ESPAÇOS DISCAIS PRESERVADOS

  37. sandra luiza comenta:

    6 outubro, 2011 @ 9:09 PM

    fiz um raio x da coluna e foi encontrado
    acentuação da lordose lombar
    osteofitos somatomarginais anteriores incipientes difusos
    redução assimétrca do espaço discal L5-s1;espondlolistese grau i de L5 sobre S1
    pediculos integros
    esclerose das facetas interapofisárias na transição lombo-sacra.
    sacro-iliacas preservadas.
    Por favor traduz isso para mim .Estou ansiosa; desde já agradeço .Obrigada
    Um abraço. SANDRA

  38. Judith G. R. Toledo comenta:

    31 outubro, 2011 @ 8:18 AM

    Prezado Dr.
    Fiz uma ressonância magnética lombo-sacra e gostaria de saber que significa o resultado, pois não tenho convênio e vai demorar para marcar a consulta com o ortopedista.
    RESSONÂNCIA MAGNÉTICA DA COLUNA LOMBO-SACRA
    Metodologia:
    Ressonância magnética de com técnica Spin eco e Fast Spin eco, nas seqüências ponderadas em T1 e T2 evidencia:
    Análise:
    Leve escoliose postural para à direita. Correlacionar.

    Discopatia degenerativa caracterizada por desidratação dos discos intervertebrais de L1 a L3 e de L4 a L5.

    Leve abaulamento difuso do disco intervertebral de L2/3,causando leve achatamento da face anterior do saco dural.

    Abaulamento difuso do disco intervertebral de L3/4, causando compressão sobre a face anterior do saco dural.

    Abaulamento difuso do disco intervertebral de L4/5, causando compressão sobre a face anterior do saco dural.

    Protrusão póstero-central de base larga do disco intervertebral de L5/S1, causando leve compressão sobre a face anterior do saco dural.

    Não há sinais de compressão radicular.

    Corpos vertebrais alinhados, com forma e sinal preservados.

    Reconversão gordurosa de medula óssea subcortical das epífises vertebrais – alteração degenerativa discogênica tipo Modic 2.

    Discretos osteófitos vértebro-marginais anteriores.

    Canal vertebral e forames de conjugação de amplitude conservada.

    Apófises articulares transversas normoconfiguradas.

    Cone medular normo-configurado, apresentando topografia habitual.

    Espaço liquórico preservado.
    Obs.: Foram consideradas cinco vértebras lombares.
    Gostaria de uma resposta,
    Judith

  39. eliane aparecida ferreira comenta:

    20 novembro, 2011 @ 9:49 PM

    fiz resonãncia
    retificação da lordose lombar
    hipertrofia facetária de interapofisários em l3 l4 l5
    leve moderada hipertrofia da musculatura para vertebral
    o que devo fazer ?
    qual o médico consultar?
    vou no ortopedista mas estou cada vez pior?
    dói muito quase ñ faço nada?

  40. fabiana spido comenta:

    23 novembro, 2011 @ 3:54 PM

    olá… fiz ressonancia e apareceu discopatia em L4-L5 e L5-S1 , caracterizada por disidratacao discal e reducao
    da amplitude dos espacos discais.
    Hérnia extrusa paramediana a esquuerda é observada em L4-l5
    GOSTARIA DE SABER SE DEVO OPERAR OU TEM OUTRA SOLUCAO
    MELHOR , ESTOU EM DUVIDAS.

  41. Viviane comenta:

    28 novembro, 2011 @ 8:11 AM

    Olá realizei uma ressonância magnética após um acidente com uma barra de agachamento na academia onde 60kgs caíram sobre minha coluna e adquiri dores lombares tenebrosas, com dificuldades de movimentos etc….
    Laudo da ressonância:

    Corpos vertebrais com características de sinal normais
    Redução de intensidade de sinal em T2 do disco intervertebral de L5-S1, por desidratação, o disco apresenta protusão mediana de base larga, comprimindo o saco dural
    Demais discos de altura e sinal normais, sem evidências de hérnias ou protusões
    Pedículos íntegros
    lâminas sem alterações
    Articulações interapofisárias de aspecto preservado
    Forames neurais de amplitude normal
    Cone medular tópico e com características de sinal normais
    Canal raquiano de amplitude normal

    Pode me ajudar a entender ?
    Grata Aguardo!

  42. sonia comenta:

    29 novembro, 2011 @ 10:26 PM

    Boa Noite Dr Armando.

    Tenho 59 anos, sempre fui saudável, porém, nesse ultimo ano eu tive uma dor aguda lombar, e fiz tomografia no Hospital em que trabalho, em Campinas, e a conclusão é > Hernia discal, L4 L5 S1, com compressão nervosa. Fiquei praticamente me arrastando por uns 30 dias, tomando uma associação mendicamentosa > codeina, paracetamol, profenid. De nada adiantou, pelo contrario me fez um mal danado para o abdomem que distendeu, instestino não funcionava mais, só com “clister”, enfim, pensei que era o fim.
    Mas eu imagino hoje, que é o COMEÇO DO FIM. Tenho osteófitos nas vertebras lombares e cervical, quadril, e femur esquerdo. Esses ossinhos começaram agora a crescer no maxilar inferior interno, debaixo da lingua, e dói demais. Buxo maxilo disse que não convem mexer, apenas se um dia vier a usar prótese. Enfim, estou estourada. Depois que a fase aguda passou, ficaram as sequelas: dor aos esforços, perda de força na perna direita, formigamento e dor na perna direita até o gluteo, dor ao sentar (ossos da bacia)
    e depois que usei todos esses medicamentos, tenho constantemente amargor na boca, e o abdomen continua distendido. Intestino so funciona com medicamento.
    Não sei mais o que fazer. Se puder e tiver um tempo, peço que me oriente, porque apesar de estar cercada de médicos, o senhor deve saber > casa de ferreiro, o espeto é de pau>. É bem por aí. Infelizmente os funcionários adoecem e não tem assistencia.

    Grata.sonia.

  43. ana comenta:

    8 dezembro, 2011 @ 8:05 PM

    Dr meu exame Ressonancia Magneticica de coluna lombossacra deu o seguinte resultado:

    Leve atitude escoliotica de convexidade direita
    pequena Anterolistese grau I de L5-S1, com lise de aspecto cronico do istmo direito de L5. Observam-se sinais de fusao parcial da faceta superior direita de L5 com a faceta inferior ipsilateral de L4. Nota-se ainda leve deformidade de aspecto constitucional do arco posterior. Tais achados poderao ser mais bem caracterizados por estudo de tomografia computadorizada a criterio clinico.
    Demais corpos vertebraius alinhados, com alturas e morfologia habituais.
    Nivel L5-S1: Degeneracao discal. Leve pseudo-abaulamento discal, com fissura posterior do anel fibroso, sem repercuissoes significativas.
    Ausencia de abaulamento ou protusoes discai significativas nos demais niveis.
    Hipertrofia da interapofisaria direita de L4-L5 reduzindo o respectivo calibre foraminal
    Canal vertebral e demais forames de conjunção com calibres mantidos
    cone medular e raizes da cauda equina sem alterações
    planos musculares paravertebrais conservados

    O que isso tudo significa??

  44. sonia comenta:

    8 dezembro, 2011 @ 10:51 PM

    Boa Noite Dr Armando,

    Recebi um email em resposta ao meu questionamento anterior, porém, tenho a impressão de que o Senhor, confundiu com a queixa de outra paciente. O meu comentário, é sobre hernia discal L4, L5, S1, e osteófitos nos diversos ossos, mas a descrição do resultado da ressonancia contida em seu email não é do meu exame. O meu relato esta logo acima dia 29/11/2011 – 10:26 PM

    Grata sonia.

  45. solange comenta:

    26 dezembro, 2011 @ 6:50 PM

    BOA TARDE!
    VCS PODEM ME DAR UMA EXPLICAÇÃO ?
    eSTOU AMAIS DE UM ANO TRTANDO DA COLUNA, JÁ FIZ 60 SESSÕES DE FISIOTERAPIA TIREI VÁRIO RAIO x, SÓ AGORA ME PEDIRAM UMA RESSONANCIA MAGNÉTICA, O RESULTADO FOI,
    DESIDRATAÇÃO DISCAIS EM L4-L5 E EM L5-S1;
    SINAIS DE RUPTURA NAS FIBRAS POSTERIORES DO ÂNULO FIBROSO DE L5-S1;
    PROTUSO~ES DISCRETAS POSTERIORES E CENTRAIS DETERMINANDO IMPRESSÃO DE FACE VENTRAL DO SACO DURAL;
    FORAMES DE CONJUGAÇÃO LIVRES;
    CONE MEDULAR T´OPICO RAIZES NERVOSAS DA CAUDA EQUINA COM MORFOLOGIA
    HEMANGIOMA ÓSSEO NO ESPECTO LATERAL ESQUERDO EM L5;

    OQUE ISSO QUER DIZER REALMENTE? QUAIS OS MEUS DIREITOS NA EMPRESA, ONDE TRABALHO A 2 ANOS, E TENHO DIREITO A ME APOSENTAR POR INVALIDEZ?

    SOLANGE, JUNDIAÍ, SP

  46. ruth c.c comenta:

    30 dezembro, 2011 @ 7:42 PM

    por favor me ajude, meu marido trabalha com muito peso a 15 anos e fas muitos anos que vem sentindo muita dor nas costas e nenhum medico pelo plano da firma queria pedir nenhum esame agora paguei uma tomografia e deu retrolistese de c4 sobre c5 reduçao da altura dos discos intervertebrais nos niveis de c4-c5,c5-c6 ec6-c7 complexos disco-osteofitarios condicionando deformidade na face ventral do saco dural nos niveisde c4-c5,c5-c6 ec6-c7 e a esquerda nos niveis de c4-c5,c5-c6 ec6-c7 tudo isso o que siguinifica me mande a resposta urgente.

  47. vagner dos santos oliveira comenta:

    3 janeiro, 2012 @ 2:52 PM

    OLA DR. TUDO BEM TENHO 47 ANOS EU FIZ UMA RESONANCIA MAGINETICA DA COLUNA LOMBOSSACRA NO QUERIA SABER O QUE SE GUIFICA T1 E T2 E GRAVE E TAMBEM
    ALTERAÇOES DEGERATIVA DO TIPO MODIC NOS PLANALTOS VERTEBRIAS DE L5 S1 POR FAVOR QUERO SABER MAIS SE E UMA DOENÇA CRONICA TEM TRATAMENTO OU TEM QUE OPERAR EM FIM QUERO UMA RESPOAS OK OBRIGADO

  48. josemeire comenta:

    15 janeiro, 2012 @ 5:30 PM

    já fui submetida a tres cirurgias na coluna lombar, e com isso hoje tenho fortes dores e faço uso constante de tramal de 100mg, e para piorar essa situação a alguns meses venho sentindo fortes dores também na toracica, e fiz uma rm q diagnosticou quatro protusoes discais e um hemangioma, aqui em rondonia sugere a cirurgia e agora estou indo para sp na tentativa de tratamento paliativo e curativo sem a necessidade cirurgica, tenho 41 anos e tudo aconteceu apos um acidente automobilistico, preciso de ajuda e o que posso fazer diante da situação, desde já agradeço pelo atenção.

  49. ozineia macedo da silva comenta:

    20 janeiro, 2012 @ 8:29 PM

    doutor boa noite.
    por favor me ajude,fiz uma ( RNM DA COLUNA LOMBO-SACRA) gostaria q o sr avaliasse e me falasse algo sobre,o resultado deu esse.
    *CORPOS VERTEBRAIS COM MORFOLOGIA E INTENSIDADE DE SINAL NORMAIS.
    *PRESENÇA DE PROVÁVEL VERTEBRAL DE TRANSIÇÃO LOMBO-SACRA.
    *FORAMES NEURAIS DE AMPLITUDE PRESERVADA.
    *DESIDRATAÇÃO PARCIAL DOS DISCOS INTERVERTEBRAIS ESTUDADOS.
    *ARTICULAÇÃO INTERAPOFISÁRIAS SEM ALTERAÇÕES IMPORTANTES.
    *LEVE ABAULAMENTO DISCAL DIFUSO EM L5-VT,ALTERAÇÃO QUE DETERMINA COMPRESSÃO SOBRE A FACE VENTRAL DO SACO DURAL,SEMCOMPRIMIR AS EMERGENCIAS DAS RAÍZES NERVOSAS CORRESPONDENTE.
    *CONE MEDULAR DE ASPECTO ANATOMICO.
    *CANAL RAQUIANO DE AMPLITUDE PRESERVADA.
    POR FAVOR ANALISE PRA MIM ,E ME DIGA ALGO SOBRE ESSE RESULTADO.A CONCLUSÃO DESSE RESULTADO

    DESDE JÁ AGRADEÇO.BJUS

  50. maria neves fofano comenta:

    19 fevereiro, 2012 @ 8:34 PM

    Fiz uma ressonancia magnetica da coluna lombo-sacra em 10 de fevereiro 2012,Foram obtidas imagens da coluna lombo-sacra nas sequencia s pesadas e T1 nos planos sagital e axial, pesadas em T2 no plano sagital e sequencia BALANCE 3no plano axial. Corpos vertebrais da altura preservada. Pediculos visibilizados integros. Articulaçoes interapofisarias sem alteraçoes significativas. Desidrataçao parcial dos discos intervetebrados estudados. Protrusao discal focal postero -mediana de L1=L2 comprimindo a face ventral do saco dural. Abaulamento discal difuso de L4-L5 e L5-S1 tocando a face ventral do saco dural. Cone medular de aspecto anatomico ,situado num plano ao nivel de D12-L1.Canal raqueano e forames neurais de boa amplitude. IMPRESSAO; Espondiloartrose e discopatia degenerativa lombar. Pequena hernia discal postero -mediana d L1-L2. Sinto muitas dores insuportaveis ;fiz pericia medica e foi inderefido por duas vezes , agora recorri a junta de recursos de Juiz de Fora MG. gostaria de saber o que tenho e grave por favor me respondam. Obrigada.

  51. Kátia comenta:

    23 fevereiro, 2012 @ 4:28 PM

    Há um mês procurei um ortopedista com queixa de dor lombar e na região da bacia diariamente. Tais dores persistem há meses e há anos já apresentava dores regulares ao levantar após longo período sentada, com dificuldade para conseguir restabelecer a posição ereta. Solicitada RNM obtive os seguintes resultados que gostaria que comentasse:

    Análise:
    - Osteófitos marginais incipientes nos corpos vertebrais
    - Reação hipertrofica das interfacetarias de L3-L4 a L5-S1
    - Degeneração gordurosa nos platos vertebrais oponentes de L4-L5 (modic II)
    - Desidratação do disco intervertebral de L#-L4 e L4-L5, com redução da altura em L4-L5
    - L3-L4: abaulamento discal difuso, moldando a face ventral do saco dural, que se insinua na porção inferior dos forames, reduzindo seu diametro, sem repercussões significativas sobre as estruturas neurais.
    - L4-L5: abaulamento discal difuso, moldando a face ventral do saco dural, que se insinua na porção inferior dos forames, reduzindo seu diametro, tocando a raiz descendente intracanal à direita
    - Presença de cisto perineural foraminal à direita de S1 de 0,5 cm
    - Edema dos ligamentos interespinhais de L2-L3 a L5-S1, de origem mecanica
    - Cisto perineural de Tarlov no nível sacral de S2, medindo cerca de 1,3 cm.

    Tenho consulta médica agendada no ortopedista e no neuro para avaliação mas gostaria de ter uma prévia pois desde que peguei meu exame ñão consigo dormir direito e hoje tive muita dor de cabeça e no pescoço. Ano passado tive dores cervicais e lombares que me renderam 5 dias de “coleira”.

    Aguardo breve retorno

    Obrigada

  52. SOLANGE comenta:

    27 fevereiro, 2012 @ 5:56 PM

    TIVE UMAS DORES NO OMBRO E FIZ UMA TOMO E ESTOU COM CISTO SUBCONDRAL EM ARTICULAÇÃO ACROMIO CLAVICULAR
    ( DEGENERATIVO ) O QUE É ISSO ????? POR FAVOR
    NO AGUARDO
    OBRIGADA

  53. Fernanda comenta:

    6 março, 2012 @ 7:25 PM

    Boa noite,
    Sinto muitas dores de cabeça,dormência nos braços as vezes formigamentos nos dedos das mãos, estou a base de anti-inflamatórios e relaxantes musculares, sem isso a dor de cabeça fica insuportável. Minha ressonância magnética deu: Complexo disco-osteofitário posterior C5-C6, com apagamento da gordura epidural local e compressão da face ventral do saco dural. Ainda não passei no médico, gostaria de saber do que se trata e qual o melhor tratamento, sendo que sou analista clínica e fazem 15 anos que trabalho com microscópio.
    Grata. Fernanda

  54. luciano mendes comenta:

    8 março, 2012 @ 1:51 PM

    Alguem pode me ajudar, tenho 39 anos e em maio de 2011, tive um esforço repetitivo em meu local de trabalho, subi mais ou menos 300 andares de escadas em um plantao de 12 horas de serviço.
    Com isso no dia posterior, senti muitas dores lombares que foram diagnosticadas como ciatolombalgia, porem a 4 meses atras essas mesmas dores retornaram, bem mais fortes e insuportaveis.
    Apos varias inda e vindas ao medico, varios e varios remedios, consegui realizar uma Tomogarfia Computadorizada na qual passo o resultado e procuro ajuda a quem saiba diagnosticar, pois ate conseguir um ortopedista na rede publica ira demorar., segue abaixo o resultado:
    Aquisição por tomografia helicoidal multislice, com posterior reformatações multiplanares.
    Os corpos vertebras estao alinhados e tem altura e formais normais.
    Pediculos e laminas integros.
    Articulações interapofisarias sem alterações.
    Redução do espaçointersomático em L5-S1.
    Abaulamento discal difuso, proeminente, em L5-S1, tocando a face ventral do saco tecal e reduzindo a amplitude dos forames neuras correspondentes.
    Demais forames neurais e canal raquiano tem amplitude normais

  55. miguel arcanjo de lima comenta:

    13 março, 2012 @ 2:37 PM

    boa tarde,fiz uma cirusgia em dezembro de retirada de hernia em l5 s1,foram colocados parafusos com barras longitudinais(artrodese transpedicular por via posterior em l5 s1com espaçador interssomatico associado neste nivel)q afetava o lado esquerdo,porem as dores continuam,tirem uma tc e constatou:
    (parafuso esquerdo de l5 discretamente medializado,porem sem maiores repercussoes sobre o canal vertebral e saco dural.
    imagem compativel com hernia residual/recidivada/fibrose em forame nural esquerdo de l5)
    por favor pode me expilcar o q e isso?,o meu medico disse q e normal, mas fiquei em duvidas,e sinto muita dor, agora vou fazer fisioterapia , sera q sara?como estou ja afastado do trabalho ,pois sou mecanico, posso me aposentar? ou apenas mudar de funçao, pois nao posso fazer muito esforço, por favor ,me ajude , conto com sua colaboraçao, me ajude a tirar estas duvidas, sera q terei q fazer nova cirurgia???

  56. Luciano comenta:

    13 março, 2012 @ 5:34 PM

    Boa Tarde Dr. Fiz ressonância e acusou

    discreta discopatia em L4-L5 e L5-S1, não associada a estenose foraminal ou do canal vertebral.
    discretos abaulamentos discais difusos em L4-L5 e L5-S1, obliterando a gordura epidural anterior, sem repercussões radiculares significativas.

    sinto dores, após correr mas principalmente após jogo de futebol.

    Fiz inúmeras fisioterapias. já fiz 20 sessões de isostreching para fortalecimento e osteopatia , mas ainda sinto dores com desconforto na região do lombar. pode me ajudar por favor.

  57. Silvane Dias comenta:

    17 março, 2012 @ 8:39 PM

    Olá, fiz uma ressonância magnética por estar com muitas dores na lombar, e gostaria de saber o que significa esse resultado.
    - Discopatia degenerativa da L4/L5 c aracterizada por desidratação discal e saliência marginal difusa ocasionando impressão sobre a face ventral do saco tecal, sem ocasionar compressões sobre as estruturas neurais

  58. nanda comenta:

    16 abril, 2012 @ 10:34 PM

    Dr.. meu tio foi podar umas árvores e sentiu dores ao se erguer (ele ja sabia que tinha hernia). Foi ao médio e os remédios não cessaram a dor. O médico então pediu uma ressonancia e o laboratorio pediu para que ele retornasse e a repetisse, agora com contraste. Feito isso, sem o pedido do médico, fizeram uma tomografia. O que será que pode ser? será que é algo grave?

  59. Dr. Armando Miguel Jr comenta:

    18 abril, 2012 @ 8:07 AM

    Nanda
    Na medicina é muito importante o diagnóstico correto para o tratamento adequado. Assim, aguarde o resultado dos exames que pode ajudar no diagnóstico.

  60. Rosi comenta:

    4 maio, 2012 @ 12:43 AM

    Boa Noite!
    Dr.Armando Miguel Jr

    Por favor me orienta se é grave, tenho 39 anos,sinto fortes dores na coluna lombar, não aguento ficar em pé ou sentada mal subir uma escada. fiz uma TC e conclusão foi:
    -Sinais osteodegenerativos e na articulação interfacearia á direita de l4-l5.
    -Discreto abaulamento discal difuso l4-l5 e l3-l4 com minimo compressão saco dural.
    -Redução do espaço discal l5-S1.
    -Discreta redução do calibre do canal vertebral em l4-l5 decorrente alterações degenerativas articulares.

    Desde já agradeço.

  61. GRAÇAPERES comenta:

    16 maio, 2012 @ 10:30 PM

    Minha RM diz:
    Eixo lombar normal.
    Padrão lordótico lombar preservado.
    Alteração desidratativa no segmento discal lombar de L4-L5 associado a proliferações osteofíticas.
    Redução na altura do espaço intervetebral de L4-L5.
    Alteração discogênica degenerativa subcondral Modic II em L4-L5.
    Artrose facetária em L5-S1 a direita.
    Protusão discal em L4-L5 comprimindo o saco dural na porção central com extensões laterais foraminais. Existe migração inferior de conteúdo na porção foramidal esquerda de L4-L5 acarretando redução compartimental e onde coexiste foco de ruptura anular.
    IMPRESSÃO DIAGNÓSTICA: Alteração degenerativa somático-discal associado a retropolpução de conteúdo em L4-L5.
    QUADRO CLÍNICO: dor há 4 meses, intensa, sem ceder totalmente nem com o uso do tamadal intravenoso, do quadril, passando pela virilha, coxa e panturrilha. A dor diminuiu há um mês com o surgimento de formigamento nos dedos dos pés, subindo até a panturrilha. Tudo isso do lado esquerdo. Prisão de ventre nunca antes ocorrida e pressão arterial acima do normal, exigindo o uso de diuréticos, indicados pelo clínico geral para regular a pressão arterial, que mesmo assim, não normaliza.

    Minha dúvida é: não mostrei este resultado ainda para o médico. Será que consigo resolver só com fisio? Ou meu caso seria para cirurgia?

  62. regina aparecida muniz comenta:

    17 maio, 2012 @ 6:50 PM

    Boa noite , tenho 49 anos e sinto fortes dores no final da coluna mais do lado esquerdo fiz um RX o resultado foi:
    -textura ossea preservada
    -corpos vertebrais com altura e morfologia preservadas , notando-se pequenos osteofitos marginais.
    -hipertofia e esclerose das apofises articulares de L5-S1 .
    -DISCRETA REDUÇAO DOS ESPAÇOS DISCAIS L4-L5 e L5-S1.
    -pediculos integros

  63. Rosi comenta:

    26 maio, 2012 @ 2:17 AM

    Sinto forte dores na coluna, e fraqueza na perna direita pra subir escada não consigo, tenho 39 anos.
    Me ajuda!!
    Estou sem convenio e desemprega, fiz exame mas o médico do SUS, vai demorar consulta,
    A RESSONÂNCIA MAGNÉTICA
    OS SEGUINTES ASPECTOS FORAM OBSERVADOS:

    Sinais de sacralização de L5.
    Corpos vertebrais alinhados com irregularidades marginais e algumas formações osteofitárias anteriores e posteriores em todos os segmentos estudados sugestivo de uma espondilose.
    Hipertrofia e esclerose das facetas interapofisárias com redução dos espaços articulares adjacentes compatível com osteoartropatia degenerativa mais evidente em L4-L5 e L5-S1.
    Hiposssinal parcial em T2 nos discos intervertebrais de L2-L3 e L3-L4 por perda da hidratação.
    Leve protrusão discal centro-bilateral em L2-L3, L3-L4 e L4-L5 impressionando a face ventral do saco dural.
    Discreto abaulamento discal centro-bilateral em L5-S1.
    Cone medular de topografia, morfologia e intensidade de sinal normal.
    Estruturas paravertebrais conservadas.

  64. rozemar macedo comenta:

    13 junho, 2012 @ 11:11 PM

    boa noite!!
    tenho muitas dores no pescoço ombro e costelas lado esquerdo
    fis radiografias e o resultado foi ausencia de costela cervical
    e reduçao do espaço das vertebras d11 d12
    pode me adiantar se tenho alguma coisa que justifique tantas dores?tenho impressao que meu pescoço esta encolhendo e nao da pra tocar nas minhas costelas doi muito
    aguardo resposta
    obrigada !!

  65. Dr. Armando Miguel Jr comenta:

    14 junho, 2012 @ 7:22 AM

    Rozemar faça uma avaliação com médico ortopedista que poderá indicar um tratamento fisioterápico.

  66. ivone de carlo berkovic comenta:

    14 junho, 2012 @ 4:27 PM

    Gostaria de saber o que é osteofitario centro bilateral em c3?
    Fiz uma tomografia computadorizada da coluna cervical e deu este resultado.

  67. Dr. Armando Miguel Jr comenta:

    15 junho, 2012 @ 8:10 AM

    Ivone
    Osteofitose = “bico de papagaio” no jargão popular, é uma degeneração óssea das vertebras da coluna.
    Veja na página vertigens posturais do site a figura a respeito.

  68. Adriana Ferreira comenta:

    15 junho, 2012 @ 9:37 AM

    Bom dia, tenho 26 anos e tenho dores nas costas e trabalho num local onde faço algum esforço fisico.
    Fiz um TAC da coluna lombar. Acusou ligeira retificaçao da lordose.
    Registam-se minimas herniacoes intrassomaticas antigas nas plataformas adjacentes D12-L1 e L1-L2 e discretos abaulamentos circunferenciais em L2-L3, L3-L4 e L4-L5, que condicionam ligeira impressao na face anterior do saco tecal e leve diminuiçao da gordura na base dos foraminas, nao apresentando estas alteracoes condicoes para comprometer as raizes, quer ao nivel dos recessos laterais, quer ao nivel dos foraminas.
    O que significa isto e o que posso fazer.
    M/cumprimentos

  69. Adriana Ferreira comenta:

    15 junho, 2012 @ 10:05 AM

    Tenho 26 anos e trabalho num local onde faço algum esforço fisico, e ando com dores nas costas.
    Fiz um TAC da coluna lombar onde se registam minimas herniaçoes intrassomaticas antigas nas plataformas adjacentes D12-L1 e L1-L2 e discretos abaulamentos circunferenciais em L2-L3, L3-L4 e L4-L5, que condicionam ligeira impressao na face anterior do saco tecal e leve diminuição da gordura na base dos foraminas, não apresentando estas alteraçoes condicoes para comprometer as raizes, quer ao nivel do recessos laterais, quer ao nivel dos foraminas.
    Gostaria de saber o que isto significa e o que posso fazer para resolver.
    M/cumprimentos

  70. FABIO DE MELO comenta:

    26 junho, 2012 @ 3:21 PM

    BOA TARDE… Desde os 18 anos venho sentindo uma redução acentuada da força muscular dos membros inferiores e superiores, juntamente com o quadril, com isso tenho dificuldade em caminhar, agachar, lenvantar o braço acima da cabeça, e outros procedimento que se tornaram impossiveis como correr ou pular, hoje tenho 29 anos e estou de cadeira de rodas mais ainda consigo andar um pouco, e ultimamente fiz uma RM e foi diagnosticado o seguinte: “RETIFICAÇÃO DO EIXO CERVICAL EM DECÚBITO C6-C7, SALIENCIA POSTERIOR DO DISCO, MOLDANDO O SACO DURAL, SEM REPERCURSÃO PARA AS RAIZES ADJACENTES”, gostaria de saber o seguinte, esse problema encontrado foi o que provocou tudo isso que sinto hoje em dia? qual seria a orientação medica? cirurgia ou não? MUITO OBRIGADO E AGUARDO RESPOSTA…

  71. carla comenta:

    11 julho, 2012 @ 4:23 PM

    fiz uma tomografia e deu o seguinte resultado nodulaiforme com hipersinal t2w heterogenea localizada em topografia do lobo tireoideu esquerdo

  72. Emerson Roberto Lan comenta:

    1 agosto, 2012 @ 2:00 PM

    no dia 12/04/2012 realizei uma cirurgia de hernia de disco L4-L5, e continuei sentindo dores, fui internado no dia 04/06/2012 para tomar medicação via soro e fazer uma tomografia com contrste e de deu discreta protusao difusa discal com leve impressao sobre o saco dural, protusao difusa discal com leve impressa sobre o saco dural, discreta protusao difusa discal sem seguinificante compressão sobre o saco dural por favor me ajude pois nao suporto mais as dores na minha perna e so passa com tramodol 100mg

  73. Lucimara comenta:

    11 outubro, 2012 @ 7:32 PM

    Ola Dr. sofri um acidente de moto e machucei o ombro, fiz uma RM a pedido médico por causa da dor muita dor, foi diagnosticado que tem uma edema osseo subcortical na acromio-clavicular+tendinopatia do supra espinhal associada a pequeno foco de ruptura parcial junto a superficie articular+pequena quantidade de liquido na bolsa subacromial/subdeltoidea, estou tomando Vimovo 2xdia, mais continuo trabalhando como merendeira em uma escola, sinto muita dor o meu médico diz ser normal.
    Gostaria de outra opinião. Obrigado pela atenção.

  74. Dr. Armando Miguel Jr comenta:

    12 outubro, 2012 @ 7:40 AM

    Lucimara,
    Tudo que voce descreveu refere-se as lesões causadas pelo trauma. A melhora da dor só desaparecerá com a cicatrização das lesões. o tempo médio da cicatrização é de 6 a 8 semanas.

  75. silmara comenta:

    28 outubro, 2012 @ 8:13 PM

    fiz uma ressonancia e gostaria de saber o que significa este resultado, Discreta inversão da lordose fisiológica cervical com discreta desidratação discal difusa. Minimo abaulamento discal difuso no nivel de C4-C5. Discreta hipertrofia da asticulação interfacetária direita no nivel de C3-C4, com intensidade de sinal habitual. Processo degenerativo incipiente? Correlacionar com dados clinicos, trocando em pormenores o que isso quer dizer, trabalho oito horas diarias em pé e erguendo grandes pesos até que ponto isso pode comprometer nesse problema aqui correlacionado.

  76. luisa comenta:

    13 novembro, 2012 @ 6:28 PM

    Tomografia computorizada da coluna lombo-sagrada

    Efectuou-se uma aquisição abrangendo a coluna lombo-sagrada, tendo sido realizadas reconstruções nos planos sagital, coronal e no plano axial modificado de acordo com orientação das plataformas vertebrais L2-L3, L3-L4, L4-L5 E L5-S1.

    Não se observam alterações do disco L2-L3.

    Discreta protrusão circunferencial do disco L3-L4 que não interfere com as raizes nervosas nem comprime o saco tecal, sendo visíveis aspectos semelhantes em L4-L5-

    Em L5-S1 não são evidentes alterações do disco.

    O canal raquidiano nos diferentes niveis avaliados tem normal amplitude. Foramens inter-vertebrais com calibre conservado, não se detectando interferência com as raizes nervosas no seu trajecto foraminal.

    Articulações inter-facetárias sem alterações.

    Dr é alguma coisa que precise de dar relevancia?’

  77. Dr. Armando Miguel Jr comenta:

    13 novembro, 2012 @ 7:00 PM

    Luisa,
    O laudo tomografia não descreve nenhuma lesão grave, mas é muito difícil opinar sem ver o exame, conhecer a paciente, sem saber da sua história clínica e o que foi encontrado no exame físico. Somente o médico que a consultou, que sabe a sua idade, queixas, tratamentos anteriores, etc, e que poderá te falar o que está de alterado.

  78. elisangela comenta:

    23 novembro, 2012 @ 1:59 PM

    Dr. gostaria que me ajudase fiz uma tomografia e a conclusão é: processo osteodegenerativo difuso, especialmente entre L5/S1, salientando-se estenose foraminal a esquerda, gostaria de saber o que significa tudo isso e qual o tratamento, desde de ja agradeço.

  79. leonardo comenta:

    2 janeiro, 2013 @ 1:05 PM

    O que são pequenas protusões discais difusas L3-L4; L4-L5; L5-S1 tocando a face ventral do saco tecal.

  80. Dr. Armando Miguel Jr comenta:

    2 janeiro, 2013 @ 7:30 PM

    LEONARDO
    A descrição corresponde a pequenas hernias de disco lombar.
    Veja mais neste site.

  81. elizieuda comenta:

    7 janeiro, 2013 @ 8:12 PM

    Fiz uma ressonância magnética lombo sacra.na conclusão tem os problemas que eu já tinha.são esses.hernia de disco,e artrose..veio mais uma doença que eu não tinha..cisto perineurais bilaterais no nível S1-S2 cisto de Tarlov ..e sobre esse problema,que preciso de resposta .se é um caroço de carne,ou não,se tem tratamento,ou se é caso de cirurgia.estou aguardando sua resposta ..ficarei muito agradecida

  82. Vera comenta:

    7 janeiro, 2013 @ 9:22 PM

    fiz um rx coluna lombo-sacra e o laudo deu: eixo mantido,corpos vertebrais de estrutura ossea preservada e configuração anatomica, osteofitos incipientes, espaços discais conservados, pediculos integros, articulações interapofisarias sem alteração, sacro e articulações sacro-iliacas de aspecto normal, cristas iliacas niveladas. O que significa? É grave?

  83. Salete comenta:

    19 janeiro, 2013 @ 7:00 PM

    Dr. Armando,o senhor ouviu falar de NEUROPORAÇÃO?
    Fui ao Médico que trouxe esse método da França para Fortaleza e estou decidindo fazer no próximo mês.
    Meu problema é na coluna cervical. Protusão discal focal,com hipertrofia uncal na C4, C5. Reação disco osteofitária em C5, C6, com endentação na face ventral do saco dural com redução do canal espinhal, entre outros. Já tive contato com uma paciente desse Médico que tentou de tudo e só resolveu com esse método. Aguardo por sua resposta, muito obrigada!

  84. Dr. Armando Miguel Jr comenta:

    22 janeiro, 2013 @ 6:22 PM

    Salete,
    Não tenho informação sobre este tipo de tratamento. Sua opinião será de grande ajunda às pessoas que sofrem dessa doença.
    Sucesso no tratamento!!!

  85. Cristina comenta:

    31 janeiro, 2013 @ 7:39 PM

    Olá dr,eu fiz uma radiografia digital em alta definição, essa semana.E o resultado foi pequenos osteófitos marginais nos corpos vertebrais lombrares e calcificação na escavação pélvica da direita.Gostaria de saber qual é o tipo de tratamento?E se necessário qual o tipo de cirurgia?

  86. Tere comenta:

    21 março, 2013 @ 11:41 AM

    Olá Dr,eu fiz uma rm e na conclusão;

    * Mega-apófise transversa em L5 neoarticulada ao sacro á esquerda.
    *Discopatia degenerativa discreta em L4-L5, com pequena hernia contida subligamentar mediana.
    *Sinais de lesão por sobrecarga na topogarfia do ligamento interespinhoso em L4-L5
    “passei pela pericia e o medico disse que ñ é nada que era pra eu voltar a trabalhar , estou afastada no momento até o dia 30/03 estou fazendo fisioterapia e tomado os antiflamatorios mais ainda cinto muita dor e ardencia no quadril que me repuxa a perna com fomigamento na sola do pé ;minha profição no momento é operadora de maq injetora fico 8 horas em pé e quando paro pro lanche meu joelho e tornezelo fica muito inchado sem dizeer quando chego em casa ñ consego nem dormir de tanta dor no quadril; já perdi emprego por causa desde laudo e dos rx que as maioria das empresa pede e infelismente é oque sei fazer …

  87. Ana Carla comenta:

    25 março, 2013 @ 11:11 PM

    Senhores,

    Fui socorida por duas vezes com fortes dores na coluna lombar onde o medico solicitou uma resonancia magnetica da coluna lombo-sagra,recebi hoje o resultado onde nao entendir nada mais tenho medo pois continuo com fortes dores onde estou tomando há 10 dias Tramal e biprofenid bem o resultado foi Sinais do disco de L5-S1 hipointenso nas sequencias ponderadas em T2,no interespaço L5-S1 assinalamos uma protrusão discal difusa,associada a componente focal postero-lateral direito entrando em contato com face antero-lateral direita do saco dural,com leve compressão.Este material discal protruso ocupa as porçoes inferiores de ambos os foramens neurais.Bem senhores por favor descrever o que na realidade tenho e quais medida a ser tomada é caso de cirrugia tem tratamento pois nao aguento mais sentir dor desde já agradeço atenção de todos que vao ver estas mensagens e reposnder tenham todos uma otima noite pois faz tempo que nao tenho.

  88. sergio comenta:

    31 março, 2013 @ 8:23 PM

    no meu primeiro exame de rx no laudo o medico colocou isso: ausência de soldadura da apólise espinhosa de S1
    e na TC:Disrafisco dos elementos poteriores de S1.
    Discreto abaulamento discal difuso em L3-L4,L4-L5 e L5-S1. Sem contatos radiculares evidentes.
    agora na RM. Leve abaulamento difuso dos contornos do disco intervertebral de L4-L5, tocando a face vental do saco dural e obliterando as bases foraminais, sem sinal de conflitos radiculares evidentes

  89. Maria Olivia Sarmento de Sousa comenta:

    20 abril, 2013 @ 1:30 PM

    Olá Doutor, tudo bem?
    Gostaria que se possível me ajudasse, pois me sinto desenganada quanto a minha situação todos os médicos que procuram só me enrolam e nao me dizem nada, só passam anti-inflamatórios e mandam voltar pra casa. É muito dificil arrumar uma médico especialista no meu estado, recentemente fiz uma ressonância magnética e deu várias coisas, estou pesquisando aqui no Dr. Google pra ver se descubro as patologias e acabo ficando louca com os resultados, fico cada vez mais confusa. Espero que possa me ajudar!
    O diagnóstico deu:

    1) Coluna Cervical:
    -Retificação da lordose cervical Fisiológica;
    -Espondilose
    - Desidratação dos discos cervicais
    - Hénia de disco póstero central entre c5-c6, associada a ruptura anular periférica
    - Protusão difusa do disco intervertebral c6-c7 tocando o saco dural
    - Estenose dos foramens neurais c6-c7

    2) Coluna Lombo- sacra
    - Alterações discogênicas Modic II na superficie continguas de L5- S1
    - Espondilose
    - Desidratação dos discos invertebrais D12-L1,L2-L3 e L5-S1
    -Hénia de disco focal póstero- central, entre L4-L5 impressionando o saco dural.
    - Protusão difusa dos discos intervertebrais L1-L2 e L5-S1, impressionando o saco dural
    - Estenose dos foramens neurais entre L5-S1.

    Enfim.. eu sei que é muita coisa e imagino que o Senhor seja um homem muito ocupado, mas se possível me ajude a descobrir um remédio para minha cura.

    Aguardarei ansiosa por um retorno,

    Muito obrigada e que Deus o abençoe!

    Olivia!

  90. Magvaldo comenta:

    19 maio, 2013 @ 7:41 PM

    boa noite
    sinto dor no ombro direito e a dor desce ate ao braço, fiz um raios-x resultado do exame laudo radiologico coluna cevical
    -calcificações ateromatosas na orta c5-c6
    -proeminencia do mediastino c5ec6
    -alteração degenerativa na uncuvertebral c5-c6 direita.
    gostaria de saber qual medicamento para este tratamento de doença
    ou fazer alguns exercicios resolve o ploblema.
    obrigado por me atender
    grato

  91. Salete comenta:

    28 maio, 2013 @ 2:16 PM

    Dr.Armando, boa tarde.
    No dia 19 de janeiro escrevi ao senhor sobre a Neuroporação.
    No dia 10 de Maio fiz esse procedimento, que me livrou de dores pelo corpo causadas pelas degeneraçôes da coluna cervical. Ainda estou em tratamento medicamentoso e sendo analisada semanalmente pelo médico.
    Após anos de sofrimento causados pelas dores, sinto um alívio
    enorme e a confiança de que melhorarei cada vez mais.

  92. maria regina dos reis comenta:

    29 maio, 2013 @ 10:43 PM

    fiz uma tc de coluna lombar e deu o seguinte resultado: redução da altura do corpo de L3observando pequeno retrodesvio da porção superior da mureta posterior tocando a face ventral do saco tecal.Nódulo de Schmori no platô vertebral superior de L2. leve abaulamento discal difuso em L4-L5, tocando a face ventral do saco dural. Sinto fortes dores frequentemente com dificuldade de caminhar distancias.Por favor me ajude.Não entendi o que tenho realmente.

  93. Paulo sergio de araujo comenta:

    25 julho, 2013 @ 10:36 PM

    Doutor fiz uma tomografia computadorizada de coluna lombar sacra e deu isso: Redução da amplitude do espaço intersomatico de l5-s1.
    Abaulamento discal difuso em L5-S1, associado á componente osteofitário foraminal á direita, comprimindo o saco dural e reduzindo a amplitude dos respectivos forames neurais. E eu gostaria de saber oque é isso , Isso me impede de trabalhar por causa das dores.

  94. edson de resende filho comenta:

    26 julho, 2013 @ 9:56 AM

    solicito informacao se ‘e grave o diagnostico da ressonancia magnetica da coluna toracica:
    alteracoes degenerativas espondilodiscais incipientes com pequenas protusoes discais nos niveis d8-d9ed9-d10 e a impressao diagnostica da ressonancia magnetica da coluna lombar: alteracoes degenerativas espoandodilodiscais incipientes destando-se protusao discal foraminal direita em L4-L5, obliterando parcialmente o recesso inferior do neuroforame e tocando a raiz emergente do L4.
    Atenciosamente. Edson

  95. Pedro Albano Schneider comenta:

    27 julho, 2013 @ 3:37 PM

    oi tenho 28 anos trabalho na área agrícola a 60 dias atrás começou umas dores forte nas costa e na perna esquerda que me fizeram me afastar do meu trabalho não consigo operam mais o trator fui al ortopedista e me passou alguns medicamentos. requisitou uma RESSONÂNCIA MAGNÉTICA DA COLUNA LOMBOSSACRA, onde tive o seguinte diagnóstico ‘ o estudo por ressonância magnética da coluna lombar demonstra protrusão focal posterior central e paracentral esquerda do disco L4-L5 que tem redução do sinal em T2,tocando a raiz L5 esquerda descendente. Senhor Dr. é necessário cirurgia oque eu faço? estou desorientado o médico que solicitou o exame faleceu em um acidente horas antes de me atender e agora. desde já agradeço.

  96. Miriam Campos comenta:

    3 setembro, 2013 @ 10:59 PM

    Boa noite Dr, acabo de ler o resultado de uma tomografia da coluna e diz assim : Osteofitose marginal difusamente nos corpos vertebrais de c6 e c7. diz tambem sinais de artose facetaria em c3 c4 a c5 c6. capmplexo disco osteofitario posterior difuso, comprimindo p saco dural adjacente. Estou preocupada, pois pelo que li na internet nao tem cura. a pergunta é : tenho como estabilizar ? o que posso comer para melhorar e que exercicios posso fazer ? pilates? rpg? acunpultura? musculação ? necessita cirurgia ? tenho 49 . 1,70 de altura e 72 kilos. aye hoje totalmente sedentátia. mas pretendo mudar minha vida para chegar na melhor idade da melhor forma. agradeço a atenção Miriam Campos

  97. patricia comenta:

    27 setembro, 2013 @ 9:45 PM

    Boa noite dr.Fiz uma ressonância da coluna cervical, e o resultado foi esse: desidratação discal de C2-C3 a C-C6, e discreto complexos disco-osteofitariios posteriores nos niveis C3-C4 a C-C6, que tocam a face do saco dural.
    Gostaria de saber oque é.

  98. Claudinei comenta:

    10 outubro, 2013 @ 6:28 PM

    Dr. fiz uma ressonância e a conclusão foi:
    Reação hipertrófica interfacetária de L4-L5, com pequena quantidade de líquido intra-articular à direita.
    Tênue discopatia em L4-L5, sem contatos neurais.
    oque significa isso, seria uma hérnia de disco?
    Obrigado pela atenção

  99. sebastião M de moraes comenta:

    25 outubro, 2013 @ 1:18 PM

    Dr. fis uma tomografia computadorizada e acusou L3-L4 Há minimo abaulamento discal, que toca a face ventral do saco tecal.

    Em L4-L5 há abaulamento discal, que comprime suavemente a face ventral do saco tecal e reduz parcialmente a amplitude dos forames neurais.. oque é isso?
    pois tenho muita dor no nervo da perna esquerda tenho difculdade para caminhar sempre tenho que abaixar de coque na rua… OBRIGADO!

Deixe seu comentário aqui !