20 - nov
  

Fratura do Fêmur

Categoria(s): Cuidador de idosos, Emergências, Enfermagem, Fisioterapia, Reumatologia geriátrica, Terapeuta ocupacional




Resenha: Fratura do Fêmur

Em 1999, Pinheiro realizou, na cidade do Rio de Janeiro, um estudo sobre as internações de pacientes com diagnóstico principal de fratura de colo de fêmur (total de 1.870 internações) nos hospitais credenciados pelo SUS, nos anos de 1994 e 1995. A média de idade do grupo tratado clinicamente foi de 61 anos. No grupo tratado cirurgicamente, a média foi de 68,8 anos. O tempo médio de permanência observado foi de 10,6 dias no grupo de pacientes tratados clinicamente e de 16,2 dias no grupo de pacientes que foram submetidos à cirurgia. O tempo médio de permanência nos hospitais pesquisados variou entre 5,3 e 34,7 dias.

Frente a esse quadro, Carvalho e Coutinho, em 2003 fizeram outro estudo visando a identificação dos fatores de risco que aumentam a incidência de quedas, em particular, daquelas seguidas por fraturas, na população acima de 60 anos.

Segundo o estudo, as quedas distribuíram-se igualmente entre os períodos da manhã, tarde e noite, havendo uma redução em sua freqüência durante a madrugada. Acidentaram-se dentro de casa 78% dos idosos com demência, contra 55% daqueles sem essa doença.

Uma parcela pequena dos idosos caiu de madrugada, contrariando uma idéia do senso comum de que esses indivíduos caem mais durante esse período, quando se levantam para ir ao banheiro ou para beber água. Embora a maior parte das quedas tenha ocorrido durante o dia, estas se deram no próprio domicílio, em especial para o idoso com demência.

Aproximadamente metade dos idosos relatou que caiu enquanto andava. Essa informação, aliada com aquela de que apenas um quarto dos idosos referiu ter escorregado ou tropeçado, dá a idéia de que a maior parte das quedas não ocorreu tanto devido a acidentes, movimentos bruscos ou imprudentes. Parece mais evidente a idéia de que as quedas aconteceram por um enfraquecimento ósseo e/ou muscular, ou ainda por um “mal súbito”, ou “drop attack”.

A desnutrição, tem sido apontada como fator de risco para fraturas entre idosos, sobre tudo nos pacientes com demência, pois, os idosos com demência, independentemente do tipo ou da severidade, possuem o índice de massa corpórea (IMC) aproximadamente 10% menor que aqueles cognitivamente intactos.

Concluindo: a presença de desnutrição e demência são fatores de colocam os idosos no grupo de alto risco de fratura do fêmur.

Referências:

Pinheiro RS. Estudo sobre variações no uso de serviços de saúde: abordagens metodológicas e a utilização de grandes bases de dados nacionais [Tese de Doutorado]. Rio de Janeiro: ENSP/FIOCRUZ; 1999.

Carvalho AM e Coutinho ESF – Demência como fator de risco para fraturas graves em idosos Rev. Saúde Pública v.36 n.4 São Paulo ago.2002.

Tags: ,




Comentário integrado ao Facebook:


44 Comentários »

  1. Nazaré Teodósio comenta:

    18 dezembro, 2007 @ 7:36 PM

    Tenho 45anos, tive tuberculose óssea com 24anos, no colo do fêmur,estou preocupada pois vivo com muita dor no local da lesão e no final da coluna.
    Preciso de ajuda especializada. Qual profissional devo procurar?

  2. odair comenta:

    6 janeiro, 2008 @ 5:02 PM

    Olá, boa noite

    Gostei muito da resenha, o motivo pelo interêsse pelo assunto e que no último dia 01/01/2008, minha tia que mora em Araraquara com 70 anos, após desligar o telefone levantou do sofá e no virar caiu, faturou o fêmur, ela tem osteoporose.
    Ao meu ver não havia motivo para uma fratura desta se fosse numa pessoa mas nova e com que não tivesse esta doença.
    Muito obrigado por está resenha

    Odair Campos

  3. MARIA DOS ANJOS comenta:

    8 maio, 2008 @ 2:28 AM

    Tenho 46 anos, tive reumatismo no sangue, com 27 anos, fiz o tratamento , há 08 anos atrás
    comecei ter forte dores nas juntas, e nos ossos, sinto todo o corpo corpo dor, já me consul-
    tei fiz exame, e não deu nenhuma doença, eu preciso de ajuda especializada. Qual profissional devo procurar ?

  4. saskyoni comenta:

    11 agosto, 2008 @ 9:06 PM

    oi,na fratura trantocanteriana com implante de haste em paciente idoso tbm é complicada.A partir de qtos dias de pós operatório posso apoiar o pé no chão pra iniar a marcha?Me poderia dar algumas dicas sobre exercicios inicio de ultilização de bengala.Paciente de 83 anos 25 dias de operação.Sou estudante de fisioterapia, 2 ano.Grato

  5. Giselle comenta:

    18 agosto, 2008 @ 6:19 PM

    Minha cliente fraturou o trocanter maior do femur (grau 6) e realizou cirurgia de implante proximal do femur com Haste. Após uma semana de cirurgia já desloca com o auxilio de andador, mas ainda possui grandes limitações. Esta paciente tem 63 anos era fisicamente
    ativa, e segundo o médico, apresenta boa recuperação,. Gostaria de saber se ela poderá
    realizar exercicios como caminhada de intensidade moderada futuramente.
    Att,
    Giselle
    Personal trainer

  6. Talita Fortuna comenta:

    11 setembro, 2008 @ 1:23 PM

    Olá eu sou uma estudante de fisioterapia estou no 6º semestre e estou fazendo um trabalho relacionado a este tema… eu gostaria de saber quais são todos os sinais e sintomas e os principais e o mecanismo da lesão para entender melhor e explicar também… Fico aguardando sua resposta Obrigada

    Talita Fortuna..

  7. Edna Rodrigues comenta:

    19 setembro, 2008 @ 8:03 PM

    Sou estudante de fisioterapia estou no primeiro semestre e tenho que fazer um trabalho.O caso é de uma paciente que tem protese na perna direita,ela tem um encurtamento de 12 cm ,por causa do peço do corpo todo na perna esquerda,gastou a cabeça do fêmur.

    Não tem mais cartilagem e a paciente sente muitas dores.
    eu gostaria de saber qual é o tipo de cirurgia feita neste caso,e saber tb o procedimento do pós cirurgico,quando que o paciente vai ter que ir para a clinica de fisioterapia?e qual as tecnicas que o fisioterapeuta tem que usar. Grata.aguardo respostas.

  8. Rejane comenta:

    11 outubro, 2008 @ 9:26 AM

    Tenho uma amiga com 13 anos que sofreu um acidente de moto fraturando o femur(cabeça) após sete meses da cirurgia encaminharam para fisioterapia com uma perna maior do que a outra em 6cm,já está há 2 meses fazendo fisio e não melhora.o que ela deve fazer?Aguardo resposta,Grata!

  9. Cristina comenta:

    5 dezembro, 2008 @ 6:10 AM

    Após 10 meses de sucesso de artroplastia de colo do femur, senhora de 81 a, é internada em clínica de idosos após constantes quedas. Não possuia queixa dolorosa e após deambulação e início leve de fisioterapia começou a sentir dor. A dor pode ser um aspecto de tristeza por motivo da internação ou existe alguma complicação após quase 1 ano da cirurgia?? Obrigada CRistina

  10. Daniele comenta:

    16 dezembro, 2008 @ 9:07 AM

    Olá , minha tia tem 83 anos ,e caiu da cama e quebrou o femur ,o problema é o seguinte , ela já esta esperando a cirurgia desde o dia 24 de novembro , gostaria de saber quantos dias uma pessoa com essa idade pode ficar com e femur quebrado , e se eu devo me preoculpar com essa cirurgia com a idade q ela tem ? Desde já agradeço.

  11. Flávio Netto comenta:

    20 março, 2009 @ 3:46 PM

    Olá, meu nome é Flávio, sou militar, tenho 28 anos e fraturei o femur gravemente “C3″ (acidente de moto), foi colocada uma haste intramedular bloqueada, após 3 meses, não vejo consolidação óssea. O ortopedista recomendou cálcio+ vit.D 2xdia, fisioterapia e que apoiasse o pé da perna fraturada 20% do meu peso corporal para estimular os vasos sanguineos. O tratamento está adequado ? não sinto dores, ganhei adm do joelho, não tive infecção, mantenho uma dieta rica em calcio, sinto-me muito bem, porém as imagens radiográficas não apresentam sinais de calcificação, a angústia retorna. Qual a média de recuperação nesses casos? O medicação mantém? Não aguento mais ficar em casa, tinha uma vida muito ativa. Aguardo sua resposta. Obrigado!

  12. Valdemir josé Luiz das dores comenta:

    26 maio, 2009 @ 6:47 PM

    Olá tudo bem?, Tenho 45 anos, sofri um acidente de moto e tive uma fratura de femur da coxa direita onde foi necessário a relização de cirurgia para correção da mesma, após receber alta das fisioterapias, fiz um exame para detectar se houve encurtamento da perna, onde o mesmo acusou um encurtamento de 2,4cm, minha dúvida é se essa diferença pode ser considerada como invalides permanente, e se é necessário o uso de uma palmilha para compensar essa diferença afim se evitar problemas futuros na coluna.
    Aguardo resposta. Obrigado.

  13. Alvimar Tacconi comenta:

    26 junho, 2009 @ 8:05 PM

    Boa noite,fraturei o femur em dois lugares foi colocada um haste,faz um mês e 8 dias que operei gostaria de saber qual a media de tempo para colocar o pé no chão tenho 36 anos sei que varia de pessoa para pessoa Obrigado

  14. Anônimo comenta:

    18 julho, 2009 @ 3:00 AM

    Porque o IMC elevado é um fator protetor para fraturas proximais de femur?

  15. debora comenta:

    27 julho, 2009 @ 7:38 PM

    oi,minha filha colocou dois pinos no colo do femur mas de uma hora p outra deixou d andar nas muletas por ter muita dor,poderiam os pinos se deslocarem?seria possivel?ela fez a cirurgia no dia 07/07

  16. MARCIO LIMA comenta:

    26 agosto, 2009 @ 9:49 AM

    olá; minha mae fez uma cirurgia no femur por conta de uma queda ela tem 68 anos, gostaria de saber se ela pode apoiar os pes no chao??? sendo q ja tem um mes que fez essa cirurgia, o pe da cirurgia esta roxo i o movimento do joelho esta comprometido .

  17. Tyson Henrique Wood Schalcher comenta:

    1 outubro, 2009 @ 8:57 PM

    Boa noite sofri uma queda de moto e fraturei o femur em 1 lugar fratura simples depois dos 15 15 dias tirei os pontos comecei a usar muletas nas axilas aquelas que ficam embaixo dos bracos passei 2 meses andando com elas depois disso tirei 1 raio-x e o medico falou que tava otimo o raio-x e falou para eu mudar para aquelas muleta canadense e usar do lado contrario da fratura, eu estava dirigindo para o trabalho indo e voltando não sei se isso forcou tambem ou se foram a mudanca de muleta muitu rapida, mas com 2 dias comecei a sentir dores poucas que foram aumentando com passar do dia fui tirar 1 raio-x e e foi visto que a placa tinha quebrado ( foi botado 1 placa 12 pinos na cirurgia placa reta) tive que fazer outra cirurgia e foi bem pior doque da primeira vez, agora estou com 12 dias de operado e queria saber a opinião sobre porque quebrou novamente, e tambem quantu tempo devo passar com as 2 muletas embaixo do braco,? e quantu tempo dura a calcificação do osso 4, 5, ou 6 meses ? e dirigir depois de quantu tempo pode? estou com bastante medo de fazer 1 pequena coisa e quebrar e novo e ter que passar por outra cirurgia! valeuu brigado

  18. Tyson Henrique Wood Schalcher comenta:

    1 outubro, 2009 @ 8:57 PM

    Boa noite tenho 21 anos sofri uma queda de moto e fraturei o femur em 1 lugar fratura simples depois dos 15 15 dias tirei os pontos comecei a usar muletas nas axilas aquelas que ficam embaixo dos bracos passei 2 meses andando com elas depois disso tirei 1 raio-x e o medico falou que tava otimo o raio-x e falou para eu mudar para aquelas muleta canadense e usar do lado contrario da fratura, eu estava dirigindo para o trabalho indo e voltando não sei se isso forcou tambem ou se foram a mudanca de muleta muitu rapida, mas com 2 dias comecei a sentir dores poucas que foram aumentando com passar do dia fui tirar 1 raio-x e e foi visto que a placa tinha quebrado ( foi botado 1 placa 12 pinos na cirurgia placa reta) tive que fazer outra cirurgia e foi bem pior doque da primeira vez, agora estou com 12 dias de operado e queria saber a opinião sobre porque quebrou novamente, e tambem quantu tempo devo passar com as 2 muletas embaixo do braco,? e quantu tempo dura a calcificação do osso 4, 5, ou 6 meses ? e dirigir depois de quantu tempo pode? estou com bastante medo de fazer 1 pequena coisa e quebrar e novo e ter que passar por outra cirurgia! valeuu brigado

  19. Paula Fernanda Mynssen comenta:

    4 dezembro, 2009 @ 4:03 PM

    Boa noite, meu marido no ano de 2006, sofreu um acidente em serviço e nesse acidente fraturou o colo do femur, 24 horas após o acidente foi submetido a uma cirurgia no qual foi lhe colocado 3 parafusos para sustentar a região fraturada. O acidente foi no dia 26/11/2006, 8 meses após o acidente ficou diagnosticado necrose da cabeça do femur, em agosto de 2007 foi submetido a outra cirurgia no qual foi lhe colocada uma prótese na cabeça do colo do femur não acimentada. O mesmo ficou acamado por 45 dias para a total consolidação da protese, apresentava muito inchaço nas pernas por um periodo de 5 meses após a cirurgia por insistência nossa falamos com o médico dele, e só a partir depois de tantas reclamações nossa o medico levou em consideração que ele poderia ter uma trombose; e foi o que de fato aconteceu porém a trobose dele foi tvp mais como a diagnostico foi tardio ela já era de aspecto antigo graças a DEUS meu marido está vivo, gostaria muitissimo de saber se naõ foi um erro médico, hoje o meu marido está vivo mais poderia estar morto pela falta de competencia.

  20. andreia comenta:

    4 janeiro, 2010 @ 7:43 AM

    MEU MARIDO FRATUROU O FEMUR,EM DOIS LUGARES.TEM UM MES.QUERO SABER SE ELE PODE DIRIGIR CARRO AUTOMATICO?OBRIGADA.

  21. eunice aparecida da rocha fernandes santos comenta:

    18 março, 2010 @ 9:49 AM

    ola,fraturei o femur em um acidente de moto, alem de quebrar tbm trinquei o femur. foi colocado uma haste na fratura. o medico entao me informou q devido ao trinco naum posso apoiar o pè no chao por 2 meses. gostaria de saber se corro o risco de ficar com a perna + curta q a outra e se a recuperaçao é tao lenta assim mesmo?

  22. ester comenta:

    3 abril, 2010 @ 7:36 PM

    oi,ja faz mas de 4 anos que minha irmã caiu,e quebrou o femur,ja passou por varia operacoes e ate hoje nao consegue andar,e os medicos nao da uma soluçao para esse caso,ela vive agora so deitada numa cama,gostaria da ajuda de alguem para saber quais procedencias tomar,para este caso,desde ja agradeço

  23. Januario comenta:

    15 abril, 2010 @ 10:00 AM

    tenho 20 anos tenho uma perna maior q a outra 5centimetrosqual a soluçãonumca sofri acidentecada ano que passa aumenta?

  24. josy comenta:

    29 julho, 2010 @ 12:35 PM

    Olá tenho 22 anos sofri um acidente de ônibus a 2 anos,tenho 11 pinos no fêmur…Quero saber com quanto tempo tem q tirar ou se fica pra sempre…Me tire essa dúvida por favor!!

  25. lorena gerda rohde comenta:

    29 agosto, 2010 @ 1:34 PM

    Boa-tarde, tenho 55 anos, me submeti a cirurgia de protese no quadril, (Artroplastia total de Quadril Hibrida), em 05 de março de 2010, no Hospital Santa Cara em Porto Alegre, desde o inicio ficou um pouco inchado, dia 27 de agosto de 2010 amanheceu bem inclado fui no pronto atendimento do Hospital fiz o Raio X , no entanto vou ser atendida somente Quarta- Feira dia 1 de Setembro de 2010, estou muito preocupada isto é normal? Por favor me respondam. Desde já fico-lhes muito agradecida. Atencisamente, Lorena

  26. simone dantas de assis comenta:

    27 setembro, 2010 @ 7:01 PM

    ola tenho 23 anos e a 1 mes sofri um acidente d moto passei por cirurgia coloquei pino e des q cheguei do hospital ja coloco o pe no chao e tento me apoia mas agora acho q estou exagerando oq devo fazer e quanto tempo vou ficar sem andar?

  27. Sandra Ianacoli comenta:

    29 setembro, 2010 @ 11:59 PM

    Ola,sou acompanhante de uma senhora de 85 anos, a qual fez uma cirurgia de femur a dez meses,ela sempre tem dores,anda com minha ajuda e de muleta,acontece que a planta dos pés dela esta ficando muito roxo se ela deixar as pernas para baixo qdo se senta ou qdo anda, esta sentindo muita dor no local da cirurgia, o médico vascular afirma q ela esta bem de circulação, sera que isso q esta acontecendo pode ser um rompimento da protese cimentada que foi colocada no ato cirurgico? ou alguma quebradura? pois a mesma tem osteroporose.Gostaria de uma resposta urgente pois ela esta sofrendo muito com as dores que tem tido. Obridada

  28. rosa maria lemos de moraes comenta:

    4 outubro, 2010 @ 6:24 PM

    minha mae tem 80 anos quebrou o femur e sente muita dor depois da cirugia sera que ela tem pocibilidade de andar como antes gostaria de uma resposta obrida tem como me ajudar

  29. tania regina m santos comenta:

    21 dezembro, 2010 @ 5:37 PM

    minha filha sofreu fratura em tres partes do femu a 07 meses esta com tres pinos e ate agora não houve calcificaçao dos osos ,gostaria de de uma dieta que pudesse ajudar na sua recuperação .

  30. rosa maria lemos de moraes comenta:

    26 dezembro, 2010 @ 6:41 PM

    minha mae tem 4 meses que fez uma ciruzia de femur porem ela naõ aguenta nem centar sente muitas dores so quando esta deitada que ela naõ recrama a perna dela esta um pouco enchada tenho medo de ser tronboze mas naõ esta avermelhada o medico dela dice que o inchaço naõ e da cirugia do femur o resta ela esta bem so naõ anda porque ainda naõ esta fazendo fizeterapia por favor vcs pode me ajudar me mande uma resposta ok abraço

  31. nilda comenta:

    13 janeiro, 2011 @ 4:07 PM

    ola, tenho 39 anos sofri uma fratura de femur e coloquei 2 pinos acima do joelho direito, durante a cirurgia quando foram apertados os pinos sofri outra fratura com o rompimento total do femur na coxa direita ,no procedimento cirurgico foi colocado 7 pinos e uma placa , passando por cima dos primeiros pinos totalizando 9 pinos. Ja foi colado o osso ,estou na fisioterapia , que por sinal força muito para dobrar a perna ja que não consigo esse novimento totalmente. quero saber o quanto vou conseguir dobrar o joelho ?e se existe a possibilidade da perna ficar mais curta ?e se vou parar de mancar?

  32. MARUASUELANY2010@HOTMAIL.COM comenta:

    20 janeiro, 2011 @ 7:57 AM

    tenho 16 anos tenho uma perna maior q a outra [290MMS-308MMS-18MMS] NO qual sofri acidente cai de um pe de manga aos 13 anos de idade, ja passei por 1 cirurgia que ñ deu resultados,agora vou pra segunda e e muito arriscada pois posso perde a perna se der errrado dessa vez,bom eles vao colar o osso do femulo e ñ vai ter como descolar mais e ai se der errrado vao amputar e vou ter que usar protese ,gostaria de pedir sua onpiniao, faco a cirurgia sim ou nao.d;mariasuelane..email.marylooversbh@hotmail.com.bj

  33. MARUASUELANY2010@HOTMAIL.COM comenta:

    20 janeiro, 2011 @ 7:58 AM

    tenho 16 anos tenho uma perna maior q a outra [290MMS-308MMS-18MMS] NO qual sofri acidente cai de um pe de manga aos 13 anos de idade, ja passei por 1 cirurgia que ñ deu resultados,agora vou pra segunda e e muito arriscada pois posso perde a perna se der errrado dessa vez,bom eles vao colar o osso do femulo e ñ vai ter como descolar mais e ai se der errrado vao amputar e vou ter que usar protese ,gostaria de pedir sua onpiniao, faco a cirurgia sim ou nao.d;mariasuelane..email.marylooversbh@hotmail.com.

  34. suelylodipereira comenta:

    10 junho, 2011 @ 9:04 PM

    minha mãe tem 85 anos. a 1 mes operou o colo do femur, porem agora quando foi retirar os pontos, tirou uma radiografia da operação , o médico constatou que a prótese colocada tinha saído do lugar, terá que voltar ao hospital e recolocar a prótese no lugar, isso é complicado ou não?

  35. Vilma comenta:

    29 agosto, 2011 @ 11:11 PM

    Olá, tenho 27 anos, e há 1ano e seis meses, fui atropelada e com isso fraturei o Fêmur da perna esquerda, e por conta de não haver consolidação total, ja fiz 3 cirurgias e estou prestes a fazer outra, será que ainda vou conseguir andar normalmente? Pois hoje em dia ando normalmente e não sinto dor alguma, mas consolidação que é bom, nada.

  36. Jakeline comenta:

    22 março, 2012 @ 12:57 PM

    Minha tia caio os medicos dizem que ela fraturou o femo mais ela se queicha de dor no pé direito nas cochas e nos quadris nao sente dor o que acha que aconteceu

  37. joelma comenta:

    29 março, 2012 @ 5:41 PM

    oi boa tarde no dia 28 do 05 de 2011 sofri um acidente de moto quebrei o colo do fémo direito faz 09 meses da cirugia e ainda sinto muitas dores foram colocado 02 parafuso ainda estou fazendo fisioterapia ,faço muito esforço para não anda mancando mais logo canso e a coxa fica inchada e A 03 meses sinto o parafuso fazendo thiq thaq isso E normal ? vou a o medico de dois em dois meses falei o que estava sentindo ele pediu um RX e ele falou que o parafuso estava se consolidando muito bem ,mais mesmo assim pediu uma tomografia sera que ele desconfia de alguma coisa e não quer mim contar não consigo ficar tempo sentada nem em pé eu queria que vcs mim diseçem se vou ficar com problema na coluna sinto minha perna menor e mais fina, o medico diz que mais fina sim.menor não ,tenho 36 anos qual a propabilidade de reconperação pençetual da perna?obrigado .espero resposta

  38. luiza comenta:

    24 maio, 2012 @ 1:31 PM

    luiza ,tenho uma duvida quanto tempo uma pessoa com o femur quebrado,com cisto pode fica aguardando cirurgia.qual e o risco que corre e nessa cituaçao o que a gente pode fazer.

  39. ana teresa fernandes comenta:

    13 janeiro, 2013 @ 5:18 PM

    oras aqui so tem as perguntas eu quero é respostas.minha tia operou o femur e sente muitas dores na perna e ja faz um mes.isso é normal.favor responder obrigado

  40. Dr. Armando Miguel Jr comenta:

    14 janeiro, 2013 @ 9:42 AM

    Ana como responder a esta pergunta sem conhecer o estado clínico da paciente. Certamente após uma operação sentimos muita dor no local. Não é normal persistir a dor por muito tempo. Somente o médico que a está acompanhando e que a operou pode dar um resposta concreta. O site apenas informa sobre o tema. É muito importante que as pessoas coloquem comentários do que está ocorrendo com elas e como foi resolvido o caso pelo médico que a está acompanhando, assim ajudará outras pessoas que estejam na mesma situação.
    Não se esqueça os tópicos do site informam, mas é o médico que assiste ao paciente é quem tem a última palavra, sobre tudo em relação ao tratamento.

  41. Ana sousa do Pará comenta:

    5 março, 2013 @ 10:21 PM

    Minha mae tem 80 anos fez a cirurgia do colo do femur,tirou os pontos com 15 dias,percebi que um dos pontos nao fecharam totalmente tem perigo de infequisionar ou a protese sair .

  42. Nosor Jesus Beluci comenta:

    4 junho, 2013 @ 11:06 AM

    Olá,tenho 44 anos , sofri uma fratura de fêmur bem próximo a o final na parte superior ,em um acidente com moto a quase 6 meses sofri uma cirurgia para a implantação de uma haste ,e desde então venho andando de muletas, tenho dores ao firmar a perna no piso e também dores onde foram colocados os pinos de fixação.embora já deixei parcialmente uma muleta, não vejo evolução para deixar a segunda… o medico não me receitou fisioterapia somente me recomendou que eu andasse de muletas e gradativamente fosse forçando a perna no piso ao andar. ta dentro da normalidade?

  43. jose manuel zé mwá comenta:

    7 agosto, 2013 @ 7:21 AM

    bom dia,tive 1 acident de automovel,parti o fémur na cabeça,sofri 1 cirurgia onde colocaram placas mas mediant o tempo em 8meses nao conseguia andar ,porq os parafusos dentro tinham partido e o osso uniu torto sentia sempre muita dor.sofrioutra cirurgia limparam tudo q estava dentro e colocaram placas de inox externa fora com puchadors,ate quase ao joelho q nao deixa dobrar.será q 1 dia vai dobrar,qnto tempo vou ficar sem colocar o pé no chão,e qntos meses faz pra consolidar o ossovou voltar a andar.ajudam-me com informaçoes.

  44. Rosangela Giudice comenta:

    14 novembro, 2014 @ 6:02 PM

    Meu pai caiu da cama é quebrou a cabeça do femur, faz uma semana, ele é um paciente amputado da perna esquerda e fraturou o lado direito, tem Alzheimer e é diabetico, tem problemas de má circularização na perna direita, aertoresclorose, e o médico ortopedista aconselhou não operar devido ele achar que pode haver qualquer problema tipo trombose e etc, e ele perder a perna direita também. Então ele està em casa com dores e é difícil manipular ele para trocar fraldas, banho etc. Ele prescreveu nimesulida e dipirona e tramas. Pergunto existe a possibilidade desta dor ir amenizando, como devo proceder, preciso de conselhos, para poder ajudar meu pai, fico no aguardo

Deixe seu comentário aqui !